1. Spirit Fanfics >
  2. Gabicente-depois de tudo >
  3. Parte 2 - Capítulo 16 - Decisão parte 2

História Gabicente-depois de tudo - Capítulo 52


Escrita por:


Notas do Autor


Ai vai a continuação da conversa♥ é um capítulo pequeno, mas fofo

Capítulo 52 - Parte 2 - Capítulo 16 - Decisão parte 2


Fanfic / Fanfiction Gabicente-depois de tudo - Capítulo 52 - Parte 2 - Capítulo 16 - Decisão parte 2

No capítulo anterior 《

-O Vicente já sabe?

Suspirei. 

-Não. Eu tava muito brava com ele pra contar. Como eu ia dizer pra ele que a gente ia ter um filho, depois de encontrar ele na cama com outra?  A Eugênia ia me encher de lixo...ela podia até dizer que eu tava inventando tudo pro Vicente ficar comigo....

Minha mãe começou a fazer carinho forte em meus cabelos,tendo me acalmar. 

-Gabriela....ele precisa saber! Afinal, vocês fizeram essa criança juntos. Como você me deixa uma coisa dessas acontecer? Eu sempre te orientei...

Suspirei. Eu também queria saber.

-Eu não sei mãe. Não foi muitas vezes,mas a gente sempre se protegeu...o Vicente era muito cuidadoso...

Dizer aquilo me fez chorar mais ainda, ao ponto de soluçar. 

 

 

》》》》》》》》》》

-Alguma coisa de errado aconteceu.  Mas agora não é hora de se lamentar, e sim de pensar como vai contar tudo isso pro Vicente...

 

Não. 

 

-Mãe, já faz tempo isso, ele nem deve lembrar mais de mim.

Ela negou com a cabeça. 

-Eu acho que você tá bem enganada meu amor. Olha, eu vou te contar tudo o que eu sei porquê eu não suporto mais te ver as assim. 

Arqueei a sobrancelha e sequei as lágrimas. O que ela sabia sobre o Vicente que eu não?

-Bom -ela continuou, respirando fundo -logo depois que vocês terminaram, o Vicente veio atrás de mim.

Levei um susto,por que ninguém tinha me contado nada?

-É sério isso? O que ele queria? 

Ela pareceu ficar em dúvida se me contava ou não. 

-Ele queria falar com você,mas como você não tava em casa,ele falou comigo, e minha filha...ele tava sofrendo muito,mesmo. 

Engoli em seco,tentando me controlar.

-O que ele te disse?

-Ele me jurou que não te traiu. Ele disse que foi drogado pela tal garota. 

Revirei os olhos. Mesmo com um pouco de raiva,meu coração acelerou. Se ele não tivesse me traído...

-E o que mais ele inventou?  Olha mã...

-Ele tava falando a verdade- ela falou com convicção, me fazendo arregalar  os olhos. 

-Como você tem tanta certeza mãe? 

-Nos olhos dele Gabi, eles brilham quando fala de você,  e naquele dia ele tava muito triste,parecia sem vida nenhuma.

Engoli em seco novamente, desviando o olhar

 

A tristeza dele era o meu ponto fraco. 

 

-Mãe - eu disse após um longo silêncio - é difícil para mim acreditar nisso tudo. Eu entro em pânico só de pensae nele beijando outra, ou...fazer mais do que isso. Era eu no lugar daquela loira...

-Meu amor, eu sei que o Vicente te magoou,mas eu também sei que vocês tem uma ligação muito forte. Se ele realmente te traiu, o que eu duvido muito, ele tá muito arrependido. Sabe, a Vera me contou que o Vicente desde que você terminou tudo, não come direito, vive pelos cantos chorando, nem o basquete não anima mais ele.

Ele era o meu romântico sofredor preferido.

-S-será mesmo?  Se bem que... ele brigou feio com a Eugênia por minha causa,né? 

Minha mãe assentiu,  me dando uma pontinha de esperança. 

-Segundo a Vera, o Vicente tem certeza que foi a perua entojada da Eugênia que armou tudo, só pra separar vocês dois.

Me levantei depressa,sentindo as minhas bochechas ficarem vermelhas de raiva com aquela possibilidade. 

-Agora eu to começando a acreditar no Vicente.  A Eugênia me odeia e seria mesmo capaz de tudo pra separar a gente.

Juntei a minha bolsinha de mão em cima do sofá e fui em direção a porta.

-Espera Gabriela!  Onde você vai? 

Com uma onda de confiança,  respondi.

 

 

-Eu vou atrás dele, vou esclarecer tudo o que aconteceu, contar do bebê e resolver a minha vida de uma vez por todas. Eu tô cansada de sofrer, de agora pra frente, eu quero ser feliz também.  -disse, e sai do quarto, antes que minha mãe me impedisse com alguma coisa importante que ela parecia querer falar. 

Não dei bola, naquele momento a única coisa que me importava era ir atrás da minha felicidade, que tinha nome e sobrenome:

 

 Vicente Fialho Machado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...