1. Spirit Fanfics >
  2. Grávido de Kim Taehyung (VKOOK) >
  3. Nove

História Grávido de Kim Taehyung (VKOOK) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


oi amores! Playlist de música da fanfic estão na minha BIO!
Boa leitura ✨

Capítulo 9 - Nove


 

Jungkook: Me perdoa, eu não te vi.

 

 

O moreno pediu, em um tom baixinho pela tristeza que estava sentindo. 

 

 

Taehyung: Tudo bem. Mas por que está chorando? 

 

Jungkook: Contei para minha mãe sobre a gravidez — Desabafou de uma vez em meio de lágrimas e Taehyung o olhou rápido — Ela me expulsou de casa... 

 

 

Kim ao menos esperou que o garoto falasse algo a mais e foi logo o puxando para um abraço. Este que estranhou e não retribuiu, geralmente não gosta de ter muito contratos físicos com outras pessoas, especialmente com alfas. E mais especificamente ainda com Taehyung. 

 

Talvez o passado ainda o amedrontasse demais para isto. 

 

Quando se separaram, Taehyung o olhou com um sorrisinho reconfortante. 

 

 

Taehyung: Meninas, eu não vou com vocês — Taehyung disse para as duas garotas, que se entreolharam e assentiram, continuando a caminharem pela calçada — Podemos conversar? 

 

Jungkook: Podemos.

 

 

•-•

 

 

Ambos estavam sentados na rampa de skate, sozinhos. Um do lado do outro. Precisavam conversar sobre o futuro, sobre tudo que tinha acontecido. 

 

 

Taehyung: Me perdoa por não conversar com você nesses três dias — Jungkook não demonstrou reação alguma, apenas ouvia atentamente as palavras do alfa — Eu precisava de um tempo para pensar sobre tudo isso. 

 

Jungkook: Eu entendo... — Sussurrou sincero, brincando com os próprios dedos longos. Era lógico que entendia, todos iriam precisar de um tempo para raciocinar aquela informação. 

 

Taehyung: Não foi fácil esses dias, minha cabeça doía de tanto que pensava. Mas... cheguei a uma conclusão — Ambos se olharam — Jungkook, por mais difícil e louco que isso seja, eu fiz essa criança também, e ela merece ter os dois pais presentes na sua vida. 

 

 

Jungkook arregalou os olhos, não evitando em dar um sorriso grande e bonito para Kim. 

 

 

Jungkook: Obrigado! — Juntou as mãos na frente do peito, sorrindo grato — Confesso que eu pensei que você não iria assumir o bebê.

 

Taehyung: Pensei sobre isso, mas eu não sou covarde a este ponto. E... sinto muito pela sua família. 

 

Jungkook: Ah, eu já esperava. — Deu de ombros, mas ainda sim magoado. As palavras de sua mãe ainda rodavam sua mente.

 

Taehyung: Você... Tem onde ficar? 

 

Jungkook: Não, talvez eu fique na casa da namorada do meu irmão, ainda não sei. 

 

Taehyung: Sabe Jungkook... Você pode ficar na minha casa se quiser... — Propôs receoso, pois sabia o jeito de Jeon. 

 

Jungkook: Na sua casa?! Mas... Não acho que seja uma boa ideia. 

 

Taehyung: Eu sei que você não gosta muito de alfas, mas olha, é o mínimo que posso fazer. Por favor... 

 

Jungkook: Taehyung, eu... — Foi interrompido pelo grito desesperado do irmão mais velho, que corria na sua direção — JaeHyuk?

 

JaeHyuk: Por Deus, você está bem? — Perguntou chegando em Jungkook e o puxando para um abraço apertado. 

 

Jungkook: Acho que sim... — Se distanciou, vendo a expressão preocupada do irmão. 

 

JaeHyuk: Seu louco, fiquei preocupado! Saísse correndo e eu não estava te achando. 

 

Jungkook: Desculpa — Pediu tímido e dando um pequeno sorriso de canto. 

 

JaeHyuk: Não ligue para as coisas que a mamãe falou, certo? 

 

Jungkook: No fundo eu sabia que isso iria acontecer, só estou mal, sabe, tudo que ela disse foi verdade e doeu. 

 

JaeHyuk: Tudo vai melhorar, tá? — Jeon assentiu sorrindo pequeno. JaeHyuk olhou por cima do ombro do irmão mais novo e viu Kim os observando em silêncio — Quem é este? 

 

Jungkook: Bom, JaeHyuk, esse é Kim Taehyung. Kim Taehyung, este é JaeHyuk, meu irmão — Apresentou e ambos sorriram um para o outro.!

 

JaeHyuk: Então você é o tal Kim Taehyung... — Murmurou pensativo — Interessante. E aliás, Jungkook, você pode ficar lá em casa por um tempo, até as coisas se arrumarem. 

 

Taehyung: Ou você pode ficar comigo... — Taehyung falou, sorrindo para Jeon. Este que alternava o olhar entre os dois. 

 

Jungkook: JaeHyuk, obrigado, mas acho que vou ficar com Taehyung por enquanto. Se não tiver incômodo, lógico. 

 

Taehyung: Que isso, lógico que não! 

 

JaeHyuk: Certo. Cuide bem do meu irmão, Kim. E você alfinha, se cuide viu. Qualquer coisa eu to aqui. 

 

Jungkook: Irei, obrigado — sorriu grande. 

 

Taehyung: Bom, vamos? — Kim perguntou ficando ao lado de Jungkook. 

 

Jungkook: Vamos.

 

Jungkook só pensava em como seria conviver com um alfa...

 

•-•

 

Jungkook levou Taehyung até sua casa, para que pudesse pegar suas roupas, para assim poderem ir até a casa do alfa. Jungkook conseguiu pegar tudo que queria sem ao menos trocar uma única palavra com sua mãe e seu pai, eles apenas o ignoraram. 

 

 

Taehyung: Só vai levar isso? — O alfa apontou para a pequena mala do ômega, que assentiu sem se importar. 

 

Jungkook: Só peguei algumas roupas, eu volto para pegar o resto. 

 

Taehyung: Tudo bem, de para mim, grávidos não podem fazer esforço — Falou e tentou pegar a mala da mão de Jeon, mas moreno foi rápido o bastante para não deixar. 

 

Jungkook: Eu não preciso de ajuda, eu consigo. Obrigado — Sorriu e começou a caminhar pela calçada, deixando Taehyung parado no mesmo lugar, sem entender. 

 

Taehyung: Onde você vai? — Perguntou correndo e viu Jeon se virar para si. 

 

Jungkook: Para sua casa, ué. — Ergueu os ombros, falando como se fosse a coisa mais óbvia do mundo. 

 

Taehyung: É longe demais, vou chamar meu motorista — Informou já pegando o celular, e Jungkook riu — Do que está rindo?

 

Jungkook: Vai dizer que não consegue andar até sua casa? — Arqueou a sobrancelha. 

 

Taehyung: Obvio que consigo. 

 

Jungkook: Então não sei o que está esperando — Sorriu e começou a correr, sem perder tempo, Taehyung bateu o pé e começou a correr atrás de si. 

 

 

•-• 

 

 

Ao chegarem na grande casa do alfa, Jungkook já lembrou-se da festa. Foi inevitável não lembrar. Tudo parecia tão diferente agora. Estava tudo organizado e chique. Bem diferente da última vez que Jungkook esteve ali, onde havia pessoas para todos os cantos, comida, bebida, música e tudo mais. Jeon observou mais o lugar, tudo ali parecia custar um valor extremamente alto, até as cortinas de cor clara da sala, que tinha um detalhe quase insignificante para alguns: Umas pequenas pedras de diamante na ponta. 

 

Parecia realmente outra casa. 

 

Os móveis da casa, em geral, eram de cores claras. Tinha dois grandes andares na casa, e Jungkook lembrava-se bem dos dois. O alfa Taehyung ao menos esperou que Jungkook terminasse de olhar todo o grande cômodo, que unia o hall de entrada, a sala de estar e a sala de jantar, e o levou até um quarto de visita, para que o mesmo se sentisse mais confortável. A verdade é que Taehyung estava animado com a vinda de Jungkook, sentia que as coisas mudariam. E queria deixar o ômega confortável ao máximo. 

 

 

Jungkook: Sua casa é linda. — Jungkook elogiou sorrindo e prestando atenção aos detalhes do quarto de visita. 

 

Taehyung: Diga isso a minha mãe, ela quem decorou e arrumou tudo por aqui — Diz e morde o lábio inferior — Aliás, logo ela vai chegar. Por favor, ignore se ela começar a fazer milhares de perguntas. 

 

Jungkook: Hã, certo... 

 

Taehyung: Vou chamar a Jiyoon para te ajudar... — Disse pensativo, já andando rapidamente na direção da porta. 

 

Jungkook: Ajudar em que? 

 

Taehyung: A arrumar suas roupas no guarda-roupa, não é óbvio? 

 

Jungkook: Kim... — Suspirou — Eu não preciso de ajuda. Consigo arrumar tudo sozinho. 

 

Taehyung: Mas você está grávido, e não pode fazer esforço! — Justificou e Jungkook soltou uma risada, um pouco desacreditado.

 

Jungkook: Certo, a chame então. 

 

 

Taehyung sorriu satisfeito e saiu do quarto, deixando Jeon sozinho com seus pensamentos. Ele se sentou na cama, relaxando as pernas depois de uma longa e cansativa caminhada. Tirou o tênis que usava e os deixou encostados na parede, ao lado da cama. Andou pelo quarto grande, chegando a uma linda janela window. A janela era branca, e o sofazinho era da cor azul clarinho, muito bonito. Tinha duas almofadas bonitas — Com detalhes dourados, brancos e azul bebê  — uma de cada lado. 

 

Jungkook sentou-se ali e permitiu-se a abrir a janela, sentindo o vento gélido bater contra seu rosto e bagunçar seu cabelo. Diferente da sua casa, ali não tinha crianças brincando e gritando na frente. Ali era calmo e transmitia paz. 

 

O barulho das três batidas na porta soaram pelo quarto, e logo Jeon pode ver quem era que batia: Uma moça aparentemente com uns 25 anos adentrou o grande cômodo. Ela vestia uniforma de empregada, deveria ser a tal Jiyoon que Taehyung havia falado. 

 

 

Jiyoon: Olá — Fez reverência à Jeon, sorrindo — Eu sou a Jiyoon, sua empregada pessoal a partir de agora — Pelo seu tom calmo e gentil, e pelo seu cheiro suave, Jeon julgou ser uma ômega. 

 

Jungkook: Oi Jiyoon, sou Jeon Jungkook. — Cumprimentou educado, caminhando para perto da moça. 

 

Jiyoon: Você quer ajuda para arrumar as roupas? — Ela perguntou caminhando rapidamente até a mala de Jeon, que estava sobre a cama — Eu ajudo. Você quer que eu arrume por cor? Tem alguma preferência? — Ela perguntava já com uma bermuda de Jungkook nas mãos. 

 

 

Arrumar por cor? Quem arruma roupa por cor? Haja paciência. Jungkook pensava. 

 

 

Jungkook: Você não vai fazer nada, eu quem vou arrumar — Falou ficando ao lado de Jiyoon, tomando a bermuda das mãos da menina, e vendo seu olhar de tornar cada vez mais confuso.

 

Jiyoon: É meu trabalho, eu insisto. — Segurou novamente a bermuda de Jeon e puxou levemente para seu lado. 

 

Jungkook: Eu também insisto. — Sorriu, puxando a bermuda — Eu consigo arrumar as coisas, são poucas roupas. 

 

Jiyoon: Tem certeza? Senhor Jeon, são muitas roupas, eu arrumo em uns instantes. Arrumo tudo por cor... 

 

Jungkook: Quem arruma roupa por cor? — Franzi o cenho, achando aquilo a coisa mais estranha. 

 

Jiyoon: Bom, a família Kim arruma... 

 

Jungkook: Mas eu posso arrumar, termino logo, logo. 

 

Jiyoon: Certo... — Murmurou desistindo e largando completamente a peça de roupa — Mas o senhor Kim vai cortar meu pescoço — Riu fraco, com as mãos atrás do corpo, sem jeito. 

 

Jungkook: Ele não teria coragem. Pode se sentar se quiser, ou sei lá, ir fazer outra coisa. — Disse tirando o restante das roupas de dentro da mala e as colocando sobre a cama. 

 

Jiyoon: Tem certeza Senhor Jeon?

 

Jungkook: Tenho sim Jiyoon. 

 

Jiyoon: Se é assim, vou descer para cozinha. Caso precise de algo, pode me chamar que chegarei em instantes! — Jungkook riu do jeito da garota. Jiyoon aparentava ser realmente muito boa e gentil. 

 

Jungkook: Pode deixar. 

 

 

Jiyoon saiu do quarto, deixando novamente Jeon sozinho arrumando suas roupas. Ele separava calmamente suas peças de roupa, colocando algumas em cabides e pendurando no grande e bonito guarda-roupa. 

 

"Este guarda-roupa é mais bonito que eu." Pensava Jungkook enquanto arrumava as roupas. 

 

Jungkook pensava como seria morar com Kim Taehyung. Nem ao menos conhecia direito o alfa e da última vez que ficaram juntos, não deu certo. Talvez tivesse sido uma escolha errada estar ali, num ambiente tão diferente do seu, convivendo com pessoas diferentes de si. Mas pensava que poderia ser uma boa experiência, poderia fazer amigos diferentes e conhecer coisas nova. E também pois não queria ficar atrapalhando a vida de seu irmão... 

 

A porta foi aberta rapidamente, logo deixando uma mulher bonita com um vestido branco cumprido e cachecol bege, entrar. Ela falava alguma coisa a ver com Yeontan e almofadas, Jeon não conseguiu entender muito bem, mas Kim Taehyung vinha logo atrás, tentando acalmar a mulher. 

 

 

Sr.MeHa: Já falei! Essa já é a décima. Décima! — Balançava a cabeça negativamente, indignada, andando de um lado para o outro. 

 

Taehyung: Mãe, mas eu amo ele! — Dizia parecendo tentar convencer a mãe de algo. 

 

Sr.MeHa: Ouça-me bem, se aquele pulguento comer mais uma das minhas almofadas, você já sabe o que vou fazer — Olha seriamente para o alfa. Logo um o barulho de um latido de faz presente, e todos do quarto se viram na direção do pequeno cachorrinho que adentrava o quarto animado, abanando o rabo. 

 

Taehyung: Você não teria coragem — Taehyung pega rapidamente o cachorro no colo — Olha como ele é fofo! — Abraça no animal, sorrindo. A mulher mais velha sorri de canto. 

 

Sr.MeHa: É fofo, mas não deixa de ser um destruidorzinho de almofadas, hm! — Ela de repente de vira para Jungkook, que se assusta com o ato e da um passo para trás, com os olhinhos negros levemente arregalados — Oh! Veja que gracinha! — Jeon sorri torto e nervoso — É seu amiguinho da escola, filho?

 

Taehyung: É mãe. Esse é o Jeon Jungkook. Jeon, essa é... 

 

 

Antes que o alfa pudesse terminar de apresentá-los devidamente, a mais velha puxa Jeon para um abraço apertado, balançando-o de um lado para o outro. 

 

 

MeHa: Olhe que bochechas gordinhas! — Comentou apertando as bochechas do moreno — Me chamo MeHa, gracinha. — Disse sorrindo, se separando de Jeon. 

 

Jungkook: A-Ah, prazer. — Sorri nervoso. 

 

MeHa: Filho! — Exclama assustada e olhando o quarto — Você não chamou alguma empregada para ajudar esse garoto?! Cadê os modos? Eu te ensinei a tratar as visitas da melhor forma! 

 

Taehyung: Mas eu chamei! — Suspira baixo — Cadê a Jiyoon, Jungkook? 

 

Jungkook: Ela está na cozinha eu acho. Mas eu quem pedi para ela sair do quarto — Explicou simplista, fazendo a expressão de MeHa ficar cada vez mais confusa. 

 

MeHa: Por que fez isso? Olhe, tem tanta coisa para você guardar... Tcs, tcs, tcs... — Balançou negativamente a cabeça olhando a mala do moreno e cruzando os braços. 

 

Jungkook: Nem é tanta coisa, eu consigo arrumar tudo num instante. Obrigado mesmo assim. 

 

MeHa: Hm, tudo bem. Ah, e aliás, por que está aqui? Vocês... — Alternou o olhar entre o filho e Jeon — Vocês estão ficando? Estão namorando? Oh meu Deus! Finalmente meu filhinho arranjou alguém que preste! — Bateu palmas animada. 

 

Jungkook: Calma, a Senhora está falando da gente? — Apontou o dedo para Kim e para si — Namorando? Eu e ele? Namorando? 

 

MeHa: Sim, vocês formam um belo casal! E eu bem que gostaria de ver meu filhinho namorando... 

 

Taehyung: Mãe, não estamos namorando, por favor... — Passa a mão no rosto, suspirando novamente. 

 

MeHa: Ah, não estão? Então o que ele faz aqui, filho? Vocês são colegas da escola?

 

Taehyung: Sim mãe, teve problemas com a família, por isso ofereci nossa casa para ele ficar. 

 

Jungkook: Se tiver incômodo, eu posso sair e... 

 

MeHa: Não, você fica! — Impediu o ômega de terminar de falar, este que se calou na hora — Problemas com a família? Quer contar o que houve, gracinha?

 

Jungkook: É que eu fiz algo que minha mãe não gostou, e ela acabou me expulsando de casa... 

 

MaHa: Quem faz isso com um filho? Ainda mais um pítico como você — Falou indignada, fazendo Jeon e Kim rirem fraco — Bom, não irei me meter em assuntos familiares, mas pode ficar o quanto quiser. 

 

Jungkook: Obrigado, prometo não incomodar — Sorri pequeno. 

 

MeHa: Não irá, agora tenho cabeleireiro, tchau meu filho — Beijou a testa de Kim — Tchau gracinha! — Beijou a bochecha de Jeon, não deixando de dar mais uma apertadinho, antes de sair pela porta, com Yeontan atrás. 

 

Taehyung: Desculpa, por ela — Disse tímido e sem jeito, quando ficou a sós com Jungkook. 

 

Jungkook: Tá tudo certo, eu adorei ela — Mordeu o lábio inferior. 

 

Taehyung: Eu vou lá embaixo enquanto você termina de arrumar as coisas.

 

Jungkook: Certo. 

 

 

Kim Taehyung saiu do quarto, fechando a porta e deixando novamente, Jungkook sozinho com seus pensamentos. 

 

Quando terminou de arrumar todas suas roupas no guarda-roupa, saiu do quarto e começou a andar lentamente e em silêncio pela casa. Ele passava pelos corredores, vendo portas, portas, portas, e mais portas. Haviam quadros de diversos tipos pendurados nas paredes para dar uma pequena decorada. E Jungkook pensou que não havia casa mais bela e organizada que aquela. A casa estava silenciosa, e os olhos de Jeon bem abertos e atentos a qualquer coisinha. Quando chegou na escada grande, desceu lentamente, passando a mão direita no corrimão gelado. Assim que chegou no primeiro andar da casa, pode ver o hall de entrada, a sala de estar e a sala de jantar. Virou-se para o outro lado e andou mais um pouquinho, chegando até a cozinha. Ouvia barulhos de fogão e vozes conversando. Adentrou devagar o cômodo, vendo duas moças conversando e cozinhando. O cheiro de pão de casa estava de matar, a barriga de Jeon já roncava baixinho e a vontade bateu forte. Ele podia até sentir o leve gosto do pão, de tanta vontade. Mas não fez nada, ficou ali parado, apenas observando e sentindo a barriga revirar. 

 

 

Taehyung: Bu! — Exclamou Taehyung de repente e Jeon deu um pulinho de susto. 

 

Jungkook: Meu Deus, não faça mais isso... — Pediu com a mãozinha no peito. 

 

Taehyung: Desculpa, está com fome? 

 

Jungkook: N-não... — Mentiu sem jeito e Kim riu alto, atraindo a atenção das duas moças que estavam conversando — Pare de rir! 

 

Taehyung: Então pare de mentir, isso é feio. Venha — Pegou a mão de Jungkook e o levou cozinha adentro — Você quer pão? Bolo? Torta? 

 

Jasmin: Os pães estão fresquinhos! Acabaram de sair do forno. — Disse uma das moças. 

 

Taehyung: Obrigado Jasmin — Sorriu fofo para ela e olhou para Jeon — Quer pão? Jasmin é uma deusa da cozinha. 

 

Jungkook: Pode ser — Taehyung caminhou até a bancada onde haviam pães cobertos com panos grandes e os descobriu. Os olhinhos de Jungkook brilharam. 

 

Taehyung: Uau, estes pães estão lindos e muito curiosos — Comenta rindo. E realmente, os pães pareciam estar maravilhosos — Vou pegar um, tá Jasmin? — mulher assentiu. 

 

 

Taehyung pegou um pedaço grande de pão e carregou até a mesa de jantar. 

 

 

Taehyung: Você quer geleia? — Jeon assentiu. Taehyung correu novamente até a cozinha e voltou carregando três potes de geleia nas mãos e uma faca, logo colocando-os sobre a mesa, ao lado do pão — Quer suco?

 

Jungkook: Ah, não precisa. 

 

Taehyung: Ta bom, então. 

 

 

Ambos se sentaram na mesa, um de frente para o outro. Taehyung cortou um pedaço de pão para ambos e pegou os potes de geleia, colocando-os enfileirados um ao lado do outro, na sua frente. 

 

 

Taehyung: Este é de morango, este de uva e este de banana — Apontava para os potes, a vontade de Jungkook de comer aquilo tudo aumentava mais. 

 

Jungkook: Quero todos — Lambeu os lábios, animado. 

 

Taehyung: Todos?! 

 

Jungkook: N-não, eu quis dizer o de morango... 

 

Taehyung: Você pode comer quantos quiser — Empurrou os potes na direção do ômega. 

 

 

Jungkook não comeu apenas uma fatia de pão e sim quatro. O que surpreendeu bastante o alfa, que não disse nada, estava com medo da reação do moreno. Era os hormônios, hormônios, muitos hormônios... Os olhinhos de Jeon brilhavam e Taehyung conseguia ver aquilo, sorria bobo cada vez que ele mordia o pão o que deixava suas bochechas cheias. 

 

"Adorável" pensava sobre Jungkook. 

 

Talvez conviver com Jungkook poderia se tornar melhor do que imaginou.


Notas Finais


o que acharam? comentem muuuito
aaaaa “grávido de Kim Taehyung” estão quase batendo 200 favoritos, obrigada!

me sigam no wattpad — user na BIO — a fanfic está sendo postada lá também :)

até 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...