História Guilty (Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Exo, Hoseok!alfa, Jikook, Jimin!ômega, Jin!ômega, Jungkook!alfa, Namjin, Namjoon!alfa, Suga!ômega, Taehyung!ômega, Yoonseok
Visualizações 56
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nesse momento seu coração parou, por que isso aconteceu? O ver daquela maneira me transtornava, mas por que isso? Eu não era nada mais que um conhecido...

“Ele precisa de ajuda, e você pode fazer isso, confie em seu coração”

Capítulo 2 - He said he needed help (PT. II)


Fanfic / Fanfiction Guilty (Jikook) - Capítulo 2 - He said he needed help (PT. II)

O médico fez uma breve pausa fazendo com que todos ficassem apreensivos, os pais de Jimin pareciam mais brancos que o normal, e os amigos do mesmo ficaram pasmos, aguardando as palavras...

- Bem ele está bem, a intoxicação foi leve, e aparentemente a senhora reconheceu isso no início, ele vai ficar bem, e já pode receber visitas. – O homem disse tocando o ombro da mulher, que já se desfalecia de tanto chorar...

- Acho que já podemos ir embora né? – Jungkook perguntou colocando a mão atrás da cabeça e semicerrando os olhos meio sem graça. – Você não ta falando sério né? – Namjoon o questionou com um tapa de leve nos braços. – Bem... bom... é que... ele ta bem né? O que mais podemos fazer? – Jungkook respondeu desconcertado e com as maçãs do rosto avermelhadas. - Nós vamos entrar, e ver se esta tudo bem mesmo! – Hoseok dessa vez disse, com a voz firme e confiante, já adentrando o corredor, junto com os pais de Jimin.

Caminhar ali não era fácil pra muitos deles, os passos eram frios, e quanto mais o quarto ficava mais perto, maior era a tensão para muitos deles, quando finalmente alcançaram a porta, e viram o menor, ligado á todos aqueles aparelhos, um sentimento ruim tomou conta de seus corpos, os pais de Jimin se aproximaram rápido até a maca do mesmo, e seus amigos se reuniram em um canto do quarto, observando tudo sem dizer uma palavra.

Todos passaram um tempo ali, sem dizer nenhuma palavra, apenas encarando a situação de Jimin, com culpa, o pai de Jimin ocupado como era, tivera que sair á negócios, a mãe do mesmo, nessa altura um pouco mais calma com toda a situação, se recusava á sair do quarto, apesar de também muito ocupada, se martilhava pelo ocorrido.

- A senhora tá bem mesmo? – Jin se aproximou e perguntou tocando a mulher com carinho no ombro. – Estou sim querido, e o nosso Jimin também vai ficar. – Respondeu tocando a mão do menino e de seu filho ao mesmo tempo. – E agora já podemos ir? – Jungkook perguntou tão baixinho que saiu como um sussurro. – Dessa vez Taehyung apenas o beliscou no braço com força, fazendo o mesmo recuar e resmungar baixinho, enquanto acariciava o braço, na intenção de parar a dor.

 

Mais tarde...

 

- Nós vamos voltar pro hospital ou não? – Jin resmungou levantando do sofá e fechando seu casaco, enquanto ajeitava seus cabelos lisos que caiam sobre sua testa. – Mas nós acabamos de voltar de lá! – Jungkook exclamou, e recebeu como resposta um olhar frio que penetrava sua alma de todos os meninos. – Não te ensinamos á ser rude desse jeito. – Taehyung disse levantando e fechando o mais novo com o capuz de seu casaco.

- Não precisamos de ir agora certo? Nós viemos de lá faz pouco tempo, e ele esta bem, está com os pais dele, e ele sabe que nós estamos com ele, tudo bem, certo? – Namjoon disse dessa vez, abraçando Jin e acalmando o mais velho que parecia impaciente. – É que eu não estou confortável, me sinto culpado, eu deveria estar lá pra ajudar ele. – Jin exclamou dessa vez, a culpa em sua voz o corroía por dentro. – Se acalme tudo bem? Você não podia fazer nada, fizemos tudo o que estava ao nosso alcance. – Namjoon dessa vez alcamou o mais velho, que suspirava profundo bastante preocupado.

 

No Hospital...

 

Jimin passou muito tempo dormindo até finalmente se mexer na cama e dar sinais de que acordaria, sua mãe mais que rápido se colocou de pé ao lado da cama, e segurou a mão do menor, observando cada traço do seu rosto, enquanto Jimin abria vagarosamente seus pequenos olhos.

- Ta tudo bem querido, eu estou aqui com você. – A mãe de Jimin disse com lágrimas no rosto, enquanto acariciava constantemente o menor. – Jimin acordará aos poucos, e apesar de não reconhecer aquele lugar, quando finalmente recobrou 100% dos seus sentidos, não parecia contente, sua mãe chorava e beijava seu rosto, como se o garoto fosse o maior presente do mundo.

Ele não queria estar ali, queria estar junto do seu amado, por que era tão difícil superar aquela dor, tudo o que ele mais queria, era estar perto da pessoa que amava, e quando acordou naquele quarto, nada mais fazia sentido, ele não tinha conseguido.

- Os seus amigos estavam aqui, eles vão voltar em breve. – A mãe de Jimin disse, agora um pouco mais calma. – O menor apenas estava com a cabeça encostada, não respondia, não dava sinais de que estava ouvindo, e sequer respondia. – A mulher vendo o que acontecia, entendia tudo, ela apenas se afastou e observou de longe, pensando o que fariam de agora pra frente, afinal o garoto havia tentando suicídio, e eles teriam que tomar uma providência, Jimin não os perdoaria se o colocassem em uma clinica de reabilitação, e a mulher não dormiria a noite, pensando que seu filho poderia vir a tentar se matar de novo.

 

Ela só queria o bem do garoto, mas não sabia o que fazer, Jimin estava sofrendo, e por que não estaria? Aquilo que ele mais amava foi arrancando dele da pior forma, a mulher sentia a dor de Jimin, e chorava baixinho no canto do quarto, não sabia o que fazer, mas não queria deixar o pequeno e frágil garoto desamparado nessa hora tão difícil. 


Notas Finais


Eu sei que prometi postar sempre, mas não tive como, e nem tempo, mas olha, eu vou voltar sempre, quando vocês menos imaginarem, então é isso hihihi

Estamos finalizando a parte dramática, pelos menos a primeira delas, podemos esperar as coisas melhorarem, ou não ne q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...