1. Spirit Fanfics >
  2. Hatake Second Chance (Kakashi x Leitora x Obito) >
  3. Lar doce lar

História Hatake Second Chance (Kakashi x Leitora x Obito) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Tenham uma boa leitura ❤️

Capítulo 7 - Lar doce lar



À noite passou como nunca. Pela primeira vez em meses, S/n conseguiu dormir sem quaisquer preocupações, por mais que Kakashi tenha lhe dito que não confiava nela apesar de tudo.


Pela manhã, todos eles caminhavam, e S/n os seguia. Era engraçado como Obito sempre tentava provocar Kakashi com algo, que por sua vez sempre ignorava o garoto. Era estranho. Rin e Obito pareciam não conhecer o grisalho mais, como se aquele fosse um Kakashi totalmente diferente do que eles conheciam. 


S/n poderia facilmente dizer que os dois eram o oposto um do outro. Enquanto aquele Uchiha demonstrava ser extrovertido e simpático, o grisalho mais parecia ser fechado e frio.


Mas por mais frio que fosse, ele demostrava se preocupar muito com seus companheiros de equipe.


Rin por sua vez passava a maior parte do tempo sorrindo para os dois rapazes. Bom, ela demostrava sorrir mais apaixonada para um, mas isso não tirava o fato de que tratava os dois bem. 


Chegando próximo a uma colina, S/n se assustou quando viu algo como um flash enorme passando pelo céu, indo diretamente até o grupo de jovens. Por mais que Kakashi, Obito e Rin estivessem calmos com aquilo, S/n sentiu um pouco de medo. Era uma velocidade fora do normal, uma coisa que ela nunca havia visto antes em sua vida. 


Em fração de segundos, ela pôde notar um adulto, com cerca de 20 anos de idade. Ele era alto, tinha cabelos loiros, e suas franjas laterais lembravam muito o cabelo de Kakashi. 


- Kakashi, perdão pela demora. Vocês... concluíram a missão com êxito? - Minato obviamente notou a presença da garota desconhecida, mas ignorou inicialmente, focando-se no que mais importava: a missão. 


- Sim. Destruirmos a ponte e saímos vivos, tudo como planejado. Será que podemos voltar para Konoha logo? - O Hatake falou com objetividade. Ele demostrava querer chegar logo em sua terra 


- Tudo como planejado uma ova! Um grupo de ninjas tentaram raptar a Rin-chan, Kakashi mostrou movimentos que nunca antes usou, e ainda por cima desmaiou! Tive que carregar ele nas costas até uma caverna, que foi o lugar que mais ficamos em toda essa missão! Ele simplesmente acordou e resolveu finalizar tudo sozinho. E além de tudo eu não engoli a explicação que ele deu para os jutsus, movimentos, e para essa cicatriz estranha na cara dele também! - Obito discursou, deixando Minato curioso e Kakashi irritado 


- Se não fosse por estes movimentos e jutsus meus que eu estive treinando a anos a Rin seria sequestrada, iríamos até ela e poderíamos até morrer no decorrer da missão. Você tinha que agradecer a mim, não me fazer perguntas estupidamente. - O Hatake rebateu 


- Oh, claro, obrigado por salvar a Rin Kakashi, muito obrigado. Está bom pra você? Agora que agradeci, me explique como fez aquilo? Por que desmaiou? De onde surgiu essa droga de cicatriz? 


- Eu já falei, eu treino esses jutsus a anos. Desde que entrei nessa equipe eu treino esses movimentos para poder usar em momentos como aqueles, e eu não estava preparado para usar tantas técnicas uma atrás da outra como usei, por isso não resisti e desmaiei. Eu expliquei isso. 


- Ah tá, você acabou de criar o chidori, e já utilizou jutsus proveniente dele? Desde quando domina tão bem o estilo fogo? Desde quando você tem afinidade com água? E quanto a cicatriz? - Obito insistiu, mas Rin resolveu interromper toda aquela confusão 


- Vocês dois, parem de brigar! Obito, o Kakashi já explicou tudo, inclusive a cicatriz! Gritar um com o outro não vai ajudar nessa situação, só vamos passar uma má impressão para S/n! E além do mais, Kakashi é um prodígio, eu não duvido de nenhuma palavra dele. - Rin interrompeu a briga verbal 


- Oh, obrigado Rin, você sempre me salva. Aproveitando o gancho... quem é S/n? - Minato sorriu para a médica, e logo perguntou olhando para a garota atrás de todos.


- Como o Obito-kun disse, Kakashi-kun foi sozinho para a ponte... E bem, parece que ela salvou ele, pelo que entendi. - Rin completou 


- Eu consegui me dar com todos os ninjas, mas tinha um em especial que era do meu nível. Essa garota era prisioneira deles e me ajudou. Ela estava ferida, então eu a levei para que Rin desse um jeito no seu ferimento e saísse logo depois. Obito insistiu em levá-la pra Konoha, e por isso ela está aqui.  - Kakashi explicou


- Sensei, ela não pode ficar aqui fora nessa guerra... Então eu decidi trazê-la conosco. Ela pode ficar em Konoha pelo menos até a guerra acabar. - Obito 


S/n sentiu uma pequena chama acender-se  em seu coração. Aquela era a única pessoa que demostrava preocupação por ela depois de anos. 


- Bom... Primeiramente, de onde você vem, S/n? - Minato indagou 


- Outro continente. Eu... tive alguns problemas por lá e tive que vir para cá. Quando cheguei aqueles ninjas imaginaram que eu fosse da Folha ou qualquer outra aldeia inimiga deles... Por isso me prenderam. - S/n explicou enquanto olhava para o rapaz. Seus cabelos dourados e sua imensa velocidade levou a garota a crer que aquele fosse o tão conhecido e famoso relâmpago amarelo de Konoha 


- Certo... Konoha está cautelosa com a saída de civis e principalmente com a entrada de estrangeiros. Se você quer ficar por la infelizmente terá que concordar que a inteligência da vila possa fazer uma varredura em sua mente, para saber se você não tem segundas intenções no que se diz respeito a segurança da aldeia... É uma regra do Sandaime hokage para todos que entram na Folha durante a guerra. Uma medida de proteção, você entende? - Minato 


S/n sempre preferiu ficar sozinha depois de perder seus pais. Ser independente. Saber que teria sua mente violada a-deixava com pé atrás, mas não tinha o que ser feito. Ela não podia sair sem rumo em um continente contaminado pela guerra, e além do mais, ela não tinha quaisquer intenções contra qualquer aldeia, então não seria tão difícil. 


- Eu aceito... E obrigada, Obito. - S/n agradeceu, tirando um sorriso orgulhoso do Uchiha 


Minato estava pessoalmente impressionado pelo fato de Kakashi ter concordado ou ao menos deixado S/n vir. Era diferente da forma casual do Hatake de ser. E por mais que Minato adorasse a nova personalidade do seu prodígio, ele tinha que concordar com o Uchiha de que essa mudança foi brusca de mais em pouquíssimo tempo. 


Obito estava certo, havia algo de errado. 


O objetivo da missão era destruir a ponte sem que o inimigo soubesse, mas eles descobriram o plano de algum jeito, e com toda certeza enviaram ninjas capacitados o suficiente para lá. Era difícil acreditar que Kakashi simplesmente derrotou todos, por mais que tenha sido "salvo" no último oponente por aquela jovem garota


- Ótimo, então vamos voltar para a Folha. - Minato sorriu, deixando de lados seus pensamentos que exalavam desconfiança sobre Kakashi. 


A partir dali, ele tomou a liderança do  albino, e foi em direção a Konoha. 





Horas depois o sol já começava a cair no horizonte. Estava chegando o fim da tarde. S/n ficou encantada em quão bonita Konoha era. Em sua vida, ela já viu lugares incríveis, mas Konoha era diferente. Os animais pareciam casar perfeitamente com o ambiente


Entrando na vila, Minato explicou sobre sua vinda, avisando aos porteiros da vila de que S/n estaria passando por um teste antes de ser aceita na aldeia. 

S/n olhou para todos os lados, observando as crianças brincando, além de adultos e idosos fazendo coisas corriqueiras, estando todos felizes mesmo estando em uma terrível guerra. 


Tudo aquilo lembrou S/n de sua infância, de quão inocente era com tudo. Konoha não era só linda por sua natureza. 


- Vocês ficam aqui enquanto eu explico tudo ao hokage. S/n, te chamarei em breve, tudo bem para você? - Minato perguntou, e S/n sorriu balançando a cabeça. Ela estava cativada e ansiosa por tudo, Konoha seria um paraíso para ela até o fim da guerra 


- Ótimo, vou indo. Espero que ocorra tudo bem. - Minato sorriu, e logo saiu em direção à torre do hokage, deixando os jovens em uma pequena praça deserta naquele horário.


- Você precisa conhecer muitas coisas aqui S/n! Vou te levar para jantar no Ichiraku, ele tem o melhor ramen do mundo! - Obito sorriu para S/n, que coçou a nuca timidamente. 


- Eu já comi em vários restaurantes de estrada em um monte de lugares diferentes que passei... Vai ter que ser muito bom para que eu diga que tem o melhor ramen... - S/n devolveu o sorriso. Por mais que naturalmente não fosse tão gentil, ela se esforçou para agradar o Uchiha. Ele nem a-conhecia, e mesmo assim estava a-tratando tão bem... Era o mínimo que podia fazer.


Kakashi por sua vez estava nas nuvens. Finalmente estavam em casa, em sua terra. 


Três dias atrás, ele estava chegando de mais uma missão corriqueira da ANBU, lavando suas mãos de sangue, sangue esse que só o-fazia lembrar dela, a garota que estava agora do seu lado, vivíssima, sorrindo com a conversa idiota de Obito com a garota misteriosa. O sorriso de Rin sem duvidas o-aquecia depois de tudo que passou ao lado dela após a morte de Obito em seu "outro mundo". 


O Hatake queria falar para o seu companheiro Uchiha para não se precipitar e acreditar que a entrada de S/n já estivesse certa, afinal, ela poderia não passar no teste, e por mais frio que ainda fosse, ele não queria ver o seu rival desapontado. 


- Qual a primeira coisa que você vai fazer depois que te aceitarem S/n-chan? - Rin falou, e ali, Kakashi também percebeu que a Nohara estava confiante na aceitação de S/n em Konoha, e mais ainda, confiante de que ela realmente era tudo que dizia: uma garota inocente, que estava fugindo de sua terra por ser injustiçada. 


- Bom... Um banho sem duvidas seria perfeito. - S/n respondeu 


- Falando em banho... Onde você vai ficar? Eu poderia te hospedar, mas sou do clã Uchiha... E lá se tem uma burocracia enorme para que alguém que não seja Uchiha more no mesmo complexo - Obito questionou


- A minha casa é grande. O quarto do meu pai está disponível desde que tenho cinco anos, então não me importo se você ficar lá. Isso é, se te aceitarem. - Kakashi respondeu, e Obito discordou 


- Você é uma pedra de gelo ambulante, e essa sua carinha bonitinha te torna um psicopata perfeito. Você só vai assusta-lá assim como assustou aquela garotinha em uma missão meses atrás. - Obito falou, fazendo Rin rir baixinho ao lembrar da missão em que eles tiveram que encontrar uma menina desaparecida, que se assustou com o olhar frio de Kakashi. S/n não entendeu nada, mas também sorriu. 


Ela tinha que admitir que Kakashi realmente era atraente fisicamente e em sua personalidade, já que particularmente gostava de garotos mais misteriosos


O Hatake ignorou o comentário. Ele nem mesmo lembrava dessa missão, afinal, para eles haviam sido apenas meses, já para ele, eram anos. 


- Relaxa, você pode ficar comigo. - Rin falou enquanto se aproximava da garota 


- Não quero incomodar você e sua família. - S/n 


- Eu estou morando sozinha agora, em um apartamento. E mesmo que estivesse morando com meus pais não seria um problema. Meu pai não ligaria e minha mãe sempre ficava feliz quando eu levava uma amiga para casa - Rin respondeu, e S/n sorriu ao perceber que a garota já a-considerava como uma amiga. 


- Tudo bem então... Muito obrigada. - S/n 



Minato logo retornou, mais uma vez surpreendendo S/n por sua velocidade.


- Eu já expliquei tudo ao Sandaime, já estão te esperando. Vamos? - Minato sorriu. 


O Namikaze estava contente. Segundo o próprio Kakashi, S/n havia o-salvado, e assim como Kushina tinha Obito como predileto na equipe, Kakashi era seu favorito.


Salvar sua vida foi mais que o suficiente para Minato torcer para que tivesse sorte em seu teste.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...