História Heartbreak Girl - Second Season - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Barbara Palvin, One Direction
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Destino, Ex Namorados, Luke Hemmings, Romance, Scarllet White
Visualizações 155
Palavras 2.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu havia postado ontem, assim como eu tinha prometido, mas acho que bugou o site porque minha amiga falou que não estava aparecendo nada pra ela. Então só para me certificar, eu apaguei e estou postado de novo.

Boa Leitura <3

Capítulo 9 - Mudanças


Fanfic / Fanfiction Heartbreak Girl - Second Season - Capítulo 9 - Mudanças

“Agora todo esse tempo

Está passando

Mas eu não consigo dizer-lhe por que

Me dói cada vez que eu vejo você

Percebo o quanto eu preciso de você

Eu te odeio, eu te amo

Eu odeio te amar

Não quero, mas não consigo colocar

Mais ninguém acima de você...” I hate u, I love u,

Gnash e Olivia O’brien.

 

 

Larie Moreau

 

Ver Ashton acabou com todas as minhas estruturas. Bom, as poucas que sobraram.

 

Eu literalmente não esperava vê-lo tão rápido assim. E logo no meu apartamento.                       

 

Quando eu parei de respondê-lo, eu pensava que era para o bem dos dois. Um relacionamento à distância e ainda com um cara de uma banda, que está sempre viajando, não era lá um conto de fadas que sempre imaginei para nós dois.

 

Eu pensava que aquilo era o certo. Mas ao vê-lo, ao olhar em seus olhos, eu repensei milhares de vezes a opção de me jogar em seu colo e o beijar loucamente até eu perder o oxigênio.

 

Porém eu fui mais forte e mandei-o ir embora. Assim como Lara fez com Michael.

 

Estou tendo um lance com Louis, e não será por causa do Ashton, que eu irei desistir assim.

 

É apenas um ficante meu. Porque eu sei muito bem que, entre namorar Ashton ou o Louis, óbvio que é mais difícil com o Louis. Que mora na Inglaterra. Por mais que ele tenha uma casa aqui nos Estados Unidos, casa é do outro lado do país de onde eu moro.

 

O correto é eu ficar solteira mesmo e me concentrar em minha carreira.

 

Mas claro, só depois de que Louis for embora.

 

Enquanto ele fica aqui, nós ficamos juntos.

 

— Larie, você vai ficar dentro desse quarto o dia inteiro? — Tomlinson questiona, na porta do meu quarto.

 

— Estou falando com o Luke.

 

— Vai ficar falando com ele o dia inteiro?

 

— Por quê?

 

— Emma pediu para que nós fossemos no supermercado comprar alguns ingredientes para ela fazer o jantar. — Diz, entrando e olhando-se no espelho. — Não quero ir sozinho.

 

— Me dê alguns minutos. — Falo, terminando de mandar mensagem para Luke. — Calum está aí ainda?

 

— Sim, por quê?

 

— Porque ele e a Emma tiveram uma ideia horrível e eu vou matá-los. — Digo, saindo de meu quarto e indo em direção à cozinha no andar de baixo. Encontro os dois conversando. — Qual é o problema de vocês? Darem o caderninho da Sky para o Luke? Sério?

 

— Ele já leu? — Emma pergunta

 

— Sim. E está disposto a reconquistar a Scarllet. — Cruzo os braços.

 

— Pensei que você queria que eles voltassem. Qual o problema? — Pergunta Calum.

 

— O problema é que a Scarllet está se fazendo de difícil e o meu melhor amigo vai sofrer correndo atrás dela que nem um cachorrinho.

 

— Larie, a culpa é dele. Ele que corra atrás mesmo! — Cal da de ombros. — E se a Scarllet escreveu aquilo, é porque ela também quer.

 

— Mas ela se faz de difícil! — Insisto

 

— Então vamos ajudar o Luke a conseguir reconquistá-la, de uma forma que ela não possa negar. — Emma diz calmamente.

 

— Então bolem um plano que eu vou ao supermercado com o Louis. — Saio da cozinha e pego meu sobretudo no gancho da sala de estar. — Louis!

 

Após meu grito, ele desce correndo as escadas.

 

— Vamos!

 

No caminho para o supermercado, Louis contava piadas e fazia palhaçadas, o que me fez rir várias vezes. Pegamos o carro da Emma emprestado. E ele ia rápido, eu gritava o mandando parar, o que causou muitas risadas. Porque ele ria e eu ria de sua risada.

 

Acabei lembrando-me de Ash nesse momento. Nós éramos assim.

 

Chegamos ao supermercado e deixamos o carro no estacionamento subterrâneo.

 

Entramos no estabelecimento e Louis pega um carrinho, caminhando pelos corredores, procurando o que Emma havia pedido.

 

— Larie, você pode ir pegar a mussarela? — Ele tira-me de meus pensamentos e eu assinto, dando meio volta e indo até onde ficava.

 

Olho o tamanho da fila e não pude conter-me de revirar os olhos.

 

Eu odeio vir ao supermercado. Ainda mais ficar em filas.

 

Entro na fila contra a minha vontade e pego meu celular, mexendo no Twitter.

 

Sabe quando Deus é bom e ele faz você olhar para certos lugares em certos momentos?

 

Foi isso o que aconteceu comigo. Eu olhei para trás e lá estava ele.

 

Meu pior pesadelo.

 

Ashton Fletcher Irwin.

 

Reviro os olhos e viro-me para frente novamente.

 

— Larie, você sabe que a gente precisa conversar, não sabe? — Pergunta, cutucando meu ombro.

 

Por que eu não trouxe meus fones de ouvido?

 

— Não tenho nada para conversar com você, Ashton.

 

— Ah você tem sim! — Ele vira-me para ele. — Da noite para o dia você decide parar de me responder e achou mesmo que eu iria deixar assim?

 

— Ashton, eu só não quero mais nada com você. — Bufo.

 

— Então por que não me disse isso? — Questiona cruzando os braços.

 

Não consigo responder e viro-me para frente mais uma vez.

 

— Admita que ainda me ama, Larie. — Fala — Admita que sente minha falta. Admita que não consegue terminar comigo, por isso você simplesmente parou de me responder e fingiu que eu não existia. Admita!

 

— Eu não tenho nada para admitir para você.

 

— Larie, por favor. Apenas diga e faremos isso dar certo. Só diga.

 

— Ashton, puta que pariu! Eu não quero mais nada com você! Me esquece! — Altero-me, falando um pouco mais alto e olhando em seus olhos.

 

Desisto dessa maldita fila e saio andando, procurando por Louis.

 

Encontro-o no corredor de temperos.

 

Para casar esse homem. Jesus amado.

 

— Oi... Cadê a mussarela?

 

— Ah supera a mussarela, Louis! — Digo irritada

 

— O que aconteceu?

 

— Ashton está aqui. Apenas podemos ir embora?

 

Ele concorda, pegando os temperos e jogando no carrinho e indo para a fila do caixa.

 

Ashton Irwin

 

Eu não havia consigo engolir todos aqueles bloqueios vindos de Larie. Eu nunca havia entendido o motivo dela ter feito isso comigo. Entretanto, se tem uma coisa que eu sei, é que aquela garota me ama. Que ela fica nervosa quando eu estou por perto, que ela perde o controle e que ela precisa de mim, tanto quando eu preciso dela. E eu não irei desistir dela tão fácil. Não tanto quando ela acha que eu irei.

 

Eu a amo. E não posso deixar que as coisas entre nós dois, um relacionamento de anos, acabe dessa forma. Eu não me perdoaria. Nunca.

 

Pego o que eu tinha que pegar e vou para a fila com o carrinho. Passo rapidamente no caixa e desço com o carrinho e as compras para o estacionamento.

 

Ao lado do meu carro, estava um casal rindo e guardando as coisas no porta malas.

 

E quando eu percebo que é Larie e Louis, minha boca abre em um perfeito "O".

 

— Você só pode estar de brincadeira. — Falamos juntos assim que ela me vê.

 

— Isso é perseguição! — Diz

 

— Superou rápido, não?

 

— Eu não tenho nada da sua conta com o Louis! — Altera-se

 

— Sério mesmo? Não parecia — Ironizo

 

— Ah vai se foder, Ashton!

 

— É fácil assim né? Me largar de um dia para o outro, como se fossemos um caso de um mês e me trocar por outro. — Seguro minhas lágrimas.

 

Eu amo ela. Eu amo muito. E uma das coisas mais difíceis desse mundo, é ver a pessoa que você ama feliz com outra.

 

— Não. Não foi nem um pouco fácil, Ashton. — Responde — Eu te amava. Mas eu não aguentava mais um relacionamento à distância. Eu sabia que você também não aguentava. Eu simplesmente acabei.

 

— Não! Eu não queria acabar!

 

— Ashton, eu estou com o Louis agora. Apenas supere e ande com a sua vida. — Fala, fechando o porta malas com força.

 

— Larie, eu amo você, caralho! — Grito, fazendo-a revirar os olhos.

— Eu não te amo mais, Ashton. Apenas supere, por favor. Me deixe em paz e me deixe ser feliz. — Ela diz trêmula, agarrando Louis e saindo andando, entrando no carro e dando partida, deixando-me parado e sem nenhuma reação.

 

O que aquela garota fez comigo?

 

Michael Clifford

 

Acho que nunca, em toda a minha vida, me senti derrotado por um sentimento.

 

Minha mãe sempre falava que amor era a coisa mais linda que existia no mundo. O sentimento mais puro e a melhor coisa que fazemos. Porém acho que isso não acontecerá comigo.

 

A única garota que eu amei, que eu fui perdidamente apaixonado, me abandonou sem mais e sem menos, da noite para o dia.

 

E agora eu descubro que ela está com outro.

 

Agora eu realmente entendo o que a Scarllet sente. Toda a dor que ela guarda para si mesma. Tudo o que ela já chorou para mim, Emma, Cal e Ash.

 

Ela não merece nada do que está passando com meu melhor amigo. Mas e eu? Mereço?

Eu mereço sofrer por uma pessoa por qual eu sempre fiz tudo? Por quem eu sempre fui apaixonado e faria qualquer coisa para ela sorrir?

 

Eu me sinto trouxa, frustrado e a pior pessoa do mundo.

 

Ainda mais quando descobri quem era o cara que Lara estava saindo.

 

Eu não teria nem chances perto dele. Eu sou uma batata perto daquele cara. Eu próprio desejaria ser algo de Zayn Malik.

 

Quis sair de meu apartamento para esfriar a cabeça. Tirar Lara Mandri Scridelli de minha cabeça. Vim para o cinema, decido a assistir Homem Aranha. O que não foi muito certo, pois um: homem aranha é o filme e personagem de super herói preferido da Lara. Dois: ela está sentada na fileira abaixo da minha junto com Zayn Malik.

 

Eu assistia aquela cena junto com o meu balde de pipoca e meu refrigerante grande.

 

Ele tentava beija-lá e ela brigava com ele, alegando que queria assistir ao filme.

 

Lara realmente não havia mudado. Em absolutamente nada. Claro, além de seu sentimento por mim.

 

Tento prestar atenção no filme, mas era quase impossível.

 

Eu queria estar no lugar dele. Eu queria estar sentado naquela poltrona ao lado dela, assistindo ao filme com ela, ambos com o maior balde de pipoca que vende nesse cinema e o maior refrigerante que tem aqui. Eu queria estar cochichando em seu ouvido coisas e piadas sobre o filme.

 

O que ele tem que eu não tenho?

 

Um: A One Direction.

 

Dois: O sucesso absoluto que ele tem.

 

Três: A Lara.

 

E para o prêmio de mais trouxa do século, concorrendo Ashton Irwin, Scarllet White, Luke Hemmings e Michael Clifford... O vencedor é... Michael Clifford.

 

Canso da cena patética que eu estou sendo obrigado a presenciar e desço as escadas da grande e alta sala. Ouço um barulho de algo caindo no chão e olho para trás, vendo Lara em pé, sem expressão, olhando diretamente para mim.

 

Sorrio de lado para ela e volto ao meu caminho para fora do cinema.

 

Eu realmente sou um zero à esquerda.

 

Com as mãos dentro do bolso da calça, caminho até o estacionamento. Procuro meu carro e ao acha-lo, entro no mesmo. Ligo o rádio e o ar condicionado. Puxo o porta luvas e de lá, pego meu caderno de músicas e começo a escrever coisas aleatórias que eu estava sentindo.

 

“Oh, todos os dias você se sente um pouco mais longe

E eu não sei o que dizer

Estamos perdendo tempo falando em uma linha quebrada?

Dizendo-lhe eu não vejo o seu rosto há anos

Eu sinto que estamos tão próximos quanto estranhos

Não vou desistir, mesmo que isso doa muito

Toda noite eu estou perdendo você em mil faces

Agora parece que estamos tão próximos quanto estranhos...”

 

Luke Hemmings

 

Saio do meu carro confiante, caminhando com um sorriso no rosto. Cumprimento o porteiro que já me conhecia e caminho até o corredor luxuoso onde tinha o elevador. Entro já caixa metálica e aperto o botão da cobertura. Depois de alguns segundos, a porta se abre e eu dou de cara com outra porta, atualmente, fechada. Olho o objeto em minha mão mais uma vez antes de tocar a campainha.

 

Harry atende e me dá espaço para passar. Emma e Calum estavam jogados no sofá e sorriram ao meu ver.

 

— Você já sabe o caminho. — Ela sorri.

 

Subo as escadas e vou até a porta de seu quarto. Parando, antes de bater, ouvindo um violão e uma voz muito doce e calma.

 

Scarllet cantando?

 

I hope you know, I hope you know that this has nothing to do with you. It's personal, myself and I. We've got some straightenin' out to do. And I'm gonna miss you like a child misses their blanked. But I've got to get a move on with on my life. It's time to be a big girl now. And big girls don't cry. Don't cry. Don't cry. Don't cry.

 

{Espero que você saiba

Espero que você saiba

Que isso não tem nada a ver com você

Isso é pessoal, eu mesma e eu

Nós sempre temos algo a ajeitar

E eu sentirei sua falta

Como uma criança

Sente de seu cobertor

Mas eu tenho

Que seguir em frente

Com minha vida

Chegou a hora de ser

Uma garota grande

E garotas grandes não choram

Não choram

Não choram

Não choram}

 

Se eu dissesse não estava surpreso, eu literalmente estaria mentindo.

 

Scarllet cantando uma música da Fergie, com uma belíssima voz e tocando violão, é uma das coisas mais lindas que eu já ouvi.

 

Meu coração batia tão forte, que eu não consigo nem decifrar o que restava sentindo.

Bato três vezes na porta e ouço um "já vai", deixando-me ansioso. A porta se abre e ela muda de expressão. Um quase sorriso se abre em seus lábios, porém ela respira fundo e fica séria.

 

— O que quer, Hemmings?

 

— Vim só para te devolver uma coisa. — Estendo o caderninho e ela arregala os olhos, pegando-o.

 

— Como conseguiu isso? Quem te deu? Você entrou aqui e pegou? — Ela dispara várias perguntas e eu continuo sorrindo.

 

— Bom, já fiz o que eu vim fazer. — Falo e dou meia volta. — Opa, esqueci! Depois do que eu li aí, eu decidi não desistir tão facilmente de você. Vou te mostrar que eu posso ser o melhor cara do mundo por você. E ah, eu também te amo.

 

Sorrio e desço as escadas com as mãos dentro do bolso da calça.

 

— Luke! Como conseguiu isso? Luke Robert Hemmings! — Ela grita, descendo as escadas. — Não vá embora sem me responder.

 

— Tchau, galera. Até a próxima! — Despeço-me e abro a porta, indo até o elevador.

Entro no mesmo e aperto o botão do térreo.

 

— Luke! — Ela grita antes mesmo da porta se fechar por completo.

 

Chego ao térreo e dou de cara com uma figura ruiva e baixa, muito familiar.

 

— Luke?

 

Nath?

 

Continua...

 

No próximo capítulo...

 

— Scarllet? Gabbie? — Viro-me totalmente surpresa por ouvir a voz rouca chamando por meu nome. A voz que eu não ouvia a muito tempo e que ainda me causa calafrios e arrepios.

— James? — Dissemos juntas.

 

“Eu sinto sua falta quando eu não consigo dormir

Ou logo depois do café

Ou quando eu não consigo comer

Eu sinto falta de você no meu banco da frente

Ainda tenho areia nos meus suéteres

Das noites que não nos lembramos...” — I hate u, I love u, Gnash e Olivia O’brien.

 


Notas Finais


Como vocês gostaram tanto do spoiler no final do outro capítulo, está um outro spoiler bombastico no final rsrsrs
Um beijo e até a semana que vem!
(Me dessculpem mais uma vez pela demora)

People, eu estou preparando TRÊS surpresas para vocês! Duas estão quase prontas sz E a outra eu vou esperar mais um pouco para revelar <3

TRAILER DE PERSONAGENS DE HEARTBREAK GIRL: https://www.youtube.com/watch?v=I_pmymyCC-c&feature=youtu.be

MINHA FANFIC NOVA COM O JACK GILINKSY: https://spiritfanfics.com/historia/radio-girl-9911722


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...