1. Spirit Fanfics >
  2. Hey Vizinhos! >
  3. -Batata frita com queijo e bacon

História Hey Vizinhos! - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Gente já vim com esse capítulo por que postei ele sem querer no lugar do capítulo 16, então não tem pq demorar mais já que alguns leram haha peço perdão pelo erro e se cuidem!



Boa leitura e beijos na bunda!

Capítulo 17 - -Batata frita com queijo e bacon


 

Mark 

 

_Ficou lindo Bam. _Jae elogia sentado na minha cadeira giratória enquanto Bam se deitada no meu pufe. 

_Droga, não vou te chamar mais de Blindex. _Brinco na minha forma de elogiar jogando a mochila em qualquer canto e chutando o tênis pra algum lugar.

_Te conhecendo bem não vai demorar a achar outro elogio maravilhoso.

Jae e eu tínhamos acabado de chegar da faculdade quando Bam apareceu todo arrumado e com a nova cor de cabelo, eu não sei oque ele aguardava mas tinha quase certeza que tentaria nos arrastar pra algum lugar. No momento eu só queria ficar desmaiado em minha cama, a aula de hoje era a mais cansativa e o dia não tinha sido exatamente bom. Dias tediosos me deixam pra baixo na maioria das vezes, ninguém gosta de cair em rotina mas eu chegava cansado demais pra fazer alguma coisa que fugisse dela. 

_Hoje eu me aproximei bastante do Jinyoung. _Jae solta a notícia se sentando com as pernas cruzadas.

_Eai? 

_Eai que ele me falou um pouco sobre os garotos e eles tem uma história meio parecida com a nossa. 

_E como é? _Bam pergunta.

_Eles também já eram amigos antes da faculdade, vivendo juntos, não acham isso uma força do universo muito louca? _A forma de ligar os pontos de Youngjae era que, se alguma coisa acontecia com frequência, não era coincidência mas sim uma força da natureza caminhando para algum destino. Talvez fosse isso que o fizesse insistir tanto a entender as pessoas que surgem na vida dele, mesmo que elas sejam ruins.

_La vai. _Vejo Bam revirar os olhos começando a rir comigo. 

_É muita coincidência essa semelhança, eles serem nossos vizinhos e por algum acaso estamos sendo atraídos por eles. _Eu não tirava a razão do gnomo, era mesmo coincidência estarmos interessados justos pelos vizinhos quando a faculdade estava lotada de outras oportunidades. 

_Esta assumindo que sente atração pelo Jaebum? _Bam joga verde.

_Eu não quis dizer isso estrupicio, não distorce as coisas. 

_Pode assumir pra gente Jae, já vimos até seu côco e infelizmente, nossos vizinhos são uma delícia.

_Não diz cocô e delícia na mesma frase. _Falo rindo. 

_Cala essa boca Bam. 

_Não podemos negar mais não é? Encontrei com Jackson na faculdade e na verdade..._Hesitei um pouco em contar apertando o travesseiro com força, parecia um adolescente de 15 anos. _Nos beijamos na biblioteca. _Disse esperando os três segundos antes do surto coletivo, os dois panacas começaram a rir e me levantei acertando o travesseiro neles. 

_Você beijou ele? 

_Argh! Foi, mas foi por impulso. _Tentei justificar mas a batalha já estava perdida, oque eu iria usar como desculpa? Meu corpo quis beijar aquele infeliz. 

_Ele veio aqui hoje. _Bambam comentou com um sorriso maroto na face, ele estava esperando minha reação com aquela informação, ao qual ele já sabia que seria. Tentei não aparecer interessado, mas oque Jackson queria?

Automaticamente sou levado a me lembrar da sua proposta indecente, céus, amizade colorida? Não, mal chego a ser amigo de Jackson, chego? Eu odeio ficar tão confuso, muito menos saber lidar com as sensações ao lado dele, se eu aceitasse a proposta talvez eu descobrisse...ou continuasse nessa incerteza, suspiro e me jogo na cama novamente cedendo a minha curiosidade e responder a Bam.

_Desembucha saco de lixo. 


_Nada demais, ele queria uma ferramenta emprestada, que óbvio que não tínhamos, aí conversamos um pouco e ele acabou me dizendo que Yugyeom me stalkeia. _O recém moreno começou contando como se não fosse mesmo interessante e terminou eufórico com a descoberta. 

_Igual você Stalkeia ele. _Jae conclui. 

_Então isso significa que ele sente o mesmo que eu ando sentindo?_Ele se levanta colocando a mão no queixo como se estivesse realmente pensando. 

_Quer dizer, você estar se apaixonando por ele? _Digo o óbvio, Jae e eu já presenciamos esse momento antes, mais de uma vez. 

Bambam já começou a se apaixonar antes, por tremendos idiotas que não o correspondiam, se o Yugyeom queria algo com ele era bom parar de pisar tanto na bola, pois meu melhor amigo já estava paranóico o suficiente com as relações passadas, até aceitar o fato de estar apaixonado pode ser tarde demais. 

_Não chega a ser isso gente, porra. 

_Talvez, por que não pergunta pra ele? _O baixinho pergunta. 

_Ah claro vou chegar bater na porta e perguntar ei Yugyeom você gostaria de conversar sobre essa atração estranha que você me faz ter com essa maldita cara bonita? _Encenou, as vezes penso que Bambam pode ser ator de tão dramático. 

_ Sim eu gostaria. _Uma quarta voz se faz presente, atrás de Bambam pela janela.

Exatos cinco segundos para nós percebemos que Yugyeom estava na janela da outra casa nos encarando junto a quem perturbava muito minha cabeça, o dono do quarto. Jackson me encarava e eu se quer havia percebido que me levantei de supetão e paralisei sobre seus olhos. 

_Porra!_Bam grita fechando a janela e as cortinhas, não antes que eu possa ver o sorriso na boca do idiota. _Por favor, vamos lembrar de não usar mais o quarto do Mark pra falar dos nossos problemas okay? Senhor amado, alguém me carrega. 


(...)

Youngjae


Depois do fatídico acidente no quarto de Mark, acabamos cedendo aos dramas de Bambam e fomos jantar fora, vulgo ir a um fast food pois segundo meus irmãos, precisávamos afundar as mágoas na batata frita com queijo e bacon e também porque Mark era viciado em Hambúrguer e qualquer porcaria que carregava trezentas doenças junto. 

_Então, Jinyoung me chamou pra sair com ele quinta feira, digo, ir a um treino de canto ou algo assim. 

_E você vai não é? _Bam diz bebendo do milkshake. 

_É, eu vou, preciso interagir nessa cidade e vocês também. 

_Eu também estava pensando nisso, vou me escrever na academia de artes marciais perto da faculdade, é apenas um aula por semana. _Mark comenta.

_Eu não pensei em nada ainda, mas já que vocês estão arranjando vou ver se pego alguma aula prática na faculdade. 

_Isso vai ser bom pra gente. _Concluo e os vejo concordarem. _Não  contei a vocês o motivo de Jinyoung vim falar comigo. 

_Tentar aprofundar a amizade? _Mark jogo verde, eu não tinha pensando nisso, e na verdade não era um problema. Ter Jinyoung como amigo era a maior sorte que Jae Bum tinha. 

_Pode ser também, mas ele quis me falar sobre o dia do veneno na piscina.

_Ai meu deus ele descobriu?! _Bam se levanta preocupado, começo a rir com sua encenação. 

_Não, ele veio me explicar o por que Jae Bum estava lá aquela hora. 

_Você disse que a mãe dele morreu não é?

_Sim, e foi exatamente isso, não sei porque mas Jinyoung quer que eu entenda os motivos de Jaebum agir daquele jeito. Tentou se justificar dizendo que Jaebum sente algo...por mim.

_E como você está com essa ideia? _Vejo o loiro me olhar desconfiado, Mark me conhecia e provavelmente sabia que eu gostei de saber que Jaebum sentia algo por mim, por menor que fosse. 
A História de Jaebum era triste, e eu o entendia ou queria entender, meu coração ainda palpitava em saber que ele nunca havia beijado um garoto na frente de ninguém antes, mas a raiva ainda me corrói por não entender como ele pode esconder tanto suas aflições e acabar sendo o idiota que parece não se importar com nada, afinal, se Jinyoung não tivesse vindo falar comigo provavelmente eu ainda estaria costurando o boneco vudu do Jae Bum para joga lo nas pedras ou brincar de tiro ao alvo. E ele muito provavelmente só continuaria me atazanando sem se dar ao luxo de tentar explicar algo. 

_Eu...não sei. _Respondo sincero recebendo um olhar repreendido do loiro a minha frente. 

_Jae...

_Eu sei, eu sei, mas não consigo evitar. _Abaixo a cabeça.

_Quer saber da minha opinião? _Bam se manifesta.

_Fala.

_Conversa com ele, estou te dizendo isso por que eu sei que é a solução, e é por medo disso que eu venho evitando falar com Yugyeom, mesmo sabendo que só dessa forma eu posso ter respostas. _Eu admirava Bam por saber separar momentos e momentos, ele estava falando sério agora e a sua ideia me pareceu melhor que me afastar de vez. 

_Eu odeio admitir isso, por que JaeBum é um idiota e você sabe disso, mas Bambam está certo.

_Oque?! Gravaram isso produção?

_Não vai se acostumando saco de lixo.

_Ah pronto.

_Gente, foco aqui por favor. _Digo. _Se, somente se, surgir a oportunidade eu vou falar com ele, okay? Conto pra vocês depois o resultado de tudo. 

_Você não tem a opção de não contar gnomo. 

_É verdade, gente, tem outra coisa que aconteceu no dia que eu beijei Jackson.

_Vocês transaram? _Pergunto e Bam solta um risinho. 

_Oque?! Não!_ Mark se embola nas palavras, as vezes ele agia como uma criança por não saber lidar com emoções, era fofo, fora o fato de sabermos que ficava envergonhando quando o assunto era sexo. _Ele praticamente sugeriu que começamos a ficar, digamos ...com mais frequência.

_Só ficar? _Bam perguntou, parecia mais sério que o normal. Era de se esperar que ele desse algum berro e falasse de cara para Mark aceitar transar com o Jackson. O que eu duvidaria já que meu melhor amigo era virgem, não posso falar muito já que eu também sou. Só BamBam não era, mas sei que daria tudo pra não ter se entregado ao babaca que partiu seu coração. 

_Só.

_E você vai aceitar?

_Não, claro que não. _Olho pra Bam e ele balança a cabeça fazendo a mesma cara de quem não acreditava comigo. _Para seus mongolóide.

_Assim como Youngjae só nos conte o fim desse história, você precisa resolver isso.

_Isso serve pra você também Bambam. _Mark reforça.

_Somos irmãos lembra? _Eu digo e nós três sorrimos juntos.

No fim eu poderia estar uma completa bagunça que ainda teria eles ao meu lado. 

_Ta, agora chega dessa melação, vamos embora. _Mark estraga o clima se levantando e pegando o pacote de batata frita. 

_ Geralmente quando entramos na faculdade, as sexta feiras vamos pras festas ou boate, e olha só a gente, voltando de uma lanchonete as 23 da noite. _Bam lamenta entrando no banco de traz do Fusca. 

_Vamos dormir, não tem nada melhor que isso. _Eu digo ouvindo algumas reclamações de traz. 

_Amanhã a gente vê de fazer alguma coisa criança birrenta. 

Depois da provocação do loiro ficamos em silêncio, coloquei uma música pra tocar até que o assunto voltasse e fossemos tendo conversas banais. Eu estava realmente feliz por tudo isso, tinha que fixar esse pensamento todos os dias em minha mente, de que comecei uma faculdade, estava morando sozinho com meu irmãos e tinha alguma autonomia. 

Passamos de frente a casa do vizinho e sendo muito curioso observei todos saindo arrumados de casa, talvez fossem pra uma festa universitária. Quando descemos do carro, Bam me cutucou levemente, junto a Mark e por dois segundos paramos pra observar os vizinhos indo aos seus respectivos veículos, lindos e bem trajados. Balancei a cabeça e continuei caminhando pra casa, não querendo ser vistos por eles. 
Era algo meio impossível considerando a distância e a altura da cerca.

_Ei, boa noite vizinhos. _Nunca quis tanto que Jinyoung fosse mal educado como agora.  

_Boa noite. _Respondo educadamente, do outro lado Jinyoung se aproxima na cerca junto a Yugyeom e Jackson. 

Não consigo evitar olhar mais além e visualizar Jaebum esperando em cima de uma moto negra que apenas de olhar me apavorou, é claro que ele teria uma moto em algum momento, combina com o estiloso nada alegre do mesmo e jaqueta de couro que ele vestia. Eu detesto aquele veículo. Olho para o lado e Mark desviava  o olhar consecutivas vezes parecia querer fugir dali, enquanto Bam só sorria e cruzava os braços, tentando agir naturalmente. 
Somos mesmos uns sequelados. 

_Acho que já tá na hora de fazer vocês se enturmarem um pouco. _Ele continua e para não o deixar triste Mark pergunta o por que. _Querem sair com a gente? 

_Para onde? _Bam pergunta antes que eu dissesse um não. 

_É surpresa._ Yugyeom se manifesta e Bam murmura um "Hm".

_ Desculpa Jinyoung, mas não queremos ir pra nenhuma festa. _Mark deduz dando meio volta. 

_Não é festa Mark, vamos, acho que vão gostar, nem de dinheiro vão precisar. _Ele insiste, me olhando com expectativa. 

_Vamos loirinho, tá com medo?

_Vai se ferrar. 

_ Vocês não pareciam ter a intenção de chamar a gente, como isso pode ser surpresa? _Questiono curioso, quem me conhece já sabe que não controlo minha língua. Ouço o moreno bufar no fundo.

_Vamos logo!_ Jae Bum grita, parecia sem um pingo de paciência e quando foi ignorado pelos três perto da cerca ficou mais puto ainda. 

_Tudo bem, não íamos mesmo chamar, isso nem passou pela minha cabeça. _Jinyoung sorri sem graça. _Mas acho que é destino vocês voltarem seja lá de onde vieram justamente quando estamos indo sair. 

_Youngjae também acredita nessas coisas. _Ouço Bam me expor. 

_Ei!

_E também vai ser bom ver vocês conhecerem um pouco da cidade, vamos gente, por acaso tem outro compromisso quase meia noite? 


_Eu tinha. _Mark responde dando de ombros, Bam e eu o olhamos sem entender. _Dormir gente! Dormir é compromisso! _Ouço Jackson rir e Mark ficar envergonhado. _E...eu não tenho gasolina. 

_Temos espaço de sobra, não vou aceitar um não como resposta. _Tudo que eu queria era soltar um digníssimo não, porém Jinyoung era mesmo insistente, por alguma razão idiota do mundo eu acabei respondendo.

_Tudo bem, vamos. 


_Espera, eu preciso trocar de roupa e-

_Voce tá lindo Bambam. _Yugyeom o elogia sorrindo e solto um risinho baixo sabendo como aquilo mexeria com meu melhor amigo. 

_E vamos com quem?

_Você pode vim comigo loirinho. 

_Nem pensar. 

_Vão comigo, Yugyeom vai com Jackson. _Suspiro fundo indo com os meninos para o outro lado da cerca, não antes de Mark segurar meu braço e do Bam.

_Vocês tem certeza disso?

_É claro que não. _Respondo nervoso.

_Se lembrem que foi Youngjae que aceitou. _Bam diz rindo. 

Isso não vai dar certo. 

 

 

 


Notas Finais


Como eu disse no anterior KKKk eu amo a interação dos meninos nesse capítulo e adoro os três que vem depois desses hahaha semana que vem eu chego com capítulo novo ❤️
Eu agradeço muito a quem vem acompanhando a história, de verdade vocês são todo o incentivo do mundo pra mim ❤️
Minha nova one 2jae pra quem tiver interesse: https://www.spiritfanfiction.com/historia/fios-escuros-19387426

Obrigada amores e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...