História I need to love myself today - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol
Tags 90s, Chanyeol!centric, Desculpa Galero, Sadfic
Visualizações 20
Palavras 1.621
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Homossexualidade, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fui praticamante obrigado a postar isso

Capítulo 1 - But i can't. Sorry Yoora


"Chanyeol você é alto de mais" "Chanyeol seus olhos são muito grandes" "Chanyeol suas pernas são muito tortas" "Chanyeol você é magro de mais"

Essas eram as coisas que Chanyeol escutava todo dia, ele ria e fazia piadinhas, mas no fim do dia ele choraria lembrando dessas palavras.

Porque essas palavras o machucam, essas palavras o destroem por dentro.

Chanyeol se achava imperfeito,achava que nunca seria o suficiente para alguém. Pois essas palavras…essas palavras fazem ele se sentir um lixo, afinal, ele não tinha culpa de ser assim.

Não tinha culpa se as suas pernas eram tortas. Não tinha culpa se era magro de mais ou se era alto de mais. Não era culpa dele

Ele odiava seu corpo, sempre odiou. Mas não podia dizer nada, sabe por que? Porque iriam zoar ele, iriam falar que é frescura. Ele só…só estava cansado dessas piadinhas com sua aparência, sabe? Ele até tentou dizer isso aos colegas mas só resultou em um coro de gargalhadas, e um Chanyeol corado rindo também, afinal, não podia reclamar, se não viraria o motivo de risada da universidade.

Tudo só piorou quando chegou um garoto novo na universidade, ele fazia aquele estilo zoeiro, zoava todo mundo, inclusive o Park.

Faziam três meses que o pequeno havia chegado na universidade, três meses que Chanyeol chora constantemente no fim das aulas. Era empurrado, jogado no chão, algumas vezes até levava um soco, mas o que poderia fazer? Ele só tinha tamanho, não tinha tanta força quanto achavam que ele tinha.

Era quarta-feira, o pior dia da semana para o Park, pois era nesse dia que era humilhado - não que nos outros ele não fosse humilhado -

Já tinha pensado em tantas coisas, desde sair da universidade e ficar trancado em casa, alheio a tudo e todos á se suicidar. Sim ele já tinha pensado nisso, mas ele nunca conseguiria, faltava coragem.

- Você é uma bichinha Park Chanyeol! É isso que você é - O pequeno segurava a mandíbula do garoto com força, deixando uma marca arroxeada no local. Pegou a mochila e jogou o corpo esguio contra a parede daquele beco sujo. Abriu a mochila e jogou os cadernos, apostilas, tudo que tinha lá dentro na lama. Aquilo havia sido caro, Chanyeol tinha trabalhado por quase três meses naquele cybercafe perto do centro pra conseguir pagar tudo aquilo. E agora estava tudo na lama, ele estava segurando o choro, queria se mostrar forte nessa situação. Sabia sobre os boatos que corria sobre si pela universidade, que era uma "bicha enrustida" que "Dava pra todo mundo", mas era mentira, tudo mentira, e se alguém soubesse que ele estava chorando, provavelmente iriam achar que esses boatos eram verdadeiros.

Depois de um tempo, o baixinho saiu dali, sem olhar para trás, sem remorso algum. Apenas saiu dali sorrindo como se nada tivesse acontecido, deixando um Chanyeol chorão para trás.

O park guardou seus materiais sujos de lama e foi para a casa, entrou e fechou a porta, indo em direção ao seu quarto, sorriu ao ver seu cachorrinho Toben ali, e chorou abraçado ao seu amigo.

Ele estava decidido, deixaria o pequeno Toben na casa da irmã e colocaria um fim naquilo tudo,colocaria um ponto final em sua vida.

-

Deixou o cachorro na casa da irmã e deu um beijo na testa da mesma dizendo para que ela não se preocupasse consigo, disse que iria fazer uma faxina em casa e não queria que Toben ficasse no meio de toda sujeira. Deu um abraço apertado na irmã, deixando que uma lágrima caisse por seus olhos mas a limpou rapidamente.

Chegou em casa e vestiu seu pijama de ursos, pegou sua caixa de remédios e foi para o banheiro, encheu sua banheira com água quente e entrou nela, não se preocupando com a água que saia pelas bordas. pegou sua caixa de remédios e foi colocando um por um dentro de sua boca. Engoliu os que estavam em sua boca e começou a colocar mais alguns já sentindo a tontura. Se abaixou na banheira, deixando a água bater em seu rosto e sorriu uma última vez deixando sua vista ir ficando cada vez mais escura.

Chanyeol desmaiou e afundou na banheira, deixando que a água entrasse por seus pulmões.

Naquele dia 15 de outubro de 1998 Chanyeol se foi

Chanyeol morreu alguns minutos depois, com ele se foi todo seu amor por One Piece e por Toben, com ele se foram as palavras ruins que o machucavam tanto.

Chanyeol se foi, se foi arrependido de nunca ter dito para sua mãe o quanto a amava, arrependido de nunca ter se declarado para o ruivinho que sempre ia na biblioteca nas terças e quartas.

Chanyeol se foi…ele se foi…deixando o sonho de ser guitarrista para trás, deixando o sonho de comprar uma casinha decente pra sua irmã lá em Seoul. Deixou para trás os seus amigos, Minseok, Baekhyun e KyungSoo, que mesmo sendo amigos virtuais, sabiam o que o pobre Park passava, mas não podiam fazer nada.

Alguns tempos depois todos que faziam as piadas com o Park sentiram o peso na consciência, o clima pesado que havia sobre a universidade talvez nunca mais mudasse. A universade estava melancólica de mais, era estranho ninguém ver o grandão que todos achavam fofo por ai. Pessoas que nunca conversaram com ele choravam pelos cantos lembrando dele, fizeram um local para Chanyeol na universidade, era algo simples mas que mostrava o que o bullying era capaz de fazer. Era apenas uma foto do garoto.

O clima da faculdade era pesado, ficou assim por alguns anos, era difícil,todos se lembrariam do garoto de sorriso fácil que havia se matado por causa de palavras rasas, boatos sem fundamentos, pelo bullying -

Sempre que uma turma se formava eles faziam questão de dizer que Chanyeol havia se formado junto, faltava pouco menos de dois meses para que o garoto se fomasse.

Chanyeol era lembrado todo ano pelas suas boas notas, pela sua coragem…

Chanyeol… A maioria agora nem sabia quem era Chanyeol, haviam se passado dez anos desde o fatídico ano da morte de Park Chanyeol, a foto de Chanyeol havia sido substituída por uma pintura do garoto na entrada da universidade.

A pintura era apenas um lembrete, lembrete sobre o que palavras sem fundamento podiam fazer com uma pessoa.

A universidade agora tinha um psicológo para que os jovens conversassem com ele, desabafassem.

É…os tempos mudaram, mas o ar pesado que era carregado pela universidade nunca mudaria.

Fizeram questão de deixar o pequeno Toben -que na época em que seu dono morreu era apenas um filhotinho- ir passear na universidade de vez em quando, o armário do Park estava intacto, sempre com algumas rosas ou cartelas de figurinhas colocadas ali. Se Chanyeol visse ele iria adorar.

Yoora, a irmã mais velha do Chanyeol visitava a universidade de vez em quando, indo dar uma olhada no armário do irmão, sempre sorrindo ao olhar o interior do armário do garoto, lá tinha fotos suas com seu cachorro, fotos dos dois irmãos juntos, um post-it -que mesmo após 10 anos ainda estava intacto- avisando que o garoto devia passar no pet-shop de tarde pra comprar alguns brinquedos para o seu filhote.

Ah Yoora…estava desolada, mesmo após 10 anos ainda conseguia sentir o cheiro de frutas vermelhas que saia dos cachinhos do irmão mais novo. Yoora apenas sobreviveu todo esse tempo sem seu irmão por conta de Toben, Yoora agora morava na casa do irmão, morava ela e seu marido lá, fazia questão de sempre fazer o café da manhã preferido de Chanyeol, torradas e bacon. O quarto estava a mesma coisa. O banheiro…o banheiro havia sido destruído. Não havia mais banheiro nenhum ali, ela odiava aquela parte da casa. Yoora não mudou a mobília, ela deixou tudo do jeito que o irmão deixou. Ela morava ali pois sempre podia sentir o cheiro do irmão em algum canto da casa. Ela sorria, mas sabia que aquele sorriso não durava por muito tempo, sempre acabava por chorar abraçada com alguma pelúcia do rilakkuma que o garoto costumava colecionar.

-

Vinte anos…se passaram vinte anos desde a morte do garoto e todos da universidade começavam a fazer piadinhas, dizer que ele era um frouxo que não aguentava as coisas. Chanyeol se sentiria envergonhado, pois era isso que na sua época de universidade falavam para ele. Que ele era um frouxo.

A pintura de Chanyeol já estava gasta e com algumas pixacões por cima. Yoora não aguentava, chorava toda hora, havia entrado em depressão, não levantava para nada, ficava apenas chorando deitada. Seu marido não tinha mais o que fazer, ele tentava de tudo, estava com medo de perder sua mulher, ele a amava acima de tudo, mas não aguentava mais aquela situação. Como ele poderia ajudar sua esposa?

Chanyeol realmente fazia falta…

Ele poderia te continuado aguentando isso até o fim do ano, poderia ter aguentado tudo aquilo por sua irmã, ele poderia, mas sabia que no final ele acabaria fazendo aquilo de qualquer jeito.

-

Yoora sonhou com Chanyeol hoje, ele dizia que estava tudo bem, que estava num lugar bom, falava que ela devia parar de chorar pois ele estava bem. Yoora Chorou naquela manhã sentindo a maciez do moletom preferido do irmão.

-

Yoora teve um filho! Ele era lindo, parecia seu irmão quando este ainda era um bebê

- Você quer escolher o nome dele? - Seu marido disse sorrindo, sabia que nome ela iria colocar, não iria se opor, afinal, também sentia saudades do seu cunhado -

- Chanyeol. Kim Chanyeol. - Abraçou o seu filho e sorriu deixando algumas lágrimas escaparem. Lembrou-se de quando abraçou o irmão quando ele era um bebê. Yoora estava feliz, após vinte e dois anos Yoora se sentia realmente feliz!

Chanyeol estava feliz também.

(Fim)


Notas Finais


É isso amiguinhos, desculpa ta uma bosta k


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...