História Idiot Rapper - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga, V
Tags Menção Taeyoonseok, Plágio É Crime, Pwp, Taegi, Vadia, Yaoi, Yoongi Da O Cu
Visualizações 795
Palavras 4.170
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie.

Capítulo 2 - Punições.


Tiveram uma festa onde vários idols foram convidados a uma balada, era um evento de socialização entre a empresa de entretenimento deles e de outros idols, Taehyung estava sentindo um incomodo, não um incômodo entre suas pernas por ver o irritante e idiota rapper dançar sensualmente, no intuito de seduzi-lo e provocá-lo, mas sim um incômodo em seu ego ao ver como aquela putinha se esfregava e deixava ser esfregado por um idol qualquer naquela batida irritante de alguma música pop sem sal, com as luzes néon piscando, dando um ar mais sensual e atrativo ao local inteiro.

Continuou a olhar aquela palhaçada do rapper idiota, até que viu o cúmulo do acontecimento, o tal idol, — que nem sequer era tão famoso ou tão lindo quanto a si —, apertou as nádegas do rapper idiota. Quem aquele idol que acabou de ter seu début achava ser? Não era como se Taehyung sentisse algo além de irritação por Yoongi, mas isso não dava o direito daquele idol de quinta fazer o que fazia com o corpo de Yoongi, na verdade, não dava tal direito a ninguém.

As negadas de Yoongi, assim como tudo nele era de Taehyung para fazer o que bem entender como punição por sempre que Yoongi decidisse irritá-lo, o corpo de Min Yoongi era seu e de mais ninguém. Chegou perto dos dois em passos largos, claramente revoltado com a situação quente onde só faltavam se comer na frente do público, Taehyung aproveitou que todos a sua volta estavam ocupados para reparar em si, ou nos dos palhaços e desferiu um soco no tal idol, que caiu estilhaçado no chão devido ao impacto do golpe recebido.

Yoongi se virou depressa a direção ao agressor do seu ex-futuro ficante e logo sorriu ao notar quem era e o estado de irritação do ser em questão. Taehyung segurou o pulso de Yoongi com brutalidade, passando a puxá-lo para um canto que ficasse afastado do meio da pista de dança, no intuito de talvez voltar para o dormitório consigo mais cedo.

— O que foi, TaeTae? — Yoongi perguntou com falsa Inocência em um tom zombeira ainda sendo puxado pelo mais novo já para fora da pista de dança. — Está quase parecendo uma crise de ciúmes.

Taehyung espremeu seus olhos e atirou o mesmo pelo pulso contra a parede, — já próxima da mesma —, fazendo com que o corpo do menor se chocasse com força na mesma, resultando em um gemido dolorido seguido a uma risada dolorida e travessa da parte de Yoongi.

“Além de puta é masoquista” — Taehyung pensou consigo mesmo.

— Acha que estou com ciúmes? — Perguntou Taehyung se aproximando do corpo do rapper ficando extremamente próximo a ele e deixando sua perna entre as deles, quase sorriu quando viu Yoongi estremecer apenas com aquilo — Eu não sinto ciúmes de você, só irritação — Acrescentou em um rosnado, dobrando a perna, logo ficando com seu joelho tocando indiretamente a área sensível de Yoongi.

— Para alguém irritado, parece sentir muito ciúmes — Yoongi riu, mas logo seu riso virou um gemido pela perna de Taehyung massageando seu membro.

— Geme igual uma putinha — Taehyung quem riu, e a sua voz soou mais rouca, mais grave, mais sexy, fazendo Yoongi estremecer outra vez por causa daquilo — Vem, vou te mostrar uma coisa — Se afastou rapidamente do corpo de Yoongi voltando a pegar seu pulso para o puxá-lo para outro lugar.

— E o que vai me mostrar dessa vez? — Perguntou o menor curioso, com os olhos brilhando em animação e com o membro pulsando de excitação, o que Taehyung daria consigo dessa vez?

A última vez que o irritou tanto Taehyung lhe obrigou a lhe chupar, algo que Yoongi amou, ter o membro todo de Taehyung em sua boca, ter sua boca fodida loucamente por ele e no fim sentir o gosto da sua esperma fora maravilhoso e tinha curiosidade do que seria dessa vez. Será que Taehyung finalmente iria o foder? Ou apenas “obrigá-lo” a o chupar outra vez

Taehyung por sua vez não respondeu, apenas o levou até o banheiro que estava vazio e o colocou sentado na pia sem falar uma palavra sequer, ou até mesmo abandonar a grande carranca, ficou entre suas  pernas, desceu as mãos no ar, dando um tapa forte em suas coxas com as duas mãos e as apertou com força por cima da calça logo em seguida, riu ao ver o membro de Yoongi marcando naquela calça de couro bem apertada que marcava tudo em sua perna.

Nem sequer começou e o menor já estava excitado. Taehyung atacou o pescoço pálido do menor em chupões forte, segurou o outro lado de seu pescoço com uma mão, onde enroscou os dedos na gargantilha que o menor usava a puxando e quebrando seu fecho ao arrancá-la. Os gemidos eram contido dos lábios de Yoongi que se limitava a apenas arfar com aquilo que o maior fazia, Taehyung voltou às mãos as coxas de Yoongi, as quais apertou com força outra vez e subiu-as para a cintura do menor a apertando com força o bastante para fazer seus dedos afundar na pele dele.

E com aquilo o primeiro gemido deixou os lábios de Yoongi, atravessando sua garganta e ecoando pelo banheiro onde estavam. Uma das mãos de Taehyung adentrou a camiseta de Yoongi e ele a subiu até a altura de seu peitoral, logo curvando os dedos, fazendo suas unhas se encaixar sobre a pele do mais novo e a puxando fazendo pressão para que o arranhasse.

— Own Tae… — Yoongi gemeu de uma maneira tão encenada na pornografia, — daqueles pornôs forçados que você que é tudo encenado —, apenas para irritar mais ainda Taehyung.

— Eu te odeio — Taehyung balbuciou arrancando a jaqueta que Yoongi vestia e depois tirando a roupa camiseta dele.

Assim que se livrou da roupa da cintura para cima de Yoongi, o colocou de quatro em cima da pia apertada, fazendo Yoongi ficar frente a frente ao espelho que ficava acima da pia de mármore. Ele apertou a bunda de Yoongi com força arrancando um gemido alto do mesmo.

— Por que está gemendo? Achei que estivesse acostumado a levar apertões assim, afinal, você é uma puta que deixa qualquer um te tocar —  Taehyung deu um tapa forte na bunda de Yoongi — Não é? — Desferiu outro tapa nele.

Yoongi gemeu outra vez sentindo aquele tapa forte, Taehyung começou a sentir um incômodo, dessa vez entre suas pernas por conta dos gemidos extremamente irritantes e provocativos daquele rapper filho da puta, abaixou a calça de Yoongi junto a sua cueca, viu a marca de sua mão na pele dele e sorriu com aquilo, o seu tapa foi tão forte para o marcar? Aparentemente sim.

Taehyung aproximou seu rosto das nádegas de Yoongi e mordeu com força as duas, força o suficiente para deixar a marca dos seus caninos como perfeitos furinhos em sua pele e fazer o menor gemer de dor e arquear as costas por conta de tal. Circulou a entrada de Yoongi vendo o mesmo arfar sem parar, riu daquilo, viu que o banheiro da balada tinha uma cestinha de utilidade onde havia alguns utensílios para ajudar os clientes, do tipo muitas camisinhas, um desodorante e gel, quis rir daquilo porém aquilo lhe foi bastante útil, tirou Yoongi de cima da pia, o deixando agora de pé para frente a mesma e com os braços em cima da pia, lhe deixando curvado ali, caminhou até a cesta de utensílio e pegou uma camisinha de lá, colocando em seu membro completamente rígido, enquanto deixou  Yoongi praticamente nu, — com sua calça e cueca presas em seus pés apenas —, ele se manteve com toda a roupa que vestia. Voltou para trás de Yoongi, segurou sua extensão e passou a circular a entrada do rapper ameaçando a penetrá-lo a todo momento, riu ao ouvir gemidos e ao ver a expressão de Yoongi pelo espelho.

— Olha que puta… Tão necessitado… e eu só estou estimulando você — Taehyung riu continuando a provocá-lo.

— Vai colocar ou só provocar? — Yoongi revirou os olhos após a fala e soltou um pequeno gemido, sentindo Taehyung pressionar a glande de seu membro em sua entrada, mas logo resmungou ao ver que era só mais uma provocação.

Taehyung arqueou uma das sobrancelhas o olhando pelo espelho e logo mordeu o ombro do mesmo, o penetrando apenas com a pouca lubrificação que a camisinha oferecia, soltou o ombro do menor focando em terminar de colocar seu membro dentro do mesmo, Yoongi para sua surpresa era extremamente apertado, quase se sentiu ao pelo grito de dor, a expressão dolorida e finas lágrimas escorridas pelo rosto do rapper… Cogitou em parar um pouco para o mesmo se acostumar, mas ignorou aquilo ao sentir o seu interior quentinho e apertado, ao lembrar em como ele se esfregou e deixou ser esfregado por outro, ao se lembrar de todas as irritações e como ele não merecia ser “perdoado”.

— Até que para uma putinha, você não é arrombado como eu esperava — Taehyung apertou com força a cintura do menor começando se se movimentar dentro dele.

Os braços de Yoongi fraquejaram, fazendo com que ele praticamente desmoronasse em cima da pia com a bunda bem empinada, com Taehyung metendo em si de maneira forte e bruta, indo cada vez mais fundo e mais rápido sem lhe dar descanso.

A música eletrônica do lado de fora abafava os gemidos de Yoongi que ecoava alto pelo banheiro, fazendo Taehyung sorrir por ser responsável por aquilo.

(...)

Hoseok que estava se sentindo mal resolveu ir ao banheiro para jogar uma água no rosto, e quando entrou no mesmo teve uma visão bastante excitante de Taehyung fodendo Yoongi com força, seu membro pulsou com aquilo e ele engoliu seco, não falou nada, apenas continuou ali vendo aquilo, sua presença fora percebida pelos dois,Yoongi ficou um tanto desesperando, gemendo mais manhoso, tentando achar alguma explicação enquanto Taehyung continuava a meter em si e ir enquanto maltratava sua próstata.

—  Hoseok, ele ficou mais apertado assim que viu você aqui. — Taehyung falou rindo, afastou o corpo de Yoongi da pia e segurou a parte de trás de suas coxas, o pegando no colo, se virando para Hoseok e voltando a fodê-lo, agora de pé, dando a Hoseok uma boa visão do membro de Taehyung entrando em Yoongi. — Você é uma puta exibicionista, Yoongi. Está tão apertado só porque o Hoseok está te vendo. — E ao falar aquilo mordeu o pescoço de Yoongi, arrancando um gemido mais manhoso.

— HM… é mesmo? — Hoseok perguntou vidrado e interessado se aproximando dos dois lentamente, não existia pudor naquele ambiente extremamente quente. — Sempre soube que Yonnie fosse um pervertido desse tipo. — Hoseok falou rindo e tocando a glande de Yoongi com a ponta dos dedos, a apertando. — Posso me juntar a festinha? — Perguntou com um sorriso divertido a Taehyung.

O mesmo apenas sorriu para si, e fez seu hyung se afastar, deu a ideia do mesmo fazer Yoongi enxergar o que fez consigo,  e seguindo essa ideia de Taehyung, Hoseok abaixou as calças junto a cueca, sem trancar a porta do banheiro também, — afinal essa sensação de perigo deixa tudo três vezes mais excitante —, Hoseok segurou seu membro completamente duro, Yoongi olhava a cena completamente vidrado e sentindo-se salivar, estava tão bom aquilo tudo… Logo Hoseok batia uma punheta enquanto via Taehyung foder Yoongi e fazia perguntas obscenas a ele do tipo:

— TaeTae… Como é dentro do Yoonie? Ele é mesmo tão apertado assim? — Yoongi arfava e gemia mais a cada pergunta desse gênero enquanto tinha as bochechas queimadas. — Deixa eu foder a boca dele? — Perguntou a Taehyung de maneira empolgada como se Yoongi fosse um brinquedo a ser compartilhado.

— Não se acostume com isso. — Taehyung falou parando as estocadas, logo colocando Yoongi no chão, sem sair de dentro de si. — Yoongi, já sabe o que é para fazer. — Disse abaixando o tronco se Yoongi, o fazendo se segurar na cintura de Hoseok, com o membro dele próximo ao seu rosto, enquanto Taehyung segurava firmemente a sua cintura e voltou a estocá-lo.

Hoseok acariciou o rosto se Yoongi e segurou seu membro, passando ele entre os lábios entreabertos do Min, logo enfiando o mesmo em sua cavidade, Yoongi não fez cerimônia e logo passou a chupar Hoseok, tentando se concentrar naquilo, por mais que parecesse impossível não o acertar com os dentes sem querer, já que desde que Hoseok pediu permissão a Taehyung, o mesmo passou a ser mais bruto, se é que era possível aquilo.

Yoongi gemia abafado contra o membro de Hoseok que ia forte e fundo na sua garganta enquanto sentia Hoseok que dava tapas em sua bochecha enquanto fodia sua boca e também por causa de Taehyung que parecia ser incansável e não parava de acertar sua próstata. Hoseok forçou a cabeça do menor contra sua pélvis, fazendo com que todo seu membro ficasse dentro da boca de Yoongi e arrancando algumas lágrimas do menor, bem nesse momento, Taehyung deu uma estocada certeira em sua próstata e forçava seu quadril contra o de Yoongi, o forçando a manter-se colado ao corpo de Taehyung, este que se inclinou para frente também e trocou um beijo quente com  Hoseok, onde travaram uma batalha de línguas para ver quem era o mais dominador.

Separaram o beijo de certa forma insatisfeitos por não conseguirem “dominar” o outro naquela batalha que suas línguas travaram, Hoseok tirou seu membro da boca de Yoongi e colocou uma das camisinhas que havia ali, seu olhar e sorriso malicioso parecia ter sido compreendido por Taehyung, que apenas segurou a parte de trás das coxas de Yoongi outra vez, o erguendo. Yoongi olhou tudo de modo meio aéreo, porém o mesmo ficou incrédulo até ver Hoseok perto demais, e estremeceu quando o mesmo roçou sua entrada que já tinha o membro de Taehyung.

— O que vão fazer? — Perguntou Yoongi com medo.

— Relaxa, Bae. — Hoseok disse descontraído, mas acabou por receber um rosnado de Taehyung por causa que chamou Yoongi de Bae. — Você vai gostar. — E ao dizer aquilo, passou a pressionar o membro com mais força contra a entrada de Yoongi, a fim de penetrá-lo.

Yoongi gritou de dor, suas costas se arquearam ao sentir Hoseok o invadindo, sentiu outra vez como se estivesse perdendo a virgindade anal, aquilo doía demais… parecia que o partiriam ao meio. Custou a se acostumar com a dor, mas os dois nem se deram o trabalho de esperar direito aquilo, estavam ansiosos e necessitados por mais do interior de Yoongi.

A movimentação deles era difícil, mas tinha certa sincronia, ambos acertaram a próstata do menor sem parar, não dando descanso ao mesmo que já tinha a voz rouca e a garganta incomodando por causa dos gemidos que não parava de dar.

Taehyung marcava o ombro esquerdo de Yoongi seu pudor, enquanto Hoseok beijava a parte direita do pescoço dele, Yoongi chegou ao ápice consideravelmente rápido demais enquanto eles o fodiam, apertou tanto os dois que quase gozaram. 

Se retiraram de dentro de Yoongi e o deixaram ajoelhado, tiraram a camisinha e deixou que o Yoongi massageasse o membro de dos dois, depois de um tempo gozaram ao mesmo tempo, sujando a cara de Yoongi com a esperma dos dois.


(...)


Dias depois


Parecia que não importasse oque Taehyung fizesse, YoonGi parecia não "tomar jeito" sempre ficava o provocando, talvez Taehyung devesse dá uma pequena punição ao rapper idiota. Talvez, Taehyung devesse utilizar seu lado sádico pra isso.


(...)



Ele era sádico, os pulsos do pálido se encontravam pegando colorações arroxeadas pela pressão que era feito para tentar se livrar inultimente daquelas algemas.


Os olhos tão bem desenhados da pessoa mais baixa, que estava amarrada naquela cama, com os lençóis em tom esverdeado, se encontravam com o do seu dominante, que mordia o lábio e dava um sorriso sinico ao mesmo tempo malicioso ou até mesmo diabólico, ele estava em um nível avançado. Ele estava sádico demais.


Um canivete se encontrava em suas mãos, junto a uma vela ainda acesa e lentamente caminhava até o pálido, que se encontrava atônito a tudo isso, e via aqueles passos lentos como sua pior tortura, a cada passo era uma ansiedade diferente, junto a sensações indecifráveis que o caramelado dava a si, sem ao menos o tocar.


— Oh Yonnie, está tão submisso e sedento como uma puta — Taehyung sorriu. Ao se pronunciar e fazer sua voz rouca arrepiar os poucos pelos que YoonGi possuía na pele, enquanto sua grande mão acomodava o pênis pulsante que escorregavam pré gozo a todo momento, do rapper. — Ah, me esqueci. Você é uma puta.  — Sorriu perverso, enquanto dava um aperto no membro do menor e sucumbia o desejo de ouvi-lo gemer manhosamente. — Você é a minha puta. 


Taehyung passou lentamente o lado do canivete que não machucava pelas coxas pálidas e fartas do menor, que apenas encarava aquela cena, mordendo forte seus lábios em uma pura ansiedade para saber oque viria a seguir, daqueles toques tão masoquistas/sadomasoquista de Taehyung.


O sorriso quadrado do mesmo se fez presente, e logo o canivete foi deixado de lado, não causando nenhum dano ainda a pele do menor. Taehyung pegou novamente a vela acessa, e logo foi derramando gotas de cera pela pele do baixinho, que soltava gruindos doloridos mais ao mesmo tempo prazerosos. 


— Você é uma puta exibicionista e masoquista! — Taehyung depositou uma forte chicotada nas coxas internas de YoonGi, que arqueou as costas pela ardência repentina, enquanto soltava um grito nem tão alto assim, porém um grito de surpresa pelo ato recente. — Eu gosto disso.


As mãos passeantes de Taehyung, faziam uma trilha de cera pelo corpo nú abaixo de si, e em cada região ficava avermelhada pelo contato com a cera quente na pele, Taehyung amava aquilo. YoonGi, soltava leves protesto, porém gostava da sensação, o clima no quarto ficava cada vez mais excitante.


Taehyung repousou uma de suas grandes mãos no pescoço do menor, dando um leve aperto ali, enquanto passava a chama da vela levemente por sua bochecha, de modo que não fosse o queimar ou o ferir, recebendo gemidos dolorido do menor.


Mas uma apertada no pescoço ainda imaculado do menor, e Taehyung logo passou sua língua pelos lábios ressecados do menor, enquanto o sufocava levemente, e logo invadirá a cavidade bucal do rapper com sua língua, entrelaçando ambas.


— Você parece um boneco de porcelana Yoon. — Taehyung pronunciou rouco, após a separação do beijo, enquanto apertava as bochechas de YoonGi, fazendo o de certa forma forma um bico nos lábios pela força exercita. — E eu amo quebrar bonecos de porcelana. — Deu dois tapinhas no rosto do menor, e logo passou seu polegar pelos lábios rosados de YoonGi, voltando a pegar o canivete. — Como seria essa sua pele tão perfeita, com alguns cortes?


— T-Taehyung... N-Não... — YoonGi mumurrou sôfrego, mentindo na questão de não querer aquilo, ele queria, YoonGi sempre foi um sadomasoquista, ele amava estar tão submisso dessa forma, para seu daddy/oppa. Taehyung lhe deu um tapa na cara, fazendo YoonGi o olhar repreendedor, enquanto mordia o lábio e ouvia um pequeno rosnado do mais alto. 


— Eu prefiro trabalhar mais com ações do que diálogos. — Começou Taehyung, enquanto passava o canivete pela pele do mais baixo, a dando pequenos cortes rasos. — Só quero eu falando aqui, e sua boca apenas gemendo, até que eu queira que responda algo, está entendido? — Taehyung lambeu levemente o sangue que escorria da bochecha do menor, que havia feito recentemente, vendo YoonGi apenas concorda. — Ótimo. 


Taehyung foi descendo seus lábios, enquanto beijava e chupava cada região roxa ou até mesmo machucada do menor, que soltava gemidos medianos, até sentir a doce língua de Taehyung em contato com sua virilha, lambendo aquela região com desejo, e como em uma tortura, raspando levemente sua língua pelo membro ereto de YoonGi, que se encontrava com um anel peniano, que o empedia de chegar ao ápice.


— Está tão pulsante Yoon. — Sussurrou, dando uma leve soprada na glande rosada do menor, e lambendo a mesma, retirando um pouco do pré gozo e o engolindo, enquanto Yoon estremecia com o toque, seguindo cada movimento de Taehyung com seu olhar em pura luxúria.


Taehyung logo sorriu ladino, enquanto se esticava ate uma caixa que tinha próxima a cama, e pegava de la um vibrador, lambendo a ponta do mesmo e logo o colocando em Yoongi com brutalidade, fazendo o menor soltar um grito dolorido e arquear as costas pelo ato do mais alto, que apenas se deliciava com as expressões sofrida e excitantes do pálido.


O moreno logo pegou uma coleira na cor preta, e a colocou no rapper, o desamarrando da cama e puxando a coleira para si, fazendo ou obrigando o menor para o encara, sorrindo quadrado enquanto Yoon acariciava seus pulsos marcados e sentia a ardência dos cortes feitos pelo canivete em sua pele. Tae puxou o menor pela coleira, o tirando da cama e indo ate a varando puxando Yoon como um cachorrinho, que ia de maneira calma, enquanto reprimia um sorrisinho da maneira dominante que Tae demonstrava.


Era inverno na coreia do sul, e Yoon assim como Tae sentia o vento gélido, quase congelante em seus corpos que se encontravam-se completamente nus. Porem nem mesmo em meio aquele frio, a tensão sexual que ambos possuíam diminuam entre si, na verdade era ate mesmo agradável, embora eles sabiam que pegariam um resfriado.


Taehyung logo se sentou em uma cadeira enquanto Yoongi se acomodava entre suas pernas e sentia as mãos de Tae levantar seu olhar, fazendo ambos os olhos se encontrarem. Tae logo sorriu maliciosamente para aquele rapper e logo tratou de ligar o vibrador, fazendo Yoongi gemer alto e aperta as coxas de Tae com força, gemendo sofrego o nome do maior.


O maior logo passou sua glande pulsante pelos lábios de Yoon, que entendeu a ordem muda e logo abocanhou o membro do maior, iniciando um boquete em meio a gemidos, pelo vibrador se movendo cada vez mais rápido em seu interior, e sentindo seu membro dolorido e incapacitado de chegar ao ápice pelo maldito anel peniano em seu pênis.


Quando Tae sentiu seu ápice próximo, afastou a boca do menor de seu membro e logo apontou pro seu colo fazendo Yoon sentar em seu colo, e logo o mais alto retirou o vibrador de dentro do baixinho, e o fazendo sentar em seu membro, e com um gemido aliviado e ao mesmo tempo dolorido pela penetração recente, o anel foi retirado de seu membro e o menor logo tratou de quicar sobre o membro de seu dominante.


O barulho das nádegas fartas de Yoongi batendo contra as coxas levemente morenas de Taehyung, junto ao vento batendo na pele de ambos e os gemidos ecoando pela varanda, e pelo local que se encontrava silencioso pelo horário tarde da noite, fazia os mesmos ficarem cada vez mais excitados e cada vez mais sedentos.


Tae logo mudou a posição se levantando e logo ponto Yoongi de quatro apoiado no "corrimão" da varanda, e logo o penetrou com tudo, ouvindo o gemido ou quase um urro de prazer vindo de Yoon, e logo tratou de se movimentar, acertando o ponto de maior prazer de ambos, que mesmo com o inverno e neve la fora, se encontravam suados e quentes, extasiados pelo prazer que ambos sentiam ao ter seus corpos se chocando violentamente.


— Diga Yoon, de quem você e a puta? — Tae puxou os cabelos azulados do rapper, fazendo o mesmo tombar a cabeça para trás, enquanto gemia com as estocadas em seu ponto de prazer. — Quem faz você delirar de prazer, e te come tao gostoso ao ponto de você não esquecer mais — Taehyung ia cada vez mais forte, enquanto puxava aqueles fios azulados com força. — Diga claramente. — Um tapa foi desferido na face que já possuía um corte, pálida de Yoon.


— V-ocê Oppa... anwww... K-Kim T-Taehyung m-me faz .... oh fuck! d-delirar de p-prazer.... hmmm .... e-enquanto me fode gostosooo — Pronunciou a frase, com dificuldades, em meio a vários gemidos, fazendo Tae sorrir satisfeito pelas palavras proferidas do mesmo, indo cada vez mais forte no interior apertado do menor.


— Muito bem. — Desferiu um tapa nas nádegas já avermelhadas e marcadas do menor, enquanto gemia junto a Yoongi e sentia os esparmos de prazer pelo seu corpo, não tardou muito para se despejar no interior do menor, juntamente ao pálido, e logo sentir a chuva cair nos corpos exaustos de ambos.


Tae com muita relutância se retirou daquele interior que tanto gostava, gemendo rouco e ouvindo o gemido manhoso de Yoongi junto ao seu, abraçou o corpo do menor e beijou a testa do mesmo apos o virar para si. Com um sorriso fofo, beijou os lábios de Yoongi, enquanto a chuva ficava cada vez mais forte, Yoongi abraçou o corpo do maior e escondeu seu rosto do pescoço do mesmo, enquanto sentia seu coração falhar uma batida, ao ouvir oque Tae lhe dissera a seguir.


— Eu te amo, meu Yoongi. 





Notas Finais


Oie, então, trouxe o último capítulo pra vocês, espero que gostem :3
Bom, a primeira parte a Ayu me ajudou, se não fosse por ela, não sei se teria conseguido, agradeço muito a Ayunnie, a segunda parte eu fiz meu possível, e não sei se ta muito bom, mas é a vida, e a primeira vez que fiz um lemon sádico.

Outro ponto, eeee teve Taeyoonseok meus amores, oque acharam da penetração dupla do Yoon? Um rapper por ai recebeu uma punição hein.

Sim, eu sou ruim o suficiente pra não colocar a resposta do Yoon, sorry :3

Bom, não sei muito oque dizer, mais obrigado por terem aguardados e por Terem acompanhado, e espero que tenham gostado, muito obrigado mesmo, um beijo :3 até mais :3

https://spiritfanfics.com/perfil/yaoifangirl (Ayu)

Se quiserem mais historias ou passar mais tempo comigo, meu perfil estar aberto a vocês:

https://spiritfanfics.com/perfil/jikookloka (Eu)

Espero comentário de vocês, e tao importante pra mim :3 e raro eu receber comentário, por isso quando recebo fico extremamente alegre :3

Beijos :3

Desculpem os erros, ainda não tive tempo de revisar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...