História If i believe in love - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 239
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A Barbara é meio parecida com a Lily então coloquei essa foto porque amo ela. A barriga ainda não esta tão grande quanto a da foto mas já esta quase, só pra vocês terem uma noção. Boa leitura ❤❤

Capítulo 51 - Natan


Fanfic / Fanfiction If i believe in love - Capítulo 51 - Natan

O fim de semana fora maravilhoso, Justin cuidou de mim e me deu atenção em todos os momentos, sentíamos o bebê mexer e Justin cantou para minha barriga, não sabíamos como chama-lo já que ao menos tínhamos noção se era um menino ou uma menina. Conversamos sobre nomes e gostei de Dominique e Nickolas, já Justin não tinha muitas ideias. Para menina pensei em Lana ou Luiza, Justin gostara de Lana.

  Estávamos deitados na cama vendo tv, assistíamos de repente 30, era domingo a noite e tínhamos comido hambúrguer, o que foi difícil de convencer Justin a comprar já que ele sempre me quer comendo coisas saudáveis. Justin acariciava minha barriga e eu estava deitada em seu peito.

  -O que voce acha de Natan?  Se for menino é claro.

  Justin pergunta enquanto eu acaricio seus cabelos e ele a minha barriga, analiso o nome e imagino como soaria, Natan Bieber, muito muito bonito mesmo, já imagino ele na adolescência falando seu nome e as garotas derretendo por ele.

  Sorrindo digo a Justin.

-Se for um menino com certeza será Natan, eu amei amor.

  Ele me beija tão delicadamente que meu coração chega a palpitar. Amo quando ele demonstra seu amor por mim, quando cuida de mim e diz que me ama.

  - Você é a melhor coisa que me aconteceu Barbara, você é esse serzinho dentro de você. 

  -E voce é a melhor pessoa da minha vida, me deu o melhor presente e me faz a pessoa mais feliz com você.

  Beijo seus lábios e me aninho em seus braços, assistimos ao filme e dormimos antes que ele terminasse. 

  Acordo as nove da manhã sozinha na cama, faço minha higiene e coloco um longo vestido azul, ele era folgado mas já marcava a barriga que começava a crescer. Calço os chinelos e desço para a cozinha, mas ouço Justin falar com alguém na sala. Me encaminho para la e vejo que ele fala ao telefone. Ele me olha e diz "Delegado" em silencio enquanto respondia o cara do outro lado da linha. Descido ir para a cozinha já que estava morta de fome. Paramos de usar a mesa de jantar já que só eu e Justin comíamos agora que Pattie e seus avós estavam de férias.

 -Bom dia Su -ela me olha e sorri, colocando um pouco de suco de abacaxi no copo a minha frente,  me sento e sorrio para ela.

  -Bom dia mamãe como estão hoje?

-Estamos bem obrigado. Nada de enjoos e estou dormindo bem graças a isso. - demos risada e Justin aparece na cozinha.

  -Você nem vai acreditar, a policia conseguiu a gravação do restaurante, conseguiram rastrear um dos números descartáveis e advinha só aonde estava? Na casa da Marta, depois de duas horas sendo interrogada ela decidiu assumir que era ela por trás disso. Marcaram uma audiência mas ele disse que não precisamos ir. Ela vai ficar 6 meses sem direito a fiança, diminuíram de 2 anos para 6 meses já que ela confessou e alegou ter alguns problemas mentais, me lembro de ela tomar remédios controlados mas vão fazer alguns exames nela pra comprovar. Enfim, estamos livres de uma vez. 

  Sorrimos e ele me abraça, tomamos café e Justin precisa sair com Scooter, estão resolvendo as coisas para um novo álbum.  Ajudei Suzana a fazer um bolo e uma torta salgada, e assim passamos quase toda a tarde, subo para tomar um banho e acabo ficando entretida no celular, falo com meus pais, choro de saudade deles e rio das coisas que me contam, falo com meus amigos e ligo para Pattie pelo facetime.

  -Olaaaa querida-  vejo pela paisagem que estão na praia, sinto inveja, mas uma invejinha boa. Sorrio para ela, que sorri imensamente.

-Ooi,  que animo hein, o Havai te fez bem. Esta com um bronzeado lindo.

  -A querida obrigado, voce e Justin deviam vir para cá, alias como estão? 

  -Estamos ótimos,  ele me contou o porque de estar todo estranho, e agora sabemos que era Marta por trás de tudo aquilo que passamos. Ela foi presa Pattie, hoje de manhã,  como ela tem problemas mentais vai ficar por la só seis meses mas espero que não chegue mais perto de nos.

  Pattie bate palmas alegre.

-Sabe eu sempre desconfie que ela não era uma boa pessoa, mas não imaginei que chegasse a esse nível. Enfim estou feliz por que ela foi pega e vocês estão bem.

  -Nos estamos felizes também.

  Passamos mais alguns minutos conversando e quando já era cinco da tarde Justin me liga avisando que Scooter e Yael viriam para o jantar, desço e ávido Suzana, tomo um banho rápido e coloco um sueter preto com decote coração e uma calça jeans de lavagem escura, calço sapatilhas douradas e faço uma maquiagem básica, prendo o cabelo em um coque e corro para a cozinha. Acabo ajudando Suzana mesmo que contra sua vontade, mas por sorte acabamos o jantar bem na hora que eles chegam, ela arruma a mesa e eu vou os receber. Devo dizer que a noite foi ótima, demos boas risadas e o momento ate ganhou fotos no Instagram.


 

      ¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥¥


 Hoje era terça e eu tinha um ultrassom, Justin iria comigo, por sorte conseguimos marcar a consulta para uma da tarde, o que nos deixou dormir ate as dez da manhã.

  Eu usava um shorts jeans e uma camisa branca, sandália sem salto e o cabelo solto. Estava calor e eu adorava aquilo, Justin usava uma camiseta preta que marcava seus braços e uma bermuda branca.  Estávamos entrando na clínica e a doutora tratou de nos recepcionar.

  Já deitada na maca eu me sentia tão nervosa e ansiosa, queria tanto saber o sexo do meu bebê. A doutora passa o gel pela minha barriga e sorri para mim e Justin.

 -Então Barbara você tem sentido enjoos ainda?- ela pergunta enquanto olhamos o pequeno serzinho dentro de mim.

  -Estou ótima, os enjoos passaram mas agora sinto mais vontade de ir ao banheiro e sono. Muito sono.

Rimos e ela concorda.

-Bom mamãe é normal que seu limite para segurar xixi diminua já que sua bexiga esta sendo pressionada pelo saco embrionário onde o bebê esta. E o sono é normal devido ao aumento e diminuição de algumas toxinas que o corpo produz.

  Assinto e ela continua pressionando o aparelho em meu ventre, então ela sorri e vemos algo no meio das pernas de meu precioso bebê.

-Parabéns ao papai e a mamãe, vocês vão ter um garotão.

  Sorrimos um para o outro e Justin me beija.

  -Nosso pequeno Natan. -Justin fala e sorri apertando a minha mão.

- Nosso pequeno e amado Natan. 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro, e espero que tenham gostado. Amo vocês ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...