1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Kim Namjoom (The Delicious Boss) >
  3. Capítulo 6- Eu amo o ciumes dele

História Imagine Kim Namjoom (The Delicious Boss) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo!!!!!!
Espero que gostem

Capítulo 6 - Capítulo 6- Eu amo o ciumes dele


Capítulo 6- Eu amo o ciumes dele

Lá estava o Namjoon de pé na frente dos amigos dele me fazendo passar vergonha, ele estava xingando eles e dizendo que se mais algum deles dissesse isto ou tocassem em mim ele iria matar. Ninguém precisa aguentar isso, literalmente.

Após a vergonha passada, estavamos todos sentados conversando, eu enjoada levantei e fui dançar só para não ouvir mais o Namjoon falando, mas na frente dele aconteceu algo, um homem muito bonito pediu para dançar comigo. Eu olhei no rosto do meu chefe, ele estava me fulminando com o olhar, não só ele seus amigos também, peguei na mão do estranho e fui.

No meio da dança eu comecei a provocar o senhor ciumento, ele me olhava com aquele belo rosto de ódio e cada olhada que ele dava ele bebia cada vez mais, ele estava bebendo mais do que o normal e eu estava gostando de fazer aquilo. Eu estava adorando, amando tudo aquilo, eu peguei o número daquele homem e fui até ele lá na mesa. Ele olhou para mim me encarou bem e falou:

-Vamos embora e sem argumentos, já são 2 da manhã.

Eu queria ter reclamado na horaS mas o meu medo e meu sorriso cínico por ter provocado ele já era bom o bastante, e ele também estava muito bêbado.

Eu dirigi, e chegando em casa ele deitou no sofá.

(S/N)- Namjoon! Vai para o seu quarto!

NJ- Eu não quero!

(S/N)- Eu te ajudo, mas vai para o seu quarto, já que eu sou sua babá mesmo, preciso cuidar.

NJ- Você não é minha babá! Mas eu quero ajuda para subir.

Eu ajudei ele, ajudei até a tirar a camiseta, mas quando eu fui sair do quarto dele... ele me agarrou e me deitou na cama do lado dele.

(S/N)- Namjoon!!!! Me solta!!!! Agora!!!!

NJ- Não!! Eu não vou! E não vai adiantar você falar nada!!

Ele me travou, que legal não tinha como eu sair de lá, e ele estava sem camiseta para piorar, a cada segundo eu sentia a respiração dele no meu pescoço.

(S/N)- Tá bom então! Por que você não vai me soltar?

NJ- Ai S/N! Você é muito burra! Eu gosto de você, eu posso estar bêbado mas eu sei o que eu sinto, não é tão simples assim ver a mulher que você qer ser cantada pelos seus amigos e muito menos agarrada toda feliz com um desconhecido. Faz tempo que você não da um sorriso para mim daquele jeito... dorme aqui comigo hoje?

(S/N)- Não, Namjoon.

NJ- Vai S/N! Pufavoi só essa noite.

(S/N)- Só essa, porque você está bêbado e mais nenhuma outra.

Ele ainda agarrado em mim deitou um pouco e relaxou. Eu depois coloquei uma camisa dele de botões que estava pendurada já que ele não deixava eu sair do quarto.

NJ- Nossa você é bem bonita mesmo.

(S/N)- Cala a boca Namjoon. Você está bêbado.

Ele me agarrou de novo e do nada abriu alguns botões da camisa.

(S/N)- Para! Por que você está fazendo isso?

NJ- Para mim dormir, eu não vou olhar eu juro.

Depois de muito tempo tentando eu dormi com ele quase em cima de mim usando meu peito como travesseiro.

Ao acordar não tinha ninguém em cima de mim e estava tudo bem claro.

NJ- Acordou princesa! Você dormiu bem.

Ele estava parado na minha frente sem camiseta ainda, de cabelo molhado e com uma toalha enrolada na cintura.

NJ- Você pode fechar o olho por favor? Para colocar a minha calça. Obrigado.

Eu fechei e perguntei:

- Que horas são?

NJ- Pode abrir o olho! São meio dia e doze. E nós ainda vamos dar uma passadinha na empresa.

Eu tomei banho, fiz as coisas, comi e fomos para a empresa uma e pouco. E fizemos lá o que tinha que ser feito. Voltando nós sentamos no sofá da sala e ligamos a tv.

(S/N)- Namjoon ontem de noite, tudo aquilo que você falou para mim, era verdade? 

Ele olhou nos meus olhos e chegou mais perto, quando seu rosto estava a milimetros do meu ele falou:

- Eu não estava brincando, eu te amo, já se fazem quase um ano e meio que você trabalha para mim, que você me provoca, que eu tenho que aguentar esse jeitinho seu, que eu tenho que encarar essa delicia de corpo todo dia e você quer que eu não sinta nada? S/N, você é diferente das outras e sempre vai ser.

Ele me beijou, eu não aguentei e peguei no pescoço dele e continuei o beijo, aquilo me causava arrepios, os toques dele, a boca dele em contato com a minha, as línguas, era como estar em uma montanha russa, eram vários sentimentos ao mesmo tempo, era aquele calor calor subindo, era tudo.






Continuo depois...






Notas Finais


Espero que tenham gostado e qualquer erro ou dica é só mandarem.
E não fiquem bravos com esse final, a fic vai continuar é que o melhor fica para depois.
Bjs meus amores!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...