História In my deepest dreams - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Amor, Gale, Gruvia, Harumy, Jerza, Muita Coisa, Nalu, Ocxrogue
Visualizações 2
Palavras 1.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee kkk
Então, espero muito que gostem, desculpa não chegar a dois mil, eu tentei ;3;
Sobre o nome da saber no ultimo capitulo, peço desculpa, foi sem querer, nem tinha percebido que tava errado
Bem, boa leitura

Capítulo 2 - Crocus, a capital das flores


A manhã ensolarada se mesclava com o vento gélido, me fazendo encolher os braços em meu casaco de lã, era como se o inverno se despedisse, mostrando que logo iria nos deixar de vez. Ao lado de wendy, eu assistia a batalha árdua de erza para por os garotos no vagão. tal batalha que não durou muito, pois a ruiva perdeu a paciência e decidiu apelar para a violência, e logo estava arrastando os corpos inconsciente deles até nossos lugares.

   Mal me sentei na poltrona de couro acouchoada e já pude sentir os braços de certo rosado me rodear e sua cabeça apoiar sobre meus seios, os usando de travesseiro antes de entrar em um sono profundo. Respirei fundo, levando a mão até suas madeixas rosadas, ouvindo um leve ronronar, como se aprovasse o carinho. 

   Isso me fez sorrir, lembrando vagamente do dia que ele, o lerdo do Natsu, tomou a iniciativa de tomar meus lábios após dizer que o sentia era mais que carinho, era mais do que amizade, era paixão, e só tinha percebido quando quase me perdeu. lembro que meu corpo travou, minhas pernas ficaram bambas e meu coração estava tão rápido que falhou algumas batidas. por um momento eu tinha certeza que aquele não era o meu natsu, ate ele fazer uma piada idiota com a minha aparência cortar completamente o clima romântico e sério que ele mesmo havia imposto entre nós.

 Após isso não definimos uma relação, podia denominar como ficantes, se não fosse os ciumes e possessão vindas dele, tenho certeza que boa parte dela são influência de sua magia de dragão ou de end, mesmo que estivesse selado.

  Fui acordada de meus pensamento por Erza, que tinha Wendy deitada em suas pernas, dormindo tranquilamente. por um momento senti vergonha por não perceber sua presença, mas ela apenas sorriu de modo gentil e me pediu para acordar meu rosado, que quase babava em minha blusa, pois logo chegaríamos. olhei pela janela, eu realmente perdi a noção do tempo. me foquei na minha tarefa, acordar ele sempre foi uma missão quase perdida.

   Na primeira tentativa, apenas tive um resmungo. Na segunda, seus braço me apertaram um pouco mais e pude ouvir mais claramente suas reclamações, me fazendo rir, e na terceira eu finalmente o convenci, falando que logo chegaríamos, recebi de volta um olhar meio caido daqueles olhos ônix e um meio sorriso enjoado, que me fez temer por um momento sair vomitada do trem.

 quando finalmente saímos do trem, o cheiro das flores invadiram minhas narinas, logo me lembrando que o título ''capital das flores'' não era atoa. por onde olhava, mais e mais delas coloriam minha visão.

- Finalmente fadas! achei que tinham amarelado!- me virei na direção da voz, dando de cara com Sting, que exibia os dentes em um sorriso animado, e logo atras dele tinha seu irmão que sorria levemente em nossa, junto de frosh que estava aconchegado em seus braços, já lector puxava assunto com os outros exeeds

- amarelar!? nunca! não somos covardes como vocês- provocou Gajeel, que sorria do mesmo jeito, assim como natsu e Gray- tenho certeza que estão se cagando de medo- disse o mago de gelo, rindo em seguida.

-Gray, suas roupas- comentei, o fazendo olhar para os lados, se perguntando quando foi que tirou elas.

 Sting e rogue nos levaram ate sua guilda, onde estaríamos hospedados ate o fim da missão. Durante o caminho, os garotos "brigavam" entre si, menos rogue que nos contava as novidades da guilda, até que resolvemos intervir a brincadeira dos meninos antes que fique serio e eles acabem por querer lutar entre si.

 Ao chegarmos na saber, fomos recebidos com sorrisos e festa, yukino logo veio falar comigo, e após nos ajeitar nos quartos, a abelha nos reuniu em uma mesa mais a fundo da guilda, onde podíamos conversar mais a vontade. Alem do meu time e os gêmeos, minerva e orga participariam da missão, agora que nossas brigas passadas já estavam resolvidas por completo.

- sobre a missão, creio que o velho makarov já explicou o básico, estou correto?- Sting assumiu uma postura seria, agindo como um mestre, ao assumir tal postura, ficamos mais sérios, não era mais hora para brincadeiras.

-Sim. ele nos contou sobre a tal bruxa na floresta e sobre o que acontece a aqueles que invade aquela área- comentou erza- pode nos falar mais?

Sting apenas assentiu com a cabeça antes de continuar- a mais ou menos 10 anos, boatos sobre uma familia de seres misticos habitavam a floresta...

"não sabiam quem eram ou como eram, mas durante o inverno, diziam sobre uma jovem misteriosa que ajudava os perdidos que estavam destinados a morrer de frio ou virar comida de animais. ninguém sabe dizer sua real aparência, uns diziam que era um homem forte como um lenhador, outros comentavam sobre a bela jovem de ar angelical e uns insistiam que era uma criança de longos cabelos negros. Com o tempo, outros boatos vieram, diziam que eles eram seres que realizavam desejos. foi ai que o problema se iniciou. muitas pessoas mandavam caçadores, magos e ate mesmo assassinos para a floresta. A maioria que ia voltava de mãos vazias. mas de um dia para o outro, corpos começaram a ser encontrado ao redor da florestas, não apenas de caçadores, mas de cidadãos que moram perto da floresta, a partir da dai ela passou a se chamar floresta das maldições, em vez de floresta dos milagres. O pedido vem diretamente do rei, que está preocupado com o aumento assustador de vitimas encontradas nesse ultimo ano, mas ninguém queria assumir ela pelos ricos de morte ser alto..."

 O clima estava bem mais pesado que antes, quase palpável, minha mente tentava imaginar tal criatura faria uma coisa assim, mas não consegui, apenas engoli seco e segurei a mão de Natsu por debaixo da mesa de mogno, que apertou a minha de volta, tentando passar confiança a partir desse aperto. Eu realmente estava assustada.

- vamos amanhã pela manhã, quando o sol estiver de pé, orga e minerva serão nossos guias, já que viveram em florestas antes. Por hoje, descansem, e se preparem bem, não sei o que vamos encontrar la ou se vamos todos sair vivos de la

Assim ele saiu, após dizer que tinha que resolver uma papelada, nos deixando pensar sobre isso, mas ninguém comentou e um por um, foram deixando a mesa, ate sobrar eu, natsu e happy, que estava mais concentrado no peixe em suas mãos. 

-oe luce, não se preocupe! se alguem tentar machucar você ou o pessoal, eu chuto a bunda dele! não é happy? - disse natsu cheio de confiança, enquanto fazia poses exageradas e rindo apos o "Aye sir!" do gato, me fazendo rir. 

Não sabia o que era, mas apesar de mais calma, algo em mim insistia que alguma coisa daria errado...





 - hey mamãe, você também esta sentindo isso? não sei o que é mas... não parece ser ruim...mas também não e bom...oque eu faço? 

A jovem estava ajoelhada a uma grande árvore, provavelmente a maior e mais velha que residia aquela florestas, e em sua frente três pilhas de pedras, e em frente a elas, um prato de pêssegos e um porta incenso, onde um queimava lentamente. Ao lado da garota, um enorme lobo negro repousava. 

-A primavera chegou de novo... as flores do jardim estão do jeito que a senhora gosta...- ela comentou, se levantando junto do animal, passando a mão nos pelos negros logo em seguida. O céu já se estava cheio de estrelas e o sol ia se pondo lentamente. No meio da mata, só se pode ouvir as últimas lamúrias da menina, que sussurrava ao vento


- sabe... eu sinto a falta de vocês....



continua... ?  




Notas Finais


Beeeem... Ta ai
Diga o que acha, elogio, crítica ou ideia
Pode ate me xingar se quiser
Oque vcs acham se eu colocar fanarts minhas na fic? Boa ideia ou já posso jogar no lixo?
E a fic? Devo continuar?

Bem como vcs perceberam, eu já dei foco na Lucy e dei uma introdução pro relacionamento Nalu kkkk

Bem, é isso kkkk bjs de arco iris no coração de vcs kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...