História It Ain't Me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 345
Palavras 2.032
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - 01 - Não serei eu.


Fanfic / Fanfiction It Ain't Me - Capítulo 1 - 01 - Não serei eu.

Jungkook olhava para o lado de fora pela janela que ficava um pouco embasada por conta de sua respiração, do lado de fora os pingos da chuva escorriam pelo vidro liso da janela, naquela noite não haviam muitos carros na rua e aquilo estava deixando o mesmo ainda mais preocupado, seu marido já devia ter chegado em casa. Um forte barulho de um trovão fez com que Jungkook tomasse um susto e fosse até o sofá aonde pegou uma manta e se cobriu, Jeon então caminhou até o andar superior da casa aonde tudo estava no repleto silencio, o mesmo apenas podia ouvir o som da chuva se colidindo ao chão da rua, ajeitou a manta antes de abrir lentamente a porta do quarto de Jiyoung, no quarto o garotinho brincava com algumas figuras de ação.

 

— Filho, daqui a pouco escove os dentes para ir dormir. — Disse Jungkook, o garotinho então se levantou largando todos os brinquedos e correndo para o abraçar. Jiyoung foi adotado por Jungkook e seu marido Park Jimin, após se casarem nos Estados Unidos da américa foram passar a lua de mel em Las vegas e uma certa curiosidade havia batido em ambos de entrar em pobre orfanato que havia ali, Jungkook não pode conter a felicidade de adotar o garotinho depois de lutar um ano na justiça pelo mesmo.

 

 

—Pai, cadê o papai Jimin? — Perguntou a criança enquanto algumas lagrimas se formavam nos olhos pequenos de Jiyoung, haviam se passado messes desde que Jimin estava tendo tempo para algo a não ser o seu trabalho, o garotinho sentia falta de ir jogar bola com Jimin nos finais da tarde, por mais que Jungkook fizesse de tudo para agradar seu querido Jinyoung sentia falta de brincar com Jimin.

 

 

Jungkook se sentia chateado, quando conheceu Jimin o mesmo já era o modelo famoso “PARK JIMIN”, mas claro conforme o tempo foi passando o sucesso do modelo havia crescido ainda mais, fazendo com que o mesmo nem sequer parasse em casa, quando o moreno acordava o seu marido já havia saído para o trabalho, então o único horário que via o mesmo era quando o modelo chegava do serviço. Jimin sempre negou que Jungkook trabalhasse já que sua renda sempre foi alta para ambos e a criança, isso fazia com que Jungkook se sentisse ainda mais sozinho, porem a pior parte era aguentar o mal humor do marido quando o mesmo chegava, o moreno ainda tinha a esperança do marido chegar e o fazer carinho, mas já faziam dois meses desde a ultima vez que trocaram um beijo um pouco mais carinhoso do que um simples ‘selinho’. Jungkook já estava de ‘saco cheio’.

 

 

— Seu pai ainda não chegou do emprego. — Disse Jungkook enquanto pegava Jiyoung no colo, então o mesmo ajeitou seu óculos enquanto segurava o corpo leve da criança com o braço oposto, Jungkook então caminhou com o mesmo no colo até a sala aonde se sentou no sofá com a criança em seu colo.

— Quero entregar o presente do dias dos pais pra ele. — Disse Jiyoung animado enquanto dava uns pulinhos no colo de Jungkook que gargalhava sem parar, o garotinho estava com seus oito anos e todos os anos era sempre a mesma coisa, já que o mesmo não tinha um casal de pais ‘normal’ ele considerava Jungkook a sua mãe já que exercia o papel. Jungkook não ligava pois queria que seu filho tivesse uma vida boa e não fosse julgado por ter pais gays.

 

 

 Jungkook então deixou o garotinho assistindo desenho no sofá e foi até o banheiro que havia ao lado da sala, o mesmo então fechou a porta e se apoiou com seus dois braços na pia, quando o mesmo levantou seu olhar pode encarar o seu reflexo, o seu óculos não combinava com sua aparência, seu rosto estava horrível, os fios de cabelo desalinhados e naquela cor preta natural o deixavam ainda mais detestável, talvez fosse isso, Jimin podia ter se cansado de si, o modelo famoso trabalhava com tantas pessoas bonitas, então o que veria em Jungkook, um garoto que tinha sua aparência judiada pelo seu descuido. A garganta de Jungkook se formou um nó.

 

O barulho da porta se abrindo fez se presente, Jungkook então caminhou até a sala para poder ver se Jimin gostaria de algo para comer, isso era parte da rotina do mesmo, aquela mesma rotina na qual o mesmo já estava cansado. Jiyoung então se levantou do sofá as pressas e caminhou até a mesa da cozinha aonde pegou o presente que havia feito na escola para Jimin, o presente era um barquinho de madeira na qual o mesmo decorou pintando na cor favorita de seu pai que era azul.

 

— Pai, olha o que eu fiz pra você. — Disse Jiyoung estendendo o objeto para Jimin, o mesmo estava tão cansado apenas queria deitar em sua cama logo, até mesmo a voz de seu próprio filho estava o irritando naquele momento, sua cabeça latejava de tanta dor, então na intenção de passar reto por todos acabou não vendo o garotinho no qual acabou derrubando, quando Jiyoung caiu no chão o barquinho de madeira que estava em sua mão havia quebrado, aquilo fez com que o garotinho começasse a chorar.

 

 

— Qual é o seu problema? — Perguntou Jungkook, o modelo então sentou-se no sofá e encarou o esposo.

 

—Eu não vi ele, foi sem querer. — Jimin disse, o mais novo então caminhou até seu filho que estava chorando no chão e o pegou no colo dando um abraço no mesmo, Jungkook então levou Minho até seu quarto aonde pos o garotinho deitado em meio a cama, Jungkook deu um selar na testa do filho e não disse nada apenas saiu do quarto e caminhou até a sala aonde seu marido se encontrava.

 

— Eu não te entendo mais, você não tem mais tempo para nada só pra essa droga de emprego, é difícil para mim, quando Jiyoung vai para a escola eu fico sozinho o dia inteiro, quando você chega nem um beijo você me da mais. — Disse Jungkook enquanto se sentava ao lado de Jimin no sofá, o mais velho estava com a cabeça dolorida e não estava pensando direito mas aquela conversa estava sendo uma porta para talvez se desestressar.

 

 

—Você sabe que eu trabalho para sustentar todo mundo aqui em casa, as fotos demoram para serem feitas, do que adianta chegar em casa e beijar você, Jungkook você nem se cuida mais. — Jimin disse, o mais novo arregalou os olhos, afinal estava certo ele estava feio demais para estar ao lado de Park Jimin o incrível modelo. — Me desculpa, amor, eu não queria dizer isso. —Disse Jimin tentando apagar o que disse a poucos segundos atrás, as lagrimas já rolavam pelo rosto pálido de Jungkook.

 

 

—É claro, depois de trabalhar com tantas pessoas bonitas e chegar em casa e se deparar comigo deve ser horrível, já que eu sou um monstro. — Disse o rapaz cujo os olhos estavam embaçados, o outro estava sentado e continuava fitando o esposo que se desmanchava em lagrimas.

 

 

— Eu não disse isso. — Respondeu o mais velho caminhando até o mais novo que se encontrava encostado de uma parede qualquer que havia na sala, mas ao se aproximar Jungkook se esquivou.

 

— Mas queria dizer. Sei que sou feio, sou magro, meus cabelos não ajudam em nada mas eu esperava que pelo menos você me achasse bonito, queria que eu tivesse algum valor pra você. Acha que dá tempo de me cuidar sendo que meu marido fica o dia inteiro fora e temos um filho para criar? Vai se ferrar. — Jungkook disse enquanto empurra o peitoral de Jimin, o casal nunca havia tido uma briga tão séria como a que estavam tendo no momento, a maioria das brigas do casal eram por ciúmes da parte de Jimin, mas naquele momento nenhum dos dois estavam se importando com seus verdadeiros sentimentos, estavam dizendo coisas com a cabeça fervendo.

 

 

Jimin então segurou os pulsos de Jungkook e arrastou o mesmo até a cozinha aonde foi até o armário e pegou de lá um copo aonde se dirigiu até o filtro e encheu o copo com água, antes de entregar a Jungkook o mesmo colocou um pouco de açúcar para Jungkook se acalmar um pouco já que o mesmo estava tremendo de nervosismo. Jimin estava assustado com a atitude de Jungkook já que nunca havia visto o marido tão nervoso.

— Se acalme um pouco. — Disse Jimin enquanto Jungkook tomava todo o liquido que havia no copo, o liquido doce fez com que Jungkook franzisse a testa e fizesse uma careta.

 

 

—Sabe, eu já aguentei demais e agora eu não aguento mais, Jimin você já disse que ia mudar esse jeito ignorante e olhe quanto tempo já se passou e você continua arrogante, você nunca quis que eu trabalhasse para me deixar sozinho o dia inteiro? Quero que saiba que eu te amo muito, sempre te amei, você sabe disso mas eu não consigo mais olhar pra você e me sentir um prisioneiro, eu quero terminar. — Após ouvir Jungkook falar essas palavras que Jimin tanto temia o mesmo sentiu o seu chão desabar, o mesmo amava tanto Jungkook, e só de saber que tudo que fazia chateava o mesmo eram como um tiro para o modelo.

 

 

— Eu, eu não sei o que dizer, Jungkook você tem certeza disso? — Perguntou o modelo e o moreno sentado em sua frente suspirou firme, por breves segundos pensou se era aquilo que realmente queria.

 

Por mais que Jimin não gostasse de admitir seu marido Park Jungkook era a pessoa mais linda que já havia visto, com o passar do tempo o lindo garoto passou a se vestir mal e isso fez com que sua aparência desandasse, mas isso não fazia Jimin não se sentir atraído pelo garoto, muito pelo contrario, Jimin amava o mais novo com todas as suas forças, a única coisa que Jungkook precisava fazer era cortar o cabelo, tirar aqueles óculos  e se vestir melhor, não que Jimin se importasse porque se seu esposo estivesse confortável daquela maneira ele amaria o mesmo infinitamente.

 

 

— Tenho, eu quero que saia daqui. — Aquelas palavras foram o gatilho pressionado para toda a paciência de Jimin, afinal a casa também era sua.

 

 

— Eu não vou sair, também tenho o direito de ficar. — Disse o mais velho enquanto apoiava seus braços na mesa com certa força, fazendo o mais novo tomar um susto pela atitude do modelo que cerrava os dentes.

 

 

— Ótimo, mas a suíte é minha. — Disse Jungkook enquanto se levantava da mesa, o garoto caminhava furiosamente até o closet aonde dentro dele retirava tudo que era de Jimin e jogava em frente ao quarto de hospedes, o mais velho olhava para aquela situação com cara de deboche.

Jimin se encontrava furioso, um dos lados era pelo simples fato de Jungkook terminar consigo sendo que já se amavam a três anos, Jungkook era um menino novo de apenas 25 anos e claro que isso só fazia Jimin bufar não que o mesmo fosse muito mais velho que o outro porem esse único ano de diferença de idade era o que bastava na cabeça de Jungkook para o mesmo ver que o modelo apenas queria dar uma vida boa para si, por isso não deixava Jungkook trabalhar.

 

  Por mais que por fora Jimin esteja com uma expressão debochada enquanto olha para Jungkook tirando suas roupas do closet do quarto aonde se amavam varias noites, por dentro Jimin se sentia destruído.

 

 

Após retirar tudo do seu Ex marido de dentro do closet o mesmo se jogou na cama e viu que faltava mais um detalhe, a aliança, Jungkook então retirou o pedaço de ouro de seu dedo e o jogou contra uma parede qualquer fazendo o barulho do ouro se chocando com algo fosse um pouco alto, Jungkook suspirou firme e fechou seus olhos aonde pode dormir.

 

Jimin observou a cena de Jungkook retirando a aliança de seu dedo e não tardou a repetir o ato, porem Jimin guardou a sua dentro de uma gaveta qualquer que havia no quarto de hospedes que agora seria o seu quarto, pelo menos até conseguir se acertar com Jungkook.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...