1. Spirit Fanfics >
  2. Jealous >
  3. Maus podem ser anjos

História Jealous - Capítulo 32


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei com mais um!!!
Pois é meu povo, eu, novamente, venho me desculpar por tanta demora, mas é porque eu to sem muito tempo pra me dedicar.
Mas saibam que mesmo demorando pra postar eu não vou desistir dessa história....

Ainda não!

Boa leitura 🤗🌻❤

Capítulo 32 - Maus podem ser anjos


Fanfic / Fanfiction Jealous - Capítulo 32 - Maus podem ser anjos

~ Ed On

Eu nunca fui tão antipático com o silêncio como agora. Já tinha se passado 5 minutos desde que estavamos em tanta tensão. Respirações, sem ritmos e qualquer barulho poderia se tornar uma ameaça...

Eu já vi aquele robô em ação e sei do que ele é capaz...mas estava tudo sobre controle, eles estava preso em uma jaula de vidro reforçado. Onde só a Baby e Ennard tinham o domínio de abrir e fechar. Mais a Baby, porque Foxy confiava nela, ele era como seu mascote.

T.Bonnie: ela já foi? - disse trêmula. BonBon pegou o telefone, acendeu e desligou rápido. Ele estava no canto da sala, encostado na parede. A cabeça  dele virou imediatamente pra nós o que fez nós 3 gelar.- Não podemos falar com ele normalmente?!- perguntou desesperada 

Bonbon: ele ainda está em fase de treinamento.- disse.

Funtime Foxy: B-BonBo-on? - a voz dele ecoou como um rangido forte que rasgava os ouvidos. Nós afastando até encontrar a parede.

T.Bonnie: eu só quero que saibam, que se eu não sobreviver...é pau no cu do Freddy e gritaria.

E então ouvimos passos e o barulhos agudos e alto de sua voz se aproximando, estamos perdido...era isso...

E então eu tive uma ideia

Um ideia doida, porém era a única chance

Peguei o telefone da mão de BonBon e acendi a luz correndo pra longe das duas coelhas. Ele viu e correu atrás de mim, era como um demônio se aproximando. Deslizei até debaixo de uma mesa, mas acabei levando um arranhão no meu braço. O ouvi lançar a pobre peça de metal pro outro lado da sala, então joguei o extintor que estava na parede em sua direção o derrubando ganhando 3 segundos de vantagem. Corri até sua "jaula" e peguei o controle de obediência.

O controle que Ennard usava neles e que Baby amendrotava.

"Não ouse fazer isso novamente" foi o que Baby disse pra Ennard quando aplicou castigo no animatronic. 

Não esperei mais nenhum segundo pra abertar o botão do choque. Foxy estremeceu dos pés a cabeça e caiu no chão. Aproveitei e corri de volta pras meninas.

Ed: vamos subir!- gritei. 

T.Bonnie: e a doida da bailarina demoníaca?! - na mesma hora um estrondo tomou nossos ouvidos. As duas gritaram e eu apontei com a a luz até lá, era Balora que tinha sido jogada lá de cima. A pobre bailarina não aguentou a queda e se despedaçou. Olhanos para o alto avistando Ennard: 

Ennard: subam! - gritou. Corremos e chegamos em sua sala e ele fechou a porta.

Ennard estava todo acabado. Agora seus fios, parte metálicas estavam bem a mostra e um de seus olhos tinha sido violentamente arrancado, deixando fios de cores vermelhas e azuis para o lado de fora.

BonBon: deus...Ennard...- falou assustada diante o palhaço que se apoiou na mesa com a respiração falha.

T.bonnie: o que aquela porra fez com você?! 

Ed: vou ligar pro Puppet...

Ennard: não! - gritou pra mim. Parei, ele fez uma careta de dor e disse em um suspiro.- ligue pra o atração de terror...pra atração...- BonBon foi até ele tentar ajuda-lo que não se aguentou em pé e caiu.


~  Plush Trap On

Nightmare: Nosso pai está morto! O robô da Baby o matou! -  falou alterado. 

N.Bonnie: é o que ele quer que vocês pensem! Tudo isso era parte de um plano bem maior do que vocês estão pensando! - devolveu na mesma intensidade.

Baby: não! Eu o vi  morrer...tava na minha frente como é que pode ser possível?! - se meteu.

N.Bonnie: eu não sei! Mas ele afirmou na frente da Cup, Fredbear e do Shadow Freddy! 

Spring: então Fredbear e Shadow já sabiam disso a muito tempo.

Golden: ele não ia mentir sobre isso...- disse baixo. Nightmare virou pra ele com olhar preocupado e o viu tentar segurar as lágrimas.

Nightmare: não temos certeza, Lance.

Golden: mas eu tenho! - falou assustando o moreno.- Deus...- recuou pra trás com as mãos na cabeça.

Baby: alguém tira ele daqui...- disse fazendo careta. Nightmare olhou feio pra ela, a mesma deviou o olhar arrependida.

Spring: quer dar uma olhada no Miles? Pra você se acalmar? - o loiro concordou e seguiu.- é muita coisa pra ele...

Baby: é muita coisa pra todos nós...

Nightmare: vamos nós acalmar.- disse a ruiva.- não adianta ficarmos discutindo com o Bon de cabeça quente. 

Baby: quem você ta chamando de cabeça quente hein seu arrogante?! - Nightmare revirou os olhos com raiva. 

N.Bonnie: eu posso ficar aqui com vocês? Eu tenho medo de voltar.

Plush: claro que sim, N.Puppet pode querer vir atrás de você.- ele balançou a cabeça.- você sabe de mais alguma coisa? - ele balancou a cabeça negativamente.

Isaque: a Cup tá envolvida...- comentou.- tinha notado algo de diferente nela, mas não sabia o que era....

Spring: sua amiga fudeu tudo, Plush. No entanto, eu a entendo, se fosse comigo, faria o mesmo.- explicou. - Porra...eu não queria chegar até isso...- caminhou até mim.

Baby: o problema é que vocês são a razão do problema, perdão, você é a razão.- olhou pra Spring.

Spring: desculpe, mas não fui eu quem estava brincando no lugar errado e na hora errada desobedecendo meu paizinho.- respondeu seco.- eu vou pensar em outro plano...agora eu também tenho que ter um cuidado com Plush.- tocou na minha cabeça.

Baby: o segurança dele tá bem aqui.- apontou pra Nightmare. 

Plush: não sou nenhuma peça de porcelana.- Spring levantou a sobrancelha e suspirou. Ele caminhou com os olhos até Shadow Bonny e uniu as sobrancelhas.

Spring: você sabia que ia acontecer.- todos nós  viramos pra ela.- Como? - agora seu tom era ameaçador.

S.Bonny: eu...não sei.- respondeu com medo.- eu acordei me sentindo mal e quando eu vi Shadow Freddy eu me desesperei.- Shadow Freddy? Ela tinha o visto antes do acidente?

Plush: o que o Shadow tava fazendo lá? 

S.Bonny: não faço ideia, mas ele conseguiu só com um olhar me avisar que ia acontecer. 

Não suspeito que ele tenha algum sentimento por você.

Agora não! 

Baby: não sabia que você tinha poderes...quer dizer, o Shadow Freddy tem, mas você nunca fez nada na nossa frente.

S.Bonny: eu escondo esse meu lado, não quero ser vista do mesmo jeito que meu irmão. 

Isaque: mas você não é igual a ele.

Nightmare: Shadows foram consequências das almas abandonadas em algumas fantasias, por isso esse poder sobranarural.- começou.- na verdade, a origem de vocês é bastante misteriosa, porém caímos nesse argumento e nunca mais saimos. O ponto é, você tem poderes e pode usa-los de maneira positiva para nos ajudar.

S.Bonny: o problema é que eu não sei como usar eles.- abaixou a cabeça e Nightmare se colocou a pensar. Tal tinha sim poderes também, mas nunca mostrou a mim.

Mentira que ele mostrou quando ficou com ciúme do Shadow na pizzaria dos toys.

Verdade.

Nightmare: se quiser, eu posso te ajudar a lidar com eles. Eu demorei um pouco pra aprender a controlar a raiva e tudo o que vinha com ela.

Baby: ele era uma bomba relógio.

Não mentiu.

S.Bonny: verdade? - perguntou com o rosto esperançoso. E Nightmare concordou.- aprender a lidar com meus sentimentos e controlar tudo isso pra ajudar minha família.- quando ela usou a palavra família pra se referir a nós,  Spring sorriu de uma forma boba.- eu topo!

Nightmare: se quiser, começamos agora.- sugeriu. Ela tomou um susto.

S.Bonny: N-não quer deixar pra amanhã?- Nightnare riu.

Isaque: enquanto mais rápido você controlar, mas são as chances de você revidar no próximo ataque.

Spring: e ai você vira segurança do Plush.- olharam pra mim e eu fechei a cara bufando. Eles riram.

S.Bonny: então estou pronta! - fez um posição de sentindo para Night.

O telefone fixo começou a tocar.

Me levantei pra atender.

Plush: alô?

Ed: Plush?! - a voz dele estava ofegante, me assutei.

Plush: Ed? Tudo bem? - olhei pra trás com o olhar preocupado e Spring se levantou.

Ed: preciso da sua ajuda...- eu comecei a ouvir uns gemidos de dor, parecia...Ennard? E logo uma voz de mulher. Alguém tomou o telefone dele e gritou no meu ouvido.

T.Bonnie: AJUDA A GENTE PELO AMOR DE DEUS!!!! - afastei o telefone de meu ouvido.- OS ROBÔS DA LOCATION FICARAM DOIDOS! O ENNARD TA FERIDO E TEM UM RAPOSA FURIOSA QUERER COMER NOSSO CU!

Os gritos dela foi tão alto que todos na cozinha ouviram.

Ed: por favor Plush! - gritou no fundo.

Baby foi a primeira a correr.


~ Cupcake On

Eu sentia as lágrimas escorrendo do meu rosto e o medo me tomando e deixando minhas emoções vulneráveis. Eu estava con muito medo.  N.Puppet jogou a cabeça de N.Balloon Boy do outro lado da sala e a mesma se partiu. Aquela força era assustadora. 

Fredbear teve a coragem de ficar a minha frente como se me protegesse qualquer ação que ele poderia fazer com raiva. Shadow estava indiferente em um canto da sala e então, N.puppet jogou o corpo do pobre menino no chão perto da sombra que olhou para aquilo com a sobrancelha levantada. Esperamos mais uns minutos até o homem recuperar a paciência e então ele se virou.

N.Puppet: o aviso na Sl foi dado.- disse.- Logo eles vai se movimentar pra lá... conseguiram pelo menos tirar Funtime Freddy de lá? - falou grosseiramente pra Shadow.

S.Freddy: sim e ainda conseguimos causar alguns hematomas em Ennard.

SL?! O Ed trabalha lá!

O ar de meus pulmões se fechou quando lembrei dele e Shadow olhou pra mim, ele sabia de minha tal preocupação.

N.Puppet: de qualquer forma eles vão ficar mais atentos agora. Graças a seu irmão.- disse a sombra.

S.Freddy: ela.- disse.- Shadow Bonny é mulher.

N.Puppet: que se dane.- respondeu. Ele ficou pensando.- vamos terminar o robô e acabar de uma vez por todas com essa palhaçada. Mas precisamos quebrar os laços de lá. 

Fredbear: como? - N.Puppet olhou pra ele e depois guiou os olhos pra mim me fazendo tremer. Ele se levantou e começou a caminhar. Shadow baixou a cabeça evitando nos olhar o que me causou mais pânico. Deus...o que ele ia fazer?!

Parou em frente a loira e mandou a mesma se afastar, ela não obedeceu.

Fredbear: o que você vai fazer?- tentou manter o tom de voz calmo. Ele a afastou de mim e caminhou tirando algo de seu blazer. Fechei os olhos esperando o pior. 

Ele pegou uma mecha de meu cabelo a contando e também arrancou meu laço do cabelo.  Abri os olhos vendo seu sorriso nojento.

N.puppet: eu vou botar a casa contra a própria casa. Shadow, sabe o que fazer?- o urso assintiu e sumiu como fumaça. Foi até sua mesa colocando os dois intens nuna caixa branca.- pode sair.- disse olhando pra mim.- preciso conversar com Fredbear.- a loira pareceu gelar, estava com medo e eu, por mais que você não pense, estava preocupada com ela.

Fredbear: certo. - foi o que respondeu voltando a se virar pra ele. E eu ainda estava lá, como se esperasse algum sinal dela, não queria abandona-la. Ela virou pra mim e deu um sorriso amarelo e eu sai da sala.

No entanto, a minha cabeça não parou de pensar nela. Eu poderia sentar de frente pra porta e esperar ela como um cachorrinho, mas os outros iam perceber. Era o mais certo ir para meu quarto e aguardar sua saida de lá mesmo.

S.Freddy: sim, é o mais certo.- tomei um susto notando que ele estava perto de mim.- Fredbear sabe se virar.- virou de costa e começou a andar.

Cup: esqueci que você invade privacidades.- falei pelo fato dele ler mentes. Ele riu de costa. - Shadow, o que ele ameaçou? - parou de andar.- quem ele ameaçou? - virou a cabeça um pouquinho, no entanto manteu-se quieto e prosseguiu.

Se Fredbear não era o que todos nós pensávamos, Shadow também poderia bom? 

Certo? 

Errado?


~ Ennard On

BonBon tentava soldar os fios soltos da minha vértebra enquanto eu tentava, fracassadamente, não sentir dor. Tinhamos saído do escritório e ido para o enorme sala o da distribuidora, se Foxy conseguisse arrombar a porta eu não poderia proteger ninguém.

T.Bonnie: nunca mais eu saiu em um rolê com você.- falou pra mim me tirando um riso rápido.

Ed: sabe o que está fazendo. Né?- falou pra BonBon atrás de mim e a mesma concordou segura. Claro que sabia, BonBon era quem mais me ajudava com a mecânica dos robôs.

T.Bonnie: gente cadê esse povo que não chega?!- agora ela estava aflita olhando pela porta de vidro. 

Ennard: fique tranquila.- BonBon puxou um dos meus fios e eu soltei um grunido de dor.- vai deromar um pouco pra F.Foxy destruir aquela porta.

T.Bonnie: o que é ele? - aquela pergunta fez até BonBon parar de mexer minhas conexões.- sabe, alma de criança ou apenas um robô que vocês criaram?

Ennard: alma de criança.- respondi.- mas não apenas uma, são várias.- me levantei. - esses robôs tem um passado pouco sombrio.

T.Bonnie: sei...assim como todos nós?

Ennard: um pouco pior.- ela ficou quieta e quando abriu a boca pra perguntar mais alguma coisa. Baby abriu a porta da distribuidora com tudo, junto a ela entrou Nightmare, Spring e Plush.

Plush: Toy? - olhou pra mim.

T.Bonnie: oi mini Trap! Ainda bem que vocês chegaram.- um barulho alto fez a coelha saltar pro colo de Spring, o mesmo levantou a sobrancelha e balançou a cabeça em sinal de reprovação.

Ennard: melhor a gente ir.- me levantei. Nightmare veio até mim e passou meu braço pela nuca me segurando pela cintura. BonBon caminhou com nosco, porém parou quando viu Plush cumprimentando Ed.

BonBon: Ed...- tocou em uma ferimento do menino que se assustou. Uma espécie de arranhar que rasgou a roupa do urso. 

Ed: ah, eu estou bem.- falou bobo.  

T.Bonnie: isso que dá brincar de pega-pega com o Diabo. 

Já na porta de saída, eu vi que Baby não moveu nenhum músculo para nos seguir, me causando preocupação.

Ennard: Grace.- chamei e Nightmare virou também pra olhar.

Ela tinha um carinho especial com esses robôs, como se fossem seus filhos, não gostava quando aplicavamos os choques e sempre se mantia atualizada dos ajustes que iriamos realizar neles. Mesmo sabendo disso, não me fugia da cabeça uma imagem de Foxy a atacando

Ela caminhou em direção a porta que F.Foxy tentava levar ao chão.

Nightmare: droga.- me deixou apoiado em Spring e foi até sua irmã.

Spring: o que isso fez com você...- comentou e eu ri.

Ennard: não estou muito diferente de você.- agora ele riu. 

Plush abriu a porta do carro e me colocarão sentado no banco traseiro. 

Nightmare: isso e loucura! - nos o olhamos falar segurando o braço da ruiva.

Baby: ele precisa de alguém para dar calma a ele!- disse puxando seu braço.

T.Bonnie: o Pesadelo tá certo! Essa coisa é uma máquina de matar!

Baby: não, não é! - gritou pra coelha.- essa coisa é como vocês, ela só precisa de alguém. - se afastou do irmão indo até a porta.

Nightmare: GRACE! - e a ruiva abriu a porta.


~ Baby On

Ele não sabia o que estavam dizendo. Nenhum deles sabiam o que eram vocês, não sabia da origem, não sabia pelo o que nós passamos durante esse tempo que ficamos escondidos nas sombras deles.

E eu me lembro como se fosse ontem...

Foi por meio de choques e castigos que eu finalmente consegui ser reativada no corpo da principal "atração". Não era meu corpo, mas doía. Nos torturavam para conseguir bons resultados nos testes e quando viam que não eramos suficientes, nos desmontavam e criavam novos robôs.

Como se fossemos lixos...

Eu já vi mais de 10 robôs chegarem ao extremo e chorei por cada um deles.

Mas afinal, você não gostaria de saber qual era nossa tarefa? A razão pra tanto maltrato?

Eramos cobaias pra capturar crianças. Conseguiamos prende-las em nossos corpos, porém o maior defeito era que matavamos no mesmo minuto que as prendiamos e isso era motivo de vários reajustes. A pessoa que queria as crianças, queria elas vivas. E as almas de diversas vitimas ficaram aprisionadas dentros deles. E F.foxy era o campeão nesse patamar. 16 mortes seguidas, 16 almas clamando por misericórdia dentro de si, por isso ele era tão agressivo, tão pertubado. 

Diante de tudo isso, surgia minha preocupação.  Ele não estava fazendo aquilo porque queria fazer. Estava ameaçado, ele não surportava a ideia de ver alguém mexer em sua carcaça para continuar seu trabalho sujo, o qual foi desativado por Ennard. Estavamos tentando fazer com que ele se comportasse como um de nós, mas sempre tinha recaídas. Talvez fosse o ambiente, talvez as pessoas ou até mesmo fosse alguna motivação que lhe faltava para fazer ele deixar aquela raiva, ou melhor as raivas, de lado. 

Abri a porta e o vi parado com o rosto enfurecido, os olhos totalmente pretos como Golden e os dentes afiados prontos pra arrancar-me um membro.

Baby: Funtime...- disse e ele avançou um passo pra perto de mim. Recuei.

Nightnare: Grace...- disse vendo a situação. Ignorei.

Baby: sou eu...Grace...- disse ao animatronics.- eu vim proteger vocês.

F.Foxy: a-ameaça.- disse com a voz alta de aguda de machucar audições, levei minhas mãos aos ouvidos sentindo uma dor devido ao barulho. 

Baby: a ameaça já foi...- levantei minha mão pra  tocar em seu rosto. Ele mostrou mais os dentes me fazendo recuar, mas não desisti. Devagar consegui alcançar sua costeleta feira de cabelos brancos e acaricei o local.- estou aqui pra te salvar.- disse e as presas se esconderam, o rosto suavizou e ele fechou os olhos. Logo que os abriu, a aura negra deles sumiu e veio no lugar um par de olhos azuis.

Tinha conseguido trazer seu lado humano de volta.

F.Foxy: Grace! - ele me abraçou com força como uma criança preste a chorar. 

Baby: eu to aqui.- fiquei repetindo isso até ter 100 por cento de certeza que ele não ia "surtar" novamente. O soltei e segurei sua mão.- ninguém aqui vai te machucar, somos uma família.- afirmei.

F.Foxy: f-familia.- repetiu e eu sorri. Ele ainda não conseguia trabalhar a fala direito, mas sabia algumas palavras. Ele olhou para os outros e viu Plush.- C-criança!- recuou assustado.

Baby: ta tudo bem...tudo bem. Não é uma criança.- expliquei.- você não precisa ter medo. Seu sistema de captura foi tirado.

F.Foxy: fazer problema! 

Baby: não Foxy, você não vai fazer problema algum.

Nightmare foi até perto dele e estendeu a mão. Ele o olhou um pouco e cheirou sua mão, logo, a pegando.

Nightmare: sou amigo.- disse a ele. Funtime andou com a gente até fora da distribuidora, porém parou novamente quando viu Spring.

Spring: acho que ele lembra de mim.- disse e os dois ficarm se encarando. Até F.Foxy mostrar os dentes novamente.- eu lembro de você, Funtime. - me surpreendi. 

F.Foxy: mal!

Baby: você já trabalhou com eles? 

T.Bonnie: melhor perguntar onde ele não trabalhou, né querida? 

Spring: pra sua informação, eu estava respondendo ordens, depois eu descobri que vocês capturaram crianças e me mudei pra pizzaria.- explicou pra raposa. Foxy rosnou pra ele e virou pra Plush, BonBon e Ed 

F.foxy: crianças! - Spring gargalhou e os três olharam pra ele feio. Nightmare e eu também segurou o riso.

Eles eram pequenos pra Funtime que tinha seus dois metros de altura. 

Plush: nós adulto.- disse.- ser perqueno, mas Adultos

F.foxy: humanos?

Ed: sim, humanos - confirmou.- você gostar de  criança?

F.foxy: machucar não mais.

Plush: proteger? - foxy fez uma cara de dúvida, Plush notou que ele não tinha entendido.- cuidar de criança, proteger é cuidar de alguém e não deixar ninguém machucar. - explicou.

F.foxy: sim! Proteger! - Plush sorriu.- Desculpa Braço.- Falou pra Ed. 

Ed: desculpa pelo choque. - riu sem graça. 

F.Funtime: eu entender. 

Plush: bom. Você bom.

F.Foxy: Foxy bom? - a raposa arregalou os olhos surpresa. Plush concordou e ele virou pra mim.- sou bom! - veio até mim e eu sorriu.

Ele estava sorrindo e aquilo me deixou muito mais feliz.

Baby: sim foxy, você é bom!

F.Foxy: eu querer proteger criança!- segurou minhas mãos.

Spring: então conseguimos mais um pra proteger Miles? 

Nightmare: parece que sim.- riu. 

F.Foxy: M-Miles.- tentou pronunciar, mas saiu meio torto.

Nightmare: Miles é a criança. Nós temos que proteger Miles de monstro mau.

F.Foxy: proteger Miles! - repetiu. Correu até Plush e ficou rodando em sua volta. A Raposa tinha o dobro de sua altura, sendo até maior que Brendon.- quero ver Miles!

Baby: nós vamos!


Notas Finais


Qualquer coisa...BERRA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...