1. Spirit Fanfics >
  2. Jeon's mafia >
  3. Twenty one

História Jeon's mafia - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Twenty one


Fanfic / Fanfiction Jeon's mafia - Capítulo 21 - Twenty one

18:00

Comecei a me arrumar para ir ao jantar de papai. Coloquei um vestido branco que ia até a metade da coxa e que continha um pequeno rasgo na perna direita. 

Arrumo meu cabelo fazendo babyliss nas pontas e a soltando. Passo perfume, por fim, pego minha arma e a coloco na minha coxa. Agora sim, estou pronta para ir ver meu querido papai... 

Saio do "meu quarto" indo em direção a porta vendo os Kim's me olhando. Taehyung obviamente estava incomodando com aquilo tudo. 

- Nossa s/n... Você está... Bem matadora- Namjooon fala me olhando.

- S/n... Por favor- Taehyung se aproxima- Não vá. 

- Taehyung-aah...- coloco a mão em seu rosto.

- Não... Por favor, não vá. Se você for... Pode esquecer que existo. 

- Para quê este drama? Tudo bem, se você diz... Eu irei voltar para pegar minhas coisas. Obrigada por tudo-  Digo indo em direção a porta.

- Yaah, não... P-por favor...- volto até Taehyung e lhe dou um beijo sentindo a lágrima do mais velho molhar meu rosto. 

- Eu preciso tomar minhas próprias decisões. Até mais...- viro em direção a porta e saio. 

Pego o carro de Seokjin emprestado e começo dirigir. Ver o Taehyung naquele estado, era de partir o coração, mas não quero ficar debaixo da assa de ninguém. 

Minha vontade era de matar todos, me livrar de cada corpo, um por um... Que ódio daquele velho (o "avô" dela) ele deveria ter matado minha mãe mesmo. 

18:50

Chego na minha antiga casa, e logo pego meu batom para retocar. Ajeito meu salto ao sair do carro e logo em seguida, ajeito meu vestido junto com minha arma caso ele queria fazer alguma gracinha.

Caminho até a porta principal, não preciso nem bater pois papai já a abre. 

- Olá minha querida, como está? Entre- faço o quê ele diz. A sala estava escura apenas sendo iluminada por velas com pérolas de rosas. Papai pega na minha mão e a beija. 

- O quê você quer com tudo isso?

- Apenas recuperar o quê é meu.

- E o quê seria?

- Você!

- Yaah, eu não sou objeto para permanecer a você. 

- Aqui- me entrega uma caixa de bombons- Espero que goste, são os seus favoritos.

- Depois do jantar eu irei provar. O cheiro está muito bom. 

- Eu sei- rir- Mas antes, vamos dançar?- pega o controle do som e coloca uma música bem suave. Papai me puxa pela cintura, pegando minha mão e guiando na dança.

Nossos corpos estavam bem colados, conseguia sentir seus batimentos cardíacos e sua respiração profunda. 

- Você está com fome?- papai me pergunta parando de dançar.

- Estou faminta.

- Por favor- aponta para a sala de jantar. Ando até o cômodo e me sento na ponta e Jungkook se senta na outra ponta- Espero que goste, pedi para fazer seu prato favorito. 

- Obrigada- colo o guardanapo no meu colo e pego o garfo- Papai, eu tenho uma pergunta. 

- Diga-me meu anjo.

- Você teria coragem de colocar veneno na minha comida? 

- Óbvio quê não! Nunca faria isso com você.

- É mesmo? Então... Porque colocou aqui?- o semblante de Jungkook mudou da água para o vinho na hora que o questionei.

- Era para você ter uma morte lenta- se levanta e puxando uma arma.

- Eu não estou para brincadeiras Jeon- puxo minha arma da coxa e aponto para ele.

- Olha só... Ela sabe se defender... Até que você não é tão fraca.

- Você não sabe nem da metade.... 


Notas Finais


Gente, desculpem o cap assim pequeno, é q quando eu coloco colírio nos meus olhos não posso ficar mexendo no Cell. Só postei agr para vocês n ficarem sem nada💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...