1. Spirit Fanfics >
  2. Just Old Friends >
  3. They Found

História Just Old Friends - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Então, pessoas, como vão?

Capítulo 5 - They Found


- Mama, desculpe lhe interromper mais uma vez, mas e eu? Vou ficar com quem? Vou ter que ir pra aquele lugar onde ficam as crianças que não tem pai? - perguntei com medo.

- Bom, eu tava chegando lá - Eu ri fraco por que ela falou engraçado - Como não acharam nenhum parente seu, você vai ficar comigo, e como não tem, provavelmente você vai ficar comigo okay? - Assenti feliz!

Ela limpou minhas lágrimas, todos jantamos e fomos dormir.

Anne

Acordei as crianças, elas se arrumaram, comeram e fui com elas a escola, teria que esperar Lua fazer o teste, acompanhei Harry até sua sala e depois levei Lua até a sala do diretor, ela entrou, sentou na cadeira que havia pra ela, o diretor deu a prova a ela e ela começou a fazer, pelo que o diretor me explicou ela precisava tirar no mínimo 8,0 pra passar e eram 50 questões, 10 de cada matéria e as matéria eram: Inglês, Matemática, Ciências, História e Geografia.

As “matérias de base”, como ele chamou e ela terminou super-rápido contando que ela nem estudou pra essa prova, ela fez em menos de uma hora!

Diretor: Bom, a senhorita Christie tirou a nota 9,8 errou apenas uma questão, então ela passou – falou depois de alguns minutos corrigindo a prova e eu sorri largamente com orgulho da minha "filha".

- Eu passei, eu passei – Cantarolava ela, até que congelou – Eu passei em que mama? – Indagou confusa.

- Bom Lua como você tanto queria, pulou mais uma série! – Ela sorriu.

- Uhul! – Começou a fazer uma dancinha esquisita, mas animada. Peguei o novo horário dela e a entreguei.

Diretor: Vou leva-la a sua nova sala! – ela o acompanhou e eu fui embora pra casa.

Lua 

O diretor entrou e começou a falar e eu prestava atenção escondida atrás da porta, observando e o miojo (Harry) sentava na 1° cadeira e todos sentavam em dupla menos ele.
Diretor: Alunos, prestem atenção, há uma aluna "nova" – fez aspas com a mão, e o Harry se esticou todo pra ver quem era, mas não viu - Quero apresentar a vocês Lua Christie – O Hazza arregalou os olhos e ficou com a cara de "é ela mesmo".

Entrei na sala, assentei pra turma e prestei atenção, não pretendia escolher alguém pra sentar, já havia escolhido o Harry mais havia outra pessoa sem "par". Isso não me importava então mesmo assim sentei com o Harry e o diretor se retirou depois de falar com o professor.

- Olha, a novata se sentou com o cabelo de miojo – algum idiota comentou e a sala riu, Harry apenas se encolheu e fechou o sorriso que antes estava no rosto dele, eu estava ficando vermelha, sempre, mesmo menor que ele, o defendi, e já tava pronta pra dá um show ali até Hazza olhar pra mim e perceber que eu estava vermelha.

- Calma Lua, relaxa, deixa pra lá! – Harry falou me abraçando de lado e eu encostei minha cabeça em seu ombro.

- Não vou fazer nada aqui, mas quando a mama Ann vier nos buscar eu vou conta, certo? – e assim fiz, o sinal da saída tocou e o Harry tava tentando me impedir, mas eu corri, cheguei antes dele na mama Ann e falei a ela. O menino lá parou de incomodar ele, então acho que ela fez algo.

    [7 anos depois]  

Anne

 Acordei cedo, fiz a comida das "crianças" até por que a Lua que é mais nova tá com 13 anos já vai fazer 14 em uma semana, o Harry com 15 já vai fazer 16 em duas semanas, a Gemma nem se fala, tá com 19 anos, vai fazer 20 dia 3 de dezembro.

Mas voltando: acordei-os, eles se arrumaram, comeram, e eles foram pra escola e Gemma foi pra faculdade, voltei e comecei a arrumar a casa, estava passando pano na mesa de centro quando o telefone toca.

- É da casa de Anne Cox? –Falou um rapaz com voz grossa.

- Sim, é ela o que deseja falar? – Perguntei preocupada.

- Meu nome é Marconi, queria falar que por enquanto não acharam alguma pessoa da família de Lua Christie – suspirei aliviada – A senhora prefere que nós a levemos ao orfanato, ou vai se responsabilizar pela criança até terminamos a busca?

- Eu cuido dela! – O respondi rapidamente.

- Ah senhora, fui avisado que acharam um tio dela em Nova York!

- O QUE? Mas como? Não pode ser! – Quase entrei em desespero.

- Sim, senhora, o nome dele é Antoni Christ e ele já está indo buscar ela aí na sua casa, amanhã à tarde ele chega ai! Tenha um bom dia e até mais.

Como vou falar a Lua que acharam um parente dela? E como ela e o Harry vão reagir? Eles são muito próximos. Certo dia tentei fazer a Lua dormir comigo pra ver se ela conseguia, mas quando acordei ela não estava mais lá, desci as escadas e os dois estavam dormindo abraçados no sofá.

No outro Harry foi dormir na casa de um amigo da banda dele a White Skimo, mas voltou no meio da madrugada e a banda acabou por algum motivo e ele agora trabalha em meio turno numa padaria aqui perto.

Estava perto do horário deles chegarem em casa, o almoço estava pronto, o coloquei na mesa, espalhei os 5 pratos na mesa e não a contagem não está errada, eu estou namorando um cara chamado Robin e ele vem almoçar aqui em casa.

Harry e Lua chegaram, Harry trocou a roupa e desceu. Lua demorava um pouco mais pra tomar banho. Puxei Harry pra cozinha pra falar com ele sobre a Lua.
- Filho, eu vou ser direta ok? – ele assentiu – Ligaram pra cá e disseram que encontraram um parente da Lua e ele ta vindo buscar ela amanhã de tarde! – Despejei tudo de uma vez e vi lágrimas rolando pelas suas bochechas e eu as sequei com o coração apertado. Eu bem sabia o quanto eles iriam sofrer.

- Por que? Por que logo agora mãe? Tava tudo tão bem! – Falou me abraçando e chorando – E bem, pelo que eu entendi, eu que vou ter que falar né? – Falou, me soltando.

- Você pode? – falei olhando o estado dele que não era lá muito legal, mas ele assentiu e saiu e a Gemma entra na cozinha.

- O que aconteceu com ele?

- Encontraram parentes da Lua! – Gemma arregalou os olhos.

Lua

Estava descendo as escadas quando o Harry me puxa mais uma vez pra cima, entramos no quarto e ele se jogou na cama, só então percebi que o rosto dele tava vermelho, me aproximei e sentei na ponta da cama perto dele.

- O que foi? –Falei preocupada.

- Acharam! – Falou se sentando e depois me puxando mais pra perto.

- O que? – Perguntei confusa.

- Acharam um parente seu! – meu mundo caiu, simples palavras destruíram a felicidade que eu sentia, comecei a chorar e ele também.

- Logo agora poxa? – Falei abaixando a cabeça ainda chorando.

- Eu não quero te perder não pirralha! – Falou me puxando, fazendo com que eu sentasse em seu colo e me abraçou pela cintura e eu o abracei pelo pescoço.

- Vem me buscar quando? – Perguntei sem o soltar.

- Amanhã à tarde! – Foi como uma facada no coração, mas acho que uma facada doeria menos.

- Só promete uma coisa antes de eu ir? – Falei brincando com a gola da camisa dele.

- O que você quiser! – Falou pressionando seu corpo contra o meu.

- Promete que vai entrar no The X Factor ano que vem, vai ficar entre os três ganhadores e vai me buscar quando puder? – Falei agora brincando com os cachinhos dele.

- Só faço isso se você disser qual a 1° música que vou ter que cantar! – Falou tentando me animar.

- Que tal isn't she lovely? – Falei olhando pra ele.

- A do Stevie Wonder? – Falou sorrindo.

- Não, imagina, aquela do bob Esponja! – Respondi, irônica.

- Ah chata! – pausou - Isn't she lovely? Isn't she wonderfull? Isn't she precious? Less than one minute old I never thought through love we'd be Making one as lovely as she But isn't she lovely made from love – Cantarolou ele baixinho no meu ouvido.

- Com certeza ficou melhor na sua voz que na minha! – Assenti de leve – mas agora, vamos comer, por saco vazio não para em pé, né? – ele riu.

– Vamos? – Me tirou do colo dele e levantou indo até a porta.

- Tô esperando você me carregar... – Falei fazendo cara de tédio.

- Que pirralha folgada! – Voltou me pegou no colo estilo noiva e me levou lá pra baixo, me levando pra a mesa – Sentar você pode sozinha né pirralha?

- Não sei... – Falei fazendo cara de pensativa olhei pra ele e ri – Talvez, se me colocar no chão!

- Não seja por isso! – Falou e me colocou no chão, sentei e comecei a comer.

- Onde estão os modos de vocês em? – Reclamou e só então eu percebi que o tio Robin estava lá.

- Desculpa mama, é a fome! – Ela riu – Oi tio Robin! – Voltei a comer.

- Oi Robin!

- Oi Lua e Harry! – Nos cumprimentou rindo, comemos e eu fui com Harry pra casa da árvore.


Notas Finais


Então, queria avisar que essa semana vou postar um por dia (ou tentar), pois semana que vem minhas aulas voltam e quando as aulas da faculdade voltam eu fico sem tempo pra nada. Pra compensar vou postar o máximo que ser essa semana, okay?

O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...