1. Spirit Fanfics >
  2. Just Us - Adaptação Noart >
  3. XIX - Promessas

História Just Us - Adaptação Noart - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee genteeeee, sdds de vocês!
Hoje a história entra numa fase mais complicada, espero que vocês não me matem!

Capítulo 19 - XIX - Promessas


Fanfic / Fanfiction Just Us - Adaptação Noart - Capítulo 19 - XIX - Promessas

POV Noah Urrea 


6º mês da gravidez 


Finalmente já estávamos no sexto mês! 


Não aguentava mais tanta espera e ainda tinham mais três meses até o nascimento do bebê, o que eu não via a hora! 


A Sina estava bem mais  tranquila na aceitação do bebê, arrisco falar que ela até mesmo gosta  dele agora, o serzinho, como ela o chama. Agora ela fala dele sem  perceber, faz carinho em sua barriga até inconscientemente e até mesmo  discutiu comigo para saber com quem ele vai se parecer mais. Acho que mesmo com toda sua relutância ela está se apegando ao bebê, e eu realmente adoro a ideia de ter ela assumindo a maternidade dele, porque mesmo sem perceber ela está sendo mãe do bebê, não está sendo apenas uma barriga de aluguel ou qualquer coisa do tipo, ela realmente se importa. 


Eu sei que ela já deve  estar acostumada com a presença dele já que ele está com ela 24h,sem  descanso, mas há alguma coisa nos olhos dela quando fala dele e o  cuidado que ela demonstra mesmo sem querer quando eu chego em sua casa e  ela já está acordada e pronta, não esquece mais das vitaminas, faz  questão de fazer ultra todas as vezes que vamos ao obstetra, entre  muitas outras pequenas ações dela que de alguma forma demonstram o amor  que ela sente por esse bebê. 


Claro  que não toco nessa pauta com ela, mas acho que lá no fundo ela já sabe  que o ama também e a admiração que sinto por ela só fica mais forte, ela  realmente não é a mulher que queria tirar a vida desse bebê, ela apenas  estava com medo, sem saber lidar com isso, e agora está tudo bem.


Mas  bem, falando um pouco sobre minha vida pessoal agora, até que estava  indo super bem. Savannah se mostrou uma mulher interessante e hoje mesmo  sairia com ela novamente. Agora, oficialmente, estávamos namorando,  afinal, já estávamos saindo a uns 2 meses. Nesse meio tempo tivemos a oportunidade de nos conhecermos melhor e eu admito que já estava com saudades de me envolver com alguém de uma forma tão leve, Savannah era uma pessoa incrível. 


Descobri  que ela trabalha na empresa de Sina como estagiária, sim, eu sei que  ela ainda está na faculdade, mas já é seu ultimo ano, Sina implicava comigo sempre que acabávamos tocando no assunto, ela adorava me provocar dizendo que eu estava namorando uma criança, ela não gostava muito de Savannah e não fazia a menor questão de esconder isso. Savannah sabe sobre o bebê, claro e acho que  ela aceita bem isso.


Lembro-me  de sua entrevista e de como ela disse que não queria ter filhos, mas  acho que ela aceitou o fato de que tenho um bebê a caminho, afinal me conheceu assim. ela se incomodava as vezes com toda a atenção que eu dedicava a sina por causa do bebê, mas eu acho que isso era bem mais pela sina do que pelo bebê.


Estava  terminado de conferir minha roupa em um espelho, quando meu celular  tocou e achei que fosse Savannah devido meu pequeno atraso, mas era Sina.  Com certeza deve ser um de seus desejos estranhos novamente! 


Ligação on 


-  Sina o que você... - atendi a ligação de voz prestes a tirar onda com sua cara, mas escutei um  choro e logo fiquei preocupado. - você está chorando? O que aconteceu?! -  indaguei preocupado enquanto ele soluçava ao telefone.


- ee..eu pre...pre..preciso d..da su..sua aaa..ajuda! Me..me des...desculpa! 


Ligação off 


POV Sina Deinert


Mas  uma noite de sábado que eu fico em casa comendo sorvete e assistindo  Netflix, por varios motivos ótimos! (sintam o sarcasmo) O primeiro e principal é: estou  grávida e me sinto uma bola; O segundo é mais tedioso: todas as amigas  que tenho ja estão casadas e a maioria já tem filho também, então tem  programas tão tediosos quanto o meu; E o terceiro motivo é: eu me sinto  extremamente cansada para fazer qualquer coisa, quem dirá ir a uma  festa! 


Mas  bem, não é tão ruim assim, a companhia do serzinho é cada vez mais  notável em meu cotidiano já que ele praticamente faz minha barriga de  escola de samba, mas eu já estou oficialmente acostumada e adoro quando ele coloca seu  pezinho de um jeito que consigo ver e sentir o formato bem direitinho. O serzinho  até que é um bebê legal.


Junto  com o sexto mês vinheram os desejos estranhos também e eles são bem  inusitados, da última vez que eu senti desejo quis comer torta de  abóbora com abacate e sorvete, ficou uma delicia, começo a salivar só de  lembrar.  A maioria dos meus desejos acontecem a noite e com coisas que  eu com certeza não vou ter em casa, acho que o serzinho se diverte com a  correria do pai dele para conseguir as coisas para mim. 


Quem  não gosta muito disso, é a namorada de Noah, Savannah. Sim, essa Savannah  mesmo, a estagiária, ela era uma cobra. Vivia fazendo de tudo para  afastar Noah, mas eu sinto informá-la que depois o bebê será todo  dele! Mas bem, eu nem tinha que conviver com ela, então Noah que  lidasse com isso quando o filho dele nascesse. Só era realmente uma pena que ele não conseguisse ver a cobra que ela era, uma verdadeira duas caras, eu tinha pena do serzinho!


Eu sei que parece estranho eu estar atacando a garota do nada e "sem motivo aparente", mas o fato era que eu tinha motivos, e ela mesmo me deu eles, ela sempre fazia questão de soltar piadas de mal gosto no meio da empresa e quando por acaso Noah aparecia por aqui com ela, a mesma não perdia a chance de mostrar sua insatisfação em relação ao bebê. Mas bem, era como eu dizia,no fim o bebê seria só de Noah e ela sabia disso, eles que lidem com isso depois que o serzinho nascer.  


Resolvi  me levantar e tomar um banho para ir dormir, meus olhos já estavam  pesando de tanto sono. Coloquei uma musica tranquila e liguei a água  quente para me fazer relaxar. Estava tomando um banho tranquilo com uma  música ambiente, o serzinho se mexia agitado em minha barriga, como  sempre, até que o sabonete caiu no chão (eu era uma lesada mesmo) e eu tive que me abaixar para pegar,  mas perdi o equilíbrio e não consegui me apoiar em nada.


Cai de lado. Com um baque surdo.


Uma dor aguda atingiu o pé da minha barriga, quase me sufocando. 


Serzinho já não se mexia mais agitadamente. 


Tentei respirar fundo repetidas vezes.


Abri meus olhos que estavam fechados apertadamente pela dor.


Tudo que havia abaixo de mim era sangue.


Eu estava entrando em desespero.


Tentei me levantar, e consegui me sentar, toquei minha barriga e ela estava extremamente dura, rígida.


Me arrastei até o lado de fora do box e peguei meu celular ligando para Noah.


Quando ouvi sua voz, não me aguentei e comecei a chorar. 


E se eu perdi o serzinho?! 


Pedi  sua ajuda e ele desligou em seguida. Larguei o celular no chão do  banheiro e voltei a chorar. Eu não posso perder esse bebê! 


- ei serzinho, não faz isso, por favor! - falei sussurrando quando consegui parar de chorar. 


Eu  respirava fundo diversas vezes tentando me manter acordada. Não parava  de sangrar e eu já estava fraca, acho que bati a cabeça também.


Naquele momento comecei a pedir baixinho ao universo, a Deus, a quem quer que fosse que tudo ficasse bem com o serzinho, eu sei que eu não queria ele, mas nós já tínhamos chegado tão longe né?! 


Eu prometo, prometo, que se ficar tudo bem com a gente vou tentar ser alguém melhor pro serzinho, prometo fazer tudo que for necessário, prometo até mesmo não reclamar mais quando ele chuta, mas ele não pode me deixar! 


"As  não têm noção das promessas que estão fazendo no momento em que as fazem"


Notas Finais


E aí, o que vocês acharam? Eu fico aqui me contorcendo de nervosa viu, e olha que eu sei o que acontece!
Espero que tenham gostado, até quinta!
Bjs de fran!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...