História Kiss Me - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Little Mix
Personagens Ashton Irwin, Jade Thirlwall, Luke Hemmings, Perrie Edwards
Tags 5 Seconds Of Summer, Anjos, Demonios, Jashton, Little Mix
Visualizações 19
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie bbs! Como estão?
Trago aqui um capítulo antecipado com muito amor para vocês S2

Capítulo 10 - Cheiro de sangue


Fanfic / Fanfiction Kiss Me - Capítulo 10 - Cheiro de sangue

P.O.V. Jade T.

Olho pela décima vez à porta do banheiro, na esperança de que Luke passe por ela, mas nada e o que eu quero, infelizmente. Olho para o por do sol, tentando ao máximo não prestar atenção na mesa ao lado, onde alguns homens que tavam na escada ficam me encaram e cochichando entre si. Realmente é uma pena as mesas serem bem separadas e eles falarem bem baixo. Mas mesmo assim consigo ouvir suas risadas de vez em quando. Ah isso tá me dando cala-frios.

O que eles devem estar pensando? Será que eles são iguais a nós? Tipo anjos ou demônios ou qualquer ser a mais que exista. Não, eles não são. Algo me faz sentir que eles são perigosos! Sinto um cheiro estranho no ar, um cheiro bom e desagradável ao mesmo tempo e eu não desconheço esse cheiro. Acabo tendo uma nostalgia do dia em que aprendi a dirigir e acabei sem querer batendo o carro numa árvore do nosso antigo quintal. Não tenho culpa que o acelerador e igual ao freio, ou tenho? Na hora em que eu bati, eu senti esse cheiro estranho e acabei percebendo que meu nariz estava sangran... sangue! E cheiro de sangue!

Olho para todos no estabelecimento e eles continuam agindo normal, acho que ninguém mas além de mim está sentindo esse cheiro. Será que alguém se machucou? Olho novamente e todos parecem bem, todos estão conversando ou rindo. Tento voltar meu olhar para a janela, mas antes eu vejo que todos os 'homens estranhos da mesa ao lado' estão me encarando de uma forma muito esquisita. Todos eles vestem preto, mas de uma forma bem formal. Eles têm cabelos pretos, alguns tem curtos e outros longo e dois deles são negros. Quanto mais eu olho para a mesa, percebo que o cheiro de sangue vem de lá, ele está começando a ficar insuportável. Cadê o Luke? Olho para a porta do banheiro e nada dele. Mas que merda!

Me viro para a janela e pelo reflexo pude ver que um deles se levanto e vejo seu olhar sobre meu corpo. Respiro fundo vendo ele vindo em minha direção e fechos os olhos esperando alguma coisa.

"Hey!" Sinto uma mão no meu ombro e rapidamente me viro para ver quem é. Solto toda minha respiração que estava presa a ver Luke. "Demorei?" Pergunta com um sorriso.

"Muito." Respondo tensa vendo Luke se sentar na cadeira ao meu lado.

"E que tinha uma fila enorme e daí tinha muitas opções de comida e...." Ele fala mas minha atenção se volta para a mesa dos garotos, onde eles conversão entre si de uma forma bem descontraída. Será que foi coisa da minha cabeça? Não! Pera... o cheiro sumiu! O que tá acontecendo?

"Você sentiu um cheiro?" Corto a fala de Luke, voltando meu olhar a ele.

"Tô sentindo varios." Responde confuso.

"Não esses... cheiro de sangue." Falo e Luke me olha arqueando as sobrancelhas.

"Não... você tá bem?" Diz ainda confuso. Eu tenho certeza que isso é uma pegadinha! Só pode.

"Olha ali..." Falo e aponto sutilmente para a mesa ao lado. Luke olha e sua expressão muda de confusa para surpresa. Mas por pouco tempo.

" Eles falaram com você? Eles mexeram com você? Eles te tocaram?" Luke pergunta rangendo os dentes e eu nego com a cabeça. Será que era melhor eu ter ficado calada? Acho que sim, porque Luke está os encarando por uns 2 minutos, acho. "O que eles fizeram?" Pergunta voltando a me olhar mas mantenho a cabeça baixa.

"Nada... o do canto estava vindo na minha direção quando você chegou." E melhor eu falar tudo, nunca guardo nada de Luke e isso pode ser sério.

"Jade, não tinha ninguém vindo para cá. Você tem certeza que tá bem?" Ele pergunta e coloca a mão na minha testa. "Está normal." Diz por fim. Mas o que está na minha cabeça é que eu tô delirando. Será que eu tô ficando louca? Eu juro que tudo foi muito real.

Apoio meu braço sobre a mesa e faço o mesmo com a minha cabeça na minha mão. Eu e Luke encaramos a mesa, mas eu simplesmente não consigo olhar para eles, ainda não me conformo por ter delirado, pera, eu não delirei, foi real, foi real!

Olho novamente para o por do sol, onde o sol já está bem baixo e o céu está incrivelmente rosado por conta disso. Isso é muito lindo! Será que eu vou ver isso na cidade? Tomara que sim, porque e muito maravilhoso.

"Luke..." balaço seu braço mas ele está fixado na mesa vizinha. Desvio meu olhar para a mesa e estranhamente todos os meninos estão de cabeça baixa, mas tipo, bem baixa.

" Luke..." balanço novamente seu braço, mas um pouco mais forte... E mesmo assim o Luke não vira para mim. Ele tá muito vidrado.

" LUKE!" Quase grito seu nome e ele se vira com um rosto confuso. Ia falar com ele mas meus pensamentos são interrompidos pelos homens que nós encaravamos segundos atrás. Vejo eles se levantando e indo embora, ainda com a cabeça baixa. Eu só posso estar doente! Não tem outra opção.

"Ah... me desculpa... o que a-aconteceu... q-quer dizer o o que você disse?" Pergunta meio confuso e desnorteado.

"An... Eu esqueci, mas não era nada importante." Penso em perguntar o que aconteceu mas ele parece estar bem mais confuso que eu. Presto atenção em seu olhar distante, parece estar pensando em algo... provavelmente no que aconteceu. Será que esse e o poder dele? Acho que não. Porque se fosse ele não ficaria tão confuso. Ou ficaria?

"Acho que lembrei... E eu ia perguntar, o que você pediu de comida." Minto, mas pela cara de Luke não parece que sou uma boa mentirosa.

"Como assim você acha que lembrou?" Ele ri e eu me toco do que acabei de falar. "Ou você lembra ou não." Ele fala e ri me debochando. E depois de o olhar emburrada eu acabo rindo tambem.

"Mas então... o que você pediu?" Pergunto curiosa, tomara que seja algo que eu goste, porque Luke tem um dedo podre pra comida. Acho que podre e comida não fica legal na mesma frase... só acho...

" Eu pedi o prato do dia." Diz simplesmente e pega seu celular.

"e o que é o prato do dia?" Tomara que ele saiba o que pediu.

"Não faço ideia." Fala mexendo em seu celular.

"Como assim não faz ideia? E se for algo que nos não gostamos?" Deus me segura para não o enforcar!

"Jade, eu tô com tanta fome... que comeria até terra!" Bem eu também tô com um pouco de fome, so que não muito igual ele diz. Mas eu tambem não sou chata com comida, só tenho medo do prato do dia ser um inseto ou um animal muito exótico. Aí sim eu preferia comer terra.

" se você fala-se isso antes... nós poderíamos ir para a grama aqui do lado. Seria bem mais barato." Digo me referindo a sua fala anterior.

"Haha, engraçadinha." Diz olhando seu celular e eu acabo espiando vendo o nome Calum, estampado no começo das mensagens.




Notas Finais


Bem... ficou pequeno, mas acho que ficou bem legal. Esses próximos capítulos são bem importantes para o futuro da fic.
Espero que tenham gostado❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...