História Leon High School - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Escola, Gay, Lemon, Lesbian, Orange, Revelaçoes, Romance, Romance Gay, Romance Hetero, Shippes Shipper, Suspense
Visualizações 7
Palavras 1.858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Orange, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente linda, a fic tá na sua pré-criação, vamos conhecer o primeiro CAP dessa grande jornada.

Capítulo 1 - Conhecendo a nova escola.


Fanfic / Fanfiction Leon High School - Capítulo 1 - Conhecendo a nova escola.

Leon High School

 

Mais um ano letivo se inicia, e eu infelizmente tive que mudar de escola. A pouco tempo estou morando em Tallahassee, Flórida, Estados Unidos. Meu pai por conta do trabalho, teve que mudar para essa droga de lugar. Chegamos em novembro do ano passado aqui e ainda não fiz nenhuma amizade... se bem que nem sair de casa eu saio. Parece que esse ano vou ter que estudar no Leon, uma escolinha pública renomeada pela sua ótima qualidade de ensino. Estou me sentindo aflito, vai ser difícil acostumar nessa escola, eu gostava muito da minha escola lá no Brasil, principalmente dos meus amigos... faltam exatamente 2 dias para o início das aulas e eu não estou nem um pouco animado.

 

QUEBRA DE TEMPO!!!

06:35 PM

Estou em meu quarto, ouvindo a belíssima voz da minha rainha Lana Del Rey, em seguida coloco uma Playlist da Sia, que me dar vontade de ficar em meu quarto e nunca mais sair. Sou interrompido com minha mãe gritando e batendo na porta do meu quarto.

 

-Venha jantar querido, a comida já vai esfriar.

-JÁ ESTOU INDO- digo gritando de meu quarto.

 

Bom, esqueci de falar sobre minha família. Sou filho de dona Agnes e seu Apolo, por enquanto sou filho único, meus pais pensam em ter outro filho, de preferência uma menina, já que ficaram desapontados ao saber meu sexo quando nasci. Eu falando sobre todo esse fuzuê familiar esqueci também de me apresentar, meu nome é Ygor Antunes  Leibovitch, da família Leibovitch, uma família de classe média, eu morava em São Paulo, Brazil. Meu pai tem uma rede de Fast Food nacional no Brazil, a (Fast Boom) e agora vem expandir seus negócios para o exterior. No Brazil, eu tinha muitos amigos, sinto muita saudades.

//

Ygor ON

Desço para a cozinha para jantar com meus pais.

 

(Apolo) - Boa noite filhão.

(Ygor) - Boa noite pai, faz muito tempo que o senhor chegou??

(Apolo) - cheguei nesse momento, não queria perder esse jantar por nada!!

(Ygor) - Humm... Algo de especial hoje??

(Agnes) - Sim meu filho, queremos contar algo especial a você

(Ygor) - Espero que não seja sobre uma nova mudança, estou cansado de mudar de estado e país.

(Agnes) - Não querido, é algo que eu tenho certeza que você vai ficar feliz.

(Apolo) - Filho, você já está com seus 16 anos, e desde de seu nascimento eu e sua mãe queremos ter um filho, disso você já sabe.... Queremos dizer que está na hora de você ter uma companhia, você também sabe que eu trabalho o dia todo e chego cansado em casa, quase não tenho tempo de dar atenção para você.

(Ygor) - Pai, o senhor está me assustando, diga logo o que o senhor tem para falar.

(Apolo+Agnes): - Vamos adotar uma criança!!!

(Ygor) - Ooooo...queeee??

(Agnes) - sim filho, queremos adotar uma criança para ser nosso filho...

(Apolo) - Ou filha...

(Ygor) - isso não pode ser verdade – digo com um tom de tristeza e corro em direção ao meu quarto.

 

Da para acreditar? Meus pais querem adotar uma criança, estou me sentido aflito, se bem que não é uma má ideia, estou cansado de ficar sozinho. Coloco meus fones e começo a refletir um pouco sobre o que meus pais disseram no jantar.

 

//

DIA SEGUINTE

08:47AM

Acordo cedo e fico sentando na ponta da cama pesando.... após o jantar de ontem nem lembrava que hoje eu tinha que comprar meus materiais escolares.  Vou para o banheiro e começo a escovar meus dentes e logo após tomo meu banho para sair para as compras. Sempre gosto de ir fazer as compras dos meus materiais, porque minha mãe não tem a mínima noção dos meus gostos. Vou para o quarto e logo, pego uma blusa e um casaco jeans. Desço a escada e vejo minha com a nova empregada servindo o café.

 

(Agnes) – Bom dia filho, dormiu bem?

(Ygor) - Claro mãe, por que não dormiria bem??- digo com ar de sarcasmo

(Agnes) – ah, que bom filho, tome seu café da manhã que já vamos as compras!

 

Tomo meu café muito rápido, nunca tinha comido um brownie tão gostoso, parece que eu vou me dar muito bem com a nova empregada, sou magro, tenho o corpo liso, olhos castanho claros, e 1,65 de altura, basicamente amo comer, comer é vida, qualquer oportunidade que surge eu estou comendo, a vantagem de tudo isso, não engordo uma grama sequer. Termino meu café da manhã, agradeço a dona Carmen, nossa nova empregada.

(Ygor) – nossa dona Carmen, suas mãos são divinas, o brownie estava uma maravilha.

(D.Carmen) – Obrigado meu lindo, tudo com amor e carrinho sai perfeito.

(Ygor) - até mais no Almoço- dou uma leve risada

(D.Carmen) - Até mais meu filho- Dona Carmen sorri para mim.

--

(Agnes): Vamos?

(Ygor): Vamos mãe! – Entramos no carro indo em direção a Winn-Dixie, um supermercado aqui perto.

 

 

//

SCENE SUPERMERCADO ON

 

Chegamos, e começo a escolher meus materiais e minha mãe vai em direção ao Hortifrúti, na seção de materiais escolares vejo bastante pessoas comprando, está um tumulto muito grande, já escolhi maioria das coisas que eu preciso nesse ano, porém esqueço da agenda e volto para procurar.

Vejo uma agenda muito linda com a temática de séries, mas ela está na última prateleira, deve estar a uns 1,75 metros longe do chão. Procuro um repositor para me ajudar, porém não encontro ninguém, tenho uma ideia.... pegar meu caderno e empurrar a agenda até cair, que não foi uma boa ideia, pois a agenda nem mexeu. Paro por um tempo e fico pesando em uma forma de pegar a agenda quando por um momento sinto alguém tocar em minhas costas, viro no mesmo instante e me deparo com um garoto pardo, alto, boa aparência física, meio musculoso, olhos cor de mel, aquele estilo bandido do brazil (zé droguinha).

(Desconhecido) – Oi?

(Ygor) – Oi!

(Desconhecido) – precisa de ajuda?

(Ygor) – não, está tudo bem!

(Desconhecido) – tem certeza? Estou observando você a pouco e vejo que você está tentando pegar algo ai em cima!

(Ygor) – Sério!!- digo com uma cara de desconfiança.

(Desconhecido) – Desculpa chegar dessa maneira, parece que assustei você.

(Ygor) – é.... praticamente isso!!!

(Desconhecido) – Prazer, meu nome é Scoot

(Ygor) – Prazer Scoot, sou o Ygor – dou um aperto de mão no desconh... digo Scoot.

(Scoot) – então... precisando de ajuda?

(Ygor) – bom.... Preciso sim...

(Scoot) – O que você quer aqui de cima? – Olho para última prateleira perguntado a Ygor

(Ygor) – Eu estava tentando pegar essa agenda do meio, porém sou baixo

(Scoot) – Ahh.. isso não é um problema para mim, tenho 1,80 de altura – dou uma risada sarcástica.

(Ygor) – Obrigado por me humilhar neste momento fazendo eu pensar sobre minha estatura – dou uma risada enquanto Scoot pega a agenda e dá em minhas mãos.

(Scoot) – Prontinho Cara... está aqui sua agenda

(Ygor) – Valeu Scoot.

(Scoot) – É um saco essa volta as aulas, principalmente nesse supermercado lotado, pior que são todos meus, estudamos no Leon.

(Ygor) – Como? ... Leon? Sério? Estudarei lá esse ano.

(Scoot) – Sério cara?!... Vai ser muito bom ter você conosco, vamos pegar umas gatinhas juntos, hehehe!

(Ygor) – Assim... e como vamos!! – dou risada de desanimado quando ouço minha mãe me chamar

(Agnes) – Filho, vamos!!

(Ygor) – Estou indo.

(Scoot) – Falou cara, nos vemos por aí.

(Ygor) – Tchau Scoot, cuidado para não bater a cabeça por ai, - dou uma leve risada

(Scoot) – Tchau Ygor, Cuidado para o pessoal do Hortifrúti não pegar e colocar você como amostra de anão de jardim...

(Ygor) – Nossa, rsrsrs!! Falouuu!! – falo indo em direção a minha mãe

--

(Agnes) – Quem é esse ?

(Ygor) – um cara que me ajudou com um probleminha

(Agnes) – Fico feliz em ver você fazendo novos amigos

(Ygor) – Ele não é meu amigo!!!

(Agnes) – Poxa filho... não precisa responder dessa forma.

 

Vamos direção ao caixa para fazer o pagamento das compras e logo em seguida vamos para o carro para ir para casa.

--

12:52PM

 

Chegamos em casa, que está com um cheiro ótimo de comida, vou logo correndo até a cozinha e vejo a delícia que está sendo preparada. Parece que hoje o almoço vai ser estrogonofe, meu prato favorito.

 

(Ygor) – Nossa!!! Que cheiro maravilhoso

(D.Carmen) –Acalma-se Ygor, a comida não está pronta.

(Ygor) – Não dá para resistir – falo isso colocando o dedo na panela para tirar uma prova, saio correndo em direção ao meu quarto para tomar banho.

--

01:20PM

Termino o banho e desço para a cozinha.

(Ygor) – NÃO ESTOU AGUENTANDO ESSA FOME IMENSA – digo gritando

(Agnes) – já foi lavar as mãos?

(Ygor) – Sim! Sim!

(Agnes) – Tudo bem! Pode nos servir dona Carmen.

 Dona Carmen nos serve o delicioso estrogonofe que ela fez. Termino de almoçar e vou para o quarto arrumar meus materiais na mochila   para o início das aulas.

 

07:48PM

Nossa como dá trabalho arrumar, além de ser muito chato e eu não estou nem um pouco afim de ir para a escola amanhã, termino de arrumar meus materiais e desço para jantar e logo após subo novamente para meu quarto e coloco o fone para ouvir aquela playlist de respeito, em seguida começo a sentir sono e durmo.

--

06:00AM

Acordo espantado com o alarme indicando 06:00 da manhã, sinto que esse dia não vai ser nada fácil, principalmente naquela escola. Vou para o banheiro tomar banho.

Saio do banho e coloco meu uniforme, logo em seguida vou para a cozinha tomar café.

(Ygor) – Bom dia dona Carmen.

(D.Carmen) – Bom dia querido, dormiu bem?

(Ygor) – maravilhosamente

(D.Carmen) – que ótimo, como está expectativa para o primeiro dia de aula?

(Ygor) – estou indo com a força do ódio né!!!

(D.Carmen) – Por que meu filho?

(Ygor) – não sei, estou sentindo que esse primeiro dia não vai ser bom

(D.Carmen) – Não vai ser não, seu dia vai ser maravilhoso, tenho certeza, você é especial. Simpático, bonito, educado, boa pinta e quem sabe você não encontra uma garota que faça seu tipo, hehehehe.

(Ygor) – Deus me free, não quero nem pensar nessas coisas.

(D.Carmen) – sei bem.

(Ygor) – Bom, não quero cortar o assunto, mas, tenho que ir – falo saindo apressado

(D.Carmen) – Boa aula meu filho.

(Ygor) – Obrigado dona Carmen – digo indo em direção a porta.

Ando um pouco até o ponto onde o ônibus escolar vem me pegar, e ele não demora muito para chegar. Entro nele e logo me deparo com todos me olhando com um olhar de surpresa, enquanto isso vou em direção ao fundo, para sentar na última cadeira. Em poucos minutos chegamos na escola. Desço do ônibus e começo a conhecer a escola, a estrutura é uma maravilha, aquele estilo antigo. Entro e vou até o mural de alunos onde procuro meu nome pois não lembro a sala que minha mãe falou...em poucos segundos encontro meu nome. Sala 05F, minha sala.

…até o presente momento não vejo nada que me gere interesse, entro na sala e sento no fundo aguardando o professor, e vejo que os alunos estão entrando aos poucos, o professor entra em sala e todos se sentam, quando eu levanto a cabeça vejo alguém que conheço........

   --

 

 


Notas Finais


Bjs, essa semana ainda posto o próximo CAP


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...