História Let me love you - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Akitoki Houjou, Ayame, Bankotsu, Hakudoushi, Inu no Taishou, Inuyasha, Izayoi, Kaede, Kagome, Kagome Higurashi, Kagura, Kanna, Kikyou, Kohaku, Kouga, Miroku, Naraku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru, Shippou, Souta Higurashi
Tags Inuyasha
Visualizações 68
Palavras 712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora ^^
Boa leitura!

Capítulo 4 - Já desperdicei muitas lágrimas


Fanfic / Fanfiction Let me love you - Capítulo 4 - Já desperdicei muitas lágrimas

Rin on

O Inuyasha e a Kagome ficaram no fundo da sala, conversandoolhei para Sango a mesma os desenhava na última folha de seu caderno 

Sango: ai são muito fofinhos

Rin: Ei, Sango

Ela me olhou

Sango: O que peste?

Rin: Você não acha a Kagome parecida com a Kikyou?

Sango: ... verdade ela parece um pouco com aquela mulherzinha 

Miroku: Do que estão falando?

Perguntou Miroku se aproximando da Sango

Sango: Nada que lhe interessa senhor Miroku

Ele formou um bico nos lábios

Miroku: Vocês nunca me contam nada

Sango: Onw meu Deus que peninha de você

Fala Sango irônica, Miroku deu um suspiro e sentou ao meu lado 

Durante a aula

Rin: Kagome, você pode me ensinar? eu não entendi porra nenhuma

Kagome: Bem... eu também não entendi porcaria nenhuma 

Olhei para Inuyasha

Inuyasha: Nem me olhe, pedirei para o Sesshoumaru me ensinar

Formei um bico nos lábios 

???: é só fazer assim...

Falou o garoto que sentava a minha frente mostrando o caderno e me explicando a questão 

Miroku: O Hakudoushi até que é inteligente

Hakudoushi: Obrigado

Rin: Ah... é... você pode me explicar mais uma vez Hakudoushi?

Hakudoushi voltou a explicar a questão para mim 

Rin: Obrigada

Falei dando um sorriso, ele ficou um pouco vermelho e depois se virou para o quadro

Hakudoushi: De nada...

Kagome: Ei Inuyasha, como a sua mãe está?

Inuyasha: Ela está bem, ela fica-rá feliz quando eu disser que encontrei você,tenho certeza que pedi-rá para eu levar você para casa

Kagome: Vai ser legal revê-la 

Quando as aulas acabaram eu me despedi deles e fui em direção a minha casa mas terminei vendo Sesshoumaru parado a frente de uma casa 

Rin: Oi professor 

Falei me aproximando dele, o mesmo me olhou 

Sesshoumaru:  Olá, o que está fazendo por aqui ?

Rin: Ah, a minha casa é bem perto daqui

Sesshoumaru: hm...

Rin: ... ah... eu já vou... tenha uma boa noite professor Sesshoumaru

Sesshoumaru: Pra você também garota

Fui embora, eu tenho certeza de que ele não lembrava do meu nome,dei um suspiro... como eu pude me apaixonar por um professor? Quando cheguei em casa vi latas de cerveja espalhadas pela sala e o meu pai estava largado no chão roncando

Rin: ... pai... de novo?

Fui fazer o jantar e enquanto não ficava pronto eu coletei as latinhas de cerveja e as joguei fora 

Pai: Rin? já voltou

Rin: Não fala com migo

Quando terminei de jantar fui logo fazer as atividades e depois tomar um banho, quando terminei fui pegar a minha caixa onde guardava alguns trocados mas quando tirei ela do meu esconderijo vi que estava faltando dinheiro ali

Rin: Ele me roubou para poder comprar cerveja... de novo 

Coloquei o dinheiro que tinha sobrado do lanche na caixa e a escondi no quarto da minha irmã mais nova que havia morrido em um acidente, como o meu pai não ousava entrar naquele quarto eu resolvi guarda lá desta vez.

Pai: O que está fazendo ai?

Rin: Eu so... 

Pai: Não permito que se aproxime deste quarto, eu mandei você ficar longe deste quarto não foi sua idiota?

Fala ele cambaleando até mim, dei um passo pra trás

Pai: Já é a segunda vez... que... mando você sair de perto deste quarto não é teimosa?

Ele me deu um soco me fazendo cair

Rin: Pai... não faça isto

Recebi um chute em minha barriga fazendo sangue e saliva saírem da minha boca, depois de receber mais alguns chutes o meu pai cansou e foi para o seu quarto enquanto eu continuava ali no chão tentando não chorar... nunca mais eu iria chorar eu já desperdicei muitas lágrimas

Quando acordei eu ainda estava deitada no chão do corredor, eu tinha adormecido ali, escutei o meu pai abrir a porta 

Pai: O que está fazendo no chão Rin?

Me levantei e fui para o meu quarto sem ao menos responde-lo, coloquei a farda e escovei os meus cabelos,passei um batom rosa e por fim olhei bem para o meu rosto

Rin: eu estou péssima... acho melhor não ir pra escola

Mas... se eu não fosse iria sofrer nas mãos do meu pai o dia todo... resolvi ir para a escola assim mesmo, iria inventar alguma desculpa quando chegasse na escola 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...