1. Spirit Fanfics >
  2. Love Connection - YoonSeok >
  3. YoonSeok em um destino

História Love Connection - YoonSeok - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ok... Antes de mais nada eu quero pedir desculpa à @ECLIPSE-_ a maravilhosa designer da capa, devida a grande demora para finalmente usar a capa. Tá a coisa mais linda 🥺🥺🥺🥺🥺🥺 Depois de tantos bloqueios mentais durante os meses, ter concluído a OneShot de cerca de 8.000 palavras foi um milagre. Mas cê sabe que eu amei a capa né floquinho ❄️🥺🤧

Agora leitores... Essa Fanfic Foi feita na base da minha vontade de escrever algo dramático, completo, que ambos os lados sofressem durante todo o decorrer e enfim o clichê de felizes para sempre ao final.

Foram meses de trabalho viu... 🥺 Algumas pessoas sabem. Aah. Estou tão contente em finalmente postar! Emocionante... 😔

Enfim. Espero que se divirtam!

Boa leitura...

Capítulo 1 - YoonSeok em um destino


Autora—


Dentro daquele pequeno apartamento no subúrbio de Seul estavam um fotógrafo de 23 anos chamado Jung HoSeok, junto do seu melhor amigo de escola, modelo de 24 anos, Min YoonGi...


— Está boa essa posição? — YoonGi perguntou com olhos caídos.


Estava apenas de roupa íntima, posicionado sensualmente para a câmera do mais novo.


— Está perfeito... — Disse com um dos olhos fechados, concentrado em ajeitar sua câmera da melhor forma possível. — Eu só acho que poderia sorrir um pouco mais e ter uma expressão mais vivida! — Disse animado, vendo o modelo à sua frente piorar seu rosto. — YoonGi? — Agora o olhava fora da câmera e dizia de forma triste. Não vai mesmo sorrir?


— Estou chateado HoSeok! — Ficou nervoso. — Quero conversar... — O Jung se virou, e caminhou devagar até seu sofá.


Se jogou nele e olhou para o Min indo em sua direção.


— O que está acontecendo? — Perguntou calmo.


— É MyungHwan. — HoSeok revirou os olhos interrompendo.


— De novo ele? Toda a empresa sabe que seu namorado pega o SungIl, você deveria terminar... — Deitou a cabeça fechando os olhos.


— Mas... Ele prometeu que nunca faria isso, talvez estejamos apenas em uma fase... Eu só me pergunto até quando vai durar... — YoonGi olhou para o chão.


— Sinceramente? Para que pede minha opinião se sempre dirá a mesma coisa? Então fique com ele e apenas aceite que ele te trai... Sabe o que pode fazer? Traía ele também! — Bufou. — Há diversos homens bonitos por aí. Escolhe um e vai... — O menor assente.


— Bem... — Olhou para o relógio suspirando. — Tenho que ir. Tenho uma entrevista com uma tv bastante irritante com horários, não quero me atrasar. — Se levantou e se afastava aos poucos, vendo HoSeok também levantar.


— Então vá... Estarei aqui durante o resto da semana. Quando tiver tempo volte para terminarmos o ensaio. — YoonGi se vestia. 


— Claro... — Abriu a porta. — Até outro dia. — Acenou...


Durante aquele dia, HoSeok voltou a fazer o que fazia de melhor... Fotografar... 


[...]


Não demorou para a noite do dia seguinte chegar, e à porta de HoSeok, YoonGi estar bêbado e desesperado.


— Abre logo a porra porta seu idiota! Até quando me fará esperar do lado de fora? Estou com tesão e quase transando com qualquer um que passar. — O Jung a destrancou.


— YoonGi? — Perguntou confuso. — Entre logo... — Puxou o mais velho pelo braço, trancando a porta novamente em seguida. — Agora diz... O que você quer? — Se virou mas foi encurralado pelo menor de cabelos louros. 


— Eu quero você... — Disse da forma mais brega possível. — Quero que você acabe comigo. — HoSeok engoliu seco e olhou para o lado desesperado. Sentia o cheiro da bebida de longe, e se perguntava o que faria com aquele pequeno homem.


— Ah... — Segurou os braços do Min e liberava passagem. — Pare de dizer besteiras YoonGi... Quer um lugar para dormir? Deite no sofá... Se quiser comida tem na geladeira... Quer fotógrafar nu? Eu até tiro fotos. Mas nós com certeza não vamos fazer sexo. — Caminhou até sua cama, se sentando na mesma.


— Pare de ser chato! — De novo seguia rumo ao mais novo. — Vamos... É só uma noite... — O Jung ria.


— Não! — Disse definitivo. — Pare de beber por causa do seu namorado idiota. Está vendo o tormento que me causa? — YoonGi se sentou ao lado do maior.


— Mas... — Passava a mão pela coxa do mais novo, subindo devagar, em direção ao seu amigo menor.


— Não é não YoonGi! — Quase gritou tirando a mão dele de sua perna. — Vamos... Tire essa roupa pesada e deite aí... Apenas vá dormir, eu irei cuidar de você. — Se levantou. — De novo... — Sussurrava...


O mais velho sem ter outra opção, tirou sue casaco e sei cachecol, jogando ao chão sem dó.


De jogou para trás desajeitadamente, com as pernas ainda para fora...


— Fala sério YoonGi. — Dizia vendo o outro daquela forma.


Se agachou e pegou as roupas do Min, as colocando arrumadas no sofá, e voltando para a cama.


Ajeitava o garoto no lugar, enquanto ria...


Após isso, desligou a luz e voltou a se deitar, dessa vez ao lado de YoonGi. Olhou para ele e balançou a cabeça negativamente, revirou os olhos e murmurava baixo.


— Espero que amanhã termine com ele! — Disse mesmo sabendo que o outro já não ouvia mais...


[...]


No dia seguinte o menor abria os olhos lentamente, acostumando sua visão ao local. O primeiro que notou foi estar na casa de HoSeok.


Achou normal até o instante que reparou estar deitado no braço do Jung. Olhou desde sua cabeça até os pés, vendo que vestia apenas uma cueca.


Se assustou e olhou para o seu próprio corpo, vendo que o que ele vestia eram apenas a roupa por de baixo do casaco, e não se lembrava de forma alguma quando o tinha tirado.



Se sentou apressado e assustado, tentando a todo instante se lembrar da noite anterior, e apenas o que se passou em sua mente, foi uma frase dele mesmo, dizendo que ansiava sexo.


— Seu desgraçado! — HoSeok acordou aos tapas e gritos. — Como pôde fazer isso comigo!? — O Jung se afastou.


— Mas... O que eu fiz? — YoonGi se levantou furioso. 


— Sério Jung HoSeok? Vai fingir que não se lembra agora? — Se aproximava do outro, que não perdia tempo em se afastar mais. 


— Mas... Você entrou a-aqui e eu apenas te ajeitei na cama.


— Me ajeitou? Está me dizendo que não transou comigo? Mesmo eu insistindo? Não acredito! — Pegou um sapato perto da porta e tacou no mais novo. — Eu tenho um namorado! — Gritou, fazendo o moreno chegar ao seu limite. 


— Nós não transamos! Caramba... Fala sério!? — Sentiu um aperto. — E mesmo que tivéssemos feito... O que seu suposto namorado tem a ver? Ele trai você praticamente todos os dias. Sinceramente não sei como aquele menino tem força para todos os dias desfilar ou posar para fotos... — Agora YoonGi ficou calado. Olhou para o maior e pensava em tudo o que ele dizia. Sabia que ele estava certo, mas infelizmente era apaixonado pelo Kang, não admitirá derrota...


— Você é um idiota... — Disse recolhendo suas roupas no sofá e saindo do apartamento logo em seguida.


O Jung suspirou e olhou para baixo. Caminhou lentamente até a cama. Antes ele realmente tivesse dormido com o outro... Já que no final, acabaria sendo culpado. Ele não podia entender a obsessão de YoonGi pelo MyungHwan, e quando menos percebeu, seus olhos estavam cheios de lágrimas.


Não entendia o que sentia no momento, mas tomou a decisão de apenas esquecer, seu dia ainda seria bastante longo com o trabalho...


[...]


— Sr. Jung! — Ia na direção do mesmo, o namorado do seu melhor amigo.


— Kang... — Disse um pouco desanimado, afastando o olho da câmera e fazendo um sinal de pausa. — Como vai? — Não gostava do outro.


— Bem... Claro! Vou bem... — Sorriu. — YoonGi me contou uma história estranha. — Riu de forma ridículo. — Sinceramente acho que ele está louco... Me disse que você transou com ele, mas que nega ter feito. — Olhou de forma ameaçadora. — Não acredito nele. Acredito que tenha sido um engano... Você não faria isso! Um jovem tão bem da vida não? — Deu batidas de leve em suas costas. — Eu vim na verdade pedir desculpa pelo meu pequeno que não acredita no que você diz... — Se virou. — Não ligue para ele... YoonGi apenas anda um pouco estressado. — O Jung concordou.


— Sim... Obrigado por acreditar em mim! Eu não poderia fazer algo assim com ele... Eu penso em você e na sua extrema fidelidade. — Enfatizou a última frase com um tom de ironia. Sorriu. — Me desculpe mas eu tenho que voltar a fotografar esse garoto muito lindo... Fiquei sabendo que são amigos. — Falava de SungIl, mais conhecido como o amante... — Se quiser pode ver. 


O homem concordou. 


— Claro... Assisto! — Se sentou. — É realmente um muito gato... — Riu. — Se eu não namorasse, com certeza o chamaria para sair... — HoSeok adorava ouvir tais palavras provocantes.


— Sim. — Sorriu. — Tem razão…


[...]


Após aquilo o dia de HoSeok foi normal, tirando pelo fato de YoonGi não querer lhe dirigir a palavra...


Os dias de passam, e HoSeok não podia se aguentar mais, era uma longa amizade que não poderia acabar com tal briga idiota. Para dar finalmente um fim em toda aquela história, ele marcou um encontro com o Min, se impressionando com o convite aceito de primeira...


Logo pela manhã do dia seguinte ambos se encontram em uma cafeteria tão pouco popular da cidade mas com uma comida que não tinha igual.


— Afinal o que quer? Daqui uma hora tenho ensaio... Não quero deixar o fotógrafo esperando. — Olhava através da janela; Ao mesmo tempo HoSeok se pôs a rir.


— Talvez você não termine com seu namorado por alzheimer... — Foi então que o mais velho o olhou furioso. — Sério YoonGi?! Se esqueceu quem é seu fotógrafo? — Sorriu idiota. — Pode ter certeza que o HoSeok não vai ficar bravo... — O menor já bufava.


— Apenas diga o que tem para falar! 


— Ok... Apenas se acalme! — Agora estava sério. — Até quando vai ficar bravo comigo por algo que não fiz? — Seu tom era cansado. — Sinceramente... Se tivéssemos feito algo, não acha que seu próprio corpo e lhe entregaria? Você sentiria alguma coisa em algum lugar! Sou Jung HoSeok... Pergunte para os meus ex-namorados... — Riu, fazendo YoonGi repetir a ação com um toque de leveza. — Ótimo! — Exclamou feliz. — Te fiz rir! — O outro negou. — De qualquer forma... Você está vestido, você não acha mesmo que por um obséquio eu te vestiria né? Se tivéssemos feito eu diria... Não tem do que eu ter medo, levando em conta que MyungHwan é um desgraçado. — Quando o outro iria debater sua última frase, o Jung faz sinal de silêncio. — Não negue isso... Você sabe! De qualquer forma, eu não ligo se vai ou não terminar com ele. O que eu não quero é perder toda nossa história... Sério! Já viu os modelos da nossa empresa? Não há nem um sequer mais lindo que você! — Balançou a cabeça. — Preciso de você para o meu treino... — YoonGi soltou uma risada doce.


— Acredito em você... Me perdoe por aquilo. — Não disse nem sequer mais uma palavra.


— Espere um pouco... Ele admitiu estar errado? Por favor qual entidade que for que tenha feito isso! Te agradeço eternamente... — Recebeu um tapinha de brincadeira.


— No vai tomar seu café? Juro que tomo ele se não o fizer.


— Calma... Calma!


[...]


— HoSeok! — O mesmo chamado ouvia seu nome ser desesperadamente clamado pelo outro lado da porta de seu apartamento. — Abre a porta para o seu mais sexy melhor amigo! — Estava claramente bêbado... O Jung ria se sentindo em um déjà vu.


Caminhou devagar até a porta, esperando ouvir mais de todo aquele show que o mais velho estava dando, mas decidiu tirá-lo de lá ouvindo seu nome ser chamado de forma extremamente sexy.


— Ok venha! — Abriu a porta, calou o outro e tornou ao apartamento fechando a porta em seguida. — Quantas vezes vou ser obrigado a te ver desse jeito babado e atirado? — Quando realmente pôde olhar para YoonGi, notou seus olhos lacrimejando, seguido do mesmo o abraçando em desespero.


— Eu vi... — O cheiro de álcool estava forte, o suor era em grande quantidade, e o sofrimento mais do que real.


Pela primeira vez HoSeok viu seu melhor amigo chorando em seus braços, pela primeira vez notou sua verdadeira dor por trás daqueles poucos porém encantadores sorrisos gengivais.


Caminhou até o sofá, levando em seu colo o Min, que agora chorava descontrolado. Se sentou com o menor, o deitando em seu colo.


— O que você viu? — Acariciava devagar o cabelo de YoonGi sempre tão bem hidratado.


— Eu vi... — Soluçava. — Vi ele e aquele desgraçado... Dois cachorros... — O Jung notou o outro chorar mais. — O que ele tem que chama tanto a atenção do Hwan? O que me falta para ser tão perfeito quanto aquele menino? 


— Ser atirado... Sinceramente? Você tem tudo de positivo que alguém bom merece ter como um namorado. Mas MyungHwan apenas quer se divertir, ele é uma criança! E você já é grande o suficiente... — Sorriu olhando para cima, nem notou que o outro agora o olhava atento. — Você é a pessoa mais importante que eu conheço YoonGi... É simplesmente tudo que eu desejava. — Voltou a olhar para o outro que agora tinha um pequeno sorriso aos lábios. — Você é lindo... — Acariciou seu rosto. — É inteligente e tenho certeza que muito forte! Você não pode sofrer tanto por causa daquele idiota... — No lugar, apenas a luz do luar que atravessava a grande parede de vidro era presente, mas além disso, algo a mais começava a iluminar a vida deles. O evidente ar que existia ali tornou o momento especial e único, trouxe para os dois a paz que era tanto procurada, e mesmo que fosse apenas por uma noite era muito especial...


"Ninguém precisava saber..." foi o último pensamento que ambos tiveram antes de se encontrarem em um laço simples porém forte que criavam ao se beijarem. Visualmente não era claro, mas em seus corações era explicito o que estava acontecendo.


Naquele momento HoSeok entendeu que muito além daquela amizade ele amava YoonGi de um jeito além do que que poderia notar. Sua energia de todos os dias eram as poucas porém fofas risadas que arrancava do loiro com suas piadas sem graça. Seu coração estava desesperado, batendo tão forte quanto nunca tinha visto antes. Já YoonGi naquele momento sentia uma ligação muito mais além daquele que sentia ao estar com o Myung, ele sentia o HoSeok... Sentia seu coração, sentia sua alma, pela primeira vez descobriu o real amor e gostava da sensação...


Após aquilo, a noite dos dois foi muito além do que apenas algumas trocas de carinho e beijo, uma noite mágica... A primeira especial para ambos ainda jovens...


[...]


Eu amo você... — YoonGi sussurrou para HoSeok, que ainda dormia bem. 


Com a luz do sol agora iluminando todo o local, o Min se levantou com cuidado, e caminhou pelo apartamento vestindo apenas a roupa debaixo. Ajeitou seu cabelo em frente um espelho que tinha próximo a porta e recuou alguns passos se sentando ao sofá e ligando a televisão, para poder ver o que tinha de mais interessante.


Ficou entretido com um canal de culinária que passava, e apenas se deitou no mesmo lugar para poder assistir acomodado...


— Vejo que já está se preparando para o nosso casamento... — HoSeok assustou o menor ao aparecer nas costas do sofá sorrindo idiota.


— Eu... Não! — Exclamou brincando. — Apenas me chamou a atenção... — Sorriu.


— Por que não me acordou? — Perguntava curioso, dando a volta no estofado, se sentando no braço do mesmo.


— Bem... Você estava dormindo bem, eu não tinha certeza se tinha te dado tanto descanso na última noite, queria que você recuperasse as energias! — Riu.


— Olha... Eu acho que quem não deu descanso para o outro fui eu. — Se jogou em cima do Min. — Hm?


— Ok! — Gritou. — Está bem... 


— O que vamos fazer? — O Jung deitou sua cabeça próxima ao pescoço do mais velho, e se acomodou ali. 


— Bem... Na verdade daqui a pouco tenho mais uma entrevista. Então... A noite nos encontramos... — Sorriu.


— Quer fazer de novo?! — Tinha um tom de voz brincalhão.


— Não idiota! Vamos apenas ficar juntos... — Disse sério, com uma leve pitada de beleza em sua expressão.


— Certo! — Se levantou. — Eu vou tomar um banho... Não vá antes de se despedir! 


— Vai... Vai...! — Seguia rumo ao banheiro…


[...]


Enquanto HoSeok tomava banho, algo não podia sair de sua mente, e quando já estava de toalha, de volta à sala, decidiu perguntar:


— O que você vai fazer em relação ao seu Hwan? — Se escorou na parede, com os braços cruzados, enquanto o Min já se trocava para partir.


— Hoje a noite vou me encontrar com ele… Acho que vou terminar. — Sorriu. — Eu gosto de outra pessoa agora. — Deu um sorriso lateral fofo. — Vem aqui! — Agarrou o pescoço do mais novo, e dei-lhe um selinho se despedindo. — Até mais tarde! — Abriu a porta.


— Até! — O Jung disse e viu o outro se afastar gradualmente…


[...]


Já era bastante tarde, quase madrugada. HoSeok estava jogado no sofá, com as luzes apagadas, jogando no celular, quando ouve a campainha.


Se levantou animado, a expressão tediosa ao rosto, agora, era bastante feliz. Correu até a porta e a abriu.


Quando viu YoonGi, abraçou sua cintura e o olhou no fundo dos olhos.


O Min tinha um sorriso menos animado ao rosto, quase como um sorriso bem simples. Se movimentou até que o Jung o soltasse e entrou no apartamento, não se esquecendo de fechar a porta...


— Aconteceu algo inacreditável. — Deu uma risada nasal e se sentou no sofá. 


HoSeok andou devagar até ele e sentou ao seu lado. 


— O que? — Estava um tanto confuso.


— Ele me pediu em casamento… 


— Mas… Você não aceitou né? — YoonGi agora olhou para o outro.


— Você poderia ser meu padrinho? — O mais velho ouviu uma risada nervosa, seguida do mais novo se levantando estérico.


— Está falando sério? — Perguntou o mais neutro que conseguia, e sem mostrar o rosto evidente ao ponto de explodir.


— Sim. — Foi uma resposta um tanto vazia.


— Eu vou sair… Você precisa ir.


— Você não respondeu minha pergunta. 


— Quando é o casamento? — Agora parecia arrogante.


— Daqui duas semanas… — Se levantou.


— Não tenho certeza se vou poder. — Aos poucos o Min se aproximou.


— Por favor…


— Estou saindo… — Vestiu uma regata em cima da cama e pegou suas chaves. — Pode ir… — Finalmente teve coragem de tocar os olhos no mais velho, viu a expressão um tanto mais triste do outro. — Por favor… — Suplicou, e por mais que estivesse com o coração partido, odiava ver o olhar caído de YoonGi…


Eles saíram do apartamento, e já no corredor, tomaram direções diferentes…


[...]


Quatro dias após…


HoSeok estava caminhando em direção ao terraço do prédio em que trabalha, para poder passar seu horário da pausa…


Se sentou num banco que ali se encontrava, e pegou seu celular.


Enquanto olhava as notícias, se deparou com uma em específico. Nela era comentado à chegada ao Canadá, de um dos modelos da empresa… Era SungIl, ou mais conhecido agora, como o antigo amante de MyungHwan.


Na hora o Jung entendeu o porquê de de repente, o Kang ter pedido a mão do Min… Deu uma risada abafada e quando estava prestes a desligar seu celular, recebeu uma mensagem de um contato desconhecido.


"HoSeok! Esse é seu número ainda? Se lembra de mim? SungWon! Do colégio. Bem… Eu estava pensando que seria legal nos encontrarmos. Eu sei que é um fotógrafo famosa agora. Que tal nos vermos? Ainda moro em Gwangju"


Naquele momento, HoSeok sentiu saudade da simplicidade de sua antiga cidade. Ediferente do estresse dos últimos dias, teve tranquilidade à alma. Com um sorriso se levantou, e decidido do que queria, voltou ao seu trabalho… Ao seus últimos dias de trabalho…


[...]


Alguns dias depois


Já era sábado. 


Naquele mesmo apartamento no subúrbio, HoSeok preparava algumas de suas coisas para ser a última vez em que via àquelas paredes decoradas com pôsteres de rock, ou a grande janela de vidro, iluminado todo o lugar. 


O Jung havia se decidido que voltar à sua antiga cidade, e recomeçar a sua vida era o que precisava.


Depois de anos preso ao seu amigo, decidiu que o que queria era viver mais ele agora, se arriscar mais e tentar coisas diferentes. Para isso, deixou tudo para trás. Pegou apenas suas roupas e seus bens mais valiosos e partiu, partiu para o aeroporto, sem despedidas, sem avisos. Fez isso em silêncio, apenas comunicou seus agora, antigos chefes. Estava indo embora, sem a intenção de voltar ou deixar saudade, apenas se jogando de cabeça no mundo, como ele era…


[...]


Duas semanas depois...


— SungWon! — O Jung exclamou, enquanto os dois andavam pelas ruas, à toa. — Me ajude a arranjar um trabalho! Como vou me sustentar? — Desde que havia chegado na cidade, o Won cedeu sua casa enquanto HoSeok não pudesse trabalhar. 


— Aqui! — O amigo que era um tanto mais alto, disse apontando para uma placa em uma cafeteria, que dizia que estava contratando para garçom. — Você pode me ajudar com as despesas somente, ainda podemos morar juntos! Quando conseguir um empregos melhor, então você se muda. — Sorriu, e o Jung concordou com uma risada. 


— Certo! — Entraram na cafeteria, que ainda estava para abrir. 


Viram um garoto limpando algumas mesas.


— Boa dia… — HoSeok disse, assustando o funcionário. — Me desculpe entrar antes de abrir… É que vi do lado de fora que estão contratando, e me interessei pelo cargo. — O loiro agora totalmente de frente para os dois, olhou o Jung, praticamente sem notar a presença do Sung no local. 


— Você é aquele fotógrafo né? De Seul… Eu vi em uma postagem daquele modelo YoonGi, onde vocês estavam juntos. — Sorriu. — Como veio se perder aqui? — Brincou, deixando o Jung um tanto sem jeito...— Vou parar de te atormentar… — Andou atravessando os dois, até que já estivesse de frente para a placa posta à vitrine. A arrancou e voltou ainda encarando o moreno. — Está contratado! — HoSeok ficou surpreso.


— Você é dono desse lugar?— Seok tinha uma expressão impressionada.


— Não na verdade… Mas fiquei responsável pela contratação e de algumas outras coisas enquanto o chefe está viajando. — Sorriu. — Ah! Você não faz ideia da sensação de estar te contratando… — Era bastante carismático, seu sorriso aos poucos encantavam mais e mais o ex-fotógrafo


Se virou em direção ao balcão, mas antes de ir, voltou a olhar para o Jung.


— Aliás! Meu nome é JinHwan. Você começa amanhã! — Agora sim, se afastou, deixando que os amigo se despedissem e enfim fossem embora…


De volta às calçadas do centro de Gwangju, SungWon interrompeu o apaixonado HoSeok com sua risada.


— Mas o que…? — Perguntou olhando para o Won que ainda ria.


— Vocês flertando cara! — Tocou no ombro do amigo. — Ele gostou de você garotão… — Balançou a cabeça. — Precisava ver seus olhos! Sua expressão era incrível… Estava todo babão no balconista. — O Jung revirou os olhos.


— E você está na hora de arranjar alguém! — Riu e olhou para o outro que com a expressão falsamente brava tentou alcançar HoSeok, este que agora, já estava correndo…


Três meses depois... 


O Seok acostumou rápido ao trabalho, e principalmente a ter a companhia do Hwan.


Não é difícil de entender que logo eles estariam tendo alguma coisa. Estavam à flor da idade!


Mas com todas as suas precauções, começaram devagar… Não era algo oficial, nem mesmo cheio de luxúria. Era simples e gostoso, como encontros bastante românticos, apelidos fofos aleatórios, carinho, sem deixar a amizade de lado, mas com o romance prevalecendo…


Chegava a ser bastante fofo, a forma com que a cada dia eles pareciam mais e mais apaixonados… 


[...]


Era de noite, e também a primeira vez que HoSeok estava na casa do parceiro.


Era um tanto constrangedor… Ambos sabiam o que ao final da noite o esperavam, por isso estavam atrapalhados de uma forma engraçada...


—  Então… — JinHwan começou. — Acho que… — A televisão estava desligada, os dois olhavam para todos os lugares mas o único que realmente deveriam observar, seus olhos, eles desviavam como se corressem o risco de morte.


— Eu não acho que nada de bom esteja passando na tv agora... — HoSeok disse, talvez ele já quisesse que agora fosse o final da noite… 


JinHwan riu.


— Vamos fazer isso de uma vez! — Dessa vez conseguiram se encarar olho à olho...


O Jung se aproximou do outro dessa vez de uma forma rápida. Tocou sua cintura e encarou seu rosto. Sorriu devagar e encostou suas testas.


Seus olhos eram fixos um no outro e agora, ao contrário de antes, não havia outro lugar o qual eles quisessem observar… Inevitavelmente, quando estavam com os lábios quase colados, começaram a perder parte da consciência, concentrados apenas naquilo que faziam, tanto que quase não ouviram o telefone de HoSeok tocar, ao seu bolso.


— Mas que!? — Bufou e interrompeu o beijo, pegando seu celular e vendo um número desconhecido. — Sim? — De uma expressão nervosa, seu rosto foi ganhando uma animação um tanto estranha para o outro ali, mas ainda assim ficou feliz por isso. — Claro! Aceito! Muito obrigado! — Desligou e olhou com uma expressão maravilhoso para o Jin que o olhava com um sorriso simples. — Fui contratado para fotografar um grande evento de vários famosos aqui na cidade! — Encheu o Hwan de selinhos molhados. — Estou muito feliz! Será no próximo mês. — O beijou feroz… — Vou te levar comigo. — Sussurrou ao parar o beijo por alguns segundos, aprofundando aquilo que estavam começando a ter…


[...]


Daegu...


Era sábado, YoonGi havia tirado um tempo para passar sozinho. Pegou o primeiro vôo para Daegu, sua cidade natal…


O Min tinha uma casa lá, e era essa a qual ele já estava abrindo a porta…


Mal chegou e já se jogou no sofá. Porém antes que pudesse fazer outra coisa, seu telefone tocou, era Kang MyungHwan.


— Diga… — YoonGi atendeu sem vontade, a verdade é que ele tinha muito em mente… 


— Chegou bem, amor? — Seu marido perguntou com uma voz doce, mas o Min sabia que era falso… Ele sabia que a vida dele era falsa… 


— Sim benzinho… Cheguei muito bem. Porém um pouco cansado da viagem! Talvez eu tenha saído cedo demais… Estou indo me deitar agora. Até depois. — Falou de uma vez, sem deixar margens para que o outro o interferisse. Ao final:


— Tá' bem Yoon. Até. — Desligaram o telefone quase que juntos… 


O real motivo de ter tirado um tempo livre, era que ele não aguentava tudo que estava acontecendo…


A primeira coisa que veio em sua mente, ao deitar sua cabeça para trás, era a imagem de HoSeok naquela manhã… Seu sorriso feliz, sua expressão ansiosa. YoonGi sentia e muito agora, sentia um vazio… Ele sentiu o peso do olhar triste do Jung na noite daquele mesmo dia.


YoonGi nunca realmente havia entendido o que tinha dado nele, mas por idiotice, quando teve sua mão pedida em casamento, por aquele quem namorou por tantos anos… Foi emocionante, foi animador. Eles passaram por 'maus bocados' mas no final tudo parecia finalmente se resolvido… Do jeito que ele sonhou por tantos anos.


Ele sabia o quão egoísta e ridículo foi pedindo para que HoSeok fosse seu padrinho… O Min havia prometido terminar… Ele tinha dado todos os sinais de que investiria no Jung, mas no final ele simplesmente o dispensou, com uma súplica ridícula para que ele comparecesse em seu casamento com outro homem.


Quando soube do pedido de demissão e do sumiço de seu fotógrafo favorito dentre todos os outros no mundo, ele sentiu pela primeira vez preocupação, mas não demorou para que seus sentimentos de tornassem raivosos… Ele se perguntava como o seu melhor amigo podia o ter abandonado… Simplesmente o deixado para trás.


Quer dizer, para o seu casamento era fácil arranjar outro padrinho, e até mesmo no trabalho, qualquer outro fotógrafo servia. Porém à medida que os dias se passavam, ele percebeu que suas fotos não tinham o mesmo brilho que as de HoSeok, seu casamento não foi divertido como ele esperava… Não havia alguém com quem ele podia conversar sobre segredos… Apesar de rodeado de pessoas que o ama e o admira, ele não tinha a única a qual ele desejava, foi no momento que havia percebido, que o queria para o resto da vida. 


Além disso, sua vida de casado passava longe de ser o sonho encantado o qual bordou. Não demorou para perceber que só havia sido pedido em casamento porque a puta favorita de seu namorado havia se mudado de país, e mais, MyungHwan apesar de sempre tentar parecer amoroso e atencioso, não conseguia deixar transparecer seu lado falso. 


Depois de anos, o Min tinha notado… Percebeu que o Kang não era para ele, ele queria ser feliz, com a pessoa certa, mas essa mesma estava agora em…? Sabe lá onde ele estava, só se sabia que o havia perdido. 


Nunca sequer a imagem daquela noite saia de sua mente. Foi a primeira noite do seu conto de fadas, ele só não tinha percebido isso naquele momento…


YoonGi aguentou o casamento justamente por temer estar sozinho… Ele queria alguém ao seu lado, mesmo que essa pessoa fosse aquele ogro. Mas a verdade é que meses depois de tudo aquilo, já estava de saco cheio de viver toda essa farsa. Mais do que nunca sabia que o que ele queria era liberdade, e agora estava decidido a terminar com o MyungHwan.


Mas antes disso o que ele precisava era aproveitar seu tempo sozinho… Ele queria se conhecer melhor do que as pessoas o conhecem…


Seria muita sorte se um dia encontrasse HoSeok novamente...


[...]


Um mês depois…


— Estou bonito? — JinHwan fazia uma pose, brincalhão, antes de entrarem onde estaria ocorrendo o evento.


— Está lindo! — HoSeok pegou em seu braço e se aproximou, dando-lhe um selinho. — Agora vamos! 


Dentro de seus ternos, de mãos dadas, passavam entres diversas figuras públicas e políticas, as cumprimentando com respeito, tendo o mesmo retribuído…


Adentraram as grandes entradas cheia de pessoas, notando que o lado de dentro não estava diferente. Aquele era o verdadeiro evento… Viu tantos ídolos que tinha de se controlar para não despertar o seu lado fã na frente de alguns deles…


A medida que adentraram mais o lugar, JinHwan avisou que iria ao banheiro, e HoSeok o tinha falado que estaria próximo à mesa de comidas para aguardar o início de tudo aquilo e assim começar o seu trabalho…


Estava distraído observando todas aquelas pessoas e tinha um sorriso calmo. Sentiu alguém tocar em seu braço, mas não se assustou pensando ser Hwan, mas teve uma pequena surpresa quando se virou e encarou os olhos daquela pessoa.


— Você… — O Jung puxou seu braço de forma educada, ficando de frente para… — YoonGi?! 


— HoSeok. — Disse simples, com um grande sorriso ao rosto. — Há tanto tempo que sinto sua falta. — O abraçou. 


— Sim… Eu também senti. — Não era mentira.


— Quer dizer que não parou de trabalhar com seu sonho hm!? Fico feliz que ainda seja um fotógrafo. — O Jung riu com a fala do menor.


— Na verdade eu trabalho em uma cafeteria. Fui chamado apenas para esse evento, quem sabe eu não consigo voltar a ser um fotógrafo não? Faz tanto tempo desde que quero poder sentir aquela sensação de novo de pegar na câmera, ajustar o melhor ângulo, e captar todo o sentimento de uma pessoa… De um lugar… — Olhou para o menor. — Você ainda continua sendo um grande modelo… Te vejo por todos os lugares! — Sorriu. — Agora a sua a vida é perfeita né… — Suspirou. — Mas sabe, apesar de tudo, achei algo aqui o que fez tornar minha vida pacata, ser na verdade bastante interessante. 


— HoSeok! — Ouviu a voz de JinHwan, se virando para trás.


— Falando dele… — Riu. — YoonGi, essa é a paixão da minha vida. — Abraçou seu praticamente namorado e voltou a olhar para ao Min, que agora tinha um olhar mais caído e uma expressão mais gélida, porém tratava de disfarçar. — JinHwan… 


— Prazer. — O Min estendeu a mão e o Jin de sentiu lisonjeado. 


— É um prazer enorme te conhecer! — Sorria verdadeiramente alegre.


— Eu— Foi interrompido pelo início da reunião. 


— Meu trabalho começa agora! — O Jung disse. — Mais tarde conversamos… 


Se dispersou na multidão a procura do melhor local para a melhor captura…


No final da noite…


— Para onde vai agora? — Questionou JinHwan, enquanto o mesmo, HoSeok e YoonGi já estavam do lado de fora, prestes a se despedirem…


— Tenho alguns dias de folga, vou ficar em um hotel da cidade… — Disse.


— Fica com a gente! — Hwan falou animado.


— É… Vem com a gente. A casa do Jin é espaçosa. — Fazia praticamente meio ano que o Min não via HoSeok, sem sombra de dúvidas aceitou, mas sempre cabisbaixo vendo o amor da sua vida, agora entregando devagar, tudo o que ele tem, para outra pessoa…


— Claro! 


— Então vamos… — Hwan correu na frente até o carro, HoSeok e YoonGi iam conversando, andando na marcha lenta…


[...]


Três dias haviam se passado… A estadia com os dois estava até que sendo divertida. Era óbvio que o Min odiava estar perto de JinHwan, mas não podia negar que o garoto era o substituto perfeito em questão à personalidade. Ele era tudo aquilo que faria bem à HoSeok, então quando via o sorriso no rosto do mesmo, podia sentir um pouco de empatia pelos dois, sem deixar de no fundo sentir o incessante desejo de tê-lo.


Seria mentira se HoSeok disser que não estava sentindo nada… Sua paixão por YoonGi, apesar de ser descoberta em cima da hora, era evidente que já existia ali há muito tempo…


[...]


Pela primeira vez era a folga de HoSeok.


JinHwan saiu cedo para trabalhar, e aquele era o primeiro dia que os velhos amigos tinham para poder aproveitar a companhia um do outro…


— Esse filme é realmente bom! Nunca me canso de vê-lo — HoSeok disse. 


— Tenho memórias horríveis da primeira vez que o vi… — Exclamou o Min chateado olhando para a tela.


— Por quê? — O Jung riu. — Éramos mais jovens… Seu agora marido foi quem o levou! Tem de ser boas lembranças. — Disse sem realmente pensar. — Aliás… Ele não deveria vir com você? — Agora tomou seu tempo para olhar para o mais velho.


— Na verdade faz um mês desde que nos divorciamos. — O menor disse sem um pingo sequer de tristeza.


— Vocês… Terminaram?! — As batidas do coração do mais novo estavam diferentes, ele não sabia o que ele sentia ao ouvir essa notícia. — Poxa… Eu torcia para vocês!


— Faça me o favor HoSeok! Me poupe de falsidade… Nem mesmo eu o aguento. Sinceramente não sinto mais nada em relação a isso. — YoonGi sentou. Sentiu que seu coração queria dizer, e mesmo em toda aquela situação ele o faria. — HoSeok… Faz tanto tempo desde que quero te falar isso! Estou guardando isso desde o exato segundo que te vi pela última vez aquela noite… Sabe. — Olhava para o Jung, os olhos já estavam marejados. — Eu amo muito você, muito além de apenas como um amigo… Eu estou completamente apaixonado por você. — Deixou que as lágrimas escorressem. 


Inevitavelmente o Jung se aproximou do mais velho, e com todo o carinho, limpou seu rosto molhado com ambas as mãos. O tempo todo em silêncio...


Ao invés de voltar a se sentar afastado, ficou segurando o rosto do Min em seus dedos, e o encarando como se não houvesse mais nada ao seu redor.


Já YoonGi não se conteve e tornou a se aproximar do maior. Tão rápido e já estavam com os rostos praticamente colados…


HoSeok abaixou sua mão devagar até alcançar a de Yoon. Entrelaçou seus dedos, os dois ainda de olhavam… 


Mas não demorou para que, de uma forma rápida, o mais velho se sentasse no colo alheio tomando os lábios do Jung, todo para si.


Fazia tempo… Ele estava ansioso por sentir aquela sensação novamente! Ambos estavam…


Tudo começaria a ficar mais quente se o mais novo não interrompesse.


— Não… — HoSeok disse. — Não vamos fazer isso com JinHwan… — O Min devagar se afastava com respeito. Ele suspirou.


Por mais que quisesse aquilo, parar era o certo a se fazer… Por alguns segundo ele se viu na pele de SungIl, e não era aquilo que ele queria ser apesar de tudo…


[...]


Na medida em que os dias foram se passando, o Jung e o Min voltavam a estarem mais normais um com o outro, mas também, a partida do segundo era cada vez mais próxima, até o dia em que ele realmente partiu de volta para o mundo das câmeras…


YoonGi não havia desistido de ao mínimo ainda ter a amizade do mais novo, por isso se esforçou ao máximo e conseguiu que eles mantivessem o velho e bom relacionamento à distância…


Conforme os meses iam se passando, parecia que mais e mais eles voltavam a serem os amigos que eram na época de escola… A todo momento se comunicavam.


HoSeok lhe avisou de sua volta como fotógrafo na pequena província. YoonGi contava sobre os novos contratos, incluindo um convite para estrelar em um filme como ator coadjuvante. 


No fundo, eles sabiam que ansiavam um pelo outro, muito além do que aquilo que tinham, mas a cada dia que se passava parecia que eles estavam mais e mais distantes de um dia viverem a sua história juntos, ao ponto de colorir a ideia de que isso não era mais possível…


Ou então pelo menos era isso que eles achavam ter certeza…


[...]


Férias de verão, ano seguinte…


— Estou tão ansioso! Nunca conheci Seul… — JinHwan dizia correndo pelo aeroporto…


Há algumas semanas, YoonGi havia convidado o casal para passear pela capital durante as férias, e ali estavam eles, finalmente em seu destino…


O Min foi buscá-los pessoalmente. Ao se verem, era como se a distância era de longos e inúmeros anos…


 — HoSeok! — O menor abraçou o Jung tão forte quanto podia. Beijou seu rosto várias e várias vezes, ignorando a presença de JinHwan.


O mais novo repetiu as ações de Yoon, enquanto o Hwan os olhavam com um olhar um tanto indecifrável… Não iria interromper, ele sabia sobre a forte ligação de ambos, e não seria ele a pedra no sapato.


— Tanto tempo! Praticamente um ano inteiro… — O maior sorria de uma forma tão encantadora, como talvez nunca tivesse sorrido para o Jin, que notou esse brilho diferente…


— Oi Jin!  — Cumprimentou YoonGi agora menos eufórico. 


— Olá!... 


— Então vamos!?... Vou pedir que levem suas malas para o meu apartamento e assim podemos ir andando até um restaurante próximo! O que acham? 


— Por mim tudo bem! Vamos… — HoSeok disse e saiu na frente, animado…


[...]


— A comida daqui é deliciosa! — Hwan comentou encantado.


— É! Não?! — O Jung sorriu. — Eu e YoonGi vínhamos sempre aqui.  — Enquanto isso, ouviram o sino da porta do estabelecimento…


Na hora era insignificante ao ponto de passar despercebido, mas a verdade era que aquele sono era exatamente o começo da completa mudança que haveria ainda nos próximos dias na vida de todos… 


— JinHwan? — Uma voz desconhecida por quase todos na mesa foi ouvida, bem próximo, mas o mesmo chamado, sabia conhecê-la de algum lugar, só não se recordava. Isso até seus olhos cruzarem com os dele e se lembrar de todo uma história.


— JooHyuk!? — Se levantou um tanto apressado, logo abraçando o homem. — Você por aqui… Faz tantos anos que não te vejo! Não tenho notícias… Nossa! Como o tempo passou não?! Você está encantadoramente lindo. — A última frase deixou escapar. — Ah… Bom!... Pessoal! Esse é um amigo de infância. Desde que nos damos por gente, nós morávamos literalmente colados… — Estava um tanto afobado. — Hyuk, esse é HoSeok… e Aquele— Foi interrompido.


— Você conhece Min YoonGi!? — Soltou um sorriso. — Incrível… 


— Sente-se com a gente! — Se ajeitaram na mesa e iniciaram uma conversa…


[...]


— Então agora nós va— YoonGi foi cortado pelo Hyuk que animado se virou para JinHwan e começou.


— Tem tantas coisas para te mostrar em Seul! — Eles tinham acabado de sair do restaurante e já caminhavam pela calçada. — Vamos agora não?! — HoSeok e YoonGi se sentiram um tanto excluídos do convite.


— Bem… Claro! — Agora o Hwan olhou para o Jung. — Eu acho que você precisa aproveitar o dia com seu amigo. Vamos tirar o momento para relembrar antigas lembranças… — A todo momento sorria. — Nos vemos… — Parou por um tempo e voltou a olhar o Joo. — Quando voltaremos? 


— Se não tiver problema, amanhã… Eu deixo você dormir no meu apartamento. 


— Ok… Amanhã nos vemos Seok~ — Disse já se afastando seguido do amigo…


A conversa foi tão rápida, e as informações foram tantas de uma vez que ambos que restaram, se perguntavam o que exatamente havia rolado ali.


Deram uma risada quando seus olhos se cruzaram e se viraram para o outro lado.


— O que acha de irmos no seu antigo apartamento…? — YoonGi sugeriu. — Você deixou tudo para trás… Mas sabe, eu cuidei para você! Eu usei a chave de emergência… Aposto que não se lembrou que eu a tinha. — E ele não estava errado. O Jung se foi de forma tão apressada que muito daquilo vivido no local foi esquecido. 


— Pode ser. — Dessa vez, optaram por pegar um táxi…


[...]


— Há quanto tempo que simplesmente não me jogo nessa cama! — HoSeok disse, já colocando em prática sua fala. — Eu já estava me esquecendo o quanto eu amo cada canto desse lugar… — Abraçou seu antigo travesseiro — Mesmo que agora eu esteja vivendo onde realmente nasci, é nesse espaço onde me sinto verdadeiramente em casa… É como se tudo aquilo que vivi fosse apenas temporário… — Sentiu o Min se deitar do seu lado. 


— É assim que se sente?... Eu gostaria que fosse real… — Falou de forma indireta, mas que fez o mais novo entender. 


— Tivemos maravilhosas memórias nesse colchão… Nunca vou me esquecer de como a lua estava especial naquela noite… — Se permitiu falar tudo aquilo estava pensando. — Vejo que cuidou bem daqui. — Mudou de assunto. 


— Aliás! — YoonGi se levantou e caminhou pelo lugar. — Na primeira faxina eu achei algo que eu já não me lembrava mais da existência… — Caminhou até próximo da porta, e pegou uma caixa em cima do criado-mudo. 


Enquanto isso o Jung já se sentava na cama, curioso pelo o que veria.


— É o que estou pensando!?— Perguntou impressionado. — Isso…! — O mais velho se sentou ao seu lado e abriu o todo feito de madeira. — Nosso baú de lembranças. Essas baú, era algo bastante antigo, da época de ensino médio deles… Ali dentro continham diversas fotos de inúmeros momentos deles juntos… 


Começaram a olhar uma a uma, riam com algumas, apenas sorriam com outras, uma parte fez com que eles ficassem eufóricos lembrando de épicos momentos de ambos, mas uma em especial, trouxe saudade de um antigo hábito, mesmo que ela fosse engraçada…


— Se lembra desse dia não?! — O mais velho mostrou uma fotografia de quando HoSeok havia apanhado de sua mãe. — Me lembro que fizemos de tudo para que a tia não descobrisse sobre aquela revista, mas no final, ela descobriu de qualquer forma… Nós tínhamos tantos segredos de tantas pessoas! Era bom isso. — Disse cada palavra sem tirar os olhos da captura hilária, mas que carregava tanto peso. — Sinto saudade disso… Nós não compartilhamos mais segredos… — E finalmente no final ele olhou para HoSeok, que já tinha toda a sua atenção no menor. 


— Sabe… Eu também sinto saudade. — Começou. — Engraçado… Eu tenho um segredo sabia… Acho que já está na hora de saber disso. — Se acomodaram melhor, e ele começou. — Nunca sequer, deixei de ser apaixonado por você. — Não o olhava, e sim ao teto. — JinHwan… Ele é perfeito sabe? É uma pessoa incrível, ele tem todas as qualidades de um parceiro, até parece que tudo que ele faz é como um roteiro já planejado, perfeitamente calculado. Qualquer um idealizaria ele como o namorado perfeito, mas a verdade é que mesmo com tudo isso, ele não é você. Não é como se eu não gostasse dele, é verdade, eu gosto, mas dentre todas as pessoas no mundo, sem sombra de dúvidas eu escolheria você todas as vezes se possível. Eu tentei te esquecer? Sim, fui embora para isso, e a distância estava me fazendo bem, eu realmente achei que não me lembrava mais de você, mas a verdade é que quando eu vi você, meu batimento cardíaco voltou a ser diferente, como se eu tivesse encontrado o caminho de volta, foi quando eu soube, que eu poderia estar do lado de qualquer pessoa, mas nenhuma iria se comparar à você… — Agora sim o olhou. — Eu não quero magoar ninguém, sei exatamente como é um coração partido, e acho que… Eu não poderia simplesmente me separar dele e correr para você, mas às vezes a vontade é grande, e… Quanto mais tempo eu passo com você, eu só sinto mais e mais que é exatamente o que eu tenho que fazer… Apesar de sentir medo. — YoonGi esteve calado o tempo todo. 


— Eu queria que você não sentisse medo, mas talvez seja egoísta demais, no final eu acho que não mudei… — Falou entristecido, mas se impressionou ao ouvir uma risada.


— Eu não tenho certeza de nada agora sinceramente… Quer fazer mais uma loucura? — O Jung disse com um enorme sorriso no rosto. — Não acredito nisso, mas quando estou com você é só o que eu posso pensar. — Mesmo que tentasse se conter ao máximo o menor também abriu um enorme sorriso.


A verdade é que era inevitável, eles tinham uma conexão além daquilo que poderiam ter. Não iriam viver ao auge de seu potencial se por um obséquio se mantivessem em uma falsa vida substituta. Não era simplesmente fácil, mas só se viveria uma vez, e se não o fizessem agora, se arrependeriam até o final de seus dias, se castigando com o fato de terem sido fracos…


O amor é realmente uma loucura, talvez ele vencesse coisas como o próprio tempo. E ele é capaz aguentar muitas coisas, foi capaz de aguentar a dor diante tanta distância, mas se tem algo que ele não deixa, é que a conexão se quebre, e por esse motivo, naquele instante, YoonGi e HoSeok desfrutaram finalmente de todo aquele desejo, ao máximo da sua potência, pelo resto do dia…


No dia seguinte


À calçada, olhando pela vitrine, YoonGi e JooHyuk observavam HoSeok e JinHwan terem sua despedida. 


Para a surpresa de ambos espectadores, nenhum dos dois derramavam lágrimas ou aparentavam estresse, apenas sorrisos simples e respeitosos eram vistos. 


A verdade é que o namoro deles, talvez tenha sido um tanto precipitado, ou na verdade, tenha sido aquele empurrão. No final, o que importava era que não foi tão difícil quanto todos esperavam, e talvez agora houvesse a formação mais perfeita que poderia.


— Sabe… Não me leva a mal, mas eu tinha ficado um tanto entristecido quando soube que JinHwan tinha um namorado. — Hyuk falou para o Min. — Eu acho que sempre amei o Jin, nós já tivemos algo no passado… Mas ele sempre foi muito caseiro, e eu queria viver o mundo de Seul e da grande carreira. — Hyuk era um compositor. — Chegou o dia em que nos despedimos… — YoonGi sorriu. 


— Fico feliz que agora possam finalmente serem felizes… — O outro sorriu.


— E eu fico feliz que agora vocês também podem desfrutar um do outro. — O menor se envergonhou. Não havia notado o quanto os dois deixaram tudo tão evidente…


A porta se abriu e ambos saíram.


— É isso. — JinHwan estava sorridente. — Eu fico feliz de conhecer vocês… — Olhou para o Jung. — Adeus pequeno sol… — Se despediu com um beijo na bochecha, sendo seguido de um JooHyuk acenando…


— Vamos? — HoSeok agiu como cavalheiro. 


— Vamos! — Deram as mãos e começaram a caminhar…


— O que vamos fazer agora? — O maior perguntou rindo.


— Não sei… — Yoon falou. — Vamos apenas andar por onde quer que nossa luz nos leve. — O Jung parou e começou a olhar o mais velho.


— Vem aqui! — Puxou-o pela cintura e lhe deu um beijo discreto no meio da calçada movimentada. — Quero fazer isso mais e mais vezes…


— Podemos fazer isso o quanto quiser quando estivermos em casa. — HoSeok adorava quando o outro fazia isso. 


— Então não vou perder tempo! — Pegou o Min no colo correndo em direção ao prédio do modelo…


[...]


Meio ano depois…


— Você não acredita quem voltou para a Coreia! — HoSeok disse se virando de frente para YoonGi. Ambos estavam deitados. 


— Quem? — O Min questionou.


— SungIl… — Recebeu um olhar cansado.


— Dele nada me interessa… Deixe que viva a sua vida. — Negou com a cabeça e o Jung riu.


— Eu fiquei sabendo que ele está casado com uma modelo… — O outro se levantava quando ouviu.


— Uma? Com A de mulher? 


— Uhum… 


— Então por quê… 


— Não sei. — Eles riram, será que MyungHwan foi enganado? Eles torciam para que sim, mesmo que fosse errado. 


— Está na hora de ir trabalhar… — O mais velho bufou. — Estou cansado, não queria ir. — Fez uma expressão chateada. — Se eu tomasse um banho com um certo alguém talvez… — HoSeok se levantou em silêncio, sem que o outro percebesse. 


Quando YoonGi notou, já estava nas costas do mais novo e corria em direção ao banheiro…


A vida dos dois voltou à ser o que sempre foi. O Jung voltou para Seul e conseguiu um novo contrato com sua antiga empresa. Algumas vezes no mês, o casal viajava para suas cidades natais, e sempre que em Gwangju pisavam, eram recebidos por seus mais novos amigos, e outros conhecidos que tinham…


Planos? Isso era algo que eles não se preocupavam na verdade. Com sua própria história eles notaram que deixar acontecer era exatamente a receita para que desce certo…


E agora que estavam selados, era impossível quebrar a linha que enroscavam os dois, mas também, era desse jeitinho que esperavam passar todos os momentos até que e além de quando não houvessem mais dia ou noite… 


Notas Finais


É isso... Depois de passar um hora revisando 🙂 eu acabei. Gente eu tô orgulhosa que menso depois de meses eu postei... Acho que normalmente eu iria desistir mas na rela eu estava muito ansiosa por postar uma OneShot longa... Estilo filme. 🤧

Agradeço enormemente quem teve a coragem de ler inteiro... Agradeço quem começou, gostou mas teve preguiça de terminar, agradeço a todos que deixarem ou não o favorito... Enfim... A todo o público! Se alguém gostou, entoa isso já foi o suficiente.

Desculpa meeesmo s estiver alguns erros, gente é cansativo corrigir todo esse texto viu...

É isso.

Uma excelente noite! Bons sonhos!
Um delicioso dia repleto de boas novidades!

Até o próximo YoonSeok galera! 😗✌️♥️💜

Aliás galera... Acabou um Sope mas eu já vim deixar outro para vocês.

Vão biscoitar a OneShot desse autor incrível, sério! Dêem seu apoio para ele→ https://www.spiritfanfiction.com/historia/under-the-sea-19315476 (lindo 🥺 chorei... É lindo. Recomendo ler as outras fanfic também 😗✌️)

(Leitores da minha LongFic... Estou voltando galera ¡-¡ Me perdoem mesmo esses meses difíceis)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...