História Luas e Folhas - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Claudia Stilinski, Cora Hale, Derek Hale, Kate Argent, Laura Hale, Melissa McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Talia Hale
Tags Sterek
Visualizações 309
Palavras 2.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais uma vez demorei meio seculo para postar. *rindo de nervoso*
Porém ai esta o novo capitulo e de extra uma fanart que fiz para o Sterek Week que rolou mês passado *3*

Caso tenham interesse em ver minhas outras ilustrações confira meu instagram: @satunamoon

E como sempre, desculpe qualquer erro >.<

Capítulo 16 - O ultimato


Fanfic / Fanfiction Luas e Folhas - Capítulo 16 - O ultimato

 

O que acontece quando você coloca no mesmo ambiente duas seres sobrenaturais com um grande histórico de rivalidade e brigadas ao longo dos anos.

Bem, nessa situação em questão acontece que um fada se encontra sobre o sofá gritando em fúria, fazendo com que várias folhas flutuasse a sua volta. Enquanto o outro em questão está com semitransformado em lobisomem e rugindo.

– Stiles, olha a bagunça que você está fazendo dentro de casa. Você poderia por favor para com essa tempestade de folhas e poeira. – Derek grita.

– A culpa não é minha se você me tira do sério. – Stiles grita de volta. Ele ainda está em pé sobre o sofá.

– Eu que te tiro do sério? Foi você que começou com toda essa discussão. – Ele fala enquanto se aproxima aos poucos de Stiles.

– Não chegue mais perto, lobo. – Stiles fala quando é tarde demais. Porque Derek já lhe capturou pelas pernas, as envolvendo com os braços, o levantou do sofá e jogou sobre os ombros sem o menor esforço.

Stiles se cala com o susto desses movimentos. Mas dura pouco tempo. Logo ele começa se debater e xingar sobre o ombro de Derek.

– Me solta, Derek. Agora. – Ele grita. Porém Derek apenas ignora, tanto os gritos quanto os socos e ponta pés que está recebendo de Stiles.

Ele chega na sacada, atravessando a grande janela da sala, e com um movimento rápido ele solta Stiles sobre o deque. Derek o segura pela cintura e o posiciona a sua frente. Nesse momento Stiles se cala novamente e engole seco ao fitar Derek nos olhos. Que ainda o tem segurando pela cintura. O fada no processo lhe segurou nos braços, para uma equilíbrio. E agora estão ambos em um abraço estranho no meio do deque, tentando ignorar o calor que é transmitido por esse toque.

– Se quer fazer sua bagunça com todas essas folhas, faça aqui. – Derek diz antes de soltar Stiles e caminhar de volta para dentro de casa, sem ao menos olhar para trás.

Stiles tudo o que fez foi observar enquanto Derek tomava distância.

Fazia algumas semanas que as coisas entre eles entraram em um outro nível, as brigas e discussões se tornaram mais frequentes e as brincadeiras que era tão comum para ambos, não acontecia mais.

Era um acusando o outro de ter começado as brigas. Mas a verdade era que nenhum deles sabia quem tinha começado, ou porque a discussão havia se intensificado, mas sempre foi mais fácil colocar a culpa no outro.

Stiles virou o corpo para encarar a floresta a sua frente e respirar fundo. Mal tinha notado que não havia mais nada flutuando a sua volta, ou que não estava mais nervoso. E tão pouco se lembrava do porque estava com raiva a alguns minutos atrás.

Naquele momento ele só queria paz e tranquilidade. E era algo que ele sempre conseguia quando se tratava de ficar apenas observado a vasta vegetação a sua frente.  Sua mãe um dia lhe disse que ele encontraria conforto no mesmo local que sempre a ajudou. E mais uma vez, Claudia estava certa.

Ele se sentou em uma das cadeiras reclináveis e ficou apenas ali por um longo tempo. Desse ponto da casa conseguia se ver a cidade a distância, as luzes começando a se acender pela falta de luz natural. Stiles estava tão distraído e relaxado que não tinha reparado que a noite havia chegado.

Há algum tempo ele tinha admitido que gostava daquele lugar, e não apenas gostava no sentido suportar aquela enorme casa, ele passou amar viver ali, e amar o que o lugar lhe proporcionava, e se ele tinha que suportar Derek para conseguir isso, ele iria.

Ao pensar nisso, Stiles olhou para o cômodo atrás dele, e ao fazer não avistou Derek de imediato, mas continuou olhando distraidamente, até o lobisomem atravessou a sala, usando apenas uma bermuda larga e uma regada desbotada e ao trapos. Um antigo uniforme do time de basquete da escola, na época mesmo com o corpo que ele tinha desenvolvido, ela era larga para ele, porém hoje em dia ela mal lhe veste cabia, mas Derek amava aquela regada. Stiles sorriu para alguma lembrança qualquer.

Derek agora estava sentado no sofá, com livro nas mãos e os pés sobre a mesa de centro, ele permaneceu assim por vários minutos, e Stiles também continuou lhe observando por esses mesmo minutos. Até que Derek levantou a cabeça como se estivesse incerto sobre algo, e olhou diretamente para Stiles, o pegando de surpresa quando seus olhares se cruzaram. Foi a vez de Derek sorrir.

Stiles virou rapidamente para frente, encarando mais uma vez a floresta que o cercava. Rezando para todos os deuses que Derek não o tenha visto lhe encarando. Sua mente estava focado nesse desejo que não notou seu celular tocando, mas quando o fez, desejou internamente não ter atendido com tanta pressa.

– Oi, Kevin. – ele disse sem fôlego.

– Olá. – Kevin falou do outro lado da linha.

– Oi. – Stiles se repetiu. – Como está indo as coisas? – Ao perguntar isso, quis se bater mentalmente. Já fazia algumas semanas que ambos não se falavam e essa não era a primeira coisa que o fada queria perguntar para o wendigo, mas foi o que saiu.

– Muito bem, tive tempo para pensar sobre você e seu casamento. – Mesmo não estando no mesmo local, Stiles pode sentir o cinismo da voz de Kevin.

– E o que você decidiu? – Stiles perguntou aflito com a resposta, e se ele fosse sincero era qualquer resposta que o estava deixava nervoso.

– Escolhi te perdoar e entender. – Kevin respondeu.

Stiles queria dar uma resposta, ele precisava. Mas não se sentia aliviado ou feliz por Kevin lhe perdoar, ou pior ele não sentia que precisava de perdão. Mesmo sabendo que esconder sobre Derek e seu casamento foi errado, mesmo sabendo que mentiu para seu namorado, mesmo sabendo que Kevin estava no direito de dar aquela resposta. Ele ainda não sentia que precisa ser perdoado.

– Isso é ótimo. – Ele disse com uma felicidade forçado. Sua mente estava trabalhando para uma reposta adequada, mas essas palavras foi tudo que ele conseguiu pronunciar. – Quando poderemos nos ver, se tiver tempo para me visitar. – Stiles pergunta.

– Quando você terminar tudo isso como o Derek. – Kevin fala sem rodeios.

– O que?

– O casamento, o acordo e você morando com ele, quando finalizar tudo isso poderemos nos ver novamente. – Toda essa frase parecia uma gravação robótica.

– Mas ainda tem um ano e meio para o casamento acontecer. – Stiles fala em confusão.

– Não, Stiles. Eu não vou esperar você é Derek se casarem e só então o acordo chegar ao fim. Eu quero que você termine tudo agora, quero que sai dessa casa, e diga ao anciões que o casamento não vai acontecer. Que você tem alguém em sua vida e que esse alguém não é o Derek. – Stiles escutou todas as palavras e por um momento não sabia mais o que pensar ou fazer, não sabia que resposta dar.

– Eu...

– Você o que? Não pode fazer isso, não pode ficar com a pessoa que você ama por conta de um acordo? – As palavras saíram amargas e tensas da boca de Kevin.

Ama. Stiles remoeu essa palavra por alguns segundos, antes de olhar para trás mais uma vez e não ver Derek sentado ali, ou nem ao menos a presença dele em qualquer lugar.

Com um suspiro tenso ele fechou os olhos, antes de responder.

– Eu não sei. – Essa não era a resposta certa, tão pouco uma boa resposta.

– Não sabe? Pelos deuses Stiles. Você odeia esse lobisomem, odeia tudo que envolve ele, sempre foi assim, você me disse. Mas se por alguma razão você acha que começou a curtir sentimentos por ele porque estão vivendo no mesmo teto, não é real. Eu vi o modo como ele te olha, com ódio e desgosto. Esse casamento é uma fachada, assim como você me explicou, e se ele é mesmo uma fachada, não tem problemas você cancelar. – Kevin sempre foi convincente com qualquer assunto, e um que o privilegiava, não seria diferente. – Tenho certeza que Derek ficaria tão aliviado quanto você. Mas te darei um tempo, sei que deve haver muito burocracia por trás de uma união entre os escolhidos. Só pense no que é melhor para você Stiles. – E com essas últimas palavras a linha ficou completamente muda e Stiles completamente estático no lugar.

Será que Kevin tinha razão, Derek ficaria aliviado de se livra dele, ficaria feliz com o fim da união. Talvez o lobo já tenha pensado nisso, em cancelar tudo e viver sua vida. Talvez Stiles seja um estorvo enorme em sua vida, maior do que foi anos atrás, maior do que quando eram adolescentes.

Naquele momento ele perdeu o interesse por completo da vista, da floresta, em tudo. E com os pensamentos distantes ele retornou para dentro de casa. E tudo que aconteceu a algumas horas atrás e até minutos, pareciam distantes com dias de diferença.

Ele precisava sair dali.

Quando estava prestes a atravessar a porta da sala, Derek apareceu de surpresa fazendo Stiles trombar contra seu peito.

– Olha por onde anda fada. – Derek resmungou.

Stiles o encarou pronto para dar uma resposta. Mas não o fez. Ele passou direto por Derek e começou a descer as escada em completo silêncio.

Derek estranhou tudo aquilo, Stiles não recusava uma boa tentativa de retrucar. Ignorando seu instinto de não usar seus poderes em Stiles, respirou fundo e sentiu o cheiro de tristeza e confusão que inalava do outro.

– Ei, o que está acontecendo? – Derek perguntou ao seguir Stiles para fora do prédio.

– Nada. – Stiles respondeu sem olhar para trás ou parar.

– Stiles. – O lobisomem disse ao segurar o fada pelo braço e o virar. – O que está acontecendo. – Ele perguntou novamente e com mais seriedade.

– O que aconteceria se a gente desmanchasse o acordo de união. – Stiles perguntou sem olha para Derek diretamente.

– Porque você está perguntando isso? – Derek soltou o braço de Stiles e deu um passo para trás, atordoado com a pergunta em si.

– Por nada exatamente. – Foi tudo que ele respondeu andes de dar as costas para Derek e voltou a caminha rumo ao seu jeep.

Derek queria ir atrás de Stiles, mas não tinha certeza se seria o correto ou se adiantaria de alguma coisa. Algo não estava certo e ele suspeitava que tinha alguma coisa a ver com a ligação que o fada recebeu de Kevin.

O lobisomem sabe que não deveria usar seus poderes para espionar o outro, mas desde que eles começaram a viver juntos essa era uma regra que estava sendo difícil de cumprir.

Então quando o lobisomem pegou Stiles lhe encarando no começo da noite, ele pensou em ir até lá e se desculpar pela confusão de algumas horas antes. Mesmo eles brigando constantemente nas últimas semanas, eles sempre arrumavam uma forma de se desculparem pelo ocorrido, não com palavras. Era mais do tipo, Derek preparando para Stiles sua macarronada que o fada tanto adorava, ou Stiles preando chás com ervas que deixava ele aliviado depois de um dia cansativo.

Ambos não confiavam mais no aromatizador que Stiles preparou, não que eles tocassem nesse assunto.

Mas quando Derek deu o primeiro passo rumo a sacada, ele escutou o telefone de Stiles tocar, e o mesmo pronunciar o nome do namorado. Foi o suficiente para ele se afastar e sair de casa para não escutar nada da conversa. Ele não precisava de uma demonstração de afetos entre os dois. Mas agora, sentindo o cheiro de angustia de Stiles, talvez a conversa não tenha sido tão afetiva.

Os meses passaram como uma batalha interminável entre o fada e o lobisomem. Ambos por alguma razão que resolveram ignorar, se sentiam tensos na presença do outro. Stiles não tocou mais no assunto de um rompimento do acordo de união. Porém nada mais mudou, as brigas se tornaram mais constantes e cansativas. As brincadeiras foram deixadas definitivamente de lado, e tudo que parecia ter restado era uma angustia e tensão.

Nenhum deles queria admitir que faltava apenas um ano para o casamento, e que ambos em algum momento teriam que falar sobre assunto. Porque a desculpa de que eles eram homens e que não entendia nada sobre um casamento bem elaborado, não estava mais colando na suas famílias.

Mas hoje, nesse dia em especial eles não queriam falar sobre o casamento, ou sobre qualquer assunto.

Stiles acordou antes do horário costumeiro, mas já havia algum tempo que ele não tinha uma boa noite de sono.

Ele caminhou com calma até a cozinha. Precisava de café e até mesmo de algo para comer. Chegando no centro do cômodo se surpreendeu ao encontrar café já pronto sobre a pia.

̶ Ele já está acordo?  ̶ Quando fez a pergunta escutou um gemido baixo vindo do andar de baixo.

O sol não tinha nem brilhando no céu ainda e Derek já estava acordado e malhando em sua academia pessoal. Ele estava dedicado a não pensar no dia de hoje, mesmo sendo inevitável.

̶  Bom dia. – Ele escutou quando estava com a camiseta a meio caminho de ser tirada.  – Ou boa madrugada. – Stiles disse sorrindo para si mesmo.

– Boa madruga. – Derek respondeu, era uma frase que estava começando a ser comum entre eles, Stiles tinha noites mal dormidas e Derek o habito de acorda no meio da noite sem nenhuma razão aparente. Ele caminhou até Stiles.

– Mais café. – Stiles perguntou sem se afasta, apenas esticando a mão e lhe entregando a caneca com café puro.

– Obrigado. – O lobisomem aceitou de bom grado. E usou a própria camiseta que acabara de tirara para secar o suor da testa. – Acordou agora ou ainda não conseguiu dormir? – Ele perguntou.

– Um pouco dos dois. E você? – Stiles respirou fundo e olhou para os olhos de Derek, ele estavam muito perto um do outro.

– Um pouco dos dois. – Derek tomou distância e se apoiou em sua mesa, bebeu seu café com calma e em silencio.

– Dia importante. – Stiles sussurrou.

– Sim. – Derek respondeu desviando o olhar.

Ambos se olharam por um tempo, antes de pronunciar outra palavra.

– Kevin virá? – Derek foi o primeiro a falar, e se arrependeu assim que as palavras saíram de sua boca.

– Ele está ocupado, muitos trabalhos finais. – Stiles se distraiu ao falar com a borda da caneca.

– Até mesmo no dia de hoje? – Derek sentia que deveria se calar imediatamente. Ainda mais depois do olhar que Stiles lhe deu, com uma mistura em fúria e angustia.

– Algumas pessoas são mais ocupadas que as outras, Derek. Nem todo mundo tem a sorte de trabalhar na empresa que o pai construiu para se manter. – O fada sente que deveria parar de falar também.

– São 5:00 da manhã Stiles, e você já está pretendendo começar uma discussão logo agora. Se estiver é só falar. – Derek se afasta da mesa e se aproxima de Stiles.

Ele estão próximos um do outro novamente.

– Eu não pretendo começar o meu dia assim. Às vezes acho que é um erro quando tento ser agradável com você, isso só me traz dores de cabeça. – Ele ergue o queixo e ambos se encaram.

– O sentimento é reciproco.

O silencio cai sobre ele novamente.

Derek balança a cabeça em negação e segue para o andar de cima. Mas para no meio do caminho quando Stiles sussurra algo.

– O que disse? – Ele pergunta se virando para o outro alguns degraus abaixo dele.

– Feliz aniversário, Derek. – Ele fala mais alto, e começa a descer para a estufa.

– Feliz aniversário, Stiles. – Derek  responde e caminha para longe dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...