1. Spirit Fanfics >
  2. Magic Animals 2: Contínuous - GOT7(Mark Centric!) MarkBumSon >
  3. Inacabadas!.

História Magic Animals 2: Contínuous - GOT7(Mark Centric!) MarkBumSon - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo fresquinho para vocês...

Espero que gostem...
Boa leitura...

Capítulo 28 - Inacabadas!.


    Mark até teria continuado somente observando aquela bagunça continuar, mas achou que se o fizesse, talvez em alguns minutos, já não existisse mais cozinha naquela casa – ou até mesmo casa -, e ele ainda queria fazer o jantar naquela noite. Por isso, logo se intrometeu pegando o extintor que ficava próximo a porta da cozinha, e acionou bem em cima dos mais velhos. Quando acabou, podia ver a cozinha já sem fogo, e os mais velhos brincos, cobertos pelo pozinho do extintor. Aquela cena sim, era engraçada, e Mark não se aguentou.


■■■


Depois de toda aquela bagunça se deu por finalizada, os mais velhos foram tomar um banho, enquanto que Mark ia fazer o jantar. Mas claro, antes de tudo, o Tuan os colocou para limpar toda a bagunça que fizeram no lugar e, mesmo com a manhã de Jackson ao dizer que estava cansado e que quase tinha morrido, não adiantou em nada. Há muito tempo, todos naquela casa já estavam anestesiados daquele drama do loiro, por isso, logo os dois estavam limpando a cozinha. Ainda com Jackson resmungando, mas limpando. JaeBum era o mais calado durante todo o processo de limpeza, talvez estivesse com vergonha. É podia ser por isso mesmo.

Logo, estavam os três novamente na cozinha. Mas dessa vez, Mark se certificou que os dois marmanjos estivessem bem longe do fogão, não queria e nem precisava de mais bagunça, nem muito menos de outro quase incêndio na casa. Por isso, tinha os colocado de “castigo”, sentados á mesa, como se fossem crianças, o que o Wang realmente parecia, estava até emburrado, com bico e tudo. JaeBum continuava calado, desde a hora em que estavam limpando.

- Desculpa Mark. Não queríamos fazer aquela bagunça toda. Na realidade, só queríamos fazer algo gostoso para você, uma surpresa. – Finalmente o moreno falou. Sua voz saiu um pouco rouca, pela falta de uso. Mas também, o rosado conseguiu identificar um pouco de frustração nela. Era do conhecimento de todos, que JaeBum odiava quando algo que fazia dava errado, ele ficava se culpando o tempo todo. E daquela vez não estava sendo diferente.

Mark sorriu quando percebeu aquilo. As vezes se perguntava, como os namorados podiam ser tão bobinhos. Um parecia uma criança birrenta e dramática; enquanto que o outro era, bem, um pouco exigente demais consigo mesmo, até mesmo quando se tratava apenas de algo simples, como fazer a comida. Mas, mesmo com isso em mente, o rosado não se importava nem um pouco, pois os amava daquele jeito, mesmo com aquela trejeitos malucos deles, foi o que o fez se apaixonar inda mais por eles. E não queria que eles mudanças aquilo, nunca, jamais.

Desligou o fogo do fogão quando viu que o ensopado de carne estava pronto. Colocou nos pratos, estes que Jackson estava ajudando a por na mesa, e foi se sentar junto à eles. Mas antes, não pode evitar ir até o mais velho e lhe deixar um beijinho na bochecha. Afirmando que estava tudo bem, e que eles podiam fazer outro tipo de surpresa. O que deixou o ar com um clima de duplo sentido, o que claro, despertou os pensamentos nada puros de Jackson. JaeBum também não ficava muito atrás, e quando Mark se virou, acertou um tapa forte e bem aplicado na bunda do mais novo. É parecia que aquela frustração do IM, tinha ido para as cucuias.

- Mas agora me digam. Porque os senhores não foram para o trabalho hoje? – Perguntou Mark, enquanto levava uma colherada de ensopado até a boca.

- Estávamos acabados. Você subiu todas as nossas energias na noite passada. Literalmente baby. – Jackson realmente não perdia a chance. Mark ficou envergonhado com aquilo, e voltou a comer depressa.


■■■


Tinham terminado de comer, e depois que Mark colocou os mais velhos para lavarem a louca. Agora se encontravam na sala assistindo algo aleatório que passava na TV. Como não tinha nada de bom passando, os três estavam mais envolvidos em seus celulares jogando do que assistindo de fato. E de vez em quando, era possível ouvir os gritos de um deles, pedindo ajuda ou para serem levantados. Pois é, era aquele jogo mesmo que eles estavam jogando. Até mesmo JB, o mais sério da casa tinha se rendido a aquela febre que esse jogo havia se tornado.

Mas, em um momento enquanto Mark estava concentrado jogando, viu uma notificação apareceu na face do aparelho. Até iria xingar o infeliz por atrapalha-lo. Mas, quando viu de quem era, ficou surpreso e um pouco assustado. Era o professor Jinyoung. Não lembrava de ter dado seu número a ele. Se sentou rápido – já que estava deitado no colo de JaeBum – e ficou ali olhando ainda surpreso e perdido para a mensagem, que dizia: “ Olhar para você, é como olhar para um anjo". Aquilo com certeza não era nada normal.

- O que houve Mark? Porque está com essa expressão? – Questionou o mais velho, vendo o estado que o rosado se encontrava. E sem dizer nada, Mark apenas mostrou o celular ainda aberto na mensagem. E quando JaeBum viu aquilo ficou surpreso e furioso. – Porque o Park está de mando esse tipo de mensagem? E desde quando ele tem seu número?.

- Eu também não sei Bummie. Desde hoje mais cedo na Universidade, ele está estranho. Me olhando estranho, me mando cantadas constrangedoras. Eu realmente não sei o que está acontecendo com ele. – Respondeu Mark, enquanto via Jackson se inteirar do assunto também. Aquilo iria acabar mal, para o lado do Park.


■■■


Jinyoung sorria para seu celular, um sorriso assustados para quem o visse. Mas parecia que para YoungJae era super normal. Sabia o que aquele sorriso queira dizer, sabia o que o namorado estava fazendo. E ele como um bom companheiro, queira o ajudar Em tudo, por isso tinha dado o número do amigo para ele. Podia parecer um tanto malvado de sua parte, mas ele não podia negar um pedido do namorado. Até porque, até ele queira fazer “coisinhas” com Mark. O Tuan era gostosinho demais, para não ser “compartilhado".

Enquanto o azulado tinha aqueles pensamentos “inocentes”, os de Jinyoung eram bem diferentes, e passavam longe de serem inocentes. Na verdade parecia que aqueles pensamentos sequer eram dele.

- Meu amor, quando tivermos o Mark em nosso poder, vamos nos divertir horrores com eles, não é querido?! – Perguntou o azulado sentando no colo do namorado e lhe roubando um beijinho.

- Claro que sim, meu bem. Vamos nos divertir como nunca nos divertimos antes. – Sorriu de jeito diferente dessa vez, era um sorriso singelo?.

    Porque, as coisas ainda estavam inacabadas!.


Notas Finais


Então neh...
Eu não jogo esse jogo tá, é que no dia que eu escrevi, minha irmã estava jogando, daí veio a ideia... kkkkkkkkkkkkkkk

E esse Jinyoung? O que será que ele está tramando? E o Jae ajudando? Que amigo hein... 😡😡😡

Até prevê...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...