História Mais que irmãos - Capítulo 65


Escrita por:

Postado
Categorias The Thundermans
Personagens Barbara "Barb" Thunderman, Billy Thunderman, Hank Thunderman, Max Thunderman, Nora Thunderman, Personagens Originais, Phoebe Thunderman
Tags Amor De Irmãos, Amor Proibido, Gêmeos, Incesto, Irmãos, Mabe, Max Thunderman, Phoebe Thunderman, Romance Proibido, Super Herois, The Thundermans, Thunder Twins, Thundercest, Thundermans
Visualizações 280
Palavras 1.714
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal aqui está o capítulo 65



Boa leitura :)

Capítulo 65 - Um problema (ou não) chamado Wong


Fanfic / Fanfiction Mais que irmãos - Capítulo 65 - Um problema (ou não) chamado Wong

— Eba! Surpresa! — Chloe pula animada do sofá achando que Wong trazia uma supresa.

Os outros integrantes da família se olham achando estranho o jeito de Wong.

— Não vão me convidar para entrar? — Wong pergunta praticamente já entrando na casa.

— A senhora já entrou. — Barb revira o olho.

— A que devemos a honra senhora Wong? — Hank pergunta tentando se fazer de gentil.

— Como eu disse, trouxe uma surpresa para vocês. — Ela diz forçando um sorriso.

— Surpresa? — Phoebe arqueia a sobrancelha.

— Calma meus queridos Thundermans. — Wong pega o celular no bolso. — Vou mostrar pra vocês.

Wong desbloqueia a tela do celular: — Venham ver a surpresa.

A família fica envolta de Wong curioso para ver o que ela queria mostrar.

Wong abre o vídeo que mostra Barb disparando suas descargas elétricas tentando acertar o rato.

Os Thundermans ficam chocados.

— Como gravou isso? — Max pergunta irritado.

— Com o celular idiota. — Wong ri. — Gostaram da surpresa?

— O que você quer com isso? — Hank pergunta muito bravo já tentando partir pra cima dela.

— Bom, quem tem que fazer as perguntas aqui sou eu. — Wong fecha o rosto e os encara em um momento de pausa. — Por que enganaram a todos sobre os poderes?

— Não devemos explicações da nossa vida a você. — Max diz raivoso.

— Ah devem sim. — Wong balança a cabeça. — Não só pra mim como pra todos os moradores desta cidade.

Hank não aguentando mais aquele tom provocativo dela decide falar: — Nós não podíamos mais nos expor, por isso fingimos que tínhamos perdido os poderes para as pessoas se esquecerem da gente.

— Que bonito. — Wong começa a bater palmas. — Ainda bem que vocês sabem que mentira tem perna curta.

— Chega de enrolação e diz logo o que você quer senhora Wong! — Phoebe a intima. — Qual o preço pra você ficar quieta?

— Vocês acham que eu me vendo assim, tão fácil? — Wong pergunta incrédula.

— Achamos! — A família responde em uníssono.

— Pois estão todos enganados. — Ela os encara. — Eu vou mostrar isso pra todos os moradores de Hiddenville no dia que eu lançar minha candidatura a prefeitura.

Os Thundermans ficam chocados ao ouvir aquilo.

— Você vai se candidatar a prefeitura? — Max pergunta incrédulo.

— Vou sim. — Wong afirma sorridente. — E quer melhor jeito que me promover usando vocês super-heróis.

— Desgraçada! — Pensa Barbara.

Senhora Wong prossegue: — O povo com certeza irá votar em mim, ao saber que tenho apoio de vocês, super-heróis.

— E quem disse que vamos apoiá-la? — Hank a questiona rindo. — Prefiro votar mil vezes pra reeleger o atual prefeito do que votar na senhora.

— Se vocês não fizerem o que eu pedir eu vou atrás daquela presidente de vocês (Kickbutt) e mostro esse vídeo. — Wong os ameaça.

— Agora já chega. — Max diz com raiva a erguendo com sua telecinese.

— Me põe no chão moleque. — Wong gritava de raiva enquanto estava erguida no ar.

As crianças riam dela: — Bem feito!

— Max solte-a. — Hank ordena e Max acata o sogro.

Wong cai com tudo no chão e se levanta emburrada.

— O recado está dado Thundermans. — Wong aponta o dedo para eles. — Nos vemos no dia do lançamento da minha candidatura.

Wong sai da casa rindo.

— Amor o que faremos? — Barb pergunta preocupada.

— Não há o que fazer. — Hank suspira lamentando.

— Não, não. — Max balança a cabeça negando. — Isso não pode ficar assim.

Max corre e sai da casa. Os outros os seguem.

Nisso eles param ao perceber um carro desgovernando em alta velocidade vindo em direção a senhora Wong que estava distraída no celular indo para casa.

Hank sem pensar corre e se pula tirando Wong do caminho. Foi por pouco o carro atingiu em cheio a cerca da casa dela.

Todos olham assustados. O motorista do carro por incrível que pareça saiu ileso e correndo. Certamente era um ladrão.

— Meu Deus! — Wong diz assustada enquanto é levantada por Hank.

— Foi por pouco — Hank diz sem graça.

Wong se levanta desacreditada: — Você me salvou! Você salvou minha vida.

Ela rapidamente abraça Hank que fica bem surpreso.

— Obrigada! — Wong diz emocionada. — Mesmo com tudo que eu fiz com você e sua família você ainda me salvou.

Barbara se aproxima do marido e o abraça: — Não somos pessoas ruins senhora Wong, muito pelo contrário.

— Nunca entendemos essa implicância que a senhora tem com a gente. — Phoebe reforça.

— Acho que nem eu mesmo sei. — Wong limpa as lágrimas e suspira. — Talvez fosse inveja, inveja da família que vocês são, do jeito animado de vocês.

— Mas nunca tivemos culpa. — Max fala chateado.

— Eu sei querido. — Wong sorri. — Vamos esquecer isso. Quero pedir perdão por tudo que fiz a vocês e o modo que lhes tratei.

— É claro que te perdoamos senhora Wong. — Barb a abraça.

— Queríamos te pedir uma coisinha antes. — Max aponta para o celular dela.

Wong então ri e mexe no celular.

— Está apagado o vídeo. — Wong sorri pra eles. — Inclusive da nuvem.

— Como você colocou um vídeo numa nuvem? — Billy pergunta confuso.

Todos riem.

— Quando quiserem podem aparecer no Splatburger ou em qualquer restaurante meu para comerem de graça por um mês.

— Ai eu vi vantagem. — Hank comemora.

Todos riem, felizes pela tão esperada reconciliação entre a senhora Wong e os Thundermans.

///

Algumas horas mais tarde...

Max e Phoebe estavam na sala assistindo TV nisso seus pais descem com Billy e Nora. Todos arrumados.

— Olha só. Meu irmão está um gatinho. — Phoebe elogia Billy que estava de smoking.

— Vai pegar todas no baile. — Max tira uma com o cunhado.

Barb olha feio para Max: — Não fale assim Max.

— Vamos indo querida? — Hank a apressa.

— Max e Phoebe não se esqueçam que Chloe está dormindo. — Barb os adverte. — Qualquer coisa nos liguem, voltamos lá pelas 11 horas da noite.

— Pode deixar sogrinha. — Max fala deixando Barb sem graça.

— Ainda não me acostumei que sou sua sogra. — Barb diz rindo.

Eles estão vão em direção a porta.

— Se comportem. — Hank diz enquanto sai.

Max fica na porta esperando o carro partir.

— Finalmente sozinhos. — Max ataca a namorada com vários beijos.

Phoebe o empurra: — Max para! Chloe está aqui.

— Ah qual é Phoebe. — O garoto faz um bico. — Faz tempo que não fazemos amor. E Chloe tem o sono de pedra.

Phoebe ri.

— O que foi? — Max arqueia a sobrancelha.

— É engraçado você falando fazer amor. — Responde Phoebe.

— Se você quiser eu falo transar, fuder, meter, fazer sexo, copular. — Max a agarra. — Só sei que preciso muito disso.

Phoebe fica pensativa, mas não resiste as pegadas de Max.

— Tá bom! — Ela se rede tímida. — Mas bem rapidinho.

Após o sinal verde Max tira a camisa e começa a beijar Phoebe como se não houvesse amanhã, fazendo com que os dois caiam no sofá.

Nisso eles são interrompidos pelo Thunder Monitor: — Alerta, alerta. Garoto asiático e alemão ambos estranhos se aproximam.

— Mas que droga! — Max se levanta com tudo junto com Phoebe. — Bem agora.

Ele veste rapidamente a camisa e Phoebe atende a porta.

— Gideon e Wolfgang. — Phoebe se faz de contente em vê-los. — Que surpresa.

— Podemos entrar? — Gideon pergunta em tom sério.

Phoebe assenti com a cabeça.

Max cumprimenta Wolfgang, mas olha com raiva para Gideon.

— Eu vim pedir perdão pelo que fiz ontem no baile. — Gideon desabafa. — Não era minha intenção, só fiquei chego de ciúmes.

— Será que podemos acreditar em você Gideon? — Phoebe o questiona. — Até em cima da minha mãe você já deu.

— Pode acreditar Phoebe. — Gideon ajoelha. — Não farei mais isso e peço mais uma vez perdão... Até porque vou embora.

— Embora? — Max arqueia a sobrancelha.

— Sim, eu e Wolfgang cairemos na estrada pra gravarmos um reality show de caminhoneiras gostosas. — Responde Gideon. — Vocês sabem que sempre quisemos fazer isso.

— Wolfgang! — O garoto alemão diz animado.

Max e Phoebe se olham.

— Nós te perdoamos. — Os dois dizem em uníssono.

Gideon abraça os dois.

— Bom já que é o último dia de vocês que tal pedirmos uma pizza e assistir uns filmes. — Sugere Max. — Sentiremos falta de vocês.

Todos comemoram animados com a idéia.

///

Já era hora do valsa no baile de formatura de Billy.

Billy olhava seus familiares numa mesa afastada. Estava nervoso e pensativo até que chega Tamara uma garota da sua sala. Billy tinha começado a gostar de Tamara nas últimas semanas depois que tudo aconteceu com Nora.

— Podemos dançar? — Tamara pergunta.

— Você quer dançar comigo? — Billy pergunta confuso.

— Claro, seu bobinho. — Diz Tamara pegando na mão de Billy e o conduzindo para o lugar da dança.

Os dois então começam a dançar.

Billy está soando e tenso.

— Eu gosto de você, Billy. — Tamara diz sorrindo.

Billy engole a seco, não sabia o que dizer.

— E-Eu também gosto. — Billy consegue se livrar daquelas palavras.

Sem esperar Tamara lhe dá um beijo. Billy fica sem reação, mas logo aproveita.

Tamara era o que ele precisava pra esquecer Nora...

///

Já era mais de 11 horas da noite. Eles haviam chegado do baile. Max e Phoebe acabaram dormindo depois de comerem pizza e assistirem filme com Wolfgang.

Billy estava deitado na sua cama e Nora saia do banheiro após ter tomado banho indo se preparar para dormir.

— Billy. — Nora o chama sentando na cama dela.

— O que foi? — Billy se levanta curioso.

— Eu vi que a Tamara te beijou. — Nora diz calmamente e os bochechas de Billy coram.

— Eu posso explicar... — Billy tenta dizer, mas é interrompido pela irmã.

— Não precisa explicar, eu fiquei feliz e torço por vocês. — Nora diz sorrindo. — Eu também estou gostando de alguém... O Owen.

Billy fica surpreso: — E a gente?

— Acho que confundimos os sentimentos meu irmão. — Responde Nora. — Tudo ficou confuso com o que aconteceu com Max e Phoebe.

— É, você tem razão. — Billy responde mais aliviado ao ouvir tudo aquilo.

— Sabe Billy vou sentir tanta falta de você no colégio agora que você vai para o ensino médio. — Nora suspira meio triste. — Eu te amo tanto meu irmão e meu melhor amigo.

— Você é minha irmã Nora. — Billy a abraça. — Sempre estaremos juntos. Eu te amo.

Uma lágrima cai do olho de Nora.

— Eu agradeço a deus todos os dias por ele ter me dado esse irmão cabeça oca. — Nora diz rindo.

— Mas pera... Cabeças podem ser ocas? — Billy pergunta na sua inocência e Nora ri. Ela sabia que Billy era sua maior preciosidade.

E assim eles ficam conversando e pegam no sono.

Amanhã será um dia de surpresas para os Thundermans...

///


Notas Finais


Dentre amanhã e sexta será postado o próximo.

Faltam só 5!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...