1. Spirit Fanfics >
  2. Maldito Bad Boy ( Taekook Vkook ) >
  3. Cap - 08.

História Maldito Bad Boy ( Taekook Vkook ) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Bunas tarde.. °••《
•••°°°°°¿Dia....
Hesllow....

Capítulo 8 - Cap - 08.


Fanfic / Fanfiction Maldito Bad Boy ( Taekook Vkook ) - Capítulo 8 - Cap - 08.



Taehyung chegou a sala bem arrumado aos olhos de Jungkook, camisa branca social e gravata, calça e sapatos na cor preta.


- Pare de me olhar assim Jungkook, vou achar que estou mais ridículo do que parece.


- Onde vai assim, hmm.


_ Já está pronto,  vamos estamos atrasados...- Taehyung acompanhou Seok para fora da casa, entraram no carro do mesmo e saíram.


- Você conhece o suposto namoradinho do Taehyung...- encara Yoongi que tomava água em garrafinha.


_ Sim, de algumas baladas.


- Só isso, porque parece mais que isso, você não está metido em merdas de novo não néh.


_ Relaxa Jungkook e sempre bom ter alguém como ele por perto...- deu um leve tapa nas costas de Jugkook e saiu.


A ida até a empresa foi bem silenciosa, os irmãos ali dentro não trocavam se quer um olhar, apenas seguiram. Taehyung martelava algo ainda, se Seok fazia ou não parte daquilo tudo.

Depois pois de alguns minutos, chegaram a empresa Kim, desceram do carro e seguiram para o elevador, mas antes que o mesmo se fechasse, uma garota entra sem notar quem estava ali, fazendo Taehyung ficar um pouco surpreso. Era Lisa, o que ela estaria fazendo ali...pensava Taehyung. Pelo visto a mesma ali não percebeu a presença do certo conhecido que estava no elevador. Taehyung chegou perto da garota, abraçando a mesma pela cintura, que se assustou ao sentir o ato e logo se virou para ver quem era o abusado.


_ Taehyung....


- Olá princesa....


_ O que faz aqui, veio para a entrevista de emprego também.


- Não exatamente e....


_ Taehyung.....- Seok o chamou avisando que tinham chegado.


O elevador se abri e os três saem, Lisa sentou em uma das cadeiras de espera que tinha ali, enquanto via Taehyung passar direto para sala do chefe da empresa junto ao homem sério do seu lado.

Taehyung entrou na sala junto a Seok dando de cara com o pai que estava sentado em sua cadeira atrás da mesa que tinha vários papéis sobre ela.


Sr:Kim: Sentem-se ...- fizeram o que foi pedido e encararam o mais velho...- olha só Kim Taehyung bem apresentável, como você consegui Seokjin...- debochou.


- Se eu vim aqui para perder meu tempo com.....


_ Calma Tae e vamos ouvi -lo...- diz calmo.


Sr:Kim: Eu preciso desse segredo que amansa a fera...- riu.


_ Papai vamos logo com isso, eu tenho assuntos a resolver.


Sr:Kim: Taehyung filho, eu quero que volte pra casa.


- Eu não vou voltar.


Sr:Kim: Filho, a sua mãe está me deixando louco, sair daquela forma infantil não resolveria os problemas.


- Infantil, eu sou tratado feito uma criança por você, você não quer que eu volte, a mamãe quer, porque ela sim gosta de mim.


_ Não diga isso Tae,  todos te amamos, você só precisa e....


- Do que Seokjin, humm....viver que nem você aqui dentro, sem tempo pra própria vida, porque quando não está infurnado em uma sala de escritório, está em casa sentado em uma cadeira com uma mesa cheia de papéis.


Sr:Kim: Esta vendo porque o chamo de mimado, você não reconhece o esforço que a família faz, só pensa em se mesmo além de festas.


- Você não sabe de nada, eu não voltar para aquela droga de casa, esta me entendendo, eu prefiro ficar nas ruas do que perto de você, você só pensa em dinheiro.


_ Taehyung, poderia falar mais baixo, temos funcionários na empresa.


- Porque...hmm.. eles merecem saber como o filho do chefe deles e tratado...- levantou da cadeira, batendo forte na mesa...- ou eu estou errado, que o tão renomado senhor Kim preferi o dinheiro do que o próprio....


O pai de Taehyung já bufava ali, não teria sido uma boa ideia o filho aparecer ali, estava ficando fora de se ouvindo tais palavras, ele levantou da cadeira dando um tapa no rosto de Taehyung.


Sr:Kim Não fale comigo dessa forma, eu ainda sou o seu pai moleque.


Taehyung colocou a mão sobre o lugar agredido sentindo o gosto de sangue na boca. 


- Você até pode ser o meu pai, mais eu não sou o seu filho.....- olhou para Seok que estava estático na cadeira...- e você, como sempre não faz nada, não é mesmo....Kim Seokjin.


Taehyung saiu da sala batendo a porta com força, atraindo toda a atenção para se, principalmente de Lisa que via que o outro bufando em raiva.


- O que estão olhando, voltem ao trabalhos seus inúteis.


Dito isso é entrou no elevador.,....Taehyung estava puto da vida. Lisa não entendeu a grosseria do rapaz com as pessoas dali, mas não podia se esperar mais de uma personalidade como aquela que o mesmo tinha.


Ao sair do edifício, foi direto pra casa, ainda não acreditando que foi agredido pelo próprio pai, a sua vontade era de chorar e odiava sentir isso.

Chegando em casa, passou direto pela porta, Jungkook via como o outro chegou, estava com a roupa amassada e parecia ter chorado, além de ter um machucado no canto da boca. Taehyung se permitiu se jogar no sofá respirando fundo, com as mãos cobrindo o rosto, seus olhos ardiam, além de está um pouco angustiado.


- Aconteceu alguma coisa....


- Não tudo bem, eu só preciso relaxar um pouco.


- Você precisa cuidar disso ai também...- apontou para a boca machucada.


- Ah.. isso, não foi nada ...- levantou do sofá...- poderia fazer um favor pra mim, se Jin aparecer aqui, fala que eu não estou ou que fui embora ou até que morri, qualquer coisa.


Jungkook apenas assentiu,  com a ideia que os dois poderiam ter brigado feio. Taehyung apenas saiu da sala e se trancou no quarto.


Na empresa tudo parecia uma agonia para Seokjin, estava preocupado com o irmão, com o que aconteceu. As palavras de Taehyung soavam em sua cabeça, seria mesmo um corvade e inútil..pesava enquanto rodopiava em sua cadeira. Depois de muitos devaneios, levantou dali pegando todas as suas coisas e saiu de seu escritório. Saiu de um dos elevadores indo até a saída onde estava seu carro estacionado, quando abriu aporta avistou de longe a garota que Taehyung conversou no elevador ao chegar na empresa, parecia esperar algum táxi. Entrou em seu carro, fez a manobra e rumou ate a garota. 


_ Olá...- abaixou o vidro escuro do carro e sorriu simpático...- posso dar uma carona para a senhorita.


_ Ahm...e-eu acho melhor não, eu prefiro pegar um ônibus mesmo.


- Ora, isso não é um problema, vamos entre...- destravou a porta ao lado, fazendo sinal pra garota entrar.


Lisa por um lado sabia que aquele homem era bastante importante naquele lugar, só não entendia o interesse do outro em se, não sabia se era casado ou o que pretendia querer com alguém simples. Apenas entrou no carro olhando o homem elegante que deu um leve sorriso em sua direção. 


_ Como se chama...- deu partida no carro.


_ Ah...e...Lisa eu, eu me chamo Lisa.


Seok quase rir do nervosismo da garota 


- Prazer Lisa, me chamo Seokjin.....então, percebi que você conhece o Taehyung, de onde se conhecem.


_ Ahm o Tae, ele tá morando na minha casa por um tempo.


- Hmm...você passou na entrevista de emprego Lisa.


_ Quem dera, o senhor Kim falou que eu pareço muito nova e tal e que talvez seria difícil alguém me levar a sério, porque pareço com uma criança...- riu sem graça.


_ Típico, meu pai e muito rígido por essa parte.


_ Oh....o senhor e filho dele.


_ Não me chame assim, não sou tão velho, ..... então, você queria mesmo trabalhar.


_ Não e que em casa tenha despesa, meu irmão cuida de tudo, mas ficar o dia inteiro dentro de casa e meio chato.


_ Hmm....você aceitaria ser minha secretaria senhorita Lisa.


_ Você tem certeza que e filho do senhor Kim.


_ Sim eu sou, bom....acho que chegamos é antes que pergunte como eu sei onde mora, eu já trouxe Taehyung aqui algumas vezes.


_ Ata...hmmm...obrigado pela carona e o emprego senhor Kim.


_ Não agradeça, e... você poderia chamar o Taehyung, por gentileza.


Lisa desce do carro e logo entra na casa...foi até o quarto de Taehyung batendo na porta.


- Me deixa em paz Jungkook, eu estou com dor de cabeça...- fala do outro lado da porta.


_ Tae...  sou eu, o senhor Kim está lá fora e disse que precisava falar com você. 


- Eu não quero falar com ele, fala que não estou.


Lisa saiu de perto, indo para sala abrindo a porta da frente avistando Seok encostando em seu carro com as mãos dentro dos bolsos da calça.


_ Sinto muito, mais ele não quer ver o senhor...


_ Eu posso entrar e tentar falar com ele...


Assentiu e logo deu passagem para seu novo chefe entrar, saiu guiando o mesmo pela casa até chegar no quarto de Taehyung. Seok se aproximou e bateu na porta.


_ Taehyung... abre a porta por favor.


- Jin, vai embora eu não estou com cabeça pra isso.


_ Taehyung, eu preciso falar com você abre a porta.


Jungkook aparece logo vendo o engravatado batendo na porta de Taehyung e logo se aproxima.


- Ei, o que faz aqui, se ele disse que não quer falar com você, voce deveria ir embora.


_ Não me irrite garoto, eu vou embora, mas, porque eu não estou na minha casa...


- Ótimo, aporta esta aberta para você.


_ TaeTae, se você mudar de ideia tem uma surpresa pra você no meu apartamento hoje a noite, garanto que não irá se arrepender...- diz calmo quase em uma manha.


Dito isso, Seok se retirou do local  e foi embora, sabia que Taehyung era curioso é com certeza apareceria no local. 

Jungkook ouvia tudo ali de braços cruzados, que ousadia era aquela, Taehyung não seria tão idiota não éh...pensava consigo mesmo.


_ Você é louco Jungkook, insultando ele assim daqui.


- E porque, eu não gosto dele e a casa e minha, eu mando quem eu quiser sair daqui.


_ Ele é meu chefinho agora kookie acho melhor trata -lo com respeito, e você só não gosta dele, porque o Taehyung não gosta de você e sim dele...


_ Mas que garotinha insolente...acho melhor me respeitar maninha, eu não facilito pra ninguém.




 




Notas Finais


...°~~o que será que Seok tem em seu apartamento Hmmm....-_-....
°••°....
Até mais..Desculpem os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...