História Manual de como conquistar Kim SeokJin - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Colegial, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Romance, Suga, Taehyung
Visualizações 111
Palavras 1.290
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiee ❤

boa leitura ❤

Capítulo 20 - Vida estranha


-Yoongi! - disse aflita e o puxei para dentro de casa, fechando a porta - Fala comigo, por favor.

-Meus pais acharam a minha carta de inscrição noona. Disseram que eu tenho que escolher entre eles ou a música. Que ela não me daria futuro e eles não aceitariam um filho fracassado. Meu pai me disse que eu não seria mais o filho dele, que ele me desprezava. Sabe o quão horrível foi ouvi-lo dizendo isso - uma lágrima escorreu e num impulso o abracei.

Ele correspondeu o abraço como se sua vida dependesse disso. Meu corpo balançava por causa do seu choro desesperado. Eu não me aguentei e comecei a chorar junto.

-Shhhhh,  calma, vai ficar tudo bem - acariciei seu cabelo - Eu prometo - minha voz saiu trêmula por causa do choro.

-Não! Não vai Hye - ele quebrou o abraço e se sentou no sofá, limpando as suas lágrimas com raiva -  Eu nunca contei sobre minha paixão por música, pois eu sabia que nunca iria receber o apoio deles, por isso eu mantive isso escondido, eu sabia que era algo impossível - fitou seus pés - Mas eu resolvi investir nisso, fui a uma aula no clube de música do colégio e eu tive a certeza, aquele é o meu lugar, é o que eu sou - sorriu verdadeiramente, fazendo com que eu sorrisse também - Independente de tudo, eu vou seguir o meu sonho.

-Eu te apoio completamente - me sentei ao seu lado e segurei sua mão - Saiba que se acontecer algo, você pode ficar aqui e contar com a nossa família.

-Obrigado noona.

-Seus pais vão aceitar, dê um tempo a eles. Não estou falando que a atitude deles foi certa, só que o pegaram de surpresa.

-Eu não sei - abaixou a cabeça -Eles queriam um filho que seguisse a mesma carreira deles.

-Sinto muito, Yoongi.

Eu não sabia o que dizer.

Acariciei seu cabelo e ficamos em silêncio. Eu apenas pensava em como os seus pais podiam não apoiar o filho.

-Yoongi querido, que bom ver você - minha mãe chegou a sala, surpreendendo a nós dois - Fica para jantar conosco?

-Olá senhora Jung - se curvou levemente - Se eu não for atrapalhar eu fico.

-Você não atrapalha - nos duas falamos em uníssono.

-Obrigado - ele sorriu.

Meu coração se acalmou um pouco, ele parecia melhor.

[...]

Dia seguinte

-Jackson, volta aqui agora! - corria atrás do mais alto pelo corredor da escola - Aish, como ele pode correr tanto. Jackson Wang!

-Calma princesinha - ele gritou risonho.

-Eu vou te matar.

O negócio era o seguinte, ele, Tae e Jimin haviam feito uma pegadinha comigo, eu estava coberta de farinha e para ajudar estava descalça.

Tudo porque eu tinha conseguido passar na minha faculdade e esse era o meio deles me parabenizarem.

Os outros dois traidores estavam escondidos por aí.

Ele entrou na nossa sala de aula e eu fui atrás.

-Omo! O que aconteceu com você? - o professor bonitinho perguntou espantado.

Meus olhos passearam pela sala até encontrar os três. Fuzilei-os com o olhar e eles se encolheram.

-Foram aqueles três ali - apontei para eles.

-Vão falar com o diretor, agora - o professor bonitinho mandou e eu sorri vitoriosamente.

-Araso - eles falaram em uníssono e se levantaram.

Jimin e Tae passaram por mim e piscaram. Quando foi a vez de Jackson ele sussurrou no meu ouvido.

-Papai já sabe sobre isso, princesinha - e saiu todo sorridente.

Aaaa que pestes.

-Malditos - resmunguei alto, atraindo olhares risonhos dos demais alunos. Até dos meu amigos.

-Senhorita Jung - o professor pigarreou e eu o olhei - Poderia ir se limpar, por favor.

Concordei.

-Podemos ir com ela? - Mari e Liv questionaram.

-Vão - o professor permitiu.

Elas logo chegaram perto de mim e começaram a rir.

-Belas amigas vocês são.

-Eu sou linda - Liv brincou e eu bufei.

-Não sabíamos que eles iam aprontar isso, mas foi para te parabenizar, você nos enche de orgulho unnie - Mari me abraçou de lado, se sujando um pouco com a farinha.

-Obrigada meninas - sorri para elas.

***

-Céus, isso não quer sair - resmunguei.

Meu cabelo estava cheio de farinha, se eu resolvesse lava-lo, iria virar uma meleca. A farda estava cheia de manchas brancas. É, eles fizeram um bom trabalho.

Mas, eu não tinha uma farda extra e nem as meninas.

-Acho que vou ficar o resto das aulas aqui.

-Não, vamos dar um jeito. Já voltamos - Liv pegou a mão de Mari e elas saíram do banheiro.

Me sentei no chão e encostei a cabeça na parede, comecei a rir sozinha do que tinha acontecido. Meu, eles eram muito idiotas.

-Omo! O que aconteceu com você? - uma voz me despertou dos meus pensamentos, olhei na direção e encontrei Sook parada.

-Foi o Jackson, o Jimin e o Tae - disse simplesmente e escutei sua risada

-Esses meninos só aprontam. Principalmente se o Jackson estiver junto - disse risonha e se sentou ao meu lado - Você não tem outro uniforme?

Neguei com um aceno.

-Eu tenho no meu armário, vou buscar para você.

-Não precisa.

-Deixa eu te ajudar Hye - ela colocou a mão em meu ombro.

Eu pude sentir sinceridade em suas palavras.

-Tudo bem - sorri minimamente para ela.

-Certo, eu já volto.

Assim que ela saiu, mandei mensagem para as meninas, dizendo que estava tudo certo.

-Alunos, o diretor tem um anúncio a fazer - reconheci a voz de Yun, vindo dos altos falantes - Peço a atenção de todos.

-Alunos, venho trazer uma surpresa para vocês - ele deu uma pausa antes de continuar - Esse ano, nós decidimos fazer um baile. Já está tudo organizado e será um dia depois do fim das aulas. Espero que vocês aproveitem, os convites estarão a venda em frente à quadra. 

E assim ele terminou de falar e logo Yun encerrou.

Um baile? Eu nunca tinha ido a um. Bom, tudo tem a primeira vez.

***

-Hye? - reconheci a voz gentil de Jin - Está aí?

-Oi Jin.

-Vou entrar - e assim ele invadiu o banheiro - Se alguém me pegar aqui eu estou ferrado - disse brincalhão e se sentou a minha frente - Estava com saudades - sorriu carinhosamente para mim.

Céus, Jin era um amor. Era atencioso, gentil, carinhoso e um ótimo namorado.

Me inclinei e selei nossos lábios.

-Eu também - acariciei sua bochecha.

Eu era tão sortuda por tê-lo.

-Você tá linda assim - ele brincou com o meu estado, me fazendo revirar os olhos.

-Eu sei disso - disse convencida e ele segurou minhas mãos - Veio fazer o que aqui, amor?

-Me chamou de que? - seu sorriso era imenso e eu repeti o que tinha falado em minha mente, até que me toquei - Aigoo. Tão fofa - ele apertou minha bochecha.

-Aish - resmunguei e o escutei rir.

-Queria te perguntar algo...

-Pode falar, amor - frisei a palavra, arrancando um sorriso maravilhoso dele.

-Sabe esse anúncio do diretor? - concordei - Queria saber se a senhorita me dá a honra de leva-la a esse baile? - segurou a minha mão e me encarou.

Eu toda suja e ele agindo dessa maneira fofa.

-Não podia esperar eu estar arrumada pelo menos, olha a minha situação Jin - brinquei - Mas é claro que eu aceito.

Me joguei sobre ele, o abraçando apertado.

-Saranghae - sussurrei em seu ouvido.

-Eu também te amo, jagi - acariciou meu cabelo e nos afastou.

Acariciou a minha bochecha e se inclinou, selando os nossos lábios, quando íamos aprofundar o beijo, alguém pigarreou.

Torci mentalmente para não ser nenhum inspetor, abri os olhos e reuni a coragem para olhar para a pessoa.

Acho que eu nunca fiquei tão aliviada de encontrar Yoongi e Sook.

Ele nos encarava risonho, enquanto Sook parecia sem graça.

A situação em si era estranha.

-É, eu vim te entregar o uniforme - me entregou uma sacola e se virou para Yoongi e pegou em sua mão - Já estamos indo.

E saíram apressados do banheiro.

-O que acabou de acontecer aqui? - Jin questionou. 

Nós entreolhamos e caímos na risada.

É, minha vida era estranha.


Notas Finais


aaa me perdoem se o capítulo não ficou bom, a criatividade resolveu entrar de férias. Eu prometo que trago um capítulo melhor da próxima vez.

quanto a faculdade que a Hye se inscreveu o resultado saiu primeiro que a do Suga. Logo logo saberemos o que acontecerá com ele, aí vamos ver se vocês acertaram ( quem acertar ganha coxinha hauahaha)

o que aconteceu nesse capítulo com ele, ainda vai piorar um pouquinho (só isso q posso falar)

amo mto vocêsss
um beijo e um queijo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...