História Meu melhor amigo - Kim Taehyung - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Bts, Jikook, Namjin, Romance
Visualizações 236
Palavras 1.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello

Capítulo 26 - Já chega Taehyung!


Pov’s Taehyung 

 

Depois de recuperar meu fôlego desço as escadas atrás da Manu e ouço sua mãe nos perguntar:

– O que estavam fazendo lá em cima? 

Sua filha acabou de pagar um boquete pra mim tia.

– Terminando de arrumar o quarto mãe – Ela diz e eu olho pra ela sorrindo, com aquele olhar cúmplice, de quem fez coisa que não devia.

Fomos pra sala encontrar as crianças e eu sussurro em seu ouvido:

– A gente podia ir “arrumar o quarto” de novo, mas dessa vez eu fico com o trabalho pesado...

Ela me olha de cara feia, tá eu sei, realmente estou atacado em uma ocasião onde não devia.

 

***

 

Depois de brincarmos bastante finalmente a janta fica pronta, sentamos todos a mesa, eu amo momentos como esse.

Todos felizes, conversando e comendo, por mais que eu queira comer outra coisa agora...

O que é? São os hormônios oras! Estou atiçado hoje!

Ela conversa com uma das tias dela e olhando por baixo da mesa por um segundo, vejo suas pernas expostas pela saia que ela está usando. Isso me deu uma ideia! 

Coloco uma das minhas mãos na sua cocha como quem não quer nada, e começo a acariciá-la .

Ela me olha sorrindo, às vezes tenho pena da sua inocência, ela não sabe o que estar por vir.

Ela e a Tia Marta continuam conversando, até que eu começo com a tortura, subo minha mão até por baixo da sua saia e ela já direciona o olhar nervoso em minha direção.

Tento não sorrir e continuo comendo com uma mão enquanto a outra passeia por baixo da sua saia, deu pra sentir seus pelos se eriçarem. Amo o jeito que ela reage com os meus toques.

Então coloco a mão por cima da sua calcinha, já sentindo ela molhada, mordi o lábio, devo ser um tesão mesmo.

Entro com minha mão por dentro massageando pra logo em seguida penetrar um dedo sem aviso e nem preliminar.

Ela praticamente engasga com a comida deixando sair um gemido manhoso, atraindo todos os olhares na nossa direção. Se eu tirei a mão? Nem pagando, vamos ver o que ela vai dizer.

– Está tudo bem querida? – Minha linda sogrinha pergunta preocupada

– S-sim, eu só me engasguei mamãe – Ela responde e aperta a cadeira com força quando eu afundo mais meu dedo dentro dela.

– E como vai o colégio? – A tia volta a puxar papo, sei que a Manu vai ter dificuldade em responder.

Sou realmente um filho da puta.

Uma prova disso é quando coloco mais um dedo afundando os dois de uma vez, consigo perceber ela praticamente “engolindo” os gemidos.

– V-vai bem tia, estamos quase acabando... Ahh! M-mesmo né?– Ela fala não conseguindo segurar seu gemido na frase, depois me olha apreensiva como se dissesse “para Taehyung” e como resposta eu enfio mais um dedo, dando o total de três em seu interior. 

Vejo sua respiração falhar e ouço a tia fazer mais uma pergunta, dessa vez direcionada a mim:

– Quando a Flávia me disse que estavam namorando nem acreditei, como aconteceu? 

– Ah tia! Foi ótimo! – Pauso minha fala pegando o copo de suco tranquilamente, bebendo um gole sentindo o desespero da Manu daqui – A Manu lembra muito bem né meu amor? Conta pra gente 

Ela concorda com a cabeça e abre a boca pra falar, nesse momento eu já começo a “trabalhar” com os dedos que até então estavam apenas parados dentro dela.

Faço movimentos de vai e vem bem devagar indo o mais fundo possível vendo a Manu mexer as pernas inquieta e segurar gemidos pra poder falar.

– N-não quero falar muito sobre isso agora tia... – Ela responde tentando dar uma garfada na comida, mas quando ela iria fazer isso, acelerei os movimentos fazendo consequentemente seu corpo tremer deixando o garfo cair no chão.

– Tem certeza de que está bem querida? - A tia pergunta

Minha baixinha me olha mais uma vez em forma de súplica, e como um belo desgraçado que sou, acelero ainda mais.

– S-Sim t-Tia, v-v-você Hmm Tae... sabe c-como eu s-sou desajeitada... – Ela diz quase se contorcendo e abaixa pra pegar o garfo.

Em baixo da mesa olho pra ela sorrindo sacana, e a mesma morde o lábio tentando não fazer barulho, se mexendo contra meu dedo.

Percebo que ela estava gostando, então assim que ela se aconchega na cadeira novamente, tiro meus dedos de dentro dela, e disfarçando, coloco os dedos na boca, os chupando.

Ela morde o lábio e eu sorrio, sei bem como provocar, é bom que se prepare Manuela...

 

***

Uma semana depois:

 

DROGA! Eu nunca estive tão irritado em toda minha vida! 

Adivinhem só? Antes de ontem recebemos os grupos de um trabalho para o semestre, são quatro pessoas em um grupo, a Manuela saiu com o Kai e mais dois garotos! DOIS GAROTOS! E eu não sou nenhum deles!

“Nossa Taehyung, como você é possessivo” 

VAI TOMAR NO CÚ! Se ponham no meu lugar! E eu tô alterado MESMO!

Nesse momento a Manu está terminando de se trocar pra ir, eu estou tão agoniado!

Se eu confio nela? Bom... Sim, mas não confio nos outros não mesmo 

“Mas Taehyung, ninguém faz nada sozinho, se confiasse nela saberia que não tem nada pra se preocupar”

CAGUEI, FODA-SE!

Ela sai do banheiro, linda como sempre, espera, ela não vai com essa roupa vai?

– Manuela, você não vai assim né? 

– Por que? Tem algo de errado? Está feio? – Ela pergunta se olhando no espelho 

– Não, está ótimo, ótimo até demais, esse short está tão apertado que quase dá pra ver sua alma nele – Cruzo os braços 

– Não começa com isso Taehyung, já te disse que odeio quando você age dessa maneira, parece que não confia em mim, e também me dá medo, e o short está ótimo, então eu vou com ele e pronto acabou!

– Por favor!! Está ótimo pra quando você estiver sozinha comigo! Eu te imploro! Nem queria que fosse Troque de roupa pelo menos! – Peço quase implorando 

– Não Taehyung, eu não vou! Para com isso!

– Agora eu estou mandando você trocar de roupa! – Digo autoritário

– A questão é que você não manda em mim Taehyung! – Ela diz brava

Por um momento eu sinto o ciúmes e a raiva me cegarem e a seguro  pelo braço de um jeito que não deveria ter segurado.

– Você é MINHA namorada, e eu não vou pedir de novo! – Aperto seu braço com força

Ela me empurra pra longe pra logo em seguida gritar:

– JÁ CHEGA TAEHYUNG! Você passou do limite!


Notas Finais


Comentem!
Bju bju ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...