História Meu sequestrador- BTS- jungkook - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Dahyun, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mina, Momo, Nayeon, Rap Monster, Sana, Suga, V
Visualizações 205
Palavras 1.645
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oieeee! mais um cap para vocês hoje!
titia tá mimando né?
bjoos
<3

Capítulo 9 - Casa nova


Fanfic / Fanfiction Meu sequestrador- BTS- jungkook - Capítulo 9 - Casa nova

pov dahyun:

* atenção ! as “” são os pensamentos de dahyun

Depois  daquele nojento sair, quero dizer “kook” sair, eu vesti minha peça intima que ele havia violado, e comecei a chorar, chorar, e chorar, pensando em tudo o eu havia acabado de acontecer. Eu só queria tomar um banho, um banho com escova de aço, e tirar minha pele que aquele homem imundo e nojento havia tocado.

Eu só consegui chorar, eu... eu... eu acabei de ser estuprada! Pensei nisso, e chorei mais ainda, estava com medo de isso acontecer de novo, estava com medo de ser morta por ele, estava com medo de virar uma escrava sexual., e se fosse para mais que um homem? Eu realmente estava com muito medo... mas eu tenho que ter fé, esperança, eu tenho certeza que taehyung e minhas amigas irão me encontrar... meus pais? Ele nem irão notar, eles não me ligam há mais de 8 meses.

Enquanto eu chorava perdida em meus pensamentos, eu pude ouvir uma conversa.

- jimin, o que faz aqui?

“quem era? Será que era mais algum estuprador?! será que ele ia me usar também?” estava com medo

- vim levar a nova garota ao quarto.

 “eu? Que quarto?”

-entendi.

- kook, você esta bem cara? Parece que estar tão abatido

- eu não quero mais fazer isso hyung!

“fazer o que?”

- fazer o que?

- eu não quero mas maltratar aquela garota!

“co...co..como assim?! Como assim? Ele não quer mas me maltratar? Ele fez isso até agora!”

- jungkook! Você sempre fez isso, porque esta reclamando só agora?

“ele sempre fez isso?”

- eu não sei hyung...

“não sabe o que?”

- não me diz que você criou sentimentos pela aquela garota?!

“ O que? Acho que eu ouvi isso errado!”

- O QUE? NÃO! JAMAIS! DA ONDE TIROU ISSO HYUNG?

“ MEU DEUS! Será que ele realmente criou algum sentimento por mim? Acho que não! Porque estou pensando nisso? Que nojo!”

 - você esta diferente! Nunca reclamou quando teve que maltratar uma garota!

“então ele já estuprou outras garotas! Ele é um verdadeiro monstro”

- eu sei, é porque dahyun é diferente! Ela...ela...é diferente...

“diferente como?!”

-ela tem um pinto? *pergunta ele rindo*

“confesso que achei enraçado”

- aish jimin, só leva ela para o quarto!

Que quarto! Será que é um quarto, em que eu serei maltratada mais uma vez?”

Logo depois ouvi barulhos de passos, aquele nojento, kook, devia ter ido embora. Depois de alguns minutos chorando, ouvi barulho das portas sendo destrancadas, me encolhi com medo que fosse aquele monstro denovo...

- calma não é o kook!

- por favor, não faça nada com migo! *pedi suplicando*

- não farei nada com você, fique tranquila!

- então o que faz aqui?

- levarei você até o seu quarto! *ele disse destravando as algemas*

- desculpa, seus pulsos ficaram machucados! *ele fala olhando para meu pulso que se encontrava roxo*

- quem....quem...quem é você?

- prazer, me chamo park jimin! *ele diz estendendo a mão para cumprimenta-lo*

- o que você é dele? *falo estendendo minha mão*

- de quem? Do kook?

- sim...

- sou um migo, melhor amigo para dizer a verdade!

- entendi...

- vem! Vou leva-la até o quarto! *fala jimin estendendo a mão para eu poder me levantar, já que minhas pernas estavam fracas*

Eu não entendo, achei que kook, era um psicopata, maníaco, estuprador, pedófilo...então como ele pode ter amigos? Como ele pode ter um amigo tão educado assim como jimin?!

Quando saímos da cela, nós subimos uma escada e passamos por um corredor sombrio. Ele abriu outra porta preta enorme, onde tinha dois seguranças também enormes, do lado de fora.

- senhor Park *falou os seguranças fazendo referencia*

- olá! *ele disse abrindo um sorriso*

Pude observar um espaço gigante, onde tinham vários homens andando, e conversando, também pude observar um lugar onde parecia ser um escritório, com mesas, cadeiras e computadores onde haviam varias pessoas trabalhando.

“eu estava em uma empresa?”

- onde estou?

- todas perguntam isso *ele diz soltando uma risada sínica*

- não posso dizer onde está.

Enquanto andávamos sei lá aonde, pude observar vários homens me encarando, e rindo, como se estivessem debochando de mim.

 

‘ “eu realmente queria entender o que esta acontecendo”

- jimin! *um homem alto, com os cabelos loiros se aproxima”

- olá namjoom!

- essa é a nova garota do kook? *ele diz me olhando de cima a baixo*

“garota do kook?”

- é sim...

- ele não me disse que ela era tão...tão...tão bonitinha! *ele fala passando suas mãos em meu rosto* arrepiei...fiquei com medo...

-é sim, eu vou leva-la para a casa...

“casa, não era quarto?”

- ah sim...tchau jimin!

- tchau senhor!

-ah! E menina, não tente fugir hein? Se não vai ser pior para você! *ele fala gritando*

“se não vai ser pior para você...” me arrepiei toda, o medo se despertou em todo o meu corpo, ele quis deizer que...que eu vou morrer? Eu realmente estou com muito medo, medo de morrer, medo de ser maltratada de novo. Eu só queria ir em bora para minha casa, apenas sumir dali.

Chegamos até dois portões, onde dois seguraças abriram as portas, logo a frente tinha um carro preto, que provavelmente era para mim. Mas eu pude observar, que aquilo dava para rua, era um aruá meio abandonada que dava para um beco que continha um muro todo pixado, mas essa rua tinha algumas pessoas andando,e...e.... MEU DEUS! Um carro de polícia! Um carro de polícia! Se eu quisesse fugir, tinha que ser agora! Olhei para o rosto de jimin, que o mesmo estava com uma expressão de preocupação.

- olha, não pense em fazer isso, vai ser pior para você eu estou falando sério, se você tentar até conseguirá se safar, mas depois irão te achar, e irão mata-la....você escolhe. *ele diz cochichando em meu ouvido*

Eu apenas fiquei calada, eu estava raciocinando tudo o que ele havia acabado de me dizer. “irão me achar” “irão me matar”

Vejo que alguns policiais se aproxima da gente, meu deus, será que eles descobriram? Será que estou a salva?

- merda! *jimin diz cochichando passando seus braços em minha cintura*

“ o que ele está fazendo!”

- ela é sua namorada senhor? *pergunta o policial, olhando para os braços de jimin em minha cintura*

- é sim!

Naquele momento pensei em fugir, em gritar para o policial, e pedir ajuda. “irão me achar” “irão me matar” esses pensamentos vieram em minha cabeça...

- o que um casal veio fazer em um rua como essa? É perigoso para ambos não acha?

- é sim, mas minha casa fica perto daqui senhor.

-entendo...então, tenha um bom dia! *o policial fala acenando*

- igualmente! *jimin fala tirando seus braços de minha cintura*

“droga! Perdi a chance de fugir! Como sou brurra, burra!”

-boa garota! *jimin fala cochichando em meus ouvidos*

Adentramos no carro preto que rapidamente se ligou e começou seu trajeto que era desconhecido de minha pessoa. Eu estava com muito medo, medo de ele me jogar em algum deserto para eu morrer de fome e sede, medo de ele mesmo me matar, medo de ser estuprada de novo... então comecei a chorar, e chorar, e chorar...

- por favor, não chore, já chorou muito hoje!

- a-a-ao-aonde estamos indo?

- ao quarto

-por favor! Eu te emploro! Me deixe ir embora, por favor! *pedi soluçando*

- isso infelizmente não será possível dahyun! *ele disse enxugando minhas lagrimas com um lenço*

Comecei a chorar mais ainda, eu quero ir em bora, abaraçar meu querido taehyung, e ter uma vida normal...porque isso tem que estar acontecendo com migo? Justo comigo? Tem tanta pessoas más por ai, logo eu que nunca fiz mau a ninguém.

- dahyun, pare de chorar por favor! Se acalme, eu sei que você está assustada, passando por um momento difícil agora... mas se acalme por favor! *ele diz olhando em meus olhos me abraçando logo depois*

- momento difícil? Eu fui estuprada! Estuprada pelo seu amiguinho kook! *falei em tom alto porém minha voz foi abafada por conta do ombro de jimin que me abraçava*

- eu sei, eu sei, o que ele fez, o que ele faz é errado! Mas ele não é uma pessoa ruim...

- ele não é ruim? Ele me estuprou, e me sequestrou! Como isso não é ser uma pessoa ruim!

- você não entenderá dahyun!

- eu faço muitas coisas erradas,você nem imagina, todos nós fazemos! Agora por favor fique quieta!

“nós? Nós quem?”

Pov jimin:

Aish, eu sabia que eu devia ter sedado ela! Toda vez que eu era encarregado de levar as meninas para a casa, elas vinham sedadas...

Dessa vez, eu me esqueci de pegar o Alprazolam (remédio sedativo). Aish ela estava me enchendo de perguntas, ans quais eu não sabia se deveria responder...

Pov dahyun:

O carro parou em frente de uma casa de luxo (mídia), essa casa ficava isolada, não tinha outras casas por perto, ela ficava perto dos trilhos de trem, reconheci pois meu pai me trazia aqui por perto para andar de bicicleta, a casa também ficava perto de florestas imensas ao redor...eu não fazia ideia de onde estava, se  conseguisse não sei para onde correria, era realmente muito isolada, devia ser para as pessoas não ouvir os gritos das reféns que esse kook mantém...estava com medo de entrar dentro da casa, devia ter muitas meninas sendo maltratadas, estupradas como eu, e até mortas, o receio de sair de dentro  do carro me consumia, e o medo cada vez mais se aproximava.

- chegamos! *jimin disse abrindo a porta do carro*

- vem! Você deve estar com fome, a omma jin vai fazer m ótima comida para você! *ele disse pegando as chaves da casa em seu bolço da casa*

“omma jin?”


Notas Finais


não deixem de comentar para saber se estão likando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...