1. Spirit Fanfics >
  2. Midorya Criança? - Imagine Izuku Midorya >
  3. Capítulo Único

História Midorya Criança? - Imagine Izuku Midorya - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único


Eu e Izuku tínhamos saído da escola, vamos tomar sorvete igual fazíamos quando éramos menores, somos amigos desde nossos 8 anos de idade, queria que fosse algo a mais, mas não posso correr o risco de perder meu anjinho esverdiado.

Estávamos já voltando deveríamos chegar na escola antes das 6 Horas da tarde, isso foi pedido pelo diretor quando ele permitiu nossa saída, ainda eram 4:30, mas antes chegar cedo do que atrasar certo ?

- Eu Amo sorvete ! - Falei alegre, o garoto esverdiado sorriu docemente, claro que além de eu tomar um pouco de sorvete na sorveteria eu traria para ir tomando no caminho.

- Isso está bem fácil de perceber S/N-Chan - Ele concordou comigo.

Entre pequenas conversas de coisas bem aleatoroas estávamos a 2 quadras da escola ou melhor dos dormitórios da escola.

Me assustei quando de repente um homem completamente coberto com um tecido negro passou por nós..

- Você! - Ele olhou diretamente para o Izuku, nem o esverdiado nem eu tivemos tempo de reagir, uma nuvem de fumaça circulou Midorya, eu ja não conseguia o ver.

- IZUKU !! - Eu estava extremamente preocupada, assim que a fumaça se desculpou o homem correndo para longe, mas o que me surpreendeu foi ver uma miniatura do Midorya olhando assustado para os lados - Izuku ? - Perguntei confusa, era ele mesmo só que bem menor e mais novo.

- Q-quem é você? - O garotinho fofo perguntou assustado andando para trás mas tropeçou e caiu no chão com tudo, senti muita dó.

- Calma - Pedi me aproximando vagarosamente dele - Eu não vou te machucar está bem meu pequeno ? - Estou tentando ser bem mais simpática, não podia o assustar, ele concordou com a cabeça, vi lágrimas acumuladas nos seus olhos, me aproximei ajudando o esverdiado a se levantar, vi que a palma de suas mãos estava um pouco raladas, deve ser quando ele caiu.

- Vem, eu vou levar você para alguém que vai cuidar disso, está bem ? - Perguntei ele concordou.

- A-aonde eu tô? - Ele perguntou em quanto me seguia, eu estava andando bem mais devagar que normalmente para ele me acompanhar.

- Aconteceu algo, mas assim que chegarmos vou explicar certinho está bem ? - Perguntei docemente e o mesmo concordou.

- Q-qual o seu nome ? - Me perguntou e riu baixinho e envergonhado.

- S/N - Falei com um sorrisinho.

Não demorou muito para chegarmos no prédio dos nossos dormitórios, entramos, tinha algumas pessoas no 1 andar conversando mas pararam quando nos viram, Bakugou logo entendeu o que ouve sem eu precisar dizer nada.

- Como CARALHOS ele se tornou uma criança de novo ? - Perguntou agrecivo se aproximando, Izuku com medo se escondeu atrás de mim imediatamente.

- Ele não se lembra de mim, e nem a onde estava, passou um cara lá, depois veio uma fumaça e ele estava assim - Expliquei de forma confusa até para mim mesma.

Me abaixei próxima da miniatura Midorya.

- Não precisa ter medo deles está bem ? Não vão te machucar - Garanti, ele meio temeroso saiu de trás de mim.

- Que lindinho ele ! - Uraraca correu para perto dele.

- Izuku já é fofo normalmente, daí se torna uma criança - Mina falou também olhando bem para a criança que ficou extremamente vermelha.

- O que vamos fazer agora ? Eu não sei se é temporário ou não - Falei confusamente.

- Devemos chamar o professor Aizawa para ver se pode reverter isso - Iida disse de maneira simplista.

- É só que o professor de merda saiu hoje porra ! - Bakugou disse sem paciência, ele olhava com desgosto para a criança.

- Ei S/N, ele tá com as mãos raladas, vamos na enfermaria - Tsuyu notou, como eu tinha me esquecido disso ?

- A sim vamos - Midorya arregalou os olhos.

- I-infemaria ? - Ele perguntou, parecia com medo, estranhei isso.

- Oe fedelho de merda tem quantos anos ? - Bakugou perguntou nada delicado, ele parecia ter percebido algo.

- Se-seis anos - Ele disse com medo do loiro, vi Bakugou revirar os olhos, o de olhos vermelhos se aproximou de mim.

- Uma das memórias dele deve ser o médico falando da porra da individualidade que ele não teria - Ele me disse em um tom surpreendentemente baixo, olhei com dó para o menor, sim eu sei do One For All, Midorya teve que me contar já que eu avia feito chantagem e nunca mais falar com ele.

- Vamos pequeno, a médica só vai dar um beijinho e vai curar, nada de exame algum - Eu disse tentando acalmar o mesmo, e parece ter funcionado.

Ele pegou minha mão com as duas pequenas mãozinhas me acompanhando no ritmo do andar dele.

- Midorya parece um anjinho - Dessa vez foi Iida quem comentou, é sempre bom comprovar que Midorya é maravilhoso desde o dia em que nasceu.

E assim fomos até o outro prédio o levando até a enfermeira que também estranhou ele estar como uma criança, e então Expliquei, ela contou que é bem capaz que seja passageiro, e então me senti bem melhor.

Fomos para o prédio dos dormitórios novamente, indo para a sala, Kirishima pegou uma bola e começou a brincar com o Izuku, o esverdiado se atrapalhava todo vez na hora de pegar e caiu diversas vezes.

- Ei o que está acontecendo aqui pessoal ? - Mirio saiu do elevador com Eri segurando uma de duas mãos, o loiro arregalou com olhos quando viu Midorya.

- Izuku-kun ? - Eri perguntou não acreditando é com a boca entreaberta.

- Esse é o Midorya? - Togata também parecia não acreditar.

- Uma pessoa doida passou e o transformou em criança - Expliquei sem paciência.

- E-ei Izu-kun - Eri se soltou de Togata indo em direção a o esverdiado, que assim que viu Eri se distraiu, tropeçou na bola que brincava e caiu de costas no chão.

- IZUKU! - Eu e várias pessoas gritamos preocupadas com ele, me levantei indo ajudar o pequeno a levantar, ele tinha lágrimas acumuladas em seus olhos.

- D-desculpe - Eri pediu se encolhendo.

- N-N-não foi nada - O garotinho disse.

Vi que Iida explicava a o Togata o que ouve com o esverdiado.

- Você é extremamente desastrado - Murmurei para o pequeno.

- Um dia eu ainda não vou ser - Disse convicto.

- Isso aí pode desistir - Falei dando um tapinha em compreensão em suas costas.

- E-eu sou a Eri - A pequena se apresentou vendo que ele não se lembravada de si.

- Me-me chamo Izuku Midorya - Ele disse com um sorriso extremamente fofo.

- Você é fofo - Acabei dizendo a o mesmo tempo que a Eri, e disse a mesma coisa.

- N-nao - Ele colocou as mãos no rosto bem envergonhado com o elogio.

- É interessante ver que ele não mudou nada - Togata comentou, em seguida chamou o pequeno - Ei carinha, o que você quer ser quando crescer ? - Ele perguntou mas sabia que escutaria Herói como resposta.

Todos aqui presentes prestaram atenção esperando a resposta, todos já tinham alguma ideia do que ele falaria.

- Um heroi igual o All Might - Ele disse convicto com um sorriso que fez todos sorriem - Que salva todos com um sorriso ! - Ele falou de maneira decidida.

Todos sorriam a perceberem que esse sonho vem desde muito pequeno.

- Muito másculo Midorya ! - Kirishima disse alegre com a resposta do amigo.

Me sentei no sofá, o pequeno Midorya bocejou, parecia cansado, ele veio para o sofá tentou se ajeitar, colocou  a cabeça no meu colo um pouco envergonhado, e não demorou muito para dormir.

Eri olhou o esverdiado dormindo Feliz.

- Deita aqui também - Pedi para a garota que me olhou com um brilho no olhos, ela se deitou com a cabeça na minha coxa também, como ambos eram pequenos cabiam certinho.

- Tirem foto ! - Pedi quase desesperada, Kirishima riu fazendo o que eu pedi.

Essa é uma oportunidade única.

- Arruma um pouco o cabelo dele - O ruivo pediu e eu o fiz, logo ele tirou algumas fotos e me mostrou.

- Me manda todas pelo amor de deus - Falei alegre, era fofura demais para mim, não sabia se aguentaria muito tempo essa minha vontade de apertar ele de tamanha fofurice.

- Claro, quer  qu... - Ele ia falar mas de repente uma fumaça nos cobriu - O que está avendo ? - Não me movi, pois já avia percebido o que aconteceu.

- Ele voltou a o normal - Falei e em seguida acrescentei - Se prepara para tirar mais fotos Kiri - Pedi novamente alegre, todos curiosos pela fumaça vinheram, e pegaram Midorya no flagra dormindo com a cabeça na minha coxa abraçando a Eri.

- Todo mundo tirando fotos ! - Mina disse tirando fotos igual Kirishima que fazia pelo meu pedido e Kaminari que provavelmente brincaria com isso depois zoando o esverdiado.

- Todo mundo me mandem as fotos - Pedi quase como uma ordem a eles.

Midorya se mexeu um pouco, brinquei com seus cabelos, ele era lindo.

- Foi bom em quanto durou - Kaminari lamentou por Izuku ter voltado a o normal.

- É mas nem por isso S/N para de ficar babando pelo Midorya - Kirishima comentou e eu mostrei o dedo do meio para ele que riu.

Eu nem contrário mais, todos já sabem da minha queda pelo esverdiado mesmo.

Eles foram ajudar a preparar a janta, e me deixaram sozinha aqui com esses dois dormindo, acabou que fiquei o tempo inteiro mexendo no celular até mandarem uma mensagem falando para ir jantar.

Agitei Midorya.

- Acorda couve - Pedi - Tá na hora do jantar - Ele abriu os olhos e logo os arregalou corando intensamente, pedi silêncio, ele logo percebeu a Eri.

- O que aconteceu ? - Ele perguntou confuso, ele tinha uma cara de sono estampada no rosto.

- De alguns jeito você tinha voltado a ter 6 anos - Contei - Foi bem divertido isso - Acrescentei, ele me olhou completamente vermelho - Você se lembra ? 

- Mais ou menos, tá um pouco confuso - Ele disse ajeitando a Eri e então a acordando.

- Você voltou - Ela disse abraçando Midorya que sorriu com o afeto dado pela pequena.

- Sim acho que sim - Ele sorria de maneira doce.

Uma ideia me passou pela cabeça...


Vou me declarar ! 


Não poderia dar tão errado assim certo ?

- Eri pode ir lá em baixo jantar, quero conversar com essa couve aqui está bem ? - Ela riu do apelido e aceitou logo saindo.

- Q-q-quer falar comigo ? O-oque? - Ele parecia assustado.

Eu tenho que aproveitar esse momento de coragem súbita.

- Izuku - Ele me olhou com atenção mas desviava os olhos de mim, senti meu coração acelerar, respirei fundo e em seguida falei - E-eu g-gosto de você, muito m-mais do que um melhor amigo - Eu disse de maneira que ele entendesse, me esforcei para não falar tão rápido.

Logo eu vi o rosto todo dele se tornar vermelho, e seus olhos se arregalarem, senti meu rosto também tomar um tom meio que bem avermelhado.  

- S/N e-eu também Gostomuitodevocemaisqueumaamiga - Ele disse de maneira rápida  baixa - Querseraminha... namorada ? - Ele deu uma pausa para enfolir ceco.

Não evitei sorrir, senti meus olhos acumularam um pouco d'água, eu praticamente pulei o abraçando.

Eu tinha tanto medo de me confessar e perder ele, mas cá estamos, ele gosta de mim.

- E-eu f-falei algo errado ? - Ele perguntou com medo.

- Não disse nada de errado, eu aceito - Eu o abraçava com força, ele sorriu retribuindo o abraço, subitamente me afastei e deixei um selinho nele, o garoto ainda estava corado.

Ele me surpreendeu quando tomou iniciativa e me beijou de maneira apaixonada segurando de um jeito delicado o meu rosto entre suas mãos.


Eu amo ele 


Notas Finais


Capítulo não revisado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...