1. Spirit Fanfics >
  2. Minha vida de cabeça para baixo. >
  3. Agora é oficial

História Minha vida de cabeça para baixo. - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Agora é oficial


Fanfic / Fanfiction Minha vida de cabeça para baixo. - Capítulo 8 - Agora é oficial

Não, sei realmente o que iria acontecer, eu podia sentir as vibrações e com toda certeza estávamos em sintonia, na mesma vibe.

         O que foi uma surpresa imensa, quando estava perto demais, e ele simplesmente vira a cabeça, então todo o clima é quebrado, não sei exatamente o que aconteceu, estávamos na mesma sintonia, e era claro, mais ele quis evitar...

         - Eu preciso ir entrando.... Eu falo muito sem jeito, e sem graça, com o clima que ficou entre nós.

         - Eu também preciso ir. Ele fala, mais eu não sei exatamente para onde ele estava olhando, pois com toda a situação, eu estava muito sem graça então evitar contato visual era o melhor a se fazer.

         Eu vejo ele entrar no carro e sair, então ainda sem entender a situação, eu entro em casa, e dou de cara com o Lucas no sofá:

         - Alyssa, você chegou! Ele fala olhando para mim e se levantando do sofá.

         - Você veio com quem? Achei que você iria me ligar para eu ir te buscar?! Ele fala um pouco confuso, e com um tom de preocupação na sua voz.

         - Um amigo me trouxe até em casa, nós passamos em uma lanchonete, e comemos algo antes dele me trazer para cá. Eu falo agora colocando as minhas coisas em cima da mesa e me jogando no sofá.

         Assim que eu encosto no sofá, vem quase um suspiro cansado e meio desapontado.

         Lucas percebe algo de errado na minha voz, e logo questiona:

         - O que aconteceu, entre você e esse ‘’amigo’’, ele pergunta agora com uma cara suspeita, se sentando ao meu lado do sofá.

         - Aconteceu alguma entre vocês?! Ele pergunta agora com um tom mais suspeito.

         - Não Lucas, não aconteceu nada, esse é o problema! Eu falo frustrada, e reviro meus olhos.

         - Bom mesmo! Lucas fala olhando para mim.

         Somos interrompidos, com o som da garagem, erram nossos pais...

         - A vocês estão aí?! Eles falam entrando pela porta que dá acesso à garagem.

         - Como foram o dia de vocês? Minha mãe logo se apressa para perguntar deixando suas coisas em cima da mesa.

         - Isso, como foi? Meu pai complementa indo em direção ao escritório.

         - Foi, bom até um certo ponto. Eu falo olhando para eles, com um tom de raiva na voz.

         - Bom, na verdade mais que normal. Lucas diz, mexendo na tv, sem olhar diretamente para eles.

         - Ok, então em que ponto que seu dia, não foi bom? Minha mãe pergunta, parecendo realmente interessada.

         - Bom, foi bom até o ponto em que.... Minha mãe então me interrompe, e começa a falar:

         - Só um minutinho filha, essa mensagem é bem importante, ela fala fazendo um gesto com a mão e olhando para o celular.

         Eu muito sem paciência, termino a minha frase o mais rápido possível, e subo em direção ao meu quarto.

         - Boa noite para todos. Eu falo e começo a subir rapidamente as escadas para o meu quarto.

         - Boa noite maninha! Lucas fala ainda sentado no sofá em frente a tv.

         Então com um certo nível de delei, minha mãe diz:

         - Boa noite filha!

         Assim que eu cheguei no meu quarto, eu tomei um banho bem quentinho, coloquei meu pijama, e deitei na minha cama.

         Assim que eu deitei, me lembrei que depois de tanto papo furado, com o Dylan, não tinha pedido seu número, então não teria como perguntar o porquê que ele, virou o rosto bem na hora do nosso beijo.

         Pensei um pouco a respeito dos motivos dele não ter me beijado, os motivos plausíveis poderiam ser:

         Estava com bafo (lembrar de comprar balinhas da próxima)

         Ele estava com medo de alguém ver (vai saber)

         Ele não estava sentido o clima (acho meio impossível, mais tá né)

         Ele não gosta de mim.

         Confesso que a última estava doendo, e se ele não gostar de mim, ótimo agora eu era a garota que fez papel de idiota na frente do cara mais popular da escola, e era iludida.

         Tudo bem, como iria aparecer na frente dele amanhã!

         Foi quando eu lembrei, que eu havia contado praticamente todos os meus segredos, e tudo o que estava acontecendo para ele, a não era oficial eu tinha feito papel de idiota na frente dele, e tinha tentado beijar ele!

         Ok, eu estava surtando, então a melhor decisão que eu fiz foi parar de pensar em tudo aquilo, e enfim me deitar para dormir, e foi exatamente isso que eu fiz.

         No começo eu confesso que foi difícil, mais depois, só voltei a pensar nisso de manhã.

         Eu, como em todas manhãs acordei, troquei de roupa, tomei café, então Lucas e eu, fomos em direção ao colégio.

         Ele estacionou, e como o meu objetivo do dia agora era não passar mais tanta vergonha, eu fui direto para a aula, tentei ser o mais rápido possível, talvez eu tenha trombado em algumas pessoas no caminho, mais eu literalmente ignorei e continuei a seguir meu caminho.

         Passou as aulas, mais chatas da minha vida, mais por incrível que pareça foram tão rápidas que eu nem percebi, eu estava mais preocupada em encontrar ele na hora do lanche que, o tempo não ajudou muito.

         Tudo bem, meu objetivo era entrar, pegar o meu lanche e ir comer, em algum lugar isolado, e a única opção que me veio à cabeça foi ir para a arquibancada.

         Então seguindo o meu plano à risca, foi o que eu fiz, peguei meu lanche e fui direto para a arquibancada, eu estava de boa até:

         - Fugindo de mim de novo Alyssa?! Ele fala quase que brotando do nada, ele deu um sorriso no canto do rosto e começou a vir para a minha direção.

         - Não foi eu que fugi, primeiro. Eu solto sem pensar muito, com o olhar distante.

         - Justo. Eu acho que eu mereci isso. Ele fala tentando entender para onde eu estava olhando.

         - Eu concordo plenamente. Falo com um tom meio de raiva, sem muita paciência com Dylan hoje.

         - Você nem vai me deixar falar, o que aconteceu? O porque deu ter feito aquilo ontem de noite? Ele fala agora tentando um contado visual comigo.

         - Eu acho que eu entendi tudo! Eu falo mais impaciente do que tudo.

         - Tudo bem, o que você acha que aconteceu? Ele pergunta com um sorriso malicioso.

         - A não sei, querer ficar com a menina estranha, desajeitada, e quem tantos problemas, a tá?! Eu falo agora olhando diretamente para ele, com um olhar mortal.

         - kkkkkkkkkk, cara você realmente acha que eu seria capaz, de pensar alguma coisas dessas a respeito de você?! Ele diz quase que caindo da arquibancada de tanto rir.

         - Ué? Eu pergunto olhando para ele com uma cara confusa.

         - Talvez, eu te ache meio desajeitada, e um pouco estranha, mais não foi por isso. Ele fala se recompondo da sua crise de riso, com um tom de brincadeira.

         - Eu só acho que você merecia uma resposta do porquê de ontem eu ter virado o rosto. Ele fala olhando para mim, com uma voz suave.

         - Estou ouvindo.... Eu falo olhando para ele fixamente.

         - Bom ontem você foi tão sincera comigo, que eu achei que você merecia o mesmo, eu me diverti muito na noite passada, isso é fato.

         - E eu também, senti o clima que estava rolando. Ele dá uma pausa, e olha para mim, com um olhar tão intenso.

         - E é exatamente por isso, que eu virei o rosto, eu simplesmente quero que o nosso primeiro beijo, seja especial sabe, diferente, quero te levar em um encontro de verdade. Ele fala sem mover um único musculo, com o mesmo olhar.

         - Eu, eu não sei o que dize.... Então eu sou interrompida por Ele:

         - Por isso, vim perguntar se você não quer sair comigo amanhã?! Ele fala agora sorrindo, e olhando no fundo dos meus olhos.

         - Eu adoraria, foi o que saiu na hora, talvez um pouco desesperada, mais o importante foi que eu disse sim.

         - Então eu te vejo amanhã, as 8. Ele fala se levantando e descendo as arquibancadas.

         Eu faço o mesmo e vou em direção a minha aula.

         Depois de terem terminado as minhas aulas, lembro que esqueci, de falar com o Dylan uma coisa muito importante, então na saída:

         - Dylan, eu só preciso de uma coisinha sua! Eu falo me intrometendo na rodinha dele, com os amigos dele.

         -  Alyssa, o que você precisa de mim? Ele pergunta com a cara meio confusa, mais parece não se importar com o fato de eu literalmente ter invadido o círculo dele, e estar fazendo isso na frente dos amigos dele, então eu continuo...

         - Eu só preciso do seu número, eu esqueci de pedir ontem, e hoje de manhã também. Eu falo ainda envergonhada pelo fato de todos os seus amigos estarem a volta escutando essa conversa.

         - Puts, é verdade! Ele diz com o rosto mais aliviado, pegando o seu celular do bolso, e me dando:

         - Coloca seu número, aí que eu te mando um oi, mais tarde! Ele fala e me passa o seu celular então, adiciono meu número.

         - Era só isso mesmo. Tchau. Eu falo com muita vergonha, então me apresso para sair daquela situação que eu havia me enfiado, então eu escuto ele gritando:

         - As oito em ponto!

         Tudo bem, agora era oficial, iriamos sair no próximo dia, iria ser o nosso primeiro encontro!       


Notas Finais


Espero que estejam gostando!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...