História Minus (interativa) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios, Deus, Deuses, Lucifer, Mitologia, Onipotência, Sobrenatural
Visualizações 59
Palavras 593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Seinen, Sobrenatural, Steampunk, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi pessoal
Tudo bem?
Essa fic é um teste que estou fazendo, quero ver se consigo trabalhar com ela neste formato.

Capítulo 1 - Capitulo 1-Inicio (Fichas)


Fanfic / Fanfiction Minus (interativa) - Capítulo 1 - Capitulo 1-Inicio (Fichas)

-POV Minus, quebra de quarta parede-

 

 

“Oi. Não vejo vocês desde...bem... desde sinopse. Esse capitulo será introdução de como as coisas ficaram estranhas...digo, ainda mais estranhas pra mim. Claro que não revelarei o que aconteceu comigo para ganhar tanto poder logo de cara, afinal perderia a graça não é? Bem, iniciarei por um ponto da minha história um pouco mais interessante, minha adolescência, mais precisamente aos meus 15 anos. “Por que?”Simples. Imagine alguém tão poderoso que pode apagar a totalidade num piscar de olhos passando pela fase turbulenta que é a adolescência, onde a probabilidade de fazer besteira é muito maior. Antes de iniciar a história gostaria de me apresentar, sou Minus Elohim.”

 

 

-POV Minus, presente-

 

“Acabei de me mudar pra uma nova cidade recentemente e estou morando sozinho em um apartamento pequeno e humilde, resolvi estudar em uma escola na cidade de Endsville, é uma cidade pequena e pouco conhecida, mas me daria uma oportunidade de conhecer coisas novas, não queria ficar preso ao subúrbio por tanto tempo, não é que eu não goste da terra onde nasci, na verdade a amo, mas quero novas experiências. Até porque foi minha ignorância que causo certos problemas a minha terra natal. Bem agora vou indo pra escola, como será o ensino médio aqui?”

Após algum tempo de caminhada chego um edifício com uma grande placa escrita: “Endsville’s Highschool.” Lá dentro começo a explorar os corredores, creio estar perdido. Tiro um papel do meu bolso.

-Turma 2-A, sala 7. – sussurro para mim mesmo buscando nas pequenas placa o número da sala.

Depois de um pequeno encontro a sala e bato na porta.

-Por favor, entre. – disse o professor.

Entro na sala me sentindo nervoso e tímido com todas aquelas pessoas desconhecidas na sala.

-Chegou um pouco atrasado.

-Desculpe, eu estava buscando a sala e esse é meu primeiro dia.

-Tudo bem. Agora tome seu assento para que possamos retomar a aula.

Assim como professor disse me sentei e coloquei minha mochila ao meu lado, nesse momento me sinto sendo observado. Entre as várias pessoas da sala noto uma garota sentada no fundo da sala, bem no canto, isolada. Ela estava me observando. Parecia estar zangada comigo, mas por quê? Eu acabei de chegar...

Depois de algum tempo de aula o sinal toca e eu fui em busca de onde serei minha próxima aula, no caminho vi duas garotas conversando sobre um assunto que me chamou a atenção.

-Ainda sem noticias da Elaine?

-Não, nada desde que ela foi participar daquele clube de misticismo.

-Estou ficando preocupada, já são quase três semanas e nem os pais dela sabem onde ela está.

Parece que até na cidade há coisas estranhas. De novo minha percepção extra-sensorial me avisa que alguém me observando, e de novo a mesma garota me observando. Ao perceber que eu a notei novamente ela foge. Que legal, mal chego a cidade e me deparo com sumiços suspeitos e uma garota que fica me olhando que nem aquelas crianças de igreja que encaram a gente com se soubessem de nossos pecados, só espero que não seja como aquelas garotas psicopatas de animes que meu primo vive falando. Bom, melhor eu ir andando pra não me atrasar.

 

 

 

-POV Minus, quebra de quarta parede-

 

 

“Foi ai que as coisas ficaram estranhas e que percebi que aquela cidade não era o que aparentava. Ah, você deve estar se perguntando: “Você não é Deus e um homem, não deveria ter onisciência e resolver tudo logo de cara?”Calma tudo a seu tempo, logo essa e muitas outras perguntas serão respondidas.”


Notas Finais


Desculpem se não ficou muito bom, estou buscando melhorar minha narrativa.

Ficha


Nome:

Idade:

Gênero:

Espécie:

Aparência:

Signo:

Personalidade:

História:

Poderes: (não há quantidade limite exata. Se possível busquem poderes criativos, pois poderão ser úteis ao personagem)

Tipo sanguíneo:

Gosta:

Não gosta:

Medo:

Sonho:

Par:

Algo mais:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...