1. Spirit Fanfics >
  2. Mira Perfeita >
  3. Comando....

História Mira Perfeita - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Comando....


Fanfic / Fanfiction Mira Perfeita - Capítulo 23 - Comando....

Agora sim! Lizzie vem pelo corredor brigando comigo em português!

Vou para a cozinha, vi que tem alguns pratos prontos na geladeira, vou preparar algo para comermos. Ela entra furiosa atrás de mim:

- Jungkook! Me devolve o Tutti!

- O que? Você deu nome para aquela coisa?

- “Aquela coisa” não! Tutti é.... Bem... Ele é meu companheiro!

- Eu sou seu companheiro! E só não estive ao seu lado esse tempo porque você me excluiu!

Arrependo-me de minha explosão assim que vejo os olhos dela cheios de lágrimas:

- Lizzie...

- Não excluí você porque quis Jungkook! Fui obrigada a fazer isso!

Me aproximo dela rapidamente abraçando-a:

- Me desculpe! Eu estou feliz Lizzie, muito feliz por ter você assim agarrada em mim novamente!

- Eu também!

Ela me abraça e a embalo lentamente:

- Sente aqui, vou preparar algo para você comer.

- Vou tomar um banho enquanto isso! Kook! Você vai me devolver o Tutti não vai?

- Não sei Lizzie! Por enquanto ele permanece confiscado!

- Mas você está me castigando e....

- Por isso mesmo! Não será um castigo se você estiver com ele ao seu alcance não é mesmo?

Ela me lança aquele olhar maligno dela e sai da cozinha tentando, mas não conseguindo andar rapidamente.

Após comermos ficamos um tempo na sala curtindo o friozinho da serra. Lizzie toma um chocolate quente, ela não pode tomar vinho, então também não tomo porque o olhar dela em minha taça me fez ficar com remorsos de estar bebendo ao lado dela.

Depois de tomar seu chocolate ela se aninha em mim e dorme. Pego-a em meus braços com cuidado e a levo para cama, após ajeitá-la vou para o outro quarto, por mais que queira dormir agarrado a ela tenho medo de machucar sua perna, pois nos últimos tempos tenho sonhos agitados e sempre acordo do lado contrário da cama.

Deito mas o sono não vem. Fico ouvindo os barulhos noturnos da serra, mas saber que ela está tão perto de mim novamente, tão viva, tão sexy... Ah! Quase impossível dormir. Fecho meus olhos e dou um sorriso ao me lembrar de sua indignação por ter tomado o Tutti dela. Tutti!? Porque não Kook então? Não tenho certeza se o devolverei!

Estou começando a cochilar quando escuto um grito. Lizzie!

Corro para seu quarto, abro a porta e acendo a luz. Lizzie, está ainda dormindo mas está coberta de suor e solta outro grito, em seu rosto vejo medo e dor, rapidamente estou ao seu lado:

- Lizzie! Lizzie! Acorde!

Ela abre seus olhos que estão desfocados, então ela me vê:

- Kook?

- Sim Lizzie!

- Ah! – ela me abraça e chora.

- Tudo bem! Eu estou aqui!

- Ela ia atirar em você! Ela mirou a arma bem em seu peito e eu não podia fazer nada! Não podia me levantar por causa da minha perna!

- Calma! – ela treme tanto que a abraço com mais força – Eu estou aqui!

- Fique aqui comigo!

- Lizzie não sei se...

- Por favor...

Ela se agarra ainda mais em mim e não tenho outra escolha a não ser deitar ao seu lado e aninhá-la em mim, em poucos instantes nós dois estamos num delicioso sono.

Levantamos tarde no outro dia, depois do almoço Lizzie faz sua fisioterapia. Após a fisioterapeuta sair dou um sorriso para Lizzie que não entende muito bem, como ela está dolorida por causa dos exercícios e não pode correr ainda a pego em meu colo de surpresa levando-a para o banheiro, enquanto ela terminava seus exercícios preparei a banheira com uma água bem quentinha para ela relaxar e diminuir as dores:

- Ah! Que delícia! – ela diz quando a mergulho nua dentro da banheira após fazer um esforço enorme de não tocá-la enquanto tirava sua roupa – Você não vem?

- Não... Vou resistir a tentação!

Ela estica uma de suas pernas flexionando-a em minha direção:

- Hummm!!!! Está uma delícia!

- Não me provoque Lizzie!

Ela apenas sorri então me olha séria:

- Kook, você tem que voltar e reassumir a delegacia.

- O que? Não estou pensando nisso agora! Quero ficar com você!

- Eu também quero, mas não podemos deixar essa quadrilha continuar agindo como bem entende! Só mais um mês e poderei voltar e...

- Como? Se você está morta?

- Mas tenho uma nova identidade. Olha! O tempo que estive lá na Coréia convivi mais com vocês da delegacia, o pessoal do Red Dragon’s... Como está o Jin?

Lanço um olhar feio para ela que sorri:

- Gosto dessa sua carinha de ciúmes! É a mesma que fez para o Tutti!

- Não sei. Não tinha planos de voltar para lá.

- Mas e agora? Sei que não posso ficar desfilando por aí, mas posso ajudar na investigação, estou afastada da polícia até me recuperar, na verdade ficarei fora por mais seis meses. Posso voltar com você e ... Bom... Pensei em ficar na sua casa, mas se você não quiser não tem problema talvez Jin possa arrumar um lugar para mim e....

Não deixo ela terminar de falar, rapidamente estou ao lado da banheira beijando-a com todo o desejo que sinto:

- Você fica comigo e bem longe do Jin!

- E o Tutti?

- Talvez o levemos junto, mas ele vai numa gaiola no compartimento de cargas do avião!

Ela dá uma gostosa gargalhada e me puxa para dentro da banheira:

- Lizzie! Minha roupa!

- Oh! Me desculpe! Agora você terá que tirá-la!

 

Coréia do Sul

 

Saio do banho indo em direção à cama onde deixei meu celular que toca insistentemente, apenas enrolei meus cabelos para não ficarem pingando água no chão, dou um longo suspiro quando vejo quem é:

- Oi! Já disse que não é para ligar para mim!

- Calma Marian! Sei disso! Como sei também que o seu precioso Primeiro Ministro não está aí não é mesmo?

- Sim! Ele está no Japão a negócios!

- Imagino o comprimento das pernas desses negócios!

- Vá direto ao ponto! – digo revirando meus olhos.

- Um carregamento chegará ao final desta semana no porto. Na sexta à noite, doca leste, número sete!

- Como assim? Não esperávamos outro até o mês que vem!

- Pois é, mas o fato de Jungkook não estar mais a frente da delegacia e Key não ter como cobrir toda a área está facilitando as entregas. São todas da América Latina. Cinco no total, uma argentina, uma uruguaia e três brasileiras.

- Isso complica as coisas!

- Nem me diga! Bom... Tem sua informação! Preciso ir agora! O que você está fazendo aí sem seu Primeiro Ministro?

- Estava no banho!

- Hum... Você está nua então?

- Vá para o inferno!

Desligo o telefone com raiva, mas ainda a tempo de ouvir uma enorme gargalhada.  

Começo a me enxugar quando meu telefone toca novamente, desta vez dou um sorriso: Namjoon!

- Olá! – digo já sentindo uma excitação em ouvir a voz dele.

- Marian! Como você está?

- Com saudades, claro! – respondo enquanto me jogo em nossa enorme cama.

- Humm... Vou perguntar de novo: Como você está?

- Nua! Acabei de tomar um banho!

- Está molhada ainda?

- Por fora e agora por dentro também!

- Uau! Isso me interessou! Conecte a câmera na tela grande em frente a cama! Agora!

Faço o que ele manda sem nem questionar, em poucos instantes o vejo em seu quarto no hotel:

- Ah! Você está muito gostosa Marian! Solte seus cabelos para mim!

Tiro a toalha que prende meus cabelos, eles caem pelas minhas costas provocando um arrepio pelo meu corpo porque estão frios. Olho para ele que tem seus olhos presos em mim. Fico de joelhos na cama:

- O que mais você quer?

- Você! Sempre você! Feche seus olhos e faça tudo o que eu disser!

- Sim! – digo já deslizando minhas mãos pelo meu corpo.

- Ah! Marian! Sempre empolgada não é?

Somente dou um sorriso e mordo meus lábios. Olho para a tela e ele está sentado na beirada da cama, sua camisa está aberta deixando seu peito bem definido exposto para mim. Posso ver através de sua calça como está excitado, ele toma um gole do whisky que está em suas mãos sem tirar seus olhos de mim:

- Deite Marian... Quero ver você!

Deito lentamente. Minha respiração já começa a ficar mais rápida:

- Agora deslize uma de suas mãos até seu seio, faça como se eu estivesse aí a outra mão deslize pelo seu corpo. Não pense em nada! Apenas faça e sinta!

Faço exatamente como ele diz. Sinto minha pele ficar sensível ao meu próprio toque. Aos poucos me desligo de tudo. Deslizo minha mão até minha excitação e dou um gemido ao me tocar intimamente. Introduzo um dedo. Depois outro. Faço movimentos lentos, mas aos pouco vou acelerando. Puxo o bico do meu seio com um pouco mais de força. Ao longe escuto ele me chamando. Mas é impossível parar agora. Quero prazer! Sim! Muito prazer! Levanto meus quadris para ir mais profundamente. Acelero meus movimentos. Sinto meu coração acelerando, meus lábios estão entreabertos. Meu  corpo se aquece e então tudo explode de forma colorida e rápida para mim. Me contorço ainda tendo meus dedos em mim e relaxo meu corpo. Aos poucos volto a mim mesma com um sorriso no rosto. Olho para a tela e Namjoon segura com força seu copo nas mãos:

- Ah Marian! Você foi uma garotinha muito malvada! Não me deixou brincar com você! Agora terei que castigá-la assim que eu voltar!

- Espero ansiosamente por isso Vossa Excelência!

Ele sorri virando o restante da bebida em seus lábios:

- Agora eu vou tomar um banho Marian! Frio!

Dou uma risada e encerro a chamada.

Levanto preguiçosamente e volto para o banheiro, tomo outro banho, mas quente, seco meus cabelos e coloco uma roupa confortável.

Respirando profundamente pego meu telefone, aciono o chip reserva e faço uma chamada:

- Delegacia! Em que posso ajudar?

- Gostaria de falar com o delegado Key!

- Um instante....

Ouço um click e uma voz potente fala ao meu ouvido:

- Key! Em que posso ajudar?

- Sexta á noite, doca leste, número sete!

- Quando você vai me dizer quem é?

- Não é hora ainda!

- Não tive a oportunidade de agradecer pela dica em relação a Elizabete.

- Não tem de que! Mantenho contato!  

Desligo e retiro o chip novamente.

 

- Conseguiu?

Pergunto para Minho:

- Não! Seja quem for tem muita prática em se manter anônima! Sempre utiliza o mesmo número, mas não o deixa ativo tempo bastante para rastrearmos!

- Não sei se posso realmente confiar nela!

- Bom, a dica de onde Há-ri levou Elizabete estava correta, então ela joga do nosso lado!

- Ou joga dos dois lados para ver qual é mais seguro! Vamos organizar uma busca e apreensão para sexta à noite! Ligue para Hoseok e peça reforços, coloque-o a par de toda a situação, só não mencione nossa informante!

- Tranquilo! Ele tem o informante dele e nunca nos disse quem é!

Assim que Minho sai, pego meu telefone e envio uma mensagem:

 

“Vamos salvar mais algumas garotas! Sexta a noite!”

Aguardo alguns instantes e recebo uma resposta:

“Fico feliz! Gostaria de estar aí ajudando!”

Dou um sorriso, chego a escutar sua voz:

“Espero que em breve esteja mesmo aqui! Como está?”

“Muito bem! Cada dia melhor!”

“Sozinha ainda?”

“Não mais!”

“Cuide-se!”

“Sempre! E você também!”

 

Mando um emoji com um beijo e encerro a mensagem.

Respiro fundo. Acho que minhas chances acabaram de ir de zero a nada já que ela não está mais sozinha!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...