História Moving On - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga
Tags Sugakook, Sugakookie, Yoonkook
Visualizações 60
Palavras 1.740
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic)
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi :)

Até que enfim eu to publicando uma estória nova!!! Bom, essa fanfic já tava toda prontinha tem um tempo, mas aconteceram algumas coisas que me desanimaram e foi por isso que eu demorei bastante pra postar. Ainda bem que saiu ^^

Essa fanfic foi betada pela @wonzinha. Gente, ela é a coisa mais fofa do mundo todinho! Muito obrigada por ter tirado um tempinho pra betar isso aqui pra mim e por ter me ajudado com a sinopse. Espero trabalhar com você de novo <33

Essa capa maravilhosa foi feita pelo @Yoowa. Te agradeço muito por isso e pela rapidez da entrega. Fiquei muito feliz quando vi a capa, bateu aquela básica vontade de chorar kk

Bom, não vou enrolar mais.Vão ler <3

Ps: o que tá em itálico é a letra da música.

Capítulo 1 - I still wait for you


 

 

Não tenho certeza se você realmente lembra, mas, nos vimos pela primeira vez na porta daquele café perto da faculdade que eu estudava, aquele que ficava na esquina da rua da lojinha de CDs. Você parecia tão apressado e desatento que nem reparou nas pessoas que andavam na calçada e acabou esbarrando em mim. Você vestia uma calça jeans, uma blusa preta e uma jaqueta da mesma cor — preto sempre foi a sua cor favorita, não é?

Eu estava pronto para reclamar e te mandar prestar mais atenção no caminho, mas foi preciso apenas que eu te olhasse para perder totalmente as palavras. Eu sorri. Sorri porque você parecia arrependido e eu soube ler isso antes mesmo que você falasse alguma coisa.

Sempre fora assim, Yoongi-ah, você era como um livro aberto para mim. Mesmo que você tentasse mascarar as suas emoções e quisesse esconder de mim o que estava sentindo, eu conseguia ver absolutamente tudo em você. Via seus medos, suas angústias, seus sonhos; talvez eu prestasse mais atenção em você do que em mim mesmo. Não que isso fosse um grande problema, mas eu só queria que você parasse para me ler mais também.

Por obra do acaso, você também estava para entrar naquela cafeteria e esperar uma pessoa — me pergunto até hoje o porquê de o Taehyung não ter dito que queria me apresentar um amigo. Depois desse dia no café, nós ficamos estranhamente próximos; o destino sempre dava um jeitinho de fazer você esbarrar em mim nas outras esquinas da vida.

O tempo passou, hyung, e nós sabemos que era apenas o percurso natural da coisa, mas você não queria perder tempo. Me recordo do seu pedido de namoro em frente aquele mesmo café que nos conhecemos. Foi muito simples, mas tão bonito. Você sempre foi uma pessoa muito decidida sobre tudo e eu realmente achei que você sabia o que estava fazendo quando me pediu para namorar com você.

Eu acho que nós dois estávamos errados, embora estranhamente certos. Nós crescemos e descobrimos que tínhamos tantos planos diferentes, vidas opostas, mas que, de alguma maneira, se cruzaram. Eu lamento tanto por termos crescido e descoberto que não era tão fácil assim, que a vida nem sempre é como a gente quer. Mas o que podemos fazer? Isso é apenas o jeito que tinha de ser.

Eu não imaginava que você ainda guardava aquelas fotos que tiramos na praia quando viajamos para comemorarmos a sua promoção no trabalho, mas acho que o fato mais surpreendente foi você escrever naquela descrição de postagem que sentia minha falta. Yoongi-ah, acho que você já sabe que eu sinto o mesmo.

Quando eu voltei para Busan, a primeira pessoa que encontrei foi o Taehyung. Ele continuava do mesmo jeito, a única diferença era o namoro com aquela garota estrangeira, que ele conheceu na balada. O Taehyung me atualizou sobre tudo, ele sempre foi um ótimo fofoqueiro e eu tirava proveito disso.

Embora ele me falasse sobre o que perdi nesses anos, eu sentia que ele evitava tocar no seu nome e para ser bem sincero, você era o único que me importava saber sobre. Nunca deixou de ser assim. Eu ouvi o Taehyung falar durante horas sobre quando ele se formou e até mesmo sobre como ele encontrou o chinelo de bichinho dele, para no final ele dizer — muito apreensivo, vale lembrar — que você estava casado e muito feliz. Isso foi o mesmo que uma facada no meu coração.

Min Yoongi, o meu Min Yoongi, estava casado.

Eu quis saber quem era, insisti muito para ele me falar o nome da sua esposa, mas o Taehyung disse que era melhor eu esquecer isso, que deixasse tudo no passado. Mas como eu poderia deixar isso no passado se você ainda preenchia todo o meu presente? Eu lembrei de quando me declarei para você pela primeira vez. Ah, hyung, espero que você ainda se lembre desse dia, foi muito difícil falar que te amava mais que à mim mesmo. Talvez esse tenha sido o meu maior erro: te amar demais e esquecer de mim.

Eu queria que você tivesse me pedido em casamento. Te dei todos os sinais de que queria ficar com você para sempre, independente de qualquer coisa, e acho que você notou isso, mas nunca o fez. Me pergunto se você realmente queria ficar comigo ou eu era apenas um caso passageiro. Pensar assim dói, Yoongi-ah, mas esse amor sempre me machucou e não seria diferente agora, mesmo depois de tantos anos.

Mas, quem sabe não nos encontramos de novo e acabe te dizendo o que fiz durante esse tempo nos Estados Unidos. E eu, como quem não quer nada, pergunte sobre a sua vida e os seus relacionamentos. Talvez, eu elogie a sua aliança quando você levantar a mão para levar a bebida até a boca e você me fale sobre a sua esposa e o quão maravilhosa é a sua vida de casado.

Quem sabe também não possamos relembrar histórias, como a de quando nós transamos pela primeira vez, por exemplo, ou quando você achou que eu tinha morrido por não ter atendido as suas ligações. Talvez a história do sapato trocado, aquela em que você pegou um calçado meu por engano e foi para o mercado comprar a nossa lasanha favorita com tênis diferentes.

Nós temos tantas histórias juntos, hyung, eu nunca seria capaz de esquecer. Se você me perguntasse, eu poderia descrever com clareza toda a nossa história de amor, os detalhes de tudo que já fizemos.

Eu ainda lembro do cheirinho que você tinha, o jeito que me abraçava naquele sofá da sua casa. Lembro da textura da sua pele, da suavidade do seu toque, do gosto dos seus beijos; sempre soube que você era alguém inesquecível, ao ponto de ficar na minha cabeça por tantos anos.

Juro que se você pedisse, eu te encontraria para conversar. Falar sobre as merdas que já fizemos quando éramos jovens, quando tudo que importava era ter um ao outro. Conversar sobre o quanto nós mudamos e amadurecemos, sobre como eu ainda sinto você presente em mim, mesmo que esteja tão distante.

Talvez você ainda goste de me escutar falar sobre o meu dia, ou de entrelaçar os seus dedos nos meus, apenas para ganhar a minha atenção. Eu lembro de todas as suas manias, as suas coisas favoritas; lembro das suas expressões, que embora não fossem muito presentes, ainda estavam lá, para mostrar a sua indignação, alegria ou qualquer coisa que fosse o sentimento que se apossasse de você no momento.

Já falei que você é inesquecível, hyung?

Eu sei que é pouco provável de acontecer, afinal, não tenho ideia se você tem o conhecimento de que eu voltei, mas você me ensinou a nunca perder as esperanças, certo? E eu levo isso sempre, Yoongi-ah. A esperança de poder te tocar de novo, de falar com você, sentir o seu cheiro.

Esse dia pode demorar a chegar e enquanto isso não acontecer, eu continuarei seguindo em frente e fingindo para todos que nada aconteceu, enquanto por dentro eu estou rezando e torcendo para que aconteça novamente.

Eu quero, hyung. Quero você de novo.

Eu não achei que seria forte o suficiente para conseguir me esconder quando te visse de mãos dadas com uma mulher — provavelmente a sua esposa. Eu queria te encontrar, mas não com ela, tudo ainda é muito doloroso para mim. Minhas pernas tremiam tanto que eu cheguei a pensar que iria cair, mas eu não queria que você visse as lágrimas nos meus olhos e a minha expressão de dor por te ver com outra pessoa, e foi por isso que corri de lá assim que tive a oportunidade.

Você mudou a cor do seu cabelo, seus fios estão em um preto, que contrasta perfeitamente com a sua pele branquinha e delicada. Seus traços estão mais firmes que da última vez que te vi — aquela vez no estacionamento do prédio que eu morava e você disse que achava que não estávamos mais dando certo. Maldito término.

Me incomodou e machucou muito saber que você está tão bem sem mim, ver o quão bem cuidado você está. A sua esposa deve ser maravilhosa por te mimar tanto assim. Eu a invejo, hyung. Sinto muito porque sei que é um sentimento feio, mas eu queria estar no lugar dela para poder te cuidar assim também. Ficar pertinho de você e ainda receber os teus carinhos.

Eu só queria que você soubesse de tudo o que eu ainda sinto, de todas as coisas que rondam a minha cabeça quando eu deito para dormir e dos meus sonhos que incluem você e me fodem muito por saber que eu não te tenho mais. Talvez nunca te tive, mas eu me agarro à esperança de que você realmente me amou anos atrás.

Eu quero pensar que eu não fui qualquer um para você, nem tenho certeza de que você é desse tipo de gente que usa os outros e depois joga fora. Mas, hyung, eu me senti usado quando você me largou e, embora me machucasse muito, eu sempre te desejei o melhor. Mesmo que o seu melhor não fosse comigo ao seu lado.

Sinto muito pelas coisas horríveis que te disse naquele dia, pelo tapa que te dei e por ter ido embora sem te deixar explicar as coisas direito. Eu estava tão magoado que não queria mais ouvir uma palavra que saísse de sua boca, mas hoje, tudo que mais desejo é escutar a sua voz novamente.

Me sinto tão tolo por ter feito aquela mala e ido embora para a casa dos meus pais, me pergunto se nós não estaríamos juntos novamente se eu não tivesse deixado a cidade. Pode parecer exagero, mas eu não aguentaria continuar ali sem ter você e, embora eu soubesse que o nosso relacionamento aos poucos não existia mais, eu nunca tive a intenção de te deixar.

Porque eu preferia escrever mais mil vírgulas no nosso parágrafo do que colocar um ponto final.

Mas você não pensava como eu.

Eu ainda vou esperar você, Yoongi-ah, leve o tempo que for. Nem que seja só para ser seu amigo ou o cara com quem você desabafa as tristezas e esquece no dia seguinte, mas tudo o que eu mais quero é ter você por perto novamente. Mesmo que isso signifique ter o meu coração quebrado por ter que te ver com ela.


Notas Finais


Foi isso! Muito obrigada pra quem leu até aqui, espero que tenham gostado.

Link da música que serviu de base pra fanfic: https://www.youtube.com/watch?v=uSctzAk-F_I

Gente, tem uma amiga que também é ficwriter e eu gostaria de indicar algumas fanfics dela. A escrita é maravilhosa, vocês não vão se arrepender.

Namseok / Minjoon: https://spiritfanfics.com/historia/in-the-mood-of-love-10080297

Yoonkook: https://spiritfanfics.com/historia/you-lose-10619004

Minjoon: https://spiritfanfics.com/historia/adorar-voce-10749816


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...