História Munição sem fim. - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Coréia, Drama, Romance
Visualizações 44
Palavras 425
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Museu


Alguns dias depois...

Choi SookNi POV on:

- Por onde você vai entrar? Por alguma passagem no telhado? – perguntou Tae animado.

- Vou entrar pela porta da frente. – respondi.

- Sério? – perguntou Jimin.

- Seriíssimo. – respondi.

Eu tinha comprado ingressos para a exposição. Era por isso que eu ia entrar pela porta da frente.

&&&

Passei por todos sem problemas. Cheguei na sala de exposição das joias.

Avistei minha pedra rosa e fui até ela. eu estava usando aquelas luvas brancas bonitinhas nas mãos.

Eu me encostei perto do mapa do aquário e esperei. Não demorou muito até que uma das funcionárias de lá viesse me atender.

- Precisa de alguma coisa, senhorita? – perguntou ela.

- Preciso achar o elevador mais próximo. – respondi. Geralmente, a escada era próxima do elevador.

Ela me guiou até lá.

Eu apertei o botãozinho e esperei ela ir embora. Como eu esperava, a escada da área restrita era próxima ao elevador.

Passei por aquela porta e comecei a subir lances de escada acima, até chegar no almoxarifado. Lá ficavam os uniformes dos funcionários. Digamos que eu tenha levado a réplica exata da joia. Só que de vidro.

Troquei de roupa e consegui me disfarçar.

Desci as escadas e voltei ao mesmo corredor de antes. De repente um homem me parou.

- Você precisa tirar a pedra rosa de lá e colocá-la num lugar seguro. Algumas pessoas estão rodeando ela. – disse ele.

Eu travei.

- Vamos! Sou seu chefe! Estou mandando. – disse ele.

Eu achei um carrinho seguro e fui fazer o que ele mandou. Era minha oportunidade.

&&&

Ainda estava de luvas. Peguei na MINHA pedra e coloquei-a dentro do carrinho.  Tomei o cuidado de encostar o mínimo possível nela. Provavelmente ela estava esmaltada com tinha infravermelha.

Cheguei à sala onde estavam guardando as joias. Naquela sala eles tinham câmeras. As duas estavam dentro do carrinho. Tomei o cuidado de colocar a de vidro na estante e deixa a verdadeira dentro do carrinho.

Levei o carrinho até o almoxarifado.

Tirei as luvas brancas, troquei de roupa e enrolei a pedra num pano preto. Tomei o cuidado de não encostar a tinta na minha roupa.

&&&

Consegui passar por todos os lugares sem problemas. Na porta tinha uma linha de luz infravermelha.

Passei sem problemas. Entrei no carro que estava no estacionamento. Nam estava dirigindo.

- Pegou? - Jimin perguntou.

Eu esperei o carro sair da área onde as câmeras do museu tinham alcance.

Tirei a pedra rosa que cabia na palma da minha mão do bolso.

- Peguei. – respondi sorrindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...