História My angel - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Block B, EXO, Got7, Monsta X, Neo Culture Technology (NCT), Stray Kids
Personagens Baekhyun, BamBam, Bang Chan, Chanyeol, Chen, Chenle, D.O, Doyoung, Haechan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, I'M, Jackson, Jaehyun, Jaemin, JB, Jennie, Jeno, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jisung, Johnny, Joo Heon, Jung Hoseok (J-Hope), Jungwoo, Kai, Ki Hyun, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Seung-min, Kim Taehyung (V), Kim Woo-jin, Kun, Lay, Lee Felix, Lee Min-ho, Lisa, Lu Han, Lucas, Mark, Mark, Min Hyuk, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, RenJun, Rosé, Sehun, Seo Chang-bin, Show Nu, Suho, Taeil, Taeil, Taeyong, Ten, U-Kwon, Winwin, Won Ho, Xiumin, Yang Jeong-in, Youngjae, Yugyeom, Yuta, Zico
Visualizações 16
Palavras 2.981
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


recadinhos no final do capítulo

Boa leitura ♡

Capítulo 3 - Don't be shy



・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・

   Acho que nunca na minha vida eu fiquei tão entediado numa aula de história. Eu sempre gostei da matéria, tirei notas boas e gostei de abordar assuntos sobre as aulas com as pessoas, mas parece que hoje algo sugou toda a minha disposição, me fazendo ficar enchendo o saco do Jungkook a aula inteira, por ele ser minha dupla.

   Enquanto ele tentava prestar atenção na aula, eu ficava brincando com a sua mão, ou mexendo em suas coisas de materiais, ou simplesmente fazendo gracinhas para ele rir as vezes. O importante é que ele parecia não se importar tanto com isso.

   Finalmente o sinal da aula bateu, porém o professor não saiu da sala, e todos começaram a reclamar, até ele falar sobre um trabalho.

- Prometo ser rápido! - ele exclamava enquanto tentava acalmar a baderna. - Okay, sobre o trabalho, vocês terão 1 semana para fazer, e tem algumas regrinhas que precisarão ser seguidas! Primeiro, é em grupo, e deve conter pelo menos 6 pessoas nesse grupo. Duas dessas pessoas serão da outra sala, cujo o segundo ano B. O trabalho consiste em vocês fazerem um tipo de mural na escola sobre a revolução francesa, matéria que foi passada ainda no ensino fundamental. Quero um trabalho completo e organizado, pois ele valerá 3 pontos em sua média do primeiro bimestre. Qualquer dúvida me procurem em certo horário, estão liberados. - e assim ele saiu de sala.

   Logo uma confusão imensa começou, e eu e meu grupinho estávamos nos organizando direitinho para o trabalho.

- Jungkook, você quer fazer comigo? - eu pergunto para o garoto que parecia assustado em meio a tanta confusão.

- Ah claro, se não for incômodo... - ele fala tímido.

- Opa opa cheguei oi. - Jeongin chega já pulando em cima de mim. - Hyung, eu e o meu amigo podemos fazer com você? Ai a gente chama o Felix e o Changbin pra fazer junto conosco. - ele diz dando um sorrisinho infantil.

- Pode ser. - eu sorrio para ele. - Yang, com quem você vai fazer? - chego perto da minha irmã, que tava conversando com Jisoo.

- Com a Jisoo, Chittaphon e Taeyong. Aí a gente vai chamar aqueles meninos la que a gente conheceu hoje.

- Felix e Changbin? - ela assente. - Eles vão fazer comigo e os meninos, então se fode ai otaria. - sorrio afiado.

- A gente têm o Mark e o Jackson também ridículo, eles se mudaram pro segundo B. Vai se foder tu ai. - ela me mostra a língua e faz uma careta, e eu retribuo.

- Vocês parecem realmente duas crianças de 3 anos. - Ten diz, revirando os olhos.

- Tomar no cu, sou mais madura que todos aqui. - eu e Ten gargalhamos, ganhando alguns belos tapas de Yangcha.

      Me despeço de todos ali, até que Yang, que ia para casa de Jisoo para "estudar". Logo chamo os meninos para irmos para minha casa e começarmos o trabalho, e seguimos para a sala de Felix e Changbin, para conversarmos com eles.

   Enquanto esperamos, aparecem Mark e Jackson, uns dos únicos amigos que eu tinha fora de sala de aula. Cumprimento os dois, que tinham me perguntado o porquê de Yang ter mandado uma mensagem ameaçando-os a "enfiar um cepo de madeira no cu de cada um", se eles não aceitassem fazer o trabalho de história com elas e os meninos. Reviro os olhos e fico imaginando de onde Yang tira essas coisas, me desculpo com eles e explico a história toda do trabalho. Eles riem e falam que irão sim fazer com o pessoal, e logo após se despedem e vão embora.

   Me viro para os meninos novamente e eles estavam conversando com o casal, menos Jungkook, que parecia encolhido em um canto.

- Ei, não precisa ser tímido assim conosco. - chego nele sorrindo. - Sei que somos meio louquinhos e tudo mais, mas somos bem receptivos com os novos alunos, ainda mais com os que são legais como você. - ele sorri tímido e assente com a cabeça.

- Okay, o casal ai concordou em fazer o trabalho e pá. - Jeongin diz. - Nós podemos realmente ir a sua casa, Jimin? - ele diz de forma hesitante.

- Claro, minhas mães vão adorar ver gente nova por lá, elas ate se cansaram dos meninos. - eu rio.

- Espera, você tem duas mães? - pergunta Jisung surpreso, e eu assinto. - Oi quer ser meu irmão? Eu também tenho Park no nome, então nem preciso mudar no cartório. - ele sorri de forma infantil e eu gargalho.

- Queria eu duas mães, meus pais são homofóbicos. - Jeongin diz rindo. - Eu to rindo é de nervoso mesmo. - ele força um sorriso.

   Todos rimos e seguimos para a minha casa, conversando animadamente, até mesmo Jungkook, que parecia menos tímido.

   Ao chegarmos em minha casa, todos foram recepcionados pelas minha mães, e Jisung até perguntou se elas podiam o adotar, fazendo-as gargalhar e falar que podiam adotar de brincadeirinha, mas ele teria que morar com os pais dele ainda. Ele aceitou de bom grado e ate começou a chama-las de "ommas".

   Apresentei a casa para eles e os levei para um tipo que quartinho dos estudos meu e de Yang, que era ao lado do meu quarto. Nesse quartinho tinha tudo que precisávamos para fazer trabalhos e estudar. Tinha uma mesinha com um notebook com uma impressora ao lado, e ao lado outra mesa do mesmo jeito. Na outra parte do quartinho, tinha uma prateleira com várias coisas para se fazer trabalhos, como papéis coloridos, tesouras, lápis de cor e etc.

- Cassete, se eu tivesse um quartinho desses minhas notas seriam todas boas menino. - diz Changbin, de boca aberta.

- Idem. - dizem os meninos e eu rio envergonhado.

   Pego um banquinho para cada um e começamos a discutir sobre o trabalho, que tinha suas informações mais elaboradas no site da escola.

   ・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・

- Eu cansei, ninguém vai me obrigar a fazer mais nada, ou apanha! - eu digo me jogando no chão, que tinha um tapete fofinho onde Jeongin estava sentado. Deito minha cabeça no colo dele e recebo um cafuné. - Vocês estão com fome?

- Ah eu to, vou falar pras suas mães que você me deixou com um buraco negro na barriga e não quis me alimentar. - diz Felix, com um biquinho no rosto.

- Eu não quero incomodar. - começa Jungkook. - Se você preferir eu já posso ir pra casa e-

- Fica caladinho, shiu. - o interrompo. - Vai comer aqui sim, e se reclamar eu enfio um lanche no sua goela. - sorrio de forma infantil.

- Até parece um anjo assim. - ele diz rindo.

- Eu ate levantaria e levaria vocês até a cozinha para dar-los o que comer, mas o cafuné que eu estou ganhando tá muito bom. - fecho os olhos e sinto minha cabeça bater forte no chão. Logo os abro e encaro Jeongin- que tinha se levantado rapidamente -, de forma incrédula.

- Desculpa hyung, mas comida sempre em primeiro lugar. - ele diz sorrindo e começa a me puxar. - Vamos logo, você não vai alimentar seu sobrinho?

- Sobrinho?

- Yangcha e Jisoo disseram que eram minhas mães, e se eu não aceitasse elas iam adotar o Jisung. Aí do jeito que eu não sou bobo, aceitei de bom grado.

- Mas agora eu sou seu tio otario. - Jisung se intromete, e logo Jeongin mostra a língua para ele.

    Me levanto - sendo puxado a todo momento por Jeongin -, e os levo pra a cozinha.

   
- O que vocês querem comer? Eu não sei cozinhar nada não, antes de tudo, mas minha pipoca fica um chuchu quando eu não a queimo. - eu digo abrindo a geladeira e tirando uma jarra de suco de morango de la.

- Por mim tanto faz. - Jungkook diz se sentando na cadeira em frente a bancada.

- Eu só quero encher minha pança meu anjo, não entendeu ainda não? - Jeongin diz se jogando em cima da bancada. Ele com certeza não é nada tímido com ninguém, pelo visto.

    Logo eu começo a fazer pipoca, e abro o armário que tinha na cozinha para pegar uns salgadinhos que tinham lá. Coloco tudo na bancada e tiro a pipoca do fogo, a colocando em um recipiente grande para todos poderem pega-la.

- Okay, o que vocês querem fazer agora? - eu digo enquanto comia alguns salgadinhos.

- Você não tem nenhum jogo? - Felix pergunta, enquanto estava com a cabeça deitada no ombro de Changbin.

- Eu até tenho alguns, mas todos são jogados em duplas para competir com outras. - vou até a dispensa para pegar os jogos e mostrá-los.

- Pode ser, vamos dividir as duplas por enquanto. - diz Jisung.

   ・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・

    Estava eu e Jeongin discutindo uma coisa do jogo, enquanto o resto do pessoal só ria da nossa briguinha infantil.

   As duplas estavam dívidas com Felix e Changbin juntos, Jeongin e Jisung e eu e Jungkook. Eu as vezes tentava convencê-lo a trapacear junto comigo, mas o menino era realmente fiel e sempre negava. Acabei mostrando a língua pra ele em uma dessas vezes, por ter ficado nervoso, mas ele apenas riu.

- Eu não trapaceei!! - gritei com Jeongin.

- Ah mas você é um trapaceiro, tenho certeza que tem alguma carta a mais escondida na sua manga, ou ate mesmo na manga de Jungkook! - ele dizia alterado.

- Não me coloque no meio da discussão que eu sou moço de família! - Jungkook diz incrédulo, me fazendo gargalhar e me jogar no tapete do chão.

- Pode me revistar se quiser, não tenho nada a esconder. - eu disse deitado no chão, totalmente relaxado.

- Okay. - ele diz e vem em minha direção.

    Logo ele realmente começa a me revistar, me fazendo ter cócegas e me debater para fazê-lo  parar, o que não deu muito certo, pois ele continuou me revistando.

- Ta, você não tem nada, mas não pense que eu não estou mais de olho em você, pois você está bem enganado. - ele diz com os olhos cerrados, me encarando e apontando dois dedos para os olhos, e logo depois para mim.

    O jogo continuou, até eu começar a gritar juntamente a Jungkook, e nós nos levantamos e começarmos a comemorar nossa vitória.

- Tão tão tão, vencemos o jogo e Jeongin é um bobão! - eu cantava enquanto girava com Jungkook no meio da sala.

- Moço, tem certeza que você é 2 anos mais velho que nós dois? - Jisung falava de boca aberta, enquanto ajudava Changbin a guardar as coisas do jogo.

- Idade não é sinônimo de maturidade. - coloquei minhas mãos na cintura, fingindo estar bravo.

- Acho que nós temos que ir embora, meus pais ja me mandaram mensagem perguntando onde eu e Felix estamos. - diz Changbin, terminando de guardar o jogo e se levantando do chão.

- Tudo bem, eu levo vocês ate a porta. - eu os direciono até a saída, me despedindo de ambos e adentrando minha casa novamente.

- Eu vou ficar até mais tarde, porque minha casa é longe e minha mãe disse que vai vir me buscar após o trabalho. - Jisung diz se jogando no meu sofá, mexendo em seu celular.

- Eu posso pegar carona com você? - Jeongin fala, e Jisung assente. - Então você vai ter que nos aturar até lá bebê. - Jeongin sorri cínico, me fazendo revirar os olhos.

- E você Jungkook, vai ficar até tarde? - me senti ao lado dele, que estava com um biquinho nos lábios.

- Se você não se importar, meus pais vem me buscar após o trabalho também, e eles saem meio tarde. - ele me olha.

- Você tem que parar de me perguntar se eu me importo, porque eu nunca vou me importar criança. - aperto sua bochecha, e ele fez uma expressão de dor.

- Liga a TV aí Jimin, meu celular acabou a bateria. - vejo Jeongin todo espreguiçado em meu sofá, deitado na coxa de Jisung, que ainda mexia no celular.

- Jesus, que criança folgada! - finjo que estou incrédulo, e ele me mostra a língua.

    Ligo a televisão, e passava um desenho qualquer, que Jeongin me pediu para deixar. Acho que se chamava "O incrível universo de pin ball", algo assim.

   Deita minha cabeça no ombro de Jungkook e começo a mexer no meu celular, vendo minhas redes sociais, e hora ou outra brigando com alguém sem noção no Twitter. Ninguém fala mal de The neighbourhood e sai ileso, não mesmo.

- Você gosta de The neighbourhood? - ouço a voz de Jungkook, que parecia ver o que eu fazia no celular. - Desculpa se parece que eu invadi sua privacidade, é que eu vi de relance você falando que ia esfolar a cara da pessoa no asfalto se achasse ela na rua, por ela ter falado que o Jesse canta mal. - ele riu um pouco.

- Ah não tem problema. - eu começo a rir encarando-o. - Eu gosto muito deles, me acalma ouvir suas músicas. E você?

- Eu gosto bastante também. - ele boceja. - Qual sua música preferida?

- Acho que Reflections, e a sua?

- Daddy Issues. - ele diz naturalmente e eu faço um cara maliciosa o encarando, e ele gargalha me dando um tapinha no braço.

- Então você gosta de um daddy issues ne safado? - eu cutuco sua barriga.

- Você é podre, hyung. - ele continua rindo.

    Olho para os meninos, e Jeongin estava dormindo deitado na coxa de Jisung, que também estava dormindo, com a mão na cabeça de Jeongin.

- Parece que as crianças se arrebataram. - eu digo, me levantando. - Está com sono? - ele nega. - Vamos até meu quarto, vou te mostrar meu coelhinho de estimação.

   Antes de subir as escadas, eu pego um cobertor num quartinho, que era um tipo de dispensa, e cubro os meninos, fazendo uma nota mental em não demorar la em cima, pois a qualquer hora a mãe de Jisung poderia chegar.

   Jungkook me acompanha subindo as escadas, e eu abro a porta de meu quarto, o adentrando e indo até a gaiola de cat, meu coelho. Ele era bem pretinho, pequeno e muito, muito fofo.

   Pego ele no colo, e logo vou em direção a Jungkook, que estava em pé, encarando algo em minha cômoda. Vejo que era a foto dos meus pais biológicos, que estavam sorrindo para a câmera.

- São meus pais biológicos. - eu digo para ele, que pareceu surpreso por eu estar ao seu lado.

- O que aconteceu com eles? - disse começando a me encarar.

- Pelo que disseram, parece que morreram num passeio de balão. - ele me encarou surpreso. - Um jeito bem original de morrer, não é? - brinquei, e ele riu.

- Não é errado rir disso? - ele perguntou, e eu neguei. - Sinto muito pela sua perda, mas pelo menos você encontrou suas mães, que são muito legais e parecem te amar muito. - ele disse de forma gentil, e eu agradeci sorrindo.

- Bem, esse aqui é Cat, o coelhinho fofo. - eu entreguei o coelho para ele.

- Por que o nome do seu gato de cat? - ele ri, acariciando o coelho.

- Porque eu era um adolescente revoltado, que queria um gato e acabou ganhando um coelho, pois Yangcha é alérgica a gatos. - revirei os olhos, e ele gargalhou.

- Que rebelde você, Park Jimin! - ele falou de forma brincalhona e eu ri.

- Jimin! - me assusto com a voz de Yang, que eu nem percebi que estava aqui em casa. - Ah, oi Jungkook! - ela sorri.

- Menina, quando você chegou? - eu pergunto, pegando o coelho da mão de Jungkook e o recolocando na gaiola.

- Acabei de chegar, mas os meninos estão indo embora já, parece que a mãe de Jisung acabou de chegar. - ela fala, logo saindo do quarto.

- Vamos descer? - pergunto a Jungkook, que concorda e me acompanha até a sala.

- Jimin hyung! Jungkook hyung! - diz Jeongin afoito, vindo em nossa direção e nos abraçando. - A mãe de Jisung chegou e vocês nem aqui para nos acordar! Tivemos que acordar ao som dos gritos de Yangcha, que perguntou o que o filho dela fazia dormindo na sala! - ele fala com uma voz de tédio, fazendo eu e Jungkook rirmos.

- Jeonginie, minha mãe está reclamando que estamos demorando! - Jisung aparece, vindo em minha direção e me abraçando. - Tchau hyung, obrigado pela hospedagem, e também por ter me apresentado para as minhas novas ommas! - ele diz alegre, me dando um beijo na bochecha e indo abraçar Jungkook, que parecia não esperar o abraço e quase caiu.

- Tchau tio! - Jeongin brinca, também me dando um beijo na bochecha, e também um na de Jungkook.

   Nos despedimos dos meninos e Jungkook diz que daqui a 15 minutos seus pais iriam chegar, me fazendo assentir. Durante esse meio tempo, conversamos sobre ate que muitas coisas, e ele pareceu ficar bem menos tímido só comigo aqui.

    Estávamos falando sobre as matérias que não gostávamos nada, até que seu celular toca.

- Alô, appa? - ele atende o celular. - Sim, nessa rua mesmo. Okay. Ja estou indo, beijos. - ele desliga. - Eles chegaram. - ele sorri desajeitado.

- Eu te levo até lá fora. - me levanto do sofá, e eu iria o acompanhar, até que minhas mães surgiram do nada.

- Jungkook querido, já vai? - pergunta minha mãe Sunhee.

- Sim tia, desculpe qualquer coisa. - ele reverencia.

- Que graça! - ela ri. - Não precisa se desculpar por nada anjinho, vamos te acompanhar até lá fora. - ele assente e todos nós vamos até o lado de fora.

   Logo que saímos, os pais de Jungkook estavam fora do carro, parecendo vir em direção a porta. Eu os olho e me surpreendo, por que Jungkook não tinha me dito que tinha 2 pais?

     ・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・゚・✻・



Notas Finais


oi oi anjinhos, desculpe a demora aaaaa


aconteceu tanta coisa essa semana que eu nem sei como falar aqui wkfnosks


eu estou bem ocupadinha esses dias, e também estou sem internet, então não sei que dia irei postar esse capítulo


Enfim, como vocês estão? Espero que estejam se alimentando que nem eu disse no outro capítulo em


O recadinho que eu queria dar era que, eu apaguei as imagens dos primeiro capítulo, pois decidi que vou fazer um capítulo lá para frente apenas para apresentar os personagens a vocês! 


Enfim, já falei demais não é mesmo qkfnso


Beijos ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...