História My Angel. (Yuri) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Yuri MAJU
Visualizações 98
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Estou pensando em para a história. Oque acham ?
Há e perdoem o nome do capítulo, estou sem ideias .

Capítulo 7 - +55 21 6813-2787


PV MARY.

- Eu te disse que não era grave .

Disse tentando convencer mais á mim mesmo do que a ela .

- Você está mais enfaixada que uma múmia, não está se aguentando em pé. Sinto muito, me desculpe .- seu olhar ficou triste e seus olhos azuis deram lugar a um vermelho.

- Não foi sua culpa, e agradeço por ter sido você é não outro doente qualquer, que passaria por cima de mim e não prestaria nem siquer socorro. Não se martilize a culpa não foi só sua.

- Não me sinto bem em vê-la assim, vou te ajudar no que precisar, remedios, tratamento, o que for.

Vi em seus olhos o quanto me ver assim a machucava, e nem sequer nos conhecíamos direito. Vou enviar tocar no assunto, estou odiando vê-la desse jeito.

- Estou ótima, Juro Amor.

Amor ? Porque eu disse isso ? Aí Maria que intimidade é essa. Tomara que ela não note .

- Sei, mesmo assim, vou ajudá-la. E a propósito, estou adorando esse " Amor" .- deu a gargalhada .

Senti meu rosto cora violentamente e não consegui esconder a vergonha. 

- Ó céus, desnecessário, isso .

- Não disse nada de mais, apenas repeti o que você havia dito.- Um sorriso maroto surgiu em seus lábios.

- Enfim, você ainda não me disse nada sobre você.

- Pois é, não lembrava mais. Vamos começar de novo ? - disse sem tirar os olhos do volante .

- Sim. Olá, sou Mary, tenho 16 anos, tenho 1,65.. acho que já está bom não é? 

Eu não consegui dizer uma palavra siquer sem rir.E ela me escutava atentamente como se fosse a coisa mais importante que já ouviu.

- Não está bom não, mais por hoje basta. 

- Sua vez.

- Aé.. - disse dando um sorriso sem graça- Oi. Sou Júlia, tenho 17 anos, 1,76, moro na Barra, Sou filha de um ex político que já é falecido. 

- Nossa, disse tudo. Sinto muito por seu pai .

- Não sinta, já estou bem, ele foi maravilhoso em vida. 

- Que bom que pensa assim.

Ela sorriu e continuou o caminho, eu apenas lhê disse pontos de referência e ela foi a caminho todo sem pedir informações.

- Chegamos. 

- Obrigada, não precisa me trazer em casa.

- Fiz questão. Entre e vá dormir.

- Está bem mãe...

- Bobina, Vou sentir saldades.

- ôh sabia, mais não precisa sofrer agora, ainda iremos no ver .

- Sério? Para que ?

- Tenho que te devolver as roupas .

- Não precisa, leve como um presente .

- Claro que não. Se não for de mais, poderia me passar o endereço daquela clínica? Preciso tirar esse gesso, e acredito que só pode tirar no local que foi colocado .

- Vou me informar direito sobre isso do gesso e te aviso. Me passe seu número.

- Tudo bem, obrigada, Salvei meu número no seu celular, me avise quando chegar em casa.

- Quando fez isso ?- Me olhou surpresa - De qualquer forma, aviso quando chegar, se cuida e qualquer coisa me avisa.

Me deu um abraço ebeijo no Canto da boca, entrou no carro, acenei e entre em casa. Assim que fechei a porta ela ligou o carro e foi embora.

Já estou com saudades daquela loira. Algo nela me chama atenção, perco o foco ao seu lado, ela é sim.plesmente encantadora .

Mais oque está acontecendo comigo, que pensamentos são esses ?  Só á conheço á pouco menos de um dia e já me apeguei. Por sorte não tem ninguém em casa, vou poder descansar. 

Há um ano não observo tanto alguém, Júlia literalmente me chamou atenção, pena que não vou vê-la mais, quando entregar suas roupas o vínculo acaba, e não sei porque estou me importando tanto com isso. Talvez ela nem pense em mim .

PV JÚLIA.

Maria. Garota estranha, estranhamente linda.

Estou com algumas problema, porque estou pensando isso . Preciso esquecer isso. Vou ligar para Bi, Bianca é minha amiga desde de o Pré, a chamo de Bi porque ela ela Joga dos dois times( e ela odeia esse apelido), ela foi minha primeira amiga e desde de então não nos separamos mais .

- Bi?

- Fala puta.

- Me encontra na minha casa daqui á uma hora ?

- Ok, mais oque aconteceu ? Saudades de me fuder ? - Pude escutar sua gargalhada do outro lado da linha .

- Não mesmo, sem sexo hoje .

- Então é sério, vem me buscar, vou sem carro.

- Vem para dormi. Tchau vaca.

- Ok, tchau puta.

Vai ser bom esparecer, afinal, não sei porque estou pensando nessa garota. Desde de que terminei meu namoro, com uma idiota qualquer, não me apaixonei desde de então. E confesso a vida de solteira é mais interessante é mais atraente.tantas mulheres Lindas e incrivelmente sexys ao meu alcance, E é bem fácil de tê-las, madestia parte sou linda, é difícil passar despercebida em algum lugar. Porém não ligo muito para isso, não como antes. Até quem fim cheguei em casa, e nesse horário é meio salitario ficar em casa, adoro ficar sozinha só que todos os dias é chato, nada para fazer e ninguém para conversar .

PV NARADOR.

Julia Dresperta de seus pensamentos com o som de mensagem .

Quem será algora?

PV JÚLIA.

55 21 6813-2737: Já me esqueceu ? Ook, eu supero. Espero que tenha chegado bem, Boa noite. (Enviada as 22:09)

Júlia: Não esqueci de você Flor, só de mandar a mensagem. (Enviada as 22:09)

55 21 96813-2787: Então esqueceu de mim, pois se estivesse lembrado de mim lembraria de me manda mensagem. :-(   (Enviadas as 22:10)

Júlia: Para de drama flor, não te esqueci nem se quer um segundo. ❤ (Enviada às 22:10)

Parece que ela sente quando penso nela .









Notas Finais


Paro ou continuo ? Me ajudem !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...