História My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Dorama, Mistério, Nudez, Suspense, Tae&you
Visualizações 327
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obs: Esse capítulo se resume mais em Jimin e seus amigos. Então S/n vai ter uma pequena participação.
E mais uma coisa, esse capítulo contém uma pequena parte +18. Então se você não gosta, pule a parte e continue com o capítulo.
Beijos e até o próximo capítulo.

Capítulo 4 - Capítulo 4 -


Fanfic / Fanfiction My Daddy - BTS - Imagine Tae-hyung - Capítulo 4 - Capítulo 4 -

P.O.V JIMIN

Segurei o braço de Cláudia para que ela não conseguisse chegar até a S/n, mas como uma filha da puta daquelas -, ela usou as unhas para se soltar. Ela com uma das mãos livres me beliscou e saiu correndo em direção a S/n.

- Droga, ela me machucou - Coloquei minha mão no meu braço. - Eu vou matar aquele resto de aborto.

Me despedi dos meninos e fui andando até a sala do diretor. Precisava falar reclamar que uma das piranhas me machucou. Bati na porta e alguém abriu. Vi S/n com o cabelo seco pela metade e com os olhos marejados de lágrimas.

- S/n, ela te machucou? - Corri até a mesma. Ela estava sentada num dos sofás que havia ali. E sua mochila estava toda molhada e ela estava secando o que dava pra salvar.

- Hoje mesmo eu me mudo pra outro lugar.

- Você vai pra onde? -Perguntei acariciando o cabelo dela.

- Ela vai morar comigo Jimin - O diretor chegou por trás de mim e pôs uma das mãos no meu ombro. - Eu irei adota-la.

Olhei pra trás e me levantei. Sei que é meio clichê, mas...eu o abracei. E fui retribuído em frações de segundos.
Finalmente minha pequena irá sair daquela casa infernal.

- A partir de hoje -, ela vai ser bem cuidada. Como toda garota deve ser -disse o diretor sorrindo. - Agora eu vou chama-la de minha filha e se alguém ousar machuca-la irei fazer a vida dessa pessoa um inferno. 

- Obigado por tirar ela de lá. Ela não merece sofrer tanto assim.

- Jimin, meu caro. Ninguém merece sofrer.

S/n se levantou e veio até nós. Nos abraçou por uns estantes e o desfez, fazendo assim, nos olhar.

- Obrigada por me protegerem - ela deu uma pequena pausa e respirou profundo. - Isso me faz tão feliz.

- Sabemos disso pequena. - Sorri e a puxei para um abraço.

- Jimin agora você tem a obrigação de me contar tudo o que acontecer com ela. Está bem?

- Está bem -desfiz o abraço e fui até a porta para sair. - Eu sempre vou cuidar dela. - Sorri e acenei para os dois.

Quando estava prestes a sair - o diretor me chamou e disse:

- Hoje você só vai vê-la no intervalo. Ela precisa descansar um pouco.

- Ok. Antes de tocar o sinal pro intervalo, eu venho aqui buscá-la.

Os dois balançaram a cabeça meio que dize que "Sim". Então dei uma olhada para os dois e sorri.
Sai da sala do diretor e fui para a minha. Estava casando demais para ir conversar com os meninos lá fora.

- Ainda mato essa cobra. - Disse comigo mesmo.

Coloquei meu material em cima da mesa e fiquei mexendo no celular por um tempo.

- Você fica tão lindo mexendo no celular.

Levantei o meu olhar e vi Jungkook parado na porta com os braços cruzados e um lindo sorriso no rosto.
Fiz um sinal com o dedo. Pedindo para que viesse até mim, e o mesmo entendeu e veio até mim. Ele ficou entre minhas pernas e se ajoelhou.

- Será que dá pra gente fazer uma rapidinho? - Ele perguntou abrindo o zíper da minha calça.

- Mas é claro que dá - Coloquei minhas mãos nos ombros dele e os apertei de leve. Estava desesperado para isso. - Daddy me chupa...-Sussurrei no ouvido de Jungkook.

Jungkook abaixou minha calça pela metade; tirou meu membro pra firme a da cueca, e a deixando ainda no mesmo lugar.
Ele pôs um sorriso cheio de malícia no rosto e começou a me masturbar. 

- Daddy... - Coloquei minha mão nos cabelos dele e a outra na cadeira.

Ele não me respondeu, mas pôs meu membro na boca fazendo movimentos de vai e vem devagar.
Segurei os cabelos dele de leve e o ajudei com os movimentos. Soltava gemidos baixos, e mesmo assim, os meus gemidos ecoavam pela sala.
Ele ficou um bom tempo me chupando, até eu gozar dentro de sua boca e o fazendo engolir tudinho.
Ele se levantou, ajeitou o cabelo e depositou um beijo em minha boca. 

- Preciso ir. Te vejo no intervalo. - Ele sorriu e saiu da sala calmo

Arrumei minha roupa e sorri com o que acabou de acontecer.
Depois de uns minutinhos Tae e Yoongi entraram na sala.

- Oi Jimin. -Tae me cumprimentou enquanto sentava em sua cadeira.

- Eai Jimin!

Yoongi se sentou em seu lugar e ficou ouvindo música. Enquanto Tae conversávamos sobre vários assuntos banais, até Hoseok entrar na sala revoltado.

- O que houve Hobi? - Perguntei com voz de criança para tirar aquela irritação dele.

- O que houve Hobi? - Perguntei com voz de criança para tirar aquela irritação dele.


Ele não respondeu. Só apenas me ignorou e se sentou no lugar dele.
Fiquei preocupado com meu amigo, não queria que ele guardasse aquilo pra ele. Mas se ele queria espaço -, eu iria respeitar.


- Eai! Oque você achou da S/n? - Perguntei tentando tirar aquele climão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...