História My life after you. - Suga - Capítulo 38


Escrita por:


Capítulo 38 - Capítulo 38


Lisa estava sentada no Hyde Park enquanto lia uma edição antiga de O conde de monte Cristo, passear por sebos de livros antigos e frequentar lugares tranquilos têm sido um dos estímulos dela em dias de folga, a cada dia que passava se sentia mais estranha, mas não podia ser diferente, pois já estava no oitavo mês de gravidez, sempre quis ser mãe, mas esperava ter um planejamento para isso, quer dizer, até existia um planejamento antes de toda a vida dela sair do curso que ela queria. No seu planejamento em uns quatro anos talvez ela estivesse casada com alguém que a amasse, ser mãe solteira nunca passou na cabeça dela, muito menos em um país distante sem família ou amigos por perto, mas não podia criticar ninguém por isso, essa foi a escolha dela, estar passando por tudo isso sozinha, foi única e exclusivamente escolha de Lisa.

Muitas coisas aconteceram nesses últimos meses, a barriga cresceu bastante o que a estava deixando bem cansada, principalmente quando ela insistia em passar algumas horas em pé no centro cirúrgico, ainda estava fazendo residência, não podia se dar ao luxo de recusar qualquer oportunidade de aprender. Desde da viagem com Suho para o Japão não voltou à Coréia, nunca se imaginou fazendo isso, então simples como quem procura um roteiro de viagens para um final de semana, resolveu que Londres seria o lugar onde iria se refugiar, depois de ver as manchetes nos tabloides onde estampavam um foto de Yoongi e Sunny confirmando o noivado, por mais que Sun hee a tivesse proibido de ver qualquer noticia relacionada, foi a primeira coisa que ela fez assim que saiu do hospital, a imagem dos dois juntos ainda a fazia perder o ar e sentir uma dor enorme no peito como se pudesse explodir  a qualquer momento, a essa sensação piorava ao lembrar que era ele que  amava e que era o pai de Jasmim, ela podia até se arrepender no futuro, sim podegria, mas decidiu que ali seria o melhor lugar para Jasmim nascer. Drª Myung achou uma loucura, principalmente quando soube da gravidez, insistiu que ela deveria ficar em Seul ou que podia conseguir uma vaga fixa em Nova York, mas Lisa achou melhor ficar longe de qualquer lugar que a lembrasse do passado, com toda a influência que tinha a médica ajudou Lisa a transferir a residência para o Hospital de St. Mary, onde poderia continuar os estudos e trabalhar, a grade deles também era muito renomada, mas não chegava aos pés do Hospital de Seul, antes de qualquer sonho de Lisa, Jasmim era prioridade.

No começo foi um choque para os pais de Lisa saberem que ela estava grávida,  ela não pode deixar de perceber a voz de decepção do pai, ele também nunca tinha imaginado a filha sendo mãe solteira, nenhum pai nunca imagina isso para uma filha, mas aconteceu, o pior foi contar que Suho, o cara incrível que eles conheceram não era o pai o bebe e que ela tinha intenção nenhuma em contar ao Yoongi sobre o bebê, sem dizer o motivo, mesmo com muita insistência, apenas encerrou o assunto dizendo que Jasmim era só dela e de mais ninguém, que talvez um dia poderia mudar de ideia e que no momento certo a filha saberia de tudo. Agradeceu aos céus por terem aceitado a opinião dela não tocando mais no assunto “pai da Jasmim”. Foi difícil convence – lós que ficaria bem sozinha e que não precisava que fossem morar com ela, insistiram muito, na verdade ainda faziam isso ligação sim e outra também, pelo menos não largaram tudo no mesmo dia que Lisa contou como queriam fazer, seria ótimo te- lós com ela, mas Lisa não acho justo mudar o rotina pacata dos pais para uma vida agitada em outro país, com uma língua completamente diferente, sem falar que eles iriam ficar entediados sem trabalhar.

Sun hee ligava todos os dias e às vezes chorava dizendo o quanto sentia falta da amiga que faria qualquer coisa para que tudo fosse diferente, Lisa tentava se  manter longe de qualquer notícia que a fizesse lembrar da Coréia, ou dos meninos, uma coisa que não é muito fácil já que a fama internacional deles só crescia. No começo recusava todas as ligações de Anne, Suho, Lilian, Tae, Nanjoon, Minah e etc, não recusou nenhuma do Yoongi, pois ele nunca ligou. A amiga tentava manter Lisa informada indiretamente das novidades, mas quando ela percebia suas intenções logo mudava de assunto, Sun hee e John iam casar alguns meses depois da bebê nascer, não aceitaram muito bem o fato de que ela não iria ao casamento, mas acabaram entendendo a situação. Uma epidemia de revelações estava a solta entre o mundo do entretenimento já que J-Hope resolveu assumir o namoro com Minah logo após a ida de Jin para as forças armadas. Jimin e Jungkook queriam fazer o mesmo, mas depois de uma reunião geral decidiriam ir com calma para não transformar tudo em um caos. Lilian mandou a foto de um lindo anel com vários corações dizendo que V havia feito o pedido de casamento em um jantar feito pela família dele quando a mãe de Lilian tinha ido visita – lá, Lisa não respondeu e logo depois recebeu outra mensagem com todos os xingamentos possíveis. Durante os primeiros dois meses Anne costumava enviar fotos de alguns lugares que visitava com Chanyeol. fotos aleatórios dela no espelho ou comendo alguma coisa, por fim desistiu quando percebeu que nunca teria resposta.

Não estava fácil passar por tudo isso sozinha, sentada ali vendo crianças aproveitarem as férias correndo pelo parque se perguntava se estava agindo certo ao esconder a gravidez de Suga e de todas as outras pessoas que se importam com Lisa e que a consideravam da família, ou justa com a filha, que não teria o pai por perto quando precisasse, mas teria a ela, e para Lisa isso bastava, se perguntava como seria se eu estivesse com ele passando por tudo aquilo, o que Suga estaria dizendo ou fazendo, acariciando sua barriga como ela gostava de fazer, tentando cantar para Jasmim imaginando que ela estaria entendendo tudo, ou talvez simplesmente a teria ignorado, o que seria mais fácil, Lisa preferia que isso tivesse acontecido, pois não teria esse sentimento de culpa que às vezes ocupava sua mente, nesses momentos só pensava o que ia contar para a filha quando ela perguntasse pelo pai, muitas vezes isso a fez pegar o celular e discar o número o número de Sun hee para dizer que voltaria e contaria tudo, enquanto ficava com o dedo em cima do teclado verde na iminência de apertar ou não, recuperando o senso no mesmo instante lembrando que o cara que ela amava ia casar iria construir uma família com outra pessoa, Lisa não queria que a filha fosse rejeitada como ela foi.

Pensar, pensar e pensar, cada dia estruturava uma possível resposta para a filha, por fim decidiu que diria a filha o quanto amou o pai dela, que ela é a lembrança dos melhores momentos da vida antes no nascimento dela, que tinham vidas complicadas e por isso não puderam continuar juntos, que foi embora e não soube mais noticias dele, não era mentira, ela não soube mais noticias, Sun hee fez questão de enviar uma foto de Jin no dia da apresentação para o serviço militar, todos estavam lá, inclusive ele, mas logo afastou qualquer pensamento apagando a foto do celular, Lisa não queria que a filha soubesse o quanto ela sofreu por amar demais, mas ia deixa – lá idealizar o que poderia ser um pai perfeito.

Ela adorava o clima de Londres, era verão, mas não estava quente não estava fácil andar com uma melancia na barriga, mas tirando isso, ler um bom livro e olhar as paisagens era um verdadeiro exercício para a mente, acariciar a barriga e ficar conversando com o bebê também era um dos passatempos favoritos, contava os planos para os próximos dias e as últimas notícias de seus avós, rindo sozinha imaginando que era idiotice e que seria melhor esperar ela crescer para enche - lá com suas tagarelices. Permanecia distraída por um bom tempo em seus pensamentos até ouvir celular tocar.

-Como vai a grávida mais linda desse mundo? – Sun hee dizia do outro lado da linha.

-Sentada em um banco do Hyde Park completamente perdida em meus pensamentos até você me ligar, obrigada por me acordar. – Lisa responde rindo

-Deixe – me adivinhar deve estar lendo mais um exemplar de um livro que comprou em algum sebo cheio de poeira, se gripar não vai ser muito bom, não adoeça, essa criança está para nascer Elisa. – Sun hee dizia caminhando no corredor do hospital.

-Estou lendo “O Conde de Monte Cristo” sua exagerada, me diz uma coisa, onde você esta?

-No hospital, plantão de doze horas.

-Você tá louca Sun hee, não pode falar comigo assim por ai? Se a Anne ou a Lilian escutarem.

-Não se preocupe, A Anne está em cirurgia e a Lilian tá de folga. Imagino que você saiba que dia é hoje não é?

-Sei Sun hee, mas não quero falar sobre isso.

-Eu estive pensando muito esses dias Lisa, ele vai passar quase dois anos longe você acha que está agindo corretamete? Não seria certo contar logo de uma vez?

-Sun hee está decidido, não quero falar mais nesse assunto, passei oito horas em pé ontem e ainda me sinto um pouco cansada, não quero falar sobre isso ou qualquer outro assunto que me deixe estressada. – Lisa diz começando a andar em direção à estação.

-Lisa você está grávida de oito meses, lembra-se disso? Não acha que é tempo demais para você ficar em pé? – Sun hee diz brigando com a amiga

-Claro que eu lembro, estou com uma barriga enorme, tenho a impressão que a Jasmim deve pesar mais que uma criança de um ano, era um procedimento arriscado, eu não podia parar, mas corri assim que minha bexiga encheu. Conte-me como estão os preparativos para o casamento?

-Está bem, já que quer mudar de assunto, tudo está encaminhado e não tenho muito o que fazer, minha mãe está ficando meia louca e já perdi as contas de quantas pessoas tem na lista, mas ela não se conforma de você não vir.

-Eu queria estar com você, sinto muito por isso, mas... – Lisa começa quando é interrompida.

-Não precisa se desculpar, já conversamos sobre isso, e ela sabe também, chego aí no final do mês, quero estar com você quando a Jasmim chegar, consegui duas semanas, depois volto pra a prova do meu lindo vestido. – Sun hee diz sorrindo.

-Você vem mesmo? Nem acredito que não vou estar sozinha, meus pais não vão poder vir agora.

-Lisa, pelo amor de Deus, parece que você não me conhece, eu jamais te deixaria sozinha, ainda mais no nascimento da minha afilhada.

-Eu te amo muito Sun hee. Quem precisa de uma irmã de sangue quando tem você?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...