1. Spirit Fanfics >
  2. My Shirt >
  3. Quantos menos botões melhor

História My Shirt - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal, como estão?
Essa é uma pequena one shot que me surgiu em um momento de inspiração, enquanto via fotos e mais fotos desse shipp maravilhoso.
Estou viciada em Eruri, é um shipp lindo, precioso, que faz o coração até dar aquele apertinho de quero mais.
Gostaria que fosse muito mais popular e tivesse milhares e milhares de fanfics para nosso deleite, eu mesmo devo postar mais duas ou três, ainda não tenho certeza.
Mas sem mais enrolar, espero que gostem da história e claro, suspirem como o Levi, por nosso lindo comandante Erwin.
Só lembrando SNK não me pertence, nem as artes da capa da fanfic e do capítulo, créditos ao artista.
Boa leitura ♥

Capítulo 1 - Quantos menos botões melhor


Fanfic / Fanfiction My Shirt - Capítulo 1 - Quantos menos botões melhor

 

Levi se considerava um homem simples, mesmo com todos seus pecados e perdas, tudo o que queria era um lugar calmo para que pudesse desfrutar de seu chá e seu malboro em paz, ele também não costumava mais odiar tantos as coisas, sua meta de vida era ter o coração em paz e viver o suficiente para que tivesse os cabelos brancos e enrugasse como uma uva passa.

Mas ele não era perfeito, tinha uma coisa sim, que ele odiava, odiava até seus ossos doerem, até que sentisse suas bochechas frias de raiva quando aquilo parava sob seu olhar, a vontade que tinha era de estraçalhar, cortar, colocar fogo, exterminar cada uma de forma lenta e dolorosa, era tudo o que sentia ao ver Erwin desfilar com suas fatídicas camisas sociais brancas. 

- Por que está se vestindo? - Era o que perguntava todas as manhãs, quando acordava ainda sonolento e sentava na cama esfregando os olhos, e via Erwin sair do banho com sua pele ainda soltando fumaça e uma toalha em volta dos quadris, era um dos poucos momentos que conseguia ver o tronco do amante e babar excitado, mas sempre, para seu pavor, a camisa era a primeira peça que o outro vestia, ele nem a tirava na hora do sexo! Quantas vezes se deitara sob a mesa do escritório do maior e gemia aos quatro ventos totalmente nu com ele entre suas pernas, de camisa e as calças nos joelhos, bah! Já reclamara, mas Erwin só dizia que queria estar pronto para tudo, claro, se surgisse uma emergência, ele bem sairia da sala com o pau duro e deixaria Levi ne metade de um orgasmo, era quase cômico, tristemente cômico - 

- Você não precisa dormir vestido. - Levi falava na hora de dormir, enquanto se ajeitava ao lado dele, após uma noite tórrida de sexo, seguida de um banho relaxante, ele mesmo dormia pelado, Erwin gostava de dormir com as mãos em suas nádegas, mas seu comandante dormia vestido, totalmente vestido. 

Já tentara até seduzi-lo, puxando sua camisa, subindo os dedos pelo abdômen dele, era delicioso sentir o abdômen definido sob seus dígitos, deslizar a mão e beijar, lamber e mordiscar o mamilo, se perder na trilha dos pelos dourados abaixo do umbigo que levava a perdição de Levi, o membro de Erwin, rosado, grosso, grande demais para caber todo em sua boca, com veias saltadas e grossas mostrando o quanto ele era potente, mas claro, ele não fazia de rogado, ele sempre o engolia, fosse com a boca ou com suas nádegas, o importante era passar o máximo de tempo ali. Nesses momentos, Erwin até chegava a ceder, tirando totalmente a roupa, mas para o azar de Levi, sempre acontecia algo, sempre uma emergência e Erwin vestia a roupa apressado e deixava um beijo na nádega esquerda do amado dizendo que iria voltar logo.

Ele realmente, odiava aquelas camisas, chegou até arquitetar um plano, de lavar as camisas e jogar pela muralha e dizer que o vento levou, até chegou a fazer isso, mas ao cair da noite, Erwin já tinha várias camisas novas. Levi era treinado para matar titãs, para ser um exímio assassino, e seu maior inimigo eram as camisas do namorado, pois ah! Mais dias menos dias, encontrara a forma perfeita, Erwin gostava de transar e Levi gostava de transar com Erwin, todos os dias se possível, era só o loiro encaixar entre suas pernas que puxava a camisa arrebentando os botões, chegando a rasgar o tecido, Erwin não podia repor todas as camisas na mesma frequência que transava com o amante, logo passou a tirar a veste na hora do sexo e Levi se deleitava, arranhando as costas musculosas, se esfregando no tronco definido, mordendo, marcando, tentando se fundir ao amado. Claro que, teve que parar de rasgar as camisas, o guarda roupa de Erwin estava ficando cada vez mais limitado e o salário do comandante não subia. As coisas tinham melhorado sim, e as vezes o loiro até dormia nu consigo, mas toda vez que via Erwin andando para cima e para baixo, com o delicioso corpo vestido, Levi só pensava que realmente odiava aquelas camisas.
 


Notas Finais


Obrigada por ler!
Mil beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...