1. Spirit Fanfics >
  2. Mystery Lands >
  3. Amanhecer

História Mystery Lands - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Amanhecer


Sakushi entra da casa e encontra o cavaleiro lutando contra dois golens de argila que o velho Miura fez, enquanto o mesmo se encontra ferido com várias marcas de corte em seu corpo mas mesmo assim ele proteja sua neta atrás dele.

-Esses golens são mesmos irritantes.

Ainda sorrindo o cavaleiro continua a atacar os golens que mesmo sofrendo vários golpes precisos eles conseguem se regenerar.

Sakushi aproveita que o cavaleiro está distraído e o ataca em uma investida veloz. Mas para surpresa o cavaleiro percebe e se defende com perfeição desferindo um contra-ataque fazendo um corte no braço de Sakushi que são voando após o contra-ataque.

-Atacar um cavaleiro pelas costas é ingênuo de sua parte garoto.

O cavaleiro observa o ferimento no braço de Sakushi e percebe que ele nem ao menos está sangrando mesmo tendo sido acertado com um golpe preciso de sua adaga.

"Interessante..." *Sorri

Os dois golens avançam em direção ao cavaleiro com uma investida feroz, mas enquanto os dois realizavam a investida seus olhos emitem um brilho.

"Achei!" *Sorri

O cavaleiro em movimentos rápidos consegue perfurar os dois golens destruindo seus núcleos que estavam escondidos dentro de seus corpos, fazendo seus corpos se desfazerem se tornam um amontoado de argila.

O cavaleiro olha pro velho Miura com um olhar sádico.

-Naomi fuja! É a mim que ele quer.

O velho Miura conjura um escudo mágico em volta dele na tentativa de atrasar mesmo que pelo curto período de tempo para que Naomi fuja.

-"Não deixe ninguém vivo", foram essas as ordens dadas a mim, não posso deixar nenhum de vocês saírem uma vez que você pode ter contado a eles sobre aquilo. *Sorri

Sakushi se levanta atraindo a atenção do cavaleiro que percebe que está ocorrendo uma mudança na casa, as paredes, o telhado e até mesmo as janelas e portas tudo é consumido por grande breu.

O cavaleiro olha para Sakushi que está imóvel achando que ele está tramando algo, mas mesmo ele estando olhando diretamente para ele seu instintos estava falando para se defender de algo vindo de sua direita.

Ele se proteger com suas duas adagas e de repente um choque entre as lâminas ocorre, e quem foi o responsável se revela Sakushi que estava invisível no meio daquele breu que consumia a casa. O cavaleiro olha para o outro Sakushi que estava imóvel que em instantes se desfaz se mostrando apenas uma ilusão.

-Ótimo truque jovem, mas comigo não vai funcionar. *Sorri

Sakushi sem pensar muito Sakushi vai para trás com um impulso e some no meio da escuridão. Antes que o cavaleiro pudesse sentir aonde ele estava vários clones do próprio cavaleiro surgem pela casa inteira e o verdadeiro fica observando aquilo sorrindo.

Enquanto isso Sakushi aproveita esse momento para fazer algo.

"Eu não quero fazer isso mas não tem como eu ganhar desse cara... Arghhhhh isso dói pra caralho!"

Todos os clones iniciam uma investida contra o cavaleiro.

-Eu já tinha avisado você, esses truques não vão funcionar comigo.

O cavaleiro Ignora todos os clones e vai na direção do nada gravando uma de suas adagas no nada. Onde ele gravou sua adaga como a sair sangue, a magia de ilusão de desfaz revelando Sakushi com a adaga cravada no seu ombro fazendo ele tossir sangue, o cavaleiro apenas estica sua perna e empurra Sakushi que cai no chão imóvel.

-Eu já vou dar um golpe de misericórdia em você só tenho do senhor Miura que ele é a prioridade. *Sorri

Enquanto o cavaleiro vai andando até a direção do velho Miura o quarto vai voltando ao normal mas algo choca o cavaleiro fazendo ele parar.

-Vovô o que é isso!?

"Por que tem tanto sangue espalhado pela casa?"

O sorriso que estava sempre presente no rosto do cavaleiro se desfaz pela primeira vez.

Ele olha para o corpo caido de Sakushi e percebe que seis dois pulsos estão cortados e suas pele já estava ficando esbranquiçada por perder tanto sangue.

O corpo caído de Sakushi começa a rir com uma voz monstruosa.

-Hahahhahaaaa!!!

Seguido da risada uma aura avermelhada fica em volta de seu corpo e vai se levantando aos poucos, manchas vermelhas beirando o preto surgem pelo seu corpo e um de seus olhos ficando preto com uma pupila vermelha com um sorriso perturbador em seu corpo. O cavaleiro vendo aquela situação começa a rir.

-Então o garoto é um possuído Hahahahaa.

O corpo de Sakushi com as mãos nuas dá uma investida feroz no cavaleiro desferindo vários socos múltiplos, mesmo conseguido desviar de alguns, o cavaleiro ainda sofre golpes que parecem toras de madeira acertando seu corpo o fazendo gospir sangue.

Mesmo tendo sofrido alguns golpes ele tenta fazer um contra-ataque mas o corpo de Sakushi consegue desviar e enquanto desvia ele morde a própria mão jogando um jato de sangue no rosto do cavaleiro.

-Ughh que droga é essa!

-Hahahha FiQuE CegO!

Sakushi faz o movimento de fechar com as mãos e o sangue que estava no rosto do cavaleiro se torna espinhos feito de sangue que perfura uma parte de seu rosto inclusive seu olho esquerdo.

-Aaahhhhh!

O cavaleiro caí de joelhos no chão com tamanho a dor de sentir seu rosto perfurado. Uma segunda voz sai de Sakushi a voz normal dele sem ser aquela sádica.

-Você... não vai... me dominar....

Algo começa acontecer com o corpo de Sakushi como se estivesse oscilando entre os dois corpos, o original e o possuído, mas o possuído em seus momentos finais fecha suas mão novamente gritando.

-Hahahhahaaa MoRrA!!!!

O cavaleiro sente um calafrio e sem ter tempo de reagir as manchas de sangue espalhada pela casa se tornam estacas de sangue indo em direção ao seu corpo, sendo perfurados por várias estacas por todas as partes de seu corpo, o matando, seu corpo já sem vida se manteve ainda ajoelhado, com as estacas impedindo do corpo cair.

O aura sombria do corpo de Sakushi se esvai fazendo seu corpo cair no chão, quando isso ocorre as estacas se desfazem voltando a ser sangue, Sakushi pálido e com a consciência de volta estica seu braço atraindo um pouco do sangue que está espelhado pela sala de volta para seu corpo para não perder a consciência.

O velho Miura após ver que a luta acabou, já sem forças desfaz sua barreira e cai no chão já sem forças.

-Vovô! Acorda por favor! *Chorando

Sakushi com muita dificuldade consegue levantar quase se desequilibrado e vai indo na direção dos dois.

-Se afaste! Não se aproxime! *Assustada

-As... adagas... Elas estavam envenenadas...

Sakushi se aproxima e se ajoelha na frente deles esticando seu braço que começa a escorrer sangue e cai nas feridas do velho Miura.

-O que você está fazendo? *Choramingando

-Vou tentar tirar a maior parte do veneno que circula pelo corpo dele...

Depois de um tempo começa a sair pelas feridas um pouco de sangue com uma coloração estranha que era por causa do veneno concentrado que circulava pelo seu corpo retirando uma parte dele.

-Cof cof...

-Vovô! *Feliz

-Naomi...

-Eu só conseguir dar mais um tempo de vida a ele, ainda há veneno circulando seu corpo e suas feridas não ajudam em nada.

Ele começa a tossir muito forte saindo muito sangue junto.

-Por favor senhor, me diga o que você sabe sobre a "Mystery Lands"!

-Naomi... Pegue minha carta e vá para lá...

-Meu jovem eu não sei quem é você... Por favor ajude minha neta... Cof cof! Lá você conseguira suas respostas... Cof cof!

Naomi mesmo querendo insistir percebe que o tempo dele já estava no fim e prefere ficar queto.

-Vovô por favor não morra! *Chorando

Ele muito fraco estica sua mão no rosto de Naomi que está cheio de lágrimas.

-Você é forte... Veja... Já amanheceu...

Enquanto os raios do nascer do sol começa a clarear aquela casa o velho Miura tira sua mão do rosto de Naomi já sem vida.

Cap 2 fim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...