1. Spirit Fanfics >
  2. Namoradas, apenas - Posie - >
  3. Limão e sal

História Namoradas, apenas - Posie - - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, como estão?
Capítulo de hoje está ótimo, ansiosa para a reação de vocês com o que está por vir, enfim, sem mais delongas, tomara que gostem. Boa leitura <3

Capítulo 9 - Limão e sal


- Pronta?- Penélope apareceu na porta.

- Quase- Josie prendeu as argolas com cuidado e olhou seu reflexo, bonita, virou para sua namorada encostada no batente da porta, adiantou-se- Você está linda- Sorriu e aproximou-se deixando um beijo rápido.

- Você também está- Olhou-a de cima a baixo, tentação, não sabia qual parte era mais provocante, os sapatos, o vestido colado, as pulseiras, os brincos, o cabelo, a maquiagem…

- Vamos?- Piscou devagar, reconhecia o olhar de Penélope.

- Ou nós podíamos ficar…- Rosnou- E eu vejo quão rápido eu tiro esse vestido e desfaço seu penteado- Sorriu convencida e puxou a namorada para um beijo, aprofundando-o, prendeu Josie contra a porta e apertou sua cintura.

- É uma ótima oferta- Sorriu quando sentiu os beijos de Park em seu pescoço.

- Mas…?- Afastou-se e respirou fundo.

- Nós vamos sair- Deu uma risada e agarrou a mão de Penélope, arrastando-a pelos corredores.

 Elas seguiram o caminho, já familiar. Alaric tinha que consertar aquela cerca. Passaram pelo pedaço de metal e foram em direção o carro, Penélope confessava que nessas horas era uma boa ter pessoas a seu dispor. Josie ignorou os comentários inapropriados de sua namorada e entrou no carro, em poucos segundos o barulho familiar atingiu seus ouvidos.

 Penélope mexeu no rádio, à espera de uma estação que estivesse com alguma música boa, desistiu de procurar e deixou em uma que tocava uma pop antigo, repousou a mão na coxa de Josie, como estava acostumada e sorriu, porque mesmo já tendo feito aquilo mais de 100 vezes, ainda podia sentir Josie arrepiando com o toque, como se fosse a primeira vez.

- Lizzie disse que já chegou- Josie mexia no celular.

- Ela ficou brava por ir separada?- Penélope já havia aprendido que a relação das irmãs era próxima, nunca ficaria entre elas, sabia que era besteira.

- Ela estava com MG no centro, então, acho que não…?- A confusão estava estampada em seu rosto, engraçado, voltou a digitar rapidamente em seu celular, ignorando a situação anterior.

- Eles estão felizes, né?- Lembrou de como MG costumava babar só de falar em Lizzie, era feliz só de pensar naquele casal, tudo o que o menino havia lutado.

- Jed vai ir?- Josie não tirava os olhos da pequena tela.

- Acho que sim…?- Fez uma careta pensando e caiu na risada junto de Josie.

 A música preencheu o breve silêncio, o Bar central era próximo do colégio, então a viagem não era tão longa. Penélope observou como Mystic Falls podia ser assustadora a noite, tinha crescido lá, sabia dos boatos, era como se todos soubessem a verdade mas negassem pois não queriam encarar a realidade, viu o estacionamento de pedrinhas e entrou com o carro.

 Sorriu para Josie, esticou sua mão para agarrar a de sua namorada e continuou o caminho até a entrada, sentiu uma brisa gelada bater e agradeceu ter colocado aquela jaqueta, era como se sua mãe estivesse em sua cabeça avisando “Leva uma jaqueta, vai fazer frio”, ignorou o aperto de saudade em seu peito e continuou ao escutar o ranger da porta de entrada.

- Finalmente!- Lizzie gritou.

- Oi- Penélope falou um pouco deslocada.

- Vocês demoraram- MG sorriu ao lado da amada.

- O show ainda nem começou- Josie guardou seu celular, decidida a aproveitar a noite.

- Nós estamos lá na frente, depois a gente se encontra?- Lizzie arrastou o menino pelo meio da multidão. O bar já esteve mais cheio, mas, mesmo assim, a quantidade de pessoas dificultava um pouco a locomoção.

- Vem- Penélope arrastou a menina até o balcão, apoiou-se no pedaço de madeira- Cherry!- Gritou.

- Você sabe o nome dela?- Josie tentou ignorar o incômodo que isso causava.

- Sim…- Penélope olhou para baixo tentando ignorar algumas memórias que atingiram sua mente.

- Penélope!- Uma morena alta com uma coqueteleira falou, usava um top bem decotado preto e tinha um piercing no nariz, assim como Penélope- Como você está?- O estômago de Josie embrulhou, por mais que não quisesse, que ignorasse, sua mente insistia em vacilar e imaginar.

- Bem, Cherry- Sorriu para a barwoman e apertou mais forte a mão de Josie- Essa é minha namorada- Era a primeira vez que apresentava Josie como sua namorada.

- Namorada?- A mulher vasculhou o corpo de Josie, canto por canto- Sorte grande- Piscou sugestiva, Josie preferiu ignorar a entender do que se tratava- O que posso fazer por vocês essa noite?- Deu uma risada e colocou um copo de cerveja sob o balcão que logo foi alcançado por um menino.

- Uma rodada de tequila!- Penélope soava tão feliz.

- Arriba!- A mulher puxou os pequenos copos de shot os posicionando enfileirados pelo balcão, em sequência levantou a garrafa e começou a despejar o líquido levemente amarelado dentro deles.

- Tequila?- Josie olhou curiosa para a namorada.

- Grande noite, meu amor- Beijou-a ansiosa pelo o que a esperava.

- Se cuidem, meninas- Esticou o prato com limão e sal, deu uma risada, encarou com seu olhar provocante e saiu atendendo outro pedido.

- Penny!- Dana correu para abraçá-la.

- Dana!- A menina surpreendeu-se- O que você estão fazendo aqui?- Acenou para Connor e para Derek, tinha algo de errado.

- Você não conversa mais com a gente- Connor dramatizou.

- Idiota- Park rodou os olhos.

- Menina do bar!- Connor e Dana gritaram juntos, era como se soubessem mas fizessem de propósito.

- Oi- Josie sorriu e resolveu não ligar, aquela noite tinha muito potencial para ser estragada por idiotas.

- Não sabia que vocês iam vir hoje- Olhou Derek mais uma vez, estava quieto, em seu canto, como sempre, mas algo estava diferente.

- Nós não iriamos perder!- A voz de Dana era estridente.

- Tequila!- Connor esticou, bebendo um dos 7 copos enfileirados junto do limão e do sal.

- Grande noite, Penny?- Dana provocou, pegando um dos pequenos copos.

- O que eu posso dizer…- Caiu na risada junto dos amigos.

- Todo mundo!- Connor animou, entregando um copo para cada integrante da roda- Pelos velhos tempos!- Eles brindaram e levaram o shot a boca, sentindo o queimar do líquido, o azedo do limão e o sal.

- Depois a gente se vê!- Dana gritou ao escutar o volume da música aumentar, enganchou-se no braço de Connor e desapareceu na multidão, dando a abertura perfeita.

- Tudo bem?- Penélope se aproximou de Derek, aproveitando que Josie estava dando atenção para seu celular.

- Sim- Disse simples, colocou as mãos no bolso e olhou em volta- Preciso de amigos solteiros- Revirou os olhos e confessou um sorriso, tranquilizando Park, ela sabia que as coisas estavam difíceis.

- Tudo certo no café?- Penélope falou mais alto pois a música já estava alta.

- Sim!- Um menino de poucas palavras.

- Bom…- Olhou a namorada de relance- O que você tanto conversa?- Curiosa.

- Estava tentando convencer Hope de vir, ela ainda está mal por conta do que rolou com Landon- Voltou a digitar fazendo uma careta.

- Ainda?- Sabia que não podia julgar, principalmente agora, que sabia os dois lados da moeda.

- Sim…- Josie mordeu os lábios digitando, parecia difícil.

- Cherry! Mais uma!- A barwoman acenou de longe, sempre pronta. Penélope voltou a sua atenção para o menino ruivo.

- Lisa é um saco, não sei como você aguenta ela- Derek revirou os olhos.

- Sério? Ela costumava ser tão legal comigo- Sorriu convencida ao receber um dedo do meio do menino.

- Ela está ai, você sabe, né?- Levou a mão a sobrancelha e começou a mexer com o piercing.

- Ela está?- Sua boca secou.

- Vi ela quando entrei- Olhou em volta, aquele lugar estava enchendo.

- Tranquilo- Fez pouco caso, mas Derek a conhecia bem demais.

- Ali!- Apontou para um monte de pessoas.

- Aonde?- Soou mais curiosa e afobada do que o esperado.

- Idiota- Debochou da cara da menina.

- Vá a merda- Mostrou o dedo do meio e fitou o balcão, lá estavam os 7 copos cheios.

- Oi, Park- A voz.

- Merda- Sussurou, virou-se encontrando-a- Oi, Lisa- Engoliu a saliva e tentou organizar seus pensamentos, Josie tirou o olhar da tela apenas por reconhecer o nome.

- Faz tempo que eu não te vejo- Sorriu, Penélope praguejou, ela não estava tão diferente, ainda usava o mesmo corte de cabelo e contornava seus olhos com uma fina linha preta, as sardas em seu rosto pareciam mais evidentes porém.

- Sim… Muita coisa mudou- Apertou a mão de Josie.

- Não muita coisa- Só a voz dela parecia provocação.

- Oi- Josie se intrometeu enquanto Derek acompanhava de camarote- Josie- Sorriu simpática.

- Lisa- Olhou-a de cima a baixo, como um scanner- Enfim, vamos sair um dia, colocar o papo em dia- Sorriu de canto de boca e saiu, como se soubesse tudo o que causava.

Shot!- Penélope deu um copo para cada e virou, antes mesmo de brindar, os dois estranharam mas levaram o copo a boca, terminando mais um.

- Já volto- Josie deu um beijo na bochecha de Park e saiu, praguejou, mas precisava resolver algumas coisas, depois guardaria o celular e daria 100% de sua atenção para Penélope Park.

- Você ainda sente coisas pela Lisa?- Derek contornou a borda do pequeno copo com o dedo.

- Não- Mentiu.

- Penélope…- Levantou o olhar.

- Eu amo a Josie- Era a verdade.

- Não foi essa a pergunta- Esticou-se repousando o copo vazio ao lado dos cheios.

- Você acha que existem pessoas que nós não podemos esquecer? Tipo… Nunca?- Mordeu os lábios apreensiva.

- Acho- Fechou os olhos com calma.

- Ela ainda mexe comigo- Confessou o que guardava a tanto tempo.

- É memória, Penny- Sorriu para a menina.

- Como assim?- Não entendeu.

- Você tem carinho, passaram por muitas coisas juntas, você sabe como é gostar dela, é como… Nostalgia, sabe?- Penélope se perguntou quando Derek tinha ficado tão bom em conselhos, ele sempre foi melhor que ela nessas áreas mas quando tinha ficado tão melhor?

- Faz sentido- Alcançou outros copos, entregou um para o menino e virou o líquido na garganta ignorando a queimação.

- P!- Jed se aproximou, todo mundo que ela conhecia estava naquele bar.

- Jed- Penélope encarou o primo, ele estava acompanhado de um lobo que não lhe era estranho e Kaleb.

- Já começou?- Era óbvio, o som estava muito alto.

- Não- Caiu na risada junto de Derek.

- Grossa- Rolou os olhos- Aonde a Josie está?- Olhou em volta à procura da morena.

- Lá fora…- Deu alguns passos para verificar se estava tudo bem, pode ver a menina de longe, conversava animada com alguém, imaginou que ela tinha conseguido tirar Hope daquela prisão, mas mais um passo e seu tapete foi puxado- Sério? Até aqui?- Bufou e encarou os dois meninos a sua frente, as peças encaixaram-se.

- O que foi?- Jed seguiu com o olhar, para ver se conseguia entender.

- Quer saber? Vocês dois encalhados poderiam me ajudar nisso- Apontou para Derek e para Jed.

- Quem você está chamando de encalhado?- Derek colocou a mão no peito, sentindo-se ofendido.

- Vá a merda- Mostrou o dedo do meio e admirou a conversa pelo vidro- É sério- Levantou as sobrancelhas e encarou os dois.

- O que foi?- Jed perguntou mais uma vez.

- Até eu estou curioso- Kaleb levou o copo de cerveja a boca, tomando um gole.

- Conversem com a Jade- Plantava a semente.

 Ao mesmo tempo que Jed cuspiu um “Não”, Derek disse com calma “Quem é Jade?”

- Aquela ali- Apontou pela janela para os dois meninos ao seu lado.

- Não, Penélope- Jed esbravejou.

- Você é um idiota- Encarou Derek esperançosa.

- Ela é bonita- O ruivo ajeitou a camisa que usava, ele não era muto expressivo.

- Finalmente!- Não era ciúmes, era simpatia com a menina nova, ela precisava de amigos, bom, de mais amigos que não fossem Josie.

 Jed até tentou discutir mas sabia que não conseguiria tirar nada da prima, robou um shot e saiu animado junto do grupo, não precisava que ninguém lhe arranjasse uma namorada. Penélope começou a conversar com Derek a espera do bote, quando Josie entrou tudo ocorreu suavemente, o ruivo chamou a loira para dançar e Penélope pode finalmente apreciar tempo de qualidade com sua namorada.

- Pera aí!- Penélope impediu que Josie pegasse um dos copos.

- O que?- Olhou curiosa.

- Você sabe como tomar tequila?- Abaixou o olhar, provocando-a.

- Você vai me ensinar?- Mordeu os lábios e encarou Penélope.

- Eu sou uma ótima professora- Confiança caia bem em Josie- Primeiro- Passou a mão pelo cabelo de Josie, posicionando-os atrás, dando livre acesso ao ombro nu- Sal- Deu um beijo molhado e em seguida colocou um pouco do sal- Depois- Pegou o limão- Limão- Colocou-o na boca de Josie- E agora- Sorriu ao ver a cena, talvez já estivesse sofrendo os efeitos do álcool- Tequila- A menina abaixou, lambendo o sal no ombro, subiu e retirou o limão com a boca, dando um semi beijo, colocou de lado o resto e virou o shot de tequila, sim, aquele era o melhor jeito de beber, abriu os olhos e sorriu ao ver a expressão no rosto de Josie.

- Deixa eu ver se eu entendi- Esticou-se pegando os ingredientes.

*

- Meu Deus, o que aconteceu?- Josie acordou em um pulo, sem saber aonde estava, como se tivessem roubado um pedaço de sua memória.

- Oi, Jojo- Penélope se aproximou, sentando-se ao lado da menina.

- Aonde nós estamos- Olhou em volta, tentando reconhecer o lugar, mas sua cabeça ainda rodava.

- Na minha casa- Abaixou-se deixando um beijo casto nos lábios da morena.

- Mas seus pais…- Começou aflita.

- Não estão, relaxa- Sorriu confortando-a- Você demorou para acordar, até fiquei preocupada- Deu uma risada- Fiz um suco e um sanduíche se quiser- Apontou para a mesinha, lá estavam os citados.

- Você não está com dor de cabeça?- Fechou os olhos amaldiçoando a claridade.

- Eu não tenho ressaca, Jojo- Afastou-se mais uma vez- Mas se quiser tem remédio na primeira gaveta- Gritou do corredor.

- O que aconteceu?- Levantou-se ainda tonta.

- Você não lembra?- Apareceu na porta.

- Só algumas coisas- Coçou os olhos e tentou lembrar, não tinha nada mais do que flashs.

- Até aonde você lembra?- Aproximou-se, retirando da primeira gaveta um comprimido, esticou-o para a garota junto do copo de suco.

- Música… Alta, bem alta… Tequila, muita tequila…- Sua cabeça doía, tomou o comprimido e deu um grande gole do suco.

- Foi bem divertido- Park sorriu sapeca mas Josie não entendeu do que se tratava.

- A gente fez body shot?- Lembranças.

- Sim- Caiu na risada.

- Eu subi no palco?- Mais lembranças.

- Sim- Esticou-se deixando um beijo, não cansava, os lábios de Josie eram muito beijáveis.

- Derek e Jade!- Gritou depois de tomar mais um gole.

- Sabe qual foi a minha parte favorita?- Provocou

- Qual?- Josie podia ver com clareza agora, estava com uma camiseta larga, perguntou-se aonde estava seu vestido, mas isso não demorou para ser respondido, estava no chão, mais para frente pode ver seu sutiã e sua calcinha, o que tinha acontecido?

- Eu ainda estou tentando me decidir se foi quando você fez um streapteese ou quando você sussurrou no meu ouvido “Vamos para casa, quero transar”- Penélope observou cada reação de Josie.

- Eu fiz isso?- Escondeu o rosto com as mãos, sentindo o rubor.

- Foi bem sexy- Penélope se jogou contra ela, deitando-se, envolvendo-se pelos braços e pernas.

- Que vergonha!- Martirizou-se.

- Você tentou no banheiro do bar antes mas eu não quis- Penélope beijou-a e então se afastou, levantando-se.

- O que?- Josie começou a praguejar suas lembranças, nunca mais beberia, em toda sua vida- Isso aconteceu mesmo?- Encarou Park que estava encostada no batente da porta.

- Talvez- Sorriu sapeca- Come, vai te ajudar!- Gritou desaparecendo pela porta, estava usando somente uma grande camiseta então Josie pode ver a beirada de sua bunda sumindo, gritou no travesseiro e caiu na risada, merda.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...