História Never Let Go... - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Personagens Originais
Tags Bangtan, Bts, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin
Visualizações 21
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quem está preparado para o tiro de amanhã?

Só que que BigHit não me mate antes com mais teaser ou informação....

Ha! Por enquanto os acontecimentos são de 2017, depois do BBMAs e antes do AMAs.

A época do AMAs será bem importante para a nossa história......

Boa leitura pessoal.

Capítulo 5 - Awake


- Pensando nela de novo, não é? - Sou interrompido dos meus pensamentos por Jimin que está sentado na minha frente, me analisando com o semblante curioso.

- Aish! Ainda não consigo entender como você sempre sabe quando estou pensando nela – disse suspirando. Reparei que a música já tinha acabado faz tempo e nem tinha percebido disso e que Jimin havia sentado na minha cama. Eu devia ter tido um belo de um devaneio.

- Hyung, nós convivemos juntos há tanto tempo que eu sei todas as suas expressões. E quando você pensa nela, fica com uma cara de bobo e ao mesmo tempo parece triste. Ainda tenta achar ela pelas redes sociais?

- Você sabe que sim. Todos os dias. Às vezes me pergunto se ela realmente tem alguma conta na web, mas é impossível ela não ter. Primeiro pelo curso que ela fazia, Economia, e segundo que pelo que conheço, ou conhecia dela, era a pessoa mais integrada em tecnologias e internet que já vi – disse me sentindo desapontado por nunca ter achado um vestígio se quer dela nestes quase 5 anos.

Depois dela excluir o e-mail, excluiu as contas em redes sociais também. Ou mudou o nome nos perfis e me excluiu. Acho a segunda opção mais provável.

Antes disso, eu olhada suas redes todos os dias, admirando-a e me lamentando por ser um babaca. Por sorte, salvei todas as fotos dela e consegui guardar comigo para vê-la sempre e me torturar disso antes que ela desse um fim em qualquer contato comigo.

Eu também guardei todas as nossas fotos juntos, presentes e qualquer coisa que me lembrasse dela. Isso é meio doentio, eu sei, mas não consigo controlar. Então me chame de doente, não ligo.

- Jin hyung, eu acho que vou falar isso para você pela milésima vez que não é saudável isso, isso só te machuca cada vez mais e eu me preocupo com você. Porém, como nunca senti o amor que você diz que ainda sente pela Kate, não vou te julgar. Só não acho que isso irá acabar bem.

Ele tinha razão, não iria. Consegui aguentar até que bem, tentando criar em minha cabeça um conto de fadas do nosso reencontro.

Mas então ficamos mais conhecidos ao redor do mundo e veio convites para shows maiores na América, o BBMAs, o prêmio de Top Social Artist e os olhos dos veículos americanos em nós. Isso fez com que eu criasse mais esperanças de conseguir vê-la, de por ironia do destino de “achar” ela e algum lugar ou até mesmo dela me procurar, já que não era tão difícil de achar um contato do Bangtan ou BigHit.

- Você ainda pensa que vai conseguir reencontrá-la? – Acordei de mais um devaneio com a perguntar de Jimin

- Eu sonho com isso Chim Chim. Mas confesso que minhas esperanças estão cada vez menores, todo esse tempo eu se quer consegui achar o contato dela. Os amigos dela daqui dizem que não conseguiram mais contato com ela depois que voltou para a América. Já procurei ela por todo tipo de nome e imagem possível, incluindo os pais. Parece que ela sumiu desse mundo.

- Hyung, você parou para pensa que ela talvez não queira ser achada? Ela cortou todos os contatos com você e com as pessoas que poderiam ter contato com você e dizer sobre a vida dela. Sem contar que estamos bem famosos nos Estados Unidos, e se ela trabalha na área que ela queria, impossível não saber da gente. Talvez ela não queira te ver de novo.

- Não está me ajudando Park Jimin – disse me lamentando e colocando o travesseiro no meu rosto.

- Estou sendo realista, você deveria ser também. Quem sabe assim consegue seguir em frente... – ao dizer isso, Jimin tocou em um caminho perigoso.

- Eu não quero seguir em frente! Eu quero ela de volta, será que não dá para entender?! – Explodi falando mais alto.

- Calma hyung! Não quis ofender, mas me preocupo com a sua saúde e a cada ano você fica mais obcecado pela Kate, ao ponto de delirar enquanto dorme a noite. E está ficando pior nos últimos meses. Até mesmo o Taehyung que é distraído daquele jeito, percebeu que você está ficando impaciente ultimamente. – Ele me olhou com os olhos arregalados e colocou as mãos em meus ombros, tentando me acalmar.

Para as pessoas que me veem nos shows de TV, entrevistas, encontro com fãs conhecem meu lado brincalhão, confiante, com as piadas de pai bobas e expressões engraçadas. Mas o que as pessoas não conhecem é o meu lado sério e melancólico as vezes.

Eu tenho meus dias tristes, meus dias sem paciência, meus dias de saco cheio de tudo isso. Todo mundo tem. Eu tento ao máximo não mostrar isso, porque quero fazer as outras pessoas felizes, porque isso me faz bem, me faz feliz.

Só que ultimamente todas as vezes que tento melhorar minha autoestima com isso, me vem sempre a mente que a pessoa que eu mais queria fazer feliz, não consigo. Porque eu não sei onde ela está.

 

Eu suspirei fundo depois de perceber o que fiz com Jimin. Ele só quer me ajudar e eu dando meus ataques sem noção.

- Desculpe, droga eu gritei com você! Me perdoe, mas isso está me matando. Será que um dia eu vou conseguir encontrar a Kate? Será que não vai ser tarde demais? – olhei para Jimin com lágrimas nos olhos, cansado dos pensamentos que não saem de mim.

- Poxa hyung, não fique assim – ele disse me abraçando.

E assim ficamos abraçados uns 2 minutos, até Jimin se desvencilhar de mim com uma cara de quem tinha achado a fórmula do crescimento e finalmente ficar mais alto que o Maknae.

- Tive uma idéia! Eu vou te ajudar, mas acho que pode demorar. Você lembra de onde ela veio não é? Digo a cidade? Há! E também a Universidade que ela cursava lá antes de fazer intercâmbio aqui?

- Sim, claro. Ela é de Nova York e ela estudava na Columbia University – disse olhando ele estranho.

- Columbia? Caramba ela é inteligente hyung, é uma das melhores do mundo! Mais especificamente a 14ª no ranking mundial – ele disse impressionado.

- Ela é mesmo, me irritava as vezes quando ela começava com seus monólogos que mais pareciam matérias da Discovery ou do History Channel – disse soltando um riso, lembrando as inúmeras vezes que ela ativava o modo “nerd hard”, me fazendo entender o igual a nada do que ela dizia.

- Mas me diz como você pode me ajudar Park? Aliás como você sabe que a Columbia é uma das melhores do mundo?

- Eu leio sobre muitas coisas hyung, e gosto de ler sobre ranking de diversas coisas. Você poderia ler, quem sabe poderia ter pensado em procurar nos anuários da Columbia University, ou pesquisar no site deles algum vestígio dela, não é?

Eu fiquei olhando uns 5 minutos em choque para Jimin. Primeiro, esse garoto é mais inteligente do que pensei, segundo, porque não pensei nisso antes? Como eu sou mula!

- Meu deus Chim Chim, você é um gênio! Porque não pensei isso antes?

- Isso me admira não ter pensado mesmo. Você é bem inteligente Jin, devia ter pensado nisso. Sério que você nunca tinha cogitado isso nesse tempo todo? – olhei com expressão de tédio para ele depois de ouvir isso, mas na verdade ele tinha razão em pontuar toda a minha lerdeza.

- Ok, ok, não pensei. Até procurei algo sobre a Universidade, mas nunca pensei no anuário. Como vamos fazer isso?

- Vamos dividir as tarefas, eu fico com o anuário e você com reportagens e informações que aparecerem relacionadas a Columbia.

- Eles têm o anuário digital?

- Eu sei que aqui na Coréia tem, lá pode ter também. Não vivemos mais na época do Soju com rolha.

- Engraçadinho. Então vamos fazer dessa forma. Vou começar a pesquisa agora mesmo – disse me animando e levantando para pegar meu computador.

- Obrigada Chim Chim, você me tirou um pouco da tristeza.

- Eu estou do seu lado hyung, sempre. Somos “irmãos” lembra?

- Sim! Nós somos! Decreto neste momento a procura oficial por Katherine Reynolds que se perdeu no mundo do chá de sumiço! – disse batendo um toque de mãos com Jimin.

- Decretado! Vou pegar meu computador também.

Jimin me deu uma esperança e agora nem que eu tenha que saber o dia que o fundador da Columbia comeu carne pela primeira vez, eu vou saber o que aconteceu com a Kate...


Notas Finais


Estão vivos?

O que acharam do modo inteligente do Jimin? Será que eles vão conseguir alguma informação da Kate?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...