História Never Surrender - Capítulo 7


Escrita por: e Alien-Ero

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shion
Tags Amor, Futebol!, Hinata, Manchester City, Naruto, Ódio, Pep Guardiola, Shion, Vingança
Visualizações 133
Palavras 3.285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eae pessoal, desculpem a demora, tive uns problemas ai, não queria que afetasse a história, mas estou de volta, e trago um novo capítulo fresquinho pra vocês!
Boa leitura!

Capítulo 7 - Karaokê Party (parte final)


Capítulo 7

___________ Narrador On ____________

- Perfeito... - Falou o loiro de olhos azuis, dando um beijo na testa da loira e se levantando logo em seguida. - Agora é minha vez... - Pegou o tablet sobre a mesa e escolheu duas músicas, Snuff da banda Slipknot e Pumped Up Kicks do Foster the people, ambas as músicas passariam mensagens discretas e subliminares para cada um dos presentes na sala.

O loiro olhou por alguns minutos para as músicas que havia escolhido, indeciso sobre a ordem em que as cantaria, talvez Snuff? Seria um bom começo, em pensou por alguns segundos e decidiu tentar escolher na sorte, fez aquele tradicional jogo da mamãe mandou, e então por escolha do "destino" foi eleita a Snuff primeira, ao contrário da outra, esta tinha um sentido único e forte, diretamente para a azulada, que diga-se de passagem merecia uma tortura segundo a mente vingativa do Uzumaki.

O homem tomou ar em seus pulmões e respirou devagar, subindo ao palco, pegando o microfone, esperou por segundos o som tocar e assim como na música o instrumental demorou uns 25 segundos até que ele começasse a se pronunciar.

- Bury all your secrets in my skin... - Começou a cantar, ele parecia possuir a incrível habilidade de moldar sua voz, e assim cantava aparentemente bem e no tom certo, com sentimento e esforço, e sem deixar de lado as representações, que nessa parte se resumiu em um gesto simples apontando com o dedo para a pele de seu braço. - Come away with innocence... And leave me with my sins... - Ele então lançou um olhar direto a Hyuuga que o encarava em retorno, cada palavra que saia da boca do loiro seguindo a melodia era simplesmente para ela, para demonstrar a intenção dele de maneira subliminar. - The air around me still feels like a cage... And love is just a camouflage... For what resembles rage again. - Cerrou os punhos e caminhou alguns passos em direção a azulada, mas em segundos se virou para trás friamente.

Todos no local se encararam e depois se viraram para o loiro, não esperavam que aquele rapaz cantasse de tal forma, a azulada se martirisava mentalmente, já que segundo seu conhecimento de inglês a música não parecia ser "feliz", pelo contrário, o próprio nome quando utilizado pra definir gênero de filme é traduzido como um filme onde há brutalidade, assassinato, tortura e etc, um filme perturbador e nada adequado a quem tem estômago fraco. O cantor tomou fôlego e voltou a cantar.

- So if you love me, let me go... And run away before I know... - Voltou a cantar com um tom calmo e relativamente perfeito para tal parte da música. -My heart is just too dark to care... I can't destroy what isn't there... Deliver me into my fate! - Seu tom aumentou progressivamente com o decorrer as palavras. Fez uma pausa rápida deixando o ritmo e a batida ao fundo se sobressair na sala. - If I'm alone, I cannot hate... I don't deserve to have you.... My smile was taken long ago... - O loiro sorriu para a perolada alguns segundos e o sorriso se dissipou dando lugar a um lábio cerrado e uma feição mal encarada. - If I can change, I hope I never know... - Disse com tanta pessoalidade e seguindo a risca o tom da música que parecia ter sido ele o compositor.

Hinata baixou sua cabeça enquanto os outros encaravam o espetáculo perplexos, Karin ao menos não parecia supresa, devia estar a pensar "Puxou isso da mamãe", afinal Kushina tinha um belo futuro como cantora, a voz dela era única, mas um acidente inesperado com nome de Naruto surgiu e a fez melhor mãe que cantora em pouco tempo. A melancolia da música invadia o local e os olhos lilases de Shion brilhavam enquanto contemplavam o Uzumaki brilhando no karaokê, Shikamaru balançava a cabeça desaprovação a inteligência do armador de jogadas mais talentoso da época era o suficiente para entender o motivo da escolha de tal música, afinal o Nara já desconfiava que Naruto tentaria se vingar, não era algo no qual Shikamaru se meteria, mas ainda achava errado e diria para o loiro o mais rápido possível. Konohamaru, o mais novo encarava seu " ídolo " cantando como um fã obcecado, achava Naruto talentoso, e após tal show espantosamente o via com mais talento ainda. O Uchiha abraçado com sua rosada encarava o show, parecia curtir a música, e com o passar de cada palavra cantada parecia apreciar ainda mais a música, a tal momento já havia se separado da menor por um motivo desconhecido.

- I still press your letters to my lips. - Voltou a cantar. - And cherish them in parts. Of me, that savor every kiss! - Seguia a melodia como o próprio, vocalista da banda, parecia ter o timbre perfeito para tal canção. - I couldn't face a life without your light... But all of that was ripped apart... When you refused to fight. - Terminou mais uma parte, então sorriu de canto encarando a azulada de cabeça baixa, o Loiro sabia que a menor tinha um conhecimento fluente do Inglês e que ela entendia cada palavra que saia de sua boca e estava feliz em torturar a garota.

A azulada sentia um aperto no peito a cada segundo que a música avançava, isso seria dolorido para a menor, a música parecia um açoite que ao invés de bater nas costas e rasgar a carne, dilacerava o coração da pobre Hyuuga, ela começava a sentir uma grande vontade de chorar e uma lágrima correu por seus olhos forçou suas pálpebras a se fecharem tentando impedir o chorou e deu um soluço se contendo, o Kiba ao seu lado percebeu algo estar acontecendo com a mulher e levou sua mão a costa da mesma e acariciou a região, Naruto instintivamente cerrou os punhos sem entender o por que daquilo afetar ele ainda daquele modo, se controlou resistindo a vontade de surrar o Inuzuka, e voltou a cantar a música que já estava próxima do fim.

- So save your breath, I will not care... I think I made it very clear... You couldn't hate enough to love. - Começou a cantar de olhos fechados. - Is that supposed to be enough? I only wish you weren't my friend... Then I could hurt you in the end... I never claimed to be a saint. - Nesse instante sorriu abrindo os olhos, ele realmente não se sentia um santo fazendo tão mal a Hyuuga, mas se sentia tão bem com isso, desconfortável um pouco, mas bem. - My own was banished long ago... It took the death of hope to let you go. - Respirou fundo e deixou o som correr no fundo por mais tempo.

No decorrer de cada segundo, Naruto se deliciava mais do início suculento de sua vingança, sorria de maneira sádica enquanto os outros o encaravam perplexos, exceto a perolada a qual se mantinha de cabeça baixa se negando a encarar o carrasco que a torturava, ela sabia o porque daquilo, ou ao menos imaginava, a música ecoava em sua mente como se ele estivesse falando diretamente com ela, e ainda assim se negava a acreditar que o Uzumaki a quem tanto amou havia se tornado tão cruel. Então o loiro voltou a cantar.

- So break yourself against my stones... And spit your pity in my soul... You never needed any help... You sold me out to save yourself. - Começou a última parte da música metodicamente seguindo a risca o ritmo melancólico e profundo de Snuff. - And I won't listen to your shame... You ran away - you're all the same... Angels lie to keep control... My love was punished long ago

If you still care, don't ever let me know... If you still care, don't ever let me know, donit ever ler me knooooooooooooow. - Improvisou um ótimo final, e ofegante se curvou em reverência aos presentes e sorriu. - Só pra deixar claro, essa música não tem referência a nenhum presente! - Disse friamente encarando Hinata que se levantou sem levantar a cabeça e se dirigiu a porta.

- Vou ao toalete... - Disse com a voz triste e embargada, mas todos estavam deveras perplexos para a seguirem, exceto a rosada que se levantou em um instinto e encarou o loiro com um olhar agressivo.

- Satisfeito? - Perguntou séria.

- Com a Champions que ganhei e o show que acabei de dar? Mas é claro! - Exclamou e a rosada deu um passo em direção ao loiro cerrando os punhos. - O que foi? Estamos em um Karaokê, não é normal cantarmos? - Perguntou o Uzumaki friamente, e logo mostrou o dedo médio a rosada, que olhou para Sasuke que abaixou a cabeça em desaprovação, e então apenas se virou e saiu do local indo em direção ao banheiro atrás de Hinata, frustrada com o que seu "amigo" acabara de fazer ali.

Todos olharam para Naruto que com naturalidade seguiu em frete até a mesa para dar play na música que cantaria em seguida, mas sua ação fora pausada ao ouvir o Inuzuka desferir umas merdas por sua boca.

- Que frieza...! - Disse o amante de cães em tom baixo pensando que não seria ouvido.

- Sabe de uma coisas Kiba, posso realmente ter frieza, e não me surpreende você não ter isso, caso contrário seria um bom cobrador de pênaltis, já que este é um atributo importante para isso. - Disse em tom sério e agressivo, carregando um certo ódio e desdém.

Todos olhavam para Naruto, não acreditavam o quanto tinha mudado, Shion não estava muito surpresa já que o acompanhara ma Inglaterra havia sido sua melhor amiga e fiel confidente, assustados com a frieza da Uzumaki calaram-se, alguns encaravam o "cantor" com raiva e desprezo, em maioria as garotas, Tentei cutucou Neji com o cotovelo, dizendo para que ele fizesse algo, mas o pálido se recusou, apesar de não ter apreciado os atos do loiro ela conhecia os motivos e internamente pensava que se estivesse em seu lugar faria o mesmo.

- Robert's got a quick hand... - Começou a música seguinte com a mesma maestria da anterior. - He'll look around the room he won't tell you his plan... He's got a rolled cigarette... Hanging out his mouth, he's a cowboy kid. - Fingiu tirar um chapéu de sua cabeça e sorriu de canto. - Yeah, he found a six shooter gun... In his dad's closet, hidden in a box of fun things, And I don't even know what... But he's coming for you, yeah, he's coming for you! - Fingiu sacar uma arma e começar a atirar nas paredes encarando um a um dos presentes exceto Shion e Karin.

Ambos se entre olharam, não sabiam o que aquilo significava mas Kiba começara a trancar o ânus, obviamente com medo do que o louro havia se tornada nesses três anos e alguns meses que se manteve fora na Inglaterra. Naruto mantinha um sorriso sádico nos lábios a cada palavra que cantava, se deleitava nas faces com expressões surpresas e a melhor, a cara de Kiba se borrando de medo.

- All the other kids with the pumped up kicks, You better run, better run, outrun my gun... - Começou o refrão fingindo atirar para o ar, usando os dedos como armas. - All the other kids with the pumped up kicks... You better run, better run faster than my bullet! - Cantou finalmente apontando sua pseudo arma para o moreno Inuzuka e fingido atirar, e o "alvo" arregalou as orbes e quase salto do sofá, enquanto o louro apenas repetia o refrão. - Daddy works a long day... He be coming home late, yeah, he's coming home late... - Ele sentia essa parte como uma mera banalidade, já que ao contrário de seus "amigos" seu sempre o apoiou. - And he's bringing me a surprise, cause dinner's in the kitchen and it's packed in ice. - Continuou seguindo o ritmo e o tom da música de maneira perfeita, nem Foster The People imaginaria como seria perfeito se o loiro fizesse um cover da música.

Shion o encarava com um olhar apaixonado, sem ao menos ligar pro que o mesmo cantava, apenas o encarava com suas orbes brilhando, ele parecia tão pleno e corajoso, tão invejável, tão desejável.

- I've waited for a long time... Yeah, the slight of my hand is now a quick pull trigger... I reason with my cigarette... Then say: Your hair's on fire... You must have lost your wits, yeah! - Naruto estava a cantar tão bem, exibia os seus sentimentos obsessivos, raiva, ódio, decepção e o desejo de vingança em cada verso da música e, talvez esse sentalismo fosse o melhor para a música, dava mais vida e veracidade a canção.

Muitos no local engoliram seco e estavam surpresos e assustados com a personalidade que Naruto demonstrava enquanto cantava, era como se ele cantasse com puro ódio, como se a cada palavra fosse um tiro da direção dos ouvintes.

- All the other kids with the pumped up kicks, You better run, better run, outrun my gun... All the other kids with the pumped up kicks, You better run, better run faster than my bullet! - Cantou o refrão perfeitamente encarando cada um na sala por alguns segundos, com um olhar sádico e um sorriso psicótico nos lábios, e assim repetiu o refrão por mais algumas vezes, Konoharamaru estava perplexo e surpreso, não entendia o que seu astro esta se tornando, era como aquele engraçado e divertido loiro que conheceu no passado se tornasse um sádico sedento por vingança , e o Sarutobi nem percebeu a sua amada sair pela porta preocupada com a irmã mais velha.

Em um banheiro não muito distante dali...

- Saky-chan eu sou uma idiota! - Hinta estava ajoelhada ao chão abraçada com Sakura, enquanto a rosada acariciava seus cabelos.

- Não diga essas coisas! - Disse a Haruno.

- Eu fui cruel com ele e agora começo pagar por isso! - Disse sentindo o aperto no peito ficar maior. - Eu pensei que se ele voltasse agora, famoso e talentoso poderíamos reatar, agora com a bensão de meu pai! - Reclamava se sentindo má, e um lixo, o jeito que Naruto acabara de agir a havia machucado, como se ele perfurasse o peito da jovem a causando uma dor inimaginável.

- Ele é um idiota, você merece mais que ele! - Disse a rosada a apertando forte contra si, tentando reconfortar a amiga.

- Não minta pra mim Saky... - Disse a azulada em prantos. - Eu sei que mereço isso, se eu o amo deveria ter ficado do lado dele, e não ter seguido as ordens de meu pai! - Assumiu a culpa, mas isso só a fazia se sentir ainda pior do que já estava, ela soluçava em meio as lágrimas que saiam em grande quantidade de seus olhos.

- Não diga isso! Ele devia ter entendido a situação, você não tinha escolha! - Disse a rosada com tom compreensivo.

- Saky-chan, sabe que eu estava errada, abandonei ele em uma depressão, por causa das vantagens que o nome Hyuuga me dava! - Se auto torturava com tais pensamentos e falas.

Sakura estava próxima a abrir a boca para dizer algo quando fora interrompida pelo som da porta se abrindo, e assim Hanabi surgiu na porta com um olhar assustado e preocupado mutuamente, correu até onde estavam e se ajoelho ao lado das duas, logo abraçando a irmã.

- Ah, Hana eu sou um monstro! - Afirmou a maior em meio aos soluços.

- Não você não é! Ele que se tornou um monstro, ele parecia um psicopata canta do Pumped up Kicks! - Revelou mais nova com ar preocupada com a irmã e logo começando a acariciar os fios de cabelo da mesma.

- Como assim? - Perguntou a Haruno com uma expressão surpresa.

- Parecia que ele matar a gente a qualquer momento, sem falar que quase fez o Kiba chorar! - Explicou a menor um pouco eufórica, apertando a irmã contra si de maneira protetora.

- Eu criei um monstro? - Perguntou Hina se culpando pela mudança do Uzumaki, afundando o rosto na curva do pescoço de sua irmã mais nova.

- A culpa não é sua! - As outras duas exclamaram em sintonia.

Enquanto isso na sala do Karaokê...

A sala estava em silêncio, mas era evidente uma tensão no ar, quase todos no local encaravam Naruto com certo medo e surpresa, a verdade era que o loiro estava a adorar a sensação de poder que estava a sentir, se sentia sobre o controle, agora começava a pensar se Nicolau Maquiavel estava erra mesmo quando disse "Melhor ser temido do que amado". O loiro já estava sentado entre sua irmã e Shion e os braços do mesmo envolviam as duas garotas, Shion se sentia bem com aquela proximidade que tinha com seu adorado primo, já Kari se sentia desconfortável com tal melação do irmão. Shion se deitou no ombro do maior e sentiu-se tão bem, como se aquele fosse o melhor travesseiro do mundo.

- Ainda está cedo... Que tal jogarmos um pouco no campinho da cidade? - Perguntou Konohamaru tentando quebrar o gelo.

- Por mim tudo bem, só que vou chamar o Nagato também! - Disse o loiro e então olhou para os demais. - E vocês?

- Por mim eu topo, não tenho nada melhor pra fazer. - Disse Sasuke com certo desinteresse.

- Eu também vou! - Afirmou o cosplay de Wesley Safadão. - Tenho que manter o ritmo de jogo. - Disse com profissionalismo.

- Isso é tão trabalhoso, estamos de férias! - Disse Shikamaru. - Mas vou pelos nossos velhos tempos. - Afirmou.

- Acho que vou também! - Disse Kiba relutante e receoso.

- Okay... Nós vamos chamar as outras garotas, nos esperem lá fora! - Disse tentei puxando Karin, e Temari puxando Shion, a ruiva e a loira encararam Naruto com um olhar de súplica, mas o mesmo deu de ombros sem entender nada.

Em seguida os rapazes se levantaram e se dirigiram a até a porta indo em direção a saída do estabelecimento, onde esperariam as mulheres. Enquanto isso as garotas caminhavam em direção ao banheiro feminino em passos ágeis e largos.

- O Naruto ta tão... Estranho! - Afirmou Tentei puxando assunto.

- Ele sempre foi estranho! - Disse Karin revirando os olhos.

- Mas eu concordo com a Ten, ele está mais frio não parece o mesmo. - Disse Temari com tom calmo e sutil.

- Me desculpem se for rude, mas vocês estão enganadas! - Afirmou Shion caminhando de cabeça baixa ao lado das outras três. - Ele é o mesmo, apenas aprendeu com seus erros, ele mesmo diz isso! - continuou. - Eu o acompanhei todo esse tempo, vocês não sabem o que ele teve que superar, mudar de país afundado em uma depressão é muito difícil, ele merece desfrutar desse momento, é o momento dele! - Disse com os olhos brilhando, Naruto tinha uma história inspiradora de superação, e as outras garotas se calaram até chegarem ao banheiro.

Abriram a porta e firam Hinata já recomposta que as encarou com os olhos abatidos e sorriu falso, Shion revirou os olhos e se virou, Shion nunca aceitaria ser amiga de Hinata depois do que ela fizera com Naruto. As garotas contaram as demais sobre a idéia de Konohamaru e então saíram em direção a porta, e então alguns minutos depois todos que estavam no Karaokê estavam no campo da cidade, que estava deserto diga-se de passagem.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpem pela demora mais uma vez, obrigado por lerem, e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...