História No seus braços eu encontro a minha paz - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Orgulho e Paixão
Personagens Aurélio Cavalcante, Camilo Sampaio Bittencourt, Jane Benedito, Julieta Sampaio Bittencourt "Rainha do Café", Susana Adonato
Visualizações 294
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente esse capítulo ta puro mel!! Espero que gostem

Capítulo 11 - Desatando os nós - parte 2


...Julieta: Lady Margareth ... não sabia que iria vim. Se levantou lhe encarando

Lady Margareth: Vim tratar de negócios. Penso que para isso não existe hora certa, sim?!! Julieta odiava aquele tom debochado que ela tinha

Julieta :Claro que não. Ao meus escritório por favor. lhe fez menção do caminho. Barão, Aurélio com licença.

Aurélio sabia que Julieta não  suportava aquela mulher, ainda mais pelo mal que ela causava a Darcy e Elizabeta

Aurélio :Pegou em sua mão Tenha calma !! Julieta lhe respondeu com um sorriso fraco, e se direcionou ao escritório

L.Margareth: Comigo a frente da obra da ferrovia tudo voltara a funcionar,a pleno vapor falava enquanto  se sentava na cadeira, Julieta fez o mesmo.

Julieta: Darcy sempre regeu tudo muito bem. O que nos atrasou foi a resistência de alguns proprietários na  compra das terras. Me arrependo de ter solicitado seu afastamento .

L.Margareth:Julieta ele não estava mostrando resultados, por isso ouve o seu afastamento. Não iria investir no Vale e deixa-lo perder tudo.

Julieta:Também investi muito na região!! O que esta atrapalhando o andamento dos negócios são motivos pessoais.

L.Margareth:O que quer disse com isso?

 Julieta:Você não tem interesse na ferrovia,se for preciso me prejudicará! Você e Suzana se aliaram contra mim.

L.Margareth: Se aliaram... sorriu com deboche quanto drama Julieta!! Você a expulsou e ela veio ate mim. O que a de mal nisso?

Julieta:Tudo! Se vocês trabalham juntas,não serei mais sua sócia. A vingança que esta promovendo a Darcy, se ouver algum motivo,não pensará duas vezes em promove-la contra mim também.

L.Margareth: Tem  muito dinheiro nisso. Vai desfazer tudo por causa de especulações!! ela estava alterada. Julieta se levantou

Julieta: Por especulações não, por Certezas Lady Margareth !!  Está e uma sociedade sem confiança, por isso estou rompendo nossa parceria. 

L.Margareth: Você esta louca!! se levantou batendo na mesa. Sem a ferrovia não tem como escoar a sua produção. Seu café vai apodrecer no seleiro. gritou

Julieta :Que seja!! Julieta também gritava Cansei de ameaças.  Esta tudo desfeito, não temos mais o que tratar, então por favor se retire da minha casa!! Eu não suporto sua presença! 

L.Margareth:Você vai pagar!! Vai pagar com todo seu patrimônio!! Ela bufava de raiva

Julieta: E o que veremos!! falou firme

Lady Margareth passou na sala como um furacão.  Esbravejava que Julieta iria lhe pagar.

L.Margareth:Desgraçada! Você vai me paga, vai me pagar!! Saiu batendo a porta

Barão : Meu Deus Aurelinho!! A inglesa saiu cuspindo marimbondos. O que será que Julieta fez com ela? 

Aurélio : O que ela fez a Julieta?! Me de licença papai, vou ver como ela esta. Se direcionou ao escritório

Julieta estava sentada em sua cadeira pensando em tudo que acabará de acontecer, quando  sentiu dois braços fortes lhe envolvendo em um abraço , confortavel, aconchegante, que lhe trazia uma sensação de paz e afastava qualquer resquício da nuvem negra que lhe rodiava. Ela não teve receio de quem a abraçava, pois sabia que somente Aurélio era capaz de lhe trazer todas essa sensações neste simples gesto.

Aurélio: Você esta bem Julieta? Falou próximo ao seu ouvido

Julieta:Estou... agora estou. Sorriu girou sua cadeira para olha-lo,Aurélio estava abaixado em sua frente.

Aurélio tocou seu rosto com carinho,sabia que Julieta era uma mulher forte, que se saia muito bem meio as adversidades, mais ele sentia uma enorme necessidade de protege-lá de tudo que lhe fizesse mal.

Aurélio: Vi como Lady Margareth saiu daqui, ela estava furiosa. Falava aos quatro ventos que você iria paga lá.  O que houve entre vocês Julieta?

Julieta:Eu desfiz a sociedade com ela. Não dava mais Aurélio,tudo o que ela esta fazendo a Darcy e Elizabeta, para mim e demais. Até entre eu e darcy ela plantou a discórdia. Uma amizade de anos quase destruida.  Ainda bem que nos reaproximamos novamente. Ela não visa a ferrovia, ela quer apenas vingança. 

Aurélio: Você esta certa ,ela é uma pessoa horrível.

Julieta:Eu posso ter dado um tiro no pé com essa decisão,porque agora, terei que arrumar outra maneira de escoar meu café. Mais só o alivio que estou sentindo de não ter aquela ave agorenta ao me redor, valeu a pena. Sorriu e retribuiu o carinho que Aurélio fazia em seu rosto.

Aurélio : Com certeza valeu a pena Julieta. Você esta com o semblante mais leve, iluminado. Deu um beijo em seu rosto E quanto ao escoamento do café,daremos um jeito,não se preocupe. 

Julieta: Você esta certo Aurélio, sempre esta!! Tomou seus lábios em um beijo calmo, sereno assim como seu espírito se encontrava nesse momento

 Julieta se sentia tão feliz ao lado de Aurélio, ele sempre tinha uma palavra de consolação e que a fizesse ter a esperança de um dia melhor. 

Aurélio: Julieta porque nos não voltamos para o Vale. Lá poderemos encontrar uma solução para o café.  E além disso tenho que cuidar do seu gado, seus cavalos.

Julieta:Verdade Aurélio.  Podemos ir amanhã mesmo. Já não tenho mais o que me prenda aqui. O que mantia a minha permanecia aqui era Camilo e ele não que mais saber de mim. Aurelio se levantou e lhe deu a mão para que levanta-se também. Segurou em sua cintura lhe trazendo para si.

Aurelio: Então fique com os todos os ganhos que fizemos pelo caminho... deu um sorriso de lado

Julieta: Realmente... Julieta tocou seu peitoral com as mãos, as descendo devagar,lhe olhando de uma forma provocante foram muitos ganhos! 

Rapidamente Aurélio a puxou pela nuca indo de encontro a sua boca em um beijo profundo,urgente,com direito a  todas aquelas sensações que só Julieta era capaz de lhe provocar. Julieta o retribuia com vontade,estava desejando aquela boca, aquele beijo des da hora que estavam sentados na sala. O ar se fez necessário. Ficaram ainda ali  por um tempo, abraçados.

Sairam do escritorio e avisaram ao Barão da volta para o Vale do Café. Pela manhã iria partir, mais antes passariam no cortiço. O resto do dia,correu em seu modo rotineiro. Mas tarde, após todos se recolherem, Julieta foi ao quarto de Aurélio, como de costume fariam companhia um ao outra para dormi. Julieta entrou no quarto, Aurélio estava próximo a janela observando algo lá fora que  lhe tomava toda atenção, pois Julieta o chamou várias vezes sem sucesso.

Julieta:Aurélio... Aurélio... Julieta estava parada lhe chamando já havia alguns tempo

Aurélio: Oi meu amor...desculpe, eu estava distraido. Sorriu

Julieta :O que você esta olhando ai que ti atrai tanto a atenção? 

Aurélio : Venha cá Julieta. Pegou em sua mão vou lhe mostrar. 

Aurélio levou Julieta até a janela se colocou atrás dela. Julieta sentia o peitoral de Aurélio tocar a suas costas, em seguida,seus braços a envolveram pela cintura,lhe puxando  mais próximo de seu corpo em um abraço confortável e seguro. Não havia lugar melhor para se esta do que naquele Abraço. 

Aurélio : Veja meu amor, como o céu esta estrelado!!

Julieta:Nossa Aurélio... esta lindo! Julieta tinha nos lábios um belo sorriso,mais nos olhos, ela tinha um brilho especial, que era impossível Aurélio não admirar. 

Aurélio : Mas não chega a beleza que vejo em seus olhos!! Julieta se virou de forma que podesse lhe olhar,mais que não sai se do Abraço.  Aurélio a tomou em um beijo calmo,não tinha pressa, o universo se resumia aquele momento. 

Julieta: Aurélio...Há muito tempo que não me dou ao prazer de parar e observar o céu. 

Aurélio : Já havia um tempo que não o fazia também. Mais hoje ele esta maravilhoso,como se estivesse nos presenteado com toda sua beleza.

Julieta:Esta esplendoroso!

Aurélio:Realmente... E não haveria companhia melhor do que a sua, para esta apreciando esse momento comigo. Apertou Julieta ainda mais contra seu corpo.  Vou sentir falta daqui.

Julieta: Mais poderemos voltar Aurélio. falava acariciando seus braços

Aurélio: Eu sei meu amor. Lhe deu um beijo próximo a orelha, causando um arrepio em julieta  Mais os dias que passamos aqui, nos permitiu viver  tantas coisas boas. Quando  chegamos, eu não sabia nem como nomear a nossa relação, agora veja, estou indo embora tendo você oficialmente como minha namorada. Julieta sorriu

Julieta : E eu tinha  esse segredo sórdido que me sufocava , aprisionava. respirou fundo  Mais agora que lhe contei,sinto que ele esta perdendo a força que tinha sobre mim. Aurélio a apertou mais em seus braços

Aurélio: E eu agradeço por telo me confiado. Eu ti prometo Julieta, que farei você esquecer de todo esse horror. Julieta se virou de frente para Aurélio

Julieta :Eu sei que vai conseguir Aurélio. Acariciou seu rosto. Obrigada por ter paciência comigo, por respeitar o meu tempo.

Aurélio:Obrigado você,por permitir que eu fique ao seu lado,por deixar que eu ti ame.

Aurélio tocou o rosto de Julieta com carinho, em seguida, capturou os seus lábios ,os envolvendo em um beijo lento, contínuo, que foi prontamente correspondido por Julieta. Era como se o tempo tivese parado,para que eles pudessem aproveitar ao máximo aquele momento sublime,repleto do mais puro sentimento, Amor. Encerraram o beijo com um selinho demorado. 

Julieta : Aurélio eu ti amo!!

Aurélio:Eu ti amo Julieta, mais que  a mim mesmo.

Julieta o abraçou forte, era tão bom ter alguém a quem amar, e saber que essa pessoa lhe correspondia na mesma proporção. 

Aurélio : Agora venha  meu amor, vamos nos deitar e dormi. Precisamos descansar bem,pois amanhã o dia será longo.

 Aurélio foi de encontro a cama  puxando Julieta pela mão, se deitou e em seguida,Julieta se aconchegou em seu peito. Realmente,não havia lugar melhor para se está do que nos braços de Aurélio.

Julieta:Boa noite Aurélio.. 

Aurélio :Boa noite meu amo..



















Notas Finais


Se houver algum erro me perdoem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...