História O amante cor-de-rosa - Capítulo 1


Escrita por: e monstories

Postado
Categorias Monsta X
Personagens I'M, Ki Hyun
Tags Changki, Monstories, Novembroaesthetic
Visualizações 145
Palavras 1.545
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dessa vez estou adiantada em?! Bem espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 1 - "Melhores amigos"


Fanfic / Fanfiction O amante cor-de-rosa - Capítulo 1 - "Melhores amigos"

    Lim ChangKyun era um garoto já com seus 17 anos que adorava rosa, essa era sua cor predileta e ele pouco se importava com o que as outras pessoas achavam disso, afinal ele gostava daquela cor e isso não tinha problema algum!

E por amar tanto essa cor acabava por pintar seu quarto de rosa e o decorar com vários tons de rosa diferente e até mesmo suas roupas serem daquela cor e ele só não pintava seu próprio cabelo com sua cor favorita porque seu pai provavelmente iria explodir com si.

Mas de fato não se precisava ser próximo do jovem para perceber que ele era um adorador cor de rosa e não só isso, mas também de coisas femininas!

Porém isso incomodava seu pai, senhor Lim sempre fora criado em uma família tradicional e seguindo os padrões da sociedade, por conta disso ele tinha o desejo que seus filhos fossem assim, porém acabou por levar um susto ao ver seu menininho de 5 anos pedindo para pintar seu quarto de rosa, e tudo só foi piorando aos olhos do Lim mais velho quando ele foi percebendo que ChangKyun era uma menina em um corpo de menino, ao seus olhos; afinal aos 12 anos do filho, ele andava de saias pela casa e, seu quarto era todo rosa e amava brincar de boneca com suas primas

Ao ver tudo isso a vontade do mais velho era de gritar com seu filho e acabar com a “palhaçada" que ele estava fazendo, porém a mãe do Lim mais novo e sua avó sempre impediam seu pai de fazer algo com o garoto, afinal ele estava feliz, eles podiam pedir mais do que isso?

Obviamente que não, tudo que eles queriam era ter eu único filho feliz e saudável e isso ele estava!

Claro que isso tinha seus lados ruins, como o bullying, mas ChangKyun tinha Kihyun para o proteger, Yoo Kihyun era um garoto de um ano mais velho que o castanho conheceu na quarta série e ele confessava que apenas percebeu o garoto por seu cabelos pintados de rosa algodão e isso acabou por criar uma linda amizade onde o Lim não desgruda do melhor amigo e vice-versa.

Naquela manhã de sexta-feira ChangKyun havia acordado animado porque iria passar a tarde toda com seu amigo em sua casa para comemorar o aniversario do mais velho deles que não teria uma festa a pedido dele mesmo.

O baixinho se levantou da cama as presas todo animado correndo para seu guarda-roupas rosa pegando sua saia rosa de tecido solto que ele amava, afinal ele amava ver como parecia que os tecidos leves dançavam quando se mexia, junto colocou um de seus moletons também rosa, uma meia até o joelho branca, para completar seu par de tênis rosa e sua bolsa que bem, vocês provavelmente já sabem a cor!

E quando se olhou no espelho sorriu bagunçando seu cabelo antes de pegar apenas uma caixinha de Pocky rosa que comeria no caminho para então sair correndo de casa gritando uma despedida para seus pais por estar atrasado. Com toda certeza quem visse ChangKyun vestido daquela forma poderia provavelmente o comparar com a Pantera-cor-de-rosa, mas ele não se importa porque ele amava a o desenho e principalmente a Pantera em si!

Quando finalmente entrou no trem que tanto amava -não só por seu silêncio e por poder ouvir as musicas que vinham de seus fones em paz, mas também por ser de sua cor favorita- sorriu animado sabendo que logo Kihyun estaria ali também e claro não demorou nada para o castanho avistar o amigo de cabelos pintados se aproximando correndo pelo atraso.

- Finalmente consegui chegar, achei que os parabéns em casa não iriam acabar! -Kihyun comentou ofegante por ter corrido e se sentou do lado do amigo que logo o ofereceu o Pocky que comiam todo dia para ir para a escola.

- Feliz aniversário melhor amigo! -Ele sorriu vendo o rosado pegar um palitinho da caixinha.

- Obrigado melhor amigo! - O Yoo sorriu batendo seu palitinho no do amigo como se estivessem brindando e riram juntos pela pequena piada interna dos dois com o apelido.

E como sempre fora os dois foram o caminho inteiro para o colégio comendo e ouvindo música sem trocar muitas palavras, pois tudo já bastava e estava ótimo apenas de um estar perto do outro.

O dia de Kihyun não havia sido dos melhores, havia tido prova surpresa da matéria que mais odiava e seus colegas contaram a professora conselheira que era seu aniversario fazendo que todos cantasse parabéns para ele e com direito a “com quem será" e isso com certeza havia enchido a paciência do Yoo, mas ele respirou fundo e entrou novamente no trem rosa com seu amigo e tentou pensar positivo. Seu dia ainda tinha uma esperança, esperança essa que o estava levando para sua casa e claro que Kihyun não podia deixar de sorrir com isso!

- Por que tanto sorri melhor amigo? - ChangKyun perguntou rindo pouco da cara do amigo que parecia um bobo sorrindo para o nada enquanto ele abria a porta da casa. Assim que entraram e Kihyun viu a casa vazia ele se lembrou que á tarde seu amigo ficava sozinho já que seus pais trabalhavam e seu irmão mais velho não moravam com ele já que ele estava fazendo faculdade fora do pais e só de pensar que estavam sozinhos ele sorriu mais ainda fechando a porta atrás de si e se voltou para o mais novo a sua frente o encurralando na parede com uma mão na cintura do mais novo e a outra na parede.

- Eu estava pensando em você e essa sua boca linda que não me deu beijo algum hoje! - O mais velho dizia com seu rosto bem próximo ao do Lim com a voz em um tom parecendo superior.

ChangKyun não pode deixar de sorrir com isso antes de se enroscar no pescoço do mais alto e se aproximar mais dele unindo os lábios em um beijo calmo e amoroso o que os fazia se sentirem fora da órbita da terra.

Apesar de muitos já suspeitarem de os dois terem um relacionamento

eles sempre negavam quando perguntava e insistiam em “somos apenas melhores amigos" até a morte se necessário, mas não colocariam nunca o convívio e o relacionamento de ChangKyun e o pai em risco!

Assim que se separaram sorriram bobos colando a testa na do outro.

- Feliz aniversario “melhor amigo"!- ChangKyun zombou do apelido dado um ao outro fazendo Kihyun rir.

- Obrigado, “melhor amigo"! - Ele sorriu antes de o mais novo o dar um selinho e o puxar pela mão até seu quarto, entrando no local totalmente rosa o Yoo se levou até a cama do mais novo onde colocou sua bolsa perto e se sentou ali- O que vamos fazer?- Perguntou passando seus braços por trás da cabeca se deitando na cama toda rosa ainda bagunçada por ninguém ter arrumado para ChangKyun durante a manhã.

- Bem como já almoçamos no seu restaurante favorito não preciso fazer comida, então não sei o que podemos fazer agora! - Ele comentou colocando sua bolsa no chão perto da porta antes de ir até sua vitrola rosa pastel colocando seu disco da mesma cor para tocar ali. Se tinha algo que ChangKyun gostava tanto quanto gostava de rosa era de aparelhos antigos, ele adorava os ver funcionando e ficar imaginando como funcionava e como seria legal ser daquela época apenas para poder aproveitar melhor e com mais pessoas.- O que você acha que deveríamos fazer?- Perguntou pegando outra caixinha rosa de Pocky e ir até sua cama se jogando em cima do namorado e o oferecendo um palitinho que foi aceito pelo outro.

- Acho que deveríamos apenas aproveitar esse tempo juntos!- Ele deu a idéia pegando no queixo do mais baixo e virando para si o fazendo o olhar e logo depois o Yoo roubar um beijo do outro que sorriu- Acabei de me lembrar de algo!- Comentou se levantando e indo até sua bolsa e pegando algo ali que escondeu atrás de suas costas e foi até o castanho sorrindo.- Sei que o aniversario é meu, mas tenho algo para te dar!- Ele explicou antes de esticar um colar parecido a uma colheira transparente com um coração de ferro na frente e dois pompons brancos pendurados do lado.- Sabe por que comprei isso? -Perguntou sorrindo malicioso.

- Não, por que hyung? - ChangKyun sitou de forma inocente e maliciosa ao mesmo tempo.

- Sabe eu estava passando em frente a um sexy shop quando vi isso e me lembrei de você e pensei, que como íamos passar a tarde de meu aniversário inteira sem fazer nada talvez pudéssemos esquentar um pouco as coisas e aproveitar desse nosso relacionamento secreto e até talvez eu pudesse me vingar por alguns acontecimentos ai! -Ele explicava passando de um lado para o outro na frente da cama sem tirar os olhos de ChangKyun que a esse ponto já entendi muito bem que naquela tarde eles iriam passar dos beijos.

E realmente aquela foi uma longa e bela tarde passada pelos dois com muita musica, Pocky, beijos, gemidos, amor e claro muito rosa!


Notas Finais


Obrigada por ler ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...