História O Amor Não Tira Férias! - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Hinanaru, Hinata, Naruhina, Naruto, Romance, Sakura, Sakusasu, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 171
Palavras 2.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa madrugada meu amores...
Então, como vocês estão? Eu tô muito melhor ;)
Antes de tudo, eu queria dizer que o cap de hoje é um capítulo só SasuSaku...
Decidi fazer só para eles, porque o capitulo de hoje tem hentai, como disse no anterior...
E como eu sou péssima para escrever, porque gosto de detalhar tudo, para não faltar nenhuma peça de encaixe
Optei por não escrever sobre NaruHina, porque se não ia ficar gigante o capítulo
Bem, mais do que eu tenho certeza que está! *risos*
Sobre a tilha sonora, hoje vai rolar um Sex on Fire - Kings of Leon
Mas quem quiser ouvir outras músicas no mesmo estilo, indico a Queen B, que tem umas maravilhosas
The Weeknd, que só de ouvir a voz daquele homem eu tenho vontade de transar
Rihanna e Mario...
Esses são alguns dos muitos artistas que eu gosto e que tem uma vibe bem legal para escrever capítulos como o de hoje!
É isso meus amores, peço desculpas pelos erros e espero que curtam muito a leitura :*

Capítulo 6 - Capítulo 6


Surrey- Inglaterra
12:44 a.m.

- Então deixa ver se eu entendi bem… - Tomou fôlego para continuar. - Você decidiu tirar umas férias e quis alugar o chalé Rose? - A mulher a sua frente concordou silenciosa. - E minha prima então sugeriu essa ideia maluca de vocês trocarem de casas por uma semana? - Ao fim de sua fala, tomou um gole do whisky, que segurava na mão esquerda.

- Exato!

- Hinata enlouqueceu, só pode ser isso! Afinal ela nunca sai de casa, não tira férias, não viaja...

- Acho que é mais uma das coisas que temos em comum. - Sakura disse risonha.

Sasuke deu sorriso de canto antes de continuar: - Agora me fala de você… O que te trouxe até o vilarejo de Surrey? - O olhar onix agora se mantinha preso aos olhos esmeraldinos da mulher.

- Descobri que meu namorado, ex, estava tendo um caso com a sua secretária nova e gostosa. Então decidi tirar umas férias e me isolar, mas não tô mais tão confiante da minha decisão… - Sakura tomou um gole de seu vinho.

- Quando você chegou?

- No fim da tarde, de hoje, só que quando me vi sozinha aqui, senti saudades de casa, então estou pensando em pegar o primeiro voo de volta amanhã.

- Talvez seja cedo demais para voltar. - Seu olhar estava sugestivo e com um brilho malicioso.

- Eu não tenho porque ficar… Ok, que eu só queria fugir, entretanto isso não me ajudou em nada. - A expressão da mulher ficou levemente abatida. O silêncio e o vazio da casa a levaram ao tédio. Em Los Angeles, pelo menos teria companhia da loira barulhenta da Ino.

- Talvez eu possa te dar um bom motivo para ficar. - O olhar firme e o sorriso ladino, fizeram a Haruno se assustar levemente.

Sakura refletiu as palavras de Sasuke antes de responder:  - Talvez você possa me dar um bom motivo para ficar... E na pior das hipóteses eu vou embora amanhã e nunca mais vou voltar a te ver...

A fala da rosada ainda tinha um pouco de insegurança, porém era a confirmação que o homem queria para romper o espaço entre eles e beijar os lábios, desenhados e avermelhados do frio, da mulher.

A boca de Sasuke se encaixava perfeitamente na sua. O leve gosto do álcool deixa o beijo com um sabor diferente, mas não menos saboroso. A língua pediu passagem se enroscando a de Sakura, que apreciou o contato dos lábios macios e da língua úmida.

A mão que segurava o copo de whisky, já tinha se livrado do objeto de vidro e agora focava em acariciar a nuca de pele macia e quente. Sakura por sua vez sentia cada toque do Uchiha, como uma faísca. Faísca essa que estava prestes a acender um barril de pólvora.

Puxou o corpo da mulher para o seu colo, sem cortar o contato de seus lábios. Subiu a mão por dentro da blusa do pijama, sentindo cada centímetro da pele clara, notou que ela não estava com sutiã e isso o deixou curioso para saber como ela seria por baixo de todo aquele pano. Retirou a mão de dentro da roupa rosa e a levou em direção as coxas da mulher, a ajeitando em seu colo.

Sakura encaixou uma perna de cada lado, agarrando a cintura masculina. Sasuke sabia exatamente o que fazer para a deixar ainda mais maluca. Os beijos e mordidas, nos lábios, orelhas, pescoço e colo, fazia Sakura ofegar cada vez mais, juntamente com o contato sutil que as peles tinham. Sentia sua pele queimar, sentia seu sexo em chamas e se deu conta que nunca havia sentido isso antes, com nenhum outro cara e começou a se sentir uma virgem novamente.

A expectativa começou a crescer junto com o prazer e a ideia de que faria sexo com um cara que havia conhecido em menos de 1 hora, começou a deixá la insegura e na insegurança de não conseguir corresponder às expectativas do homem, que parecia ser perito no assunto, cortou todo o contato que estavam tendo e disparou:

- Eu não sou boa com isso… - A voz baixa, mostrava um ‘Q’ de vergonha na fala e as bochechas rosadas só deixa isso mais evidente.

- Boa em que, exatamente? - Sasuke indagou meio surpreso.

- Eu não sou boa, sexualmente falando. - Olhou para o homem, que ergueu uma sobrancelha, parecendo mais confuso que antes. - Meu ex, me disse algumas vezes que eu não era boa de cama.

Sasuke riu da fala da mulher, não por deboche e sim por achar ridículo o que o ex havia dito a ela.

Segurou no queixo e levantou o rosto fino e olhando nos olhos esmeraldinos, decretou: - Impossível! Você já tem algumas das qualidades que eu acho muito importante para deixar um mulher atraente e boa na cama.

- O que? - Franziu o cenho curiosa.

- Atitude, sinceridade e acima de qualquer outra coisa, vontade. Ao invés de reprimir, você simplesmente cedeu ao seu desejo, a sua vontade e isso, essa segurança, só a torna mais sexy e desejável, mesmo usando pantufas de coelho e um pijama rosa. - A cada palavra dada, o moreno diminuía mais a distância entre ele e a mulher, e quando chegou a última fala, sua boca estava tão perto da de Sakura, que conseguia sentir o leve cheiro do vinho tinto que vinha da boca entreaberta da menor.

E num impulso, a Haruno, se deu por vencida e o beijou. Levou as mãos aos cabelos negros e cumpridos os puxando levemente. Sasuke adorou a sensação de ter as pequenas mãos próximo a sua nuca e a ousadia dela, lhe deixou ainda mais excitado. Agarrou a cintura da mulher e se ergueu do sofá, indo em direção ao quarto principal. No meio do caminho, muitos beijos e carícias foram trocados e assim que chegou ao seu destino, depositou a mulher sobre a cama. Sakura olhou para seu parceiro, desejosa e quando se deu conta de que ele havia notado seu olhar, tratou logo de fugir daquela situação.

- Se importa se eu colocar uma música? - Pergunto já buscando uma canção em seu laptop.

- Não! Pode ficar a vontade. Eu só vou colocar mais lenha aqui. - Disse apontando para a lareira. Depois olhou a mulher sentada, de cima a baixo e proferiu: - Apesar de que eu acho que não vai ser necessário. - E sorriu malicioso.

De imediato a Haruno enrubesceu as maçãs do rosto. Sasuke não era somente um cara lindo, como também era sexy e tudo nele emanava uma viralidade animal, deixando a atmosfera do ambiente propícia para pensamentos pecaminosos.

Contudo, naquele momento, o que menos importa, é se ia ou não pecar. Os dois tinham sentido uma química se manifestar, já no primeiro contato visual. A embriaguez do homem, apesar de notável, não era o suficiente para que ele não estivesse ciente de suas atitudes e assumisse o controle da situação, assim como fazia com tudo em sua vida e a rosada por sua vez, mesmo um pouco tímida, estava mais do que ciente do que queria. E ela queria Sasuke Uchiha por cima dela, como estava neste exato momento.

O ambiente iluminado apenas pelo fogo da lareira, deixava o clima num misto de romance e luxúria. A música Sex on fire, ditava o ritmo do casal e embalava um trilha sonora ao fundo. E como o vocalista dizia na canção “Your sex is on fire”, era isso que a Sakura sentia a cada beijo e toque do Uchiha. Viu Sasuke erguer o tronco e começar a desabotoar a camisa. Os olhos verdes, seguiram absorvendo cada detalhe da pele que pouco a pouco começa a ficar exposta e também nas hábeis mãos grandes que começa a tirar a camisa.

Sasuke voltou a se deitar por cima da mulher a beijando com mais volúpia, colocou as mãos por dentro da blusa de Sakura e conforme subia suas mãos, trazia consigo a parte de cima do pijama. A rosada levou os braços para trás, para facilitar a retirada de sua roupa. E assim que o moreno a retirou por completo, se levantou para admirar o tronco da mulher. A barriga lisa, a cintura fina, os seios medianos, com bico rosado, pareciam formar uma pintura.

Em expectativa do que o Uchiha faria a seguir, Sakura fechou os olhos e lambeu de leve os lábios e aquilo foi o limite para o homem que a olhava atento e cheio de tesão. Sasuke então, abocanhou o seio direito enquanto massageava o bico do esquerdo com o polegar e o indicador. Fez o desenho da aréola com a língua, para em seguida lamber o bico que prontamente endureceu.

Sakura que não esperava uma atitude tão ousada, deixou um gemido prazeroso escapar de sua boca, as mãos logo correram para os cabelos negros, se engalfinhando nas madeixas escuras e impedindo que Sasuke interrompesse o contato. Permaneceu assim mais alguns minutos e entre gemidos e suspiros, trocou do seio direito para o esquerdo.

Porém ao invés da mão esquerda, dar atenção para o seio que a pouco havia sido abandonado por sua boca, ele correu ela pela lateral do corpo feminino, chegando ao cós da  calça, ultrapassou os limites e foi tateando as coxas grossas até chegar ao joelho, flexionou a perna da mulher e depois subiu a mão, chegando a bunda dela.

Apertou aquela região com força. O que Sakura não tem de peito, compensa com a bunda e as coxas grossas. Sorriu erguendo o rosto, ela tinha de grande aquilo que ele mais gostava e faria um bom proveito daquele corpo, durante aquela noite.

Começou a beijar os lábios, que agora estavam vermelhos de tanto Sakura os morder na vã tentativa de conter os gemidos. Começou então a tirar a calça de algodão do corpo da rosada. Queria ouvir ela gemer, mais alto, ver ela perder a linha e sentir o seu gosto, que apostava ser doce assim como aqueles lábios.

- Pode gemer a vontade, ninguém vai te ouvir. - A voz rouca soou no ouvido da Haruno, a fazendo se arrepiar e ofegar.

Aquele homem era sem dúvidas, um cara muito experiente e também uma caixinha de surpresas. E tudo o que conseguia, quando conseguia, pensar era que nunca se arrependeria daquela viagem, daquela noite e daquele cara. Por mais que tivesse agido um pouco atirada, ela sabia que iria se arrepender muito mais se não tivesse cedido aos encantos dele. Como se isso fosse possível… Ele era um cara muito convincente, mesmo quando estava calado.

Tentou reprimir um gemido quando sentiu Sasuke depositar um beijo na sua intimidade, que ainda estava coberta pelo tecido fino da calcinha, mas foi totalmente em vão quando a língua úmida e habilidosa a lambeu de baixo para cima. Antes tinha certeza que estava molhada, mas agora falaria com muita convicção, pois sentiu um liquido escorrer de dentro de si.

Sasuke sorriu satisfeito com som emitido pela rosada e também por saber que estava certo, já que ela era doce até lá embaixo. Puxou a calcinha para baixo, deixando Sakura completamente nua. Voltou a lamber o meio das pernas dela, enquanto a sentia se contorcer e a ouvia gemer, cada vez mais alto.

Os nós dos dedos da mão, estavam brancos, devido a  força com a qual ela apertava os lençóis. As sensações que a língua, os dedos dentro de sua cavidade e as sucções em seu clitoris, criavam eram boas demais para conseguir controlar seu corpo. Sentia seu interior queimar, as pernas tremiam, os dedos dos pés se flexionaram e as costas arquearam. Sentia que estava perto de atingir o orgarmos, talvez o primeiro de muitos daquela noite.

O moreno sentindo o interior da mulher se contrair, aplicou mais força e rapidez nas investidas que seus dois dedos faziam contra o interior da Haruno. A boca chupava cada vez mais ávido, para fazer ela alcançar o ápice pela primeira vez e como queria fez acontecer. Sakura gemeu tão alto, que podia jurar que toda a vizinhança tinha acordado.

A respiração ofegante e o corpo mole denunciava o que tinha acabado de acontecer. Porém não durou muito seu descanso e logo as posições foram invertidas. Por cima dele, Sakura começou a rebolar e traçar uma linha de beijos do maxilar, até a linha da cueca preta, que contrastava com a pele pálida do homem. Desceu a cueca, revelando o membro duro e ereto, e quando estava preste a devolver a boa ação, a voz grossa e rouca a parou.

- Por que não deixamos isso para outra vez? Eu tô muito afim de entrar dentro de você e eu ia adorar que ficasse me devendo um favor. - Piscou galante.

Ergueu os olhos verdes esmeraldas, que agora estavam com um tom mais escuro, devido a situação e ao desejo de também o sentir dentro de si, buscou os olhos ônix do seu parceiro e olhando fixamente, sorriu matreira.

- Como queira, senhor Uchiha. - E então ergueu o corpo e ficou de costas para o homem.

Percebeu que ele tinha gostado do fato dela ter o bumbum grande e se aproveitaria disso para agradar ele. Então na posição de cowgirl invertida, encaixou o membro do Sasuke em sua abertura e desceu devagar, gemeu de forma sincronizada com o outro, que sentiu seu membro ser apertado pelas paredes quentes da intimidade da mulher. Acomodou o dentro de si, se acostumando com o tamanho e grossura. Quando terminou de descer, sentando no colo do moreno, sentiu as mãos firmes apertarem sua cintura e começar a ditar o ritmo da situação.

E novamente ele estava no controle. Sempre foi assim! Ele sempre estava no controle. Na empresa ele era o patrão, no sexo até mesmo quando estava por baixo, ele estava no controle e de certa forma isso deixava Sakura mais excitada e interessada na situação. Pois pela primeira vez, ela era mandada ou invés de mandar.

As mãos que antes estavam na cintura, a muito já haviam saido de lá e agora apertavam possessivamente a bunda branca e grande. Ouviu ele soltar um palavrão, quando separou e ergueu levemente as nádegas, tendo uma visão privilegiada do seu pênis entrando e saindo de dentro da rosada, cada vez mais melado. Sentiu que estava quase perdendo o controle e que poderia gozar a qualquer momento.

Por isso, parou os movimentos da mulher e a voltou a deitar na cama. Se colocou por cima e entrou sem aviso ou delicadeza, fazendo assim, Sakura soltar um palavrão e gemer mais alto junto consigo, a cada estocada mais forte e profunda. Permaneceu assim por mais algum tempo e quando começou a sentir seu membro ser esmagado pelo interior da Haruno, aumentou a velocidade dos movimentos quando viu que ela estava gozando, se deitou por cima dela, beijando seus lábios com carinho e se derramando dentro dela, no mesmo instante em que ela alcançava seu limite de prazer.


Notas Finais


Agora, me digam tudo... O que acharam? Como ficou? O hentai, foi legal? Superou as expectativas de vocês ou foi bem fraquinho...
Comentem tudo o que acharam, para eu saber como me sai nessa missão suicida, já que sou bem tímida e vergonhosa para esses assuntos...
Espero de coração que tenham curtido cada segundo dos momentos de hoje
Eu fiz com muito carinho!
Peço desculpas se o capítulo ficou grande, mas eu não consigo não escrever esse tipo de situação sem detalhar os detalhes *risos*
Isso é tudo pessoal! Beijos e até essa semana.
Link da música: https://www.youtube.com/watch?v=RF0HhrwIwp0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...