História O amor, nem sempre está onde você procura - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Original, Romance
Visualizações 11
Palavras 479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Lírica, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Disse que viria segunda ou terça mas acabei vindo hoje, desculpem, creio que vão achar diferente minha escrita um pouco agora.
Sem mais delongas, bom capítulo!!

Capítulo 31 - Dia de compras - Parte 1


ANTES

E assim entramos no shopping, o Emerson não falou nada ate agora, agora é ver se ele fala depois ...

AGORA

Todos passaram pela porta do shopping como loucos, menos o Emerson que permanecia calado e quieto, eu sei que brigamos e que demos um tempo, mas isso não quer dizer que terminamos. Continuei a seguir com a turma para dentro mas ainda com o olhar sobre ele.

Subimos todos juntos as escadas rolantes e paramos assim que saímos da mesma.
Valéria: Gente, pra onde a gente vai?
Dzaita: Vamos só bater perna e ver se achamos alguma loja de fantasias por ai.

Todos balançamos nossas cabeças em sinal de afirmação e seguimos andando por  um  bom tempo, até chegar numa loja que tinha alguns enfeites na porta.
Junior: Eu acho que encontramos uma!

Disse logo apontando para a loja vermelha cheia de enfeites. Entramos de uma vez logo após isso, avistando inúmeras fantasias dentro da loja, estávamos todos de boca aberta com a imensidão de fantasias ali dentro, minha vontade era de sair comprando tudo que eu visse, mas como eu não tinha dinheiro para isso, teria que me contentar assim mesmo.
Sam: Meninas, temos um tesouro a nossa frente, vamos aproveitar e escolher as melhores fantasias para abalar aquela festa.
Simone: Pra quem não queria ir na festa, ate que ta animada  em.
Chai: Mas pera, tu disse meninas ou eu entendi mal?
Sam: Você entendeu certo, nós escolheremos nossa parte aqui, vocês meninos vão la pra parte masculina e se virem, vamos garotas? - pude notar o olhar do Emerson quase que na velocidade da luz em mim, mas logo fitando o chão novamente.

Puxo as meninas para as compras deixando os meninos sozinhos. Nos espalhamos entre as fantasias, as meninas imaginavam o que iria vestir, mas eu nem tinha ideia do que seria a minha.

Passei entre as varias roupas penduradas, mas nada me agradava, ate encontrar uma que me fez lembrar minha mãe, até que seria uma boa fazer uma homenagem a ela, creio que ela se sentiria feliz por eu estar vestindo o traje da profissão dela,  sei que vocês devem estar pensando, "Nossa que brega ir de empregada, tão sem graça isso", mas, eu até que gostei da ideia.

Peguei a fantasia pendurada pelo cabide e fui ao caixa com o dinheiro que tinham me dado antes.
Sam: Aqui moça, vou levar esse.

Logo a vendedora pega a pequena fantasia de minha mão e embrulha o mesmo em uma bolsa, pegando as outras partes da fantasia assim como os saltos que  estavam guardados para essa roupa. Entrego o dinheiro para a vendedora pegando a bolsa e indo para uns bancos que ficavam no começo da loja, sentando no mesmo até que vejo que o Emerson chega também com uma bolsa na mão, ao meu lado.
Emerson: Er... Oi!

SAMANTHA OFF

CONTINUA...


Notas Finais


Então gente, foi isso hoje, até a próxima, beijos sabor brigadeiro de abacaxi.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...