1. Spirit Fanfics >
  2. O céu está contra mim. >
  3. Touché

História O céu está contra mim. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Eu demoro mesmo pra postar as coisas nessa birosca. :/

Capítulo 4 - Touché


Fanfic / Fanfiction O céu está contra mim. - Capítulo 4 - Touché

GENTE DO CÉU! PQ RAIOS A FUCKING GAL GADOT ESTÁ NO MEU QUARTO NO MEIO DA NOITE??? ESPERA...ESSE NEM É MEU QUARTO!!! JESUS SERÁ QUE EU MORRI E FUI PRO CÉU? MEU ANJO É A GAL GADOT ESSA MARAVILHOSA? (não é a toa que ela é a atriz da mulher maravilha né). E pq eu tô me sentindo como um saco de box sendo empurrado de um lado pro outro? Porra isso dói!!  

Acordo num pulo quase atingindo a viada da minha irmã que estava praticamente em cima de mim com as mãos no meu ombro, provavelmente pq era ELA que estava me chaqualhando igual um boneco de pano.

-Cacete, precisa me acordar assim? Tá importada no clube da luta é?

-a culpa é sua, Jesus Isa, eu pensei que tu tinha morrido, eu tô te chamando já faz uns 5 minutos e nem sinal de vida da bonita aí?

- eu tava tendo um sonho tão bom poxa, por um minuto eu pensei que estava no céu, mas aí eu acordo e vejo que não, pq tinha um fucking demônio me espancando pra acordar- falo já me levantando pra me arrumar.

- que exagero mulher- ouço minha irmã sussurrar e apenas revirou meus olhos.

Já estávamos chegando na escola. O tempo estava meio frio então optei por uma jaqueta jeans por cima do uniforme, uma calça normal e meu vans falsificado, pq né, o sapatinho caro. Minha irmã é sempre bem vaidosa quando o assunto é roupa, ela parece que vai para um baile não para uma escola, mas tudo bem. Já o meu irmão... Uma causa perdida, o menino tem preguiça até de pentear o cabelo, poxa! Não é ele que tem cabelo longo e tem que ficar tirando a franja do meio da cara a cada 5 minutos.

Adentrei a sala de aula e já fui no modo automático para a minha carteira, que não sei como ainda estou nela pq nenhuma professora me mudou de lugar. Não que eu fosse encrenqueira ou tagarela, muito pelo contrário. Mas sempre em começo de ano em que cada aluno escolhe onde quer sentar, na verdade aqueles que chegam cedo só pra escolher, depois de uma semana as professoras te trocam de lugar. Por isso que eu nem me esforço para acordar mais cedo para garantir um bom lugar para a minha pessoa.

O mesmo ritual de sempre, colocar a mochila atrás da carteira, sentar e deitar a cabeça nela, ouvindo aquele converseiro todo de adolescentes que tem gosto por uma longa conversa as 7:13 dá manhã. Tenho inveja deles, pq se tem uma coisa que eu não tenho, é vontade de socializar logo de manhã, desejando infinitamente por minha cama e Gal GADOT novamente em meu quarto que não era meu.

Sinto umad cutucadas em minhas costas, mas nem me mexo pq sei que deve ser um dos infelizes dos meus amigos, eles sabem o quanto eu odeio que me cutuquem, por isso eles fazem. É tão bom ter amigos.

-Isabella!!!!!!! Vira pra cá quenga e me dá um "bom dia eu te amo meu anjo, vc foi a coisa mais importante que apareceu em minha nublada e tenebrosa vida" - Duda diz ainda me cutucando.

- Bom dia meu anjo, ontem fui para a fazenda dos meus avós, achei uma vaca e me lembrei de você! - digo me virando para ela com um sorriso cínico estampado em meu rosto.

- pelo menos se lembrou de mim, então já saio ganhando - ela diz com um sorriso esnobe no rosto dando de ombros.

- touché - digo me virando para frete novamente, mas nem deu tempo de abaixar a cabeça, pois um Serginho brota em minha frente me olhando fixamente.

- Bom dia Isa! - Laura diz. Sua voz é animada, mas suave.

-...

-Isa? - como o cabelo dessa menina é lindo! Oq combina com ela, pq o bicha bonita genteeee. E esse sorriso de tirar o fôlego. Olha, tiro meu chapéu para os progenitores dessa linda criatura aqui na minha frente, que está com um olhar meio engraçado como se alguém tivesse acabado de desmaiar.

- O piguimeu! A menina na tua frente te dando bom dia oh, a bateria do sistema acabou aí? - Duda diz dando uma batucada na minha cabeça.

-hein? Oxi, pera quê? Aaahh eu, Isa, quer dizer... Meu Deus eu sou um desastre, oi Laura tudo bem? - gente me afoga, alguém por favor Gal Gadot onde está vc agr? Eu tô mais vermelho que a placa de "pare" do trânsito.

- hahahahahaahah tá tudo bem sim Isa, e vc? Parece que está meio perdida aí. - não, só tava te olhando e adimirando pq tu é um ser divido, na verdade, deve ter vindo do inferno, pq esse sorriso é demais para tu ser um ser do bem.

-huuuum, hahaha bem... Eu tô com sono só - respondi meio tímida coçando a nuca. Ela estava com um sorriso nos lábios, um olhar divertido devido ao meu comportamento desleixado.

- fica tranquila Laura que essa aí é assim todo dia, mas quando tá tão desantenada assim é pq tem coisa aí chamada 'estou babando olhando pra voc... - tampo a boca dela na hora para ela não completar a frase e a fuzilou com o olhar.

- hahaha não tem nada não Laura, não liga que essa daqui tem uns probleminhas com os escrúpulos dela, não é MARÍA EDUARDA? - estou encarando aquela disgramenta, e adivinhem? A imbecil está rindo feito uma hiena dismilinguida.

- hahahahahaahah vcs são umas figuras. Não tem como não rir da interação de vocês- Laura comenta animada, parece que ela gosta da gente... Para Isa sua loca, credo eu em, ela só falou que é engraçado duas retardadas emplicando uma com a outra. 

As aulas começaram, e eu veis ou outra copiava o conteúdo, depois descansava um pouco a visão e voltava a escrever. A minha sala é um pouco barulhenta de mais, mas isso não é ruim pra mim, mas sim para os coitados dos professores. Por mais que eu não goste muito da escola, eu tenho um respeito pelos profissionais que se dedicam a colocar um pouco de conhecimento nas nossas cabeças de minhoca. Poxa, eles estudam tanto para isso, preparam o conteúdo para o dia seguinte, corrigem uma caralhada de trabalho e prova, pra no final, um bando de adolescentes em caos numa sala de aula que mais parece um hospício, não calarem a boca. Paciência...

Recreio! Nem me vem falando que é "intervalo", é recreio e pronto eu em.  Estou sentada na grama com meus amigos, sentada não né, tô deitada babando pensando em abobrinha. Mas ouço um dos meus amigos conversarem, até que um deles diz algo sobre Laura não sei oq lá e meu irmão...pera, meu irmão?  Levanto a cabeça e escuto doque eles estão falando, até comentarem que os dois estão em pé conversando e rindo. Me viro para a direção apontada e realmente, os dois estavam numa conversa super descontraída. Laura rindo de alguma coisa que meu irmão disse, sua mão encostada no ombro dele, mas diferente dela, ele me parece meio desconfortável, eu diria tenso. O menino tá mais duro que cara pau gente. Além de estar meio vermelho enquanto continua a contar alguma coisa pra ela. Os dois parecem se conhecer a muito tempo. Esse é o mau de pessoas extrovertidas conversando entre si, a intimidade conquistada em questões de segundos. Eu nunca que estaria tão confortável conversando com alguém que eu praticamente acabei de conhecer. Na verdade eu tenho um problema em questões de comunicação, eu simplesmente não sei puxar assunto nenhum, é muito fácil chegar naquele silêncio constrangedor e eu simplesmente comentar qualquer  coisa que aparece na minha cabeça tipo "sabia que o café veio de uma região da África chamada cafa?" E pronto, a pessoa acha que está falando com uma lunático. E eu teria alcançado a cota de comunicação duradoura, eu acho que nunca conversei com alguém por mais de 40 minutos. Nem com meus amigos é assim.

- Isa teu irmão já conhecia ela? -Arthur pergunta

- huum, não sei, ele não me disse nada sobre ela. Acho que não. - digo me deitando novamente.

- queria estar no lugar dele né Isinha? - algum deles ri. Eu não queria estar no lugar dele, não mesmo. Eu mau conheço a garota, e sei que estaria estrema mente constrangida e desconfortável conversando com ela, igual meu irmão está, a diferença é que ele puxa assunto, e ri com a conversa.

- eu prefiro meu cochilo momentâneo mesmo obrigada. -digo por fim, fechando meus olhos, para depois de mais ou menos 2 minutos o sinal tocar, e nos dirigirmos para nossa sala e ficarmos aprisionados lá até à última aula.


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...