1. Spirit Fanfics >
  2. O diário de Mary Bennet. >
  3. Enfim nos conhecemos.

História O diário de Mary Bennet. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


As garotas Bennet vão conhecer os garotos Darcy, o que vai sair desse encontro.

Capítulo 6 - Enfim nos conhecemos.


Fanfic / Fanfiction O diário de Mary Bennet. - Capítulo 6 - Enfim nos conhecemos.

Desci as escadas bem devagar pois não estava com vontade de entrar naquele teatro vejo minhas irmãs na sala em pé junto com papai, Senhor Darci e 3 homens lindos realmente lindos o primeiro era loiro de olhos azuis como os de Jane, estava em um belo terno  que desenhava perfeitamente as curvas de seu corpo, o segundo era um homem alto com cabelos castanhos e olhos castanhos seu corpo era muito bonito estava vestindo um terno azul marinho muito alinhado era o mais arrumado dos três, do lado dele estava o terceiro um belo jovem com cabelos castanhos escuros estavam levemente bagunçados, olhos penetrante, corpo magro, mas seus braços e tronco pareciam apertados em seu terno que ele usava sem gravata e com os botões da camisa levemente abertos,  seus olhos se encontraram com os meus e o ar faltou em meus pulmões, me juntei as minhas irmãs e notei que Jane e o loiro não paravam de se olhar nem por um segundo, enquanto o segundo ficava ereto de pé revirando os olhos para o irmão.

O terceiro parecia mais descontraído e sentou no braço do sofá da sala, mas se levantou rapidamente, quando seu pai olhou feio para ele.

Senhor Darcy cortou o silêncio

-Meu filhos e Noras, A partir de agora assumimos o acordo formal entre as partes, assinamos os contratos que todos opinaram e se não,  perderam a chance de fazê-lo senhor Darcy falou a última frase olhando para John, que revira os olhos com as palavras do pai.

-Todos podem reler os contratos inclusive os de confidencialidade, pois precisamos manter o bom nome das duas famílias.

Todos reviramos os olhos.

Após lermos minuciosamente cada contrato e assinarmos o silêncio foi quebrado:

-Esse foi o casamento?John pergunta sarcástico.

-A parte formal Sim! Um de seus irmãos responde em modo "Empresário" igual Lizzy penso nesse momento.

-Então….. Já sou casado? John Insite.

-Sim, já te disse que sim! O irmão responde irritado.

- Bom já que sou um homem casado agora vou pular o coquetel e ir direto para as núpcias, quero minha lua de Mel!!! Ele dispara essas palavras olhando para mim e no final me dá uma piscadinha de olho, meu sangue gela e eu me agarro com força ao braço de Jane, força de mais pois deixei sua pele branca avermelhada.

Todos reparam a minha atitude e o Senhor Darcy repreende o filho.

-Sem gracinhas! Já conversamos sobre isso!

Ele revira os olhos para o pai e é repreendido pelo irmão mais alto:

-Dá para parar de agir como um moleque! Já falei que a situação é complicada para todos nós.

Senhor Darcy limpa a garganta e fala: - a partir de agora todas as saídas sociais devem ser feitas entre os casais e as redes sociais devem ser atualizadas com fotos juntos todas as semanas o casamento será daqui a um mês.

-Casaremos todos juntos? Pergunto curiosa.

-Sim!  Algum problema? Senhor Darcy pergunta.

Abaixo minha cabeça olho para meus pés e faço um sinal que não com a cabeça.

-Desculpe senhor Darcy, mas casarmos todos juntos vai ficar na cara que foi um casamento arranjado. Lizzy replica o homem.

-Não havia pensado nisso, você tem toda razão, vamos fazer 3 casamentos então, deixa eu pensar…

-Charles e Jane são os mais velhos logo casam em 30 dias, uma semana depois você e Willian e uma semana depois de vocês Mary e John. O que acham? Todos concordam?

- Sim falamos em uníssono!

-Mas têm Necessidade de dar 3 festas para as mesmas pessoas? Meu pai pergunta preucupado em quanto vai gastar.

-Sim assim convidamos a todos os nossos clientes e  investidores, bem como as empresas parceiras. Senhor Darcy fala confiante.

-Não se preocupem meninas, tudo vai ser pago por nossa família, a festa, as roupas e tudo que uma noiva precisa. Senhor Darcy fala nos olhando.

-Até as camisinhas! John conclui com uma expressão de deboche olhando o pai, eu me agarro em Jane novamente com mais força que dessa vez reclama:

-Aí Mary, não me aperta ele está brincando.

Todos olham para mim e eu abaixo a cabeça de vergonha.

-Agora que tudo já foi acertado e John já fez todas as gracinhas por uma noite! Senhor Darcy enfatiza a última frase, olhando com seriedade para o filho. 

-Vamos para o coquetel! Os casais vão na limousine e nós senhor Bennet em meu carro de acordo?

Todos respondemos que sim com a cabeça e nos direcionamos para porta, noto que o senhor Bennet puxa seu filho mais alto pelo braço e sussurra, algumas ordens no seu ouvido.

Saímos os seis nossa casa e entramos naquele imenso carro em que um homem de smoking esperava com a porta aberta, os rapazes espararam até entrarmos sentei ao lado de Jane, e Lizzy em nossa frente ao lado de Jane sentou Charles e de frente para mim sentou John do outro lado de Lizzy de frente para Charles sentou Willian.

O Silêncio fazia aqueles poucos minutos eternos até que Charles e Jane começaram a conversar e se encontrar em gostos por livros e música, Lizzy e Willian reviravam os olhos a todo momento para eles, até que Willian, olha para Lizzy e pergunta algo que não pude ouvir direito.

Mas ela responde ríspida: - Não esqueça que isso é um acordo e não um encontro bizarro entre irmãos.

Willian concorda e os dois entram em modo empresário falando sobre empresas, compra venda todas essas coisas super chatas de negócios.

Eu continuo olhando pela janela para evitar qualquer contato com meu "noivo"

Até que ele me olha e diz

-O minha Linda, você aceita uma taça de champanhe?

-Não obrigada! Eu não bebo, não em público falei nervosa.

-Mas deveria, vai ficar mais relaxada! Ele insiste.

-Ela já disse que não quer ! E você não deveria beber também, lembre-se sem vexames essa noite. Seu irmão em modo empresário o repreende.

Penso em como ele é parecido com Lizzy.

-Mas eu posso dançar no coquetel ao menos irmão ?

-Só com sua noiva irmãozinho, sem gracinhas lembra. 

-Oh é claro espero que a minha lindinha, goste de dançar John fala olhando para mim.

-Na verdade não é uma das minhas coisas preferidas, acho que a ordem deveria ser conhecer uma pessoa conversando ao invés de dançar. Falo

-Concordo! Acho dançar uma coisa tão frívola. Willian responde.

-Você não dança? Lizzy pergunta curiosa olhando para Willian.

-Só se for obrigado! Ele responde em seco.

-Mas eu amo dançar e se só posso dançar com você minha lindinha, vai ficar de pernas bambas comigo. Ele finaliza com uma piscada e um meio sorriso de canto de boca,  eu me arrumo no banco e esfrego a mão nas coxas.

Antes que alguém fale alguma coisa o carro para.

E Willian começa a dar ordens:

-Abracem seus pares e fingam cara de apaixonados, não se desgrudem nem por um minuto, possem juntos para todas as fotos é se alguém quiser ir para casa o outro deve acompanhá-lo.

-Vamos a o show, cuidem e protejam a imagem de seu parceiro. Lizzy conclui.

Willian olha para ela e sorri ele é o primeiro a sair e alinhar o terno Lizzy sai em seguida, Willian dá um pequeno selinho em sua boca para as fotos estende o braço e entra no grande salão.

Em alguns segundos após a entrada deles Jane e Charles saem o mesmo processo ele alinha o terno da um beijo no rosto de Jane e estende o braço para ela eles possam para as fotos e entram após alguns segundos que pareceu uma eternidade John olha para mim e pergunta: - pronta para o show lindinha?

-Não e para de me chamar de lindinha que me deixa nervosa.

-Respira fundo e vamos pq o Show não pode parar. 

Fiz um sinal de sim com a cabeça ele saiu do carro, mas não se preocupou com o terno, somente passou a mão nos cabelos, entrelaçou nossas mãos deus alguns passos e me puxou com força, bati em seus peito e ele calou meu gemido de susto e dor com um beijo longo, pedindo passagem com a língua, eu sem saber porque sedi com meus olhos totalmente fechados sentia o reflexo dos feches em nossos rostos, ele partiu o beijo tirou um lenço do bolso e limpou o batom da boca, entramos para dentro do salão e minhas pernas tremiam mais que vara verde, dei graças a Deus o vestido longo.

 Quando nos encontramos com os outros quatro que nos esperavam para a foto oficial todos se puseram ao lado de sua parceira menos John que me abraçou pela cintura ficando atrás de mim ele me puxa tão forte que sinto seu corpo em minha bunda, coro de vergonha e com o nervosismo gravo as unhas no seu braço ele entende o recado e afrouxa os braços deixando alguns centímetros de espaço entre nós, todos mudam de lugar para foto oficial e Willan olha para John com olhar assassino. Após a foto willian segura John pelo cutuvelo e sussurra algo em seu ouvido, John revira os olhos e responde em tom sarcástico: -Sim senhor capitão faz até uma reverência.

Ele entrelaça nossas mãos e me puxa rápido pelo hooll de entrada para dentro do salão.


Notas Finais


Gente o gato é muito doido, a Mary entrou pelo cano. Tadinha.
Espero que estajam gostando, pois eu estou amando escrever essa fic.
Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...