História O garoto ideal - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Romance
Visualizações 11
Palavras 3.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OI OI GENTIIIIIIIIIIIIII
como estão?
VCS NÃO TEM IDEIA DE COMO ESSE CAP TÁ PERFEITO

Leiam e se deliciem com o romantismo no ar! Hihi
Boa leitura a todos e nos vemos nas notas finais!

Capítulo 15 - Primeiro beijo


Fanfic / Fanfiction O garoto ideal - Capítulo 15 - Primeiro beijo

POV. Will

 

Assim que entramos no quarto do Ryan, o mesmo já estava acordado e sorri assim que nos vê 

-AÍ RYAN GRAÇAS A DEUS– a Kath grita enquanto finalmente o abraça e solta as lágrimas que tanto segurava ja que queria parecer calma. Sem sucesso a propósito.

-calma Kath– ele sorri fraco– eu to bem– ele solta um gemido e ela desgruda dele rapidamente– só tá doendo um pouco 

-desculpa– ela diz baixinho se recompondo e passando os dedos lentamente em seu machucado e lhe dando um selinho 

-como vim parar aqui?– ele pergunta para a sua namorada e depois passa os olhos em mim, na Camilla e no Eduardo– Camilla tá tudo bem?

Ele pergunta percebendo que ela não está nem o olhando direito e está com a cabeça apoiada no ombro do seu pai 

-ela teve que tomar um medicamento por conta do nervosismo, mas daqui algumas horas ela volta ao normal–digo– graças a ela que você está aqui. Vou até ele e o comprimento 

-eu lembro de ter ligado a ela pra contar algo mas o gregory entrou no quarto e eu tive que desligar

-e por sorte ela ligou pra gente– Eduardo se pronuncia, se aproximando do Ryan– faz tempo que não te vejo Ry– o mais velho estende a mão para ele e sorri quando o mesmo a aperta também sorrindo 

Que porra é essa de Ry? Eles são íntimos?

-o Slovenly em pessoa aqui por minha causa, que honra– o Ryan fala rindo e o mesmo concorda com a cabeça 

Slovenly? E eu achando que o Eduardo tinha gostado de mim mas ele deve me achar um merda perto do Ryan pelo visto.

-minha filha ligou desesperada para mim e para o moço ali– moço ali? Sério mesmo?

- e viemos correndo para ajudar, te encontramos na faculdade e chamamos a ambulância– completo 

-Ryan, já que está consciente, poderia dizer o oque aconteceu exatamente?– o médico diz– para conseguirmos entender melhor e fazer a ficha médica 

Nesse momento a Camilla arruma a postura e o encara, provavelmente querendo saber também.

O mesmo respira fundo, enche o pulmão de ar e fala

–bom...como posso começar–ele olha para a Camilla– eu recebi um ultimato do gregory. Hoje de manhã ele disse que você Camilla, não o tratava como merecia e eu devia falar com você sobre, mas é óbvio que eu não dei a mínima e fui embora porque sabemos que ele é meio paranóico – ele faz uma pausa– depois que cheguei do Mc– ele engole seco– comecei a receber mensagens do gregory ameaçando eu e a Kath só porque eu não tinha o ajudado. Depois disso a Katharine foi lá no meu quarto, nos passamos um tempo juntos e logo em seguida ela foi embora. Queria ligar para a Camilla para contar o que tinha acontecido mas nesse meio tempo o Gregory entrou no meu apartamento e eu tive que desligar o celular– ele olha para mim e para o Eduardo – ele começou a gritar comigo e me bater, mas eu não queria machuca-lo. Eu tentei enrola-lo o quanto deu para que se alguém escutasse, viesse tirar ele de perto de mim .Eu só desviava e devolvia os socos se precisava porque vocês sabem como ele é.– faz uma pausa engolindo seco novamente–Teve uma hora que ele me deu um chute no rosto e eu acabei caindo para traz e batendo a cabeça na mesa, deve ser por isso o corte– ele põe a mão no mesmo– depois disso não lembro de mais nada.

-Filho da puta– Kath xinga

-literalmente– Eduardo se pronuncia 

-como assim?– pergunto confuso 

-a mãe dele é uma prostituta– Ryan afirma e eu arregalo os olhos– não é atoa que ele tem problemas psicológicos.

Ok, por essa eu não esperava

-e ele sumiu depois disso?– Kath pergunta 

-acho que sim

-chegamos muito tarde– Eduardo diz com o punho fechado

Camilla continua parada sem qualquer reação que for. Coitada, tudo que ela deve estar querendo é falar com o Ryan 

-eu preciso ficar aqui por muito tempo?– Ryan pergunta ao médico 

-só hoje de noite em observação, mas amanhã já terá alta

-ok obrigada 

-mais alguma pergunta ou posso me retirar?– o doutor pergunta 

-a Camilla precisará de companhia até voltar ao normal?– o pai da mesma pergunta 

-seria bom porque até ela melhorar Camilla irá ficar do jeito que está agora e quando o efeito passar, ela precisara de ajuda em algumas coisas, e de explicações também 

-ok– Eduardo fala e lança um olhar para mim 

-quando o efeito irá passar?– pergunto 

-Entre 1 a 3 horas no máximo

concordo com a cabeça e ele se retira 

-vai querer carona para a faculdade Kath? Ou irá passar a noite?

-ela olha para o Ryan e diz– ah eu vou ficar com ele aqui o fazendo companhia– ela sorri para o mesmo enquanto acaricia sua bochecha com o dedão 

-ok então– digo por fim– vamos?— pergunto ao Eduardo e o mesmo concorda– tchau gente– me dispeço do Ryan com um aperto de mão e da Kath com um beijo na bochecha, me aproximo de Cami enquanto Eduardo faz o mesmo 

-como voce tá?– pergunto em um tom de voz baixo próximo a sua orelha só para ela ouvir

A mesma não responde nada, só apoia a cabeça em mim em sinal de cansaço.

Eduardo passa por nós e vai até a porta. Eu guio a Camilla fazendo o mesmo para irmos embora 

Entrando no carro, o mais velho senta ao meu lado e Camilla vai no banco de atrás. O mesmo me entrega a chave que estava com com ele e assim fazemos o caminho de volta em silêncio 

Assim que chegamos no condomínio de Camilla, olho para Eduardo e percebo que ele está preocupado com algo

-ta tudo certo?– pergunto me direcionando para ele 

-ahh...sim– ele diz meio confuso, me olhando em seguida– eu posso te pedir uma coisa Will?

Ah agora ele lembra meu nome, mas na frente de todos não né, BELEZA.

-o que quiser– respondo 

-você poderia ficar com a Camilla até ela melhorar? Eu estou cheio de compromissos em casa e preciso resolver assuntos com minha esposa– nesse momento sinto o olhar de Camilla se virar para o pai– Acredito que por Cami ter te chamado hoje deve ser porque ela confia em você então, deixo ela em suas mãos– ele olha diretamente para mim

-claro, sem problemas

-não faça besteira– o mesmo diz por fim saindo do meu carro e indo em direção ao dele 

 Respiro fundo e ajudo a Camilla a descer do automóvel . Ela sinaliza para o porteiro e assim entramos no seu prédio. Assim que chegamos na porta de seu apartamento a Cami me entrega a chave para eu abrir.

Entramos calmamente e nos sentamos no sofá. Daqui uns 35 minutos no mínimo ela já estará melhor. Respiro fundo novamente e a encaro 

-está com fome? Sono?– pergunto e ela nega com a cabeça– dor?–Cami nega novamente

A olho com calma e reparo que está suando e com as roupas sujas de sangue. Ela está de calça, regata e jaqueta e todas as peças estão sujas 

-calor?– pergunto e ela finalmente concorda 

Me levanto e vou até seu quarto, assim que entro me lembro das duas vezes que estive aqui, sorrio com a recordação e vou diretamente ao armário de roupas. O abro e fico em dúvida entre as peças íntimas, tipo será que ela dorme com? Enfim, seleciono um conjunto de lingerie azul bebê, confesso que fiquei surpreso ao ver o tamanho das peças. Ela realmente é muito gostosa. Dai começo a me questionar entre uma calça soltinha com uma regata decotada — que eu deduzo ser um pijama— preta com detalhes em branco e uma camisola amarela curtinha. Eu acabo separando o conjunto porque é mais a cara dela, mesmo querendo muito a ver com a camisola.

Volto para a sala e encontro a Camilla ainda sentada no mesmo lugar só que dessa vez chorando 

-Cami –corro até ela –o que foi?

Ela me olha e nega com a cabeça. Eu coloco minhas mãos em seu rosto e a olho fixamente 

-o que está acontecendo?–Ela nega novamente– tudo bem– respiro fundo– quando estiver melhor conversamos sobre isso– assim que termino de falar a envolvo em um abraço carinhoso – agora você vai se acalmar e vai tomar um banho enquanto eu preparo algo para comermos. Já separei uma roupa pra você 

Camilla se afasta de mim e concorda me dando um beijo na bochecha e indo em direção ao seu quarto calmamente .

Não sei o que aconteceu pra ela estar chorando assim, mas irei descobrir

 

[...]

 

Passou uns 40 minutos e Camilla ainda não havia saído do banho, mas eu não estou preocupado porque ela está bem “zumbi” então é normal que demore, mas a qualquer momento ela irá voltar ao normal. Eu estou terminando de arrumar a mesa para jantarmos 

Eu não sou muito de cozinhar, mas tenho que admitir que está com um cheiro ótimo. Fiz um macarrão ao molho branco e fritei uns frangos que achei no congelador, improvisei legal.

De repente escuto passos pelo corredor e, assim que me viro vejo Camilla vestida com a roupa que eu separei e sorrindo pra mim 

E tenho que dizer, que sorriso 

 

POV. Camilla 

 

Durante o meu banho eu “acordei” vamos dizer assim. Tudo que tinha acontecido passou pela minha mente e eu finalmente me dei conta de tudo. Suspirei fundo e deixei minha mente trabalhar em cima dos acontecimentos.

Fico feliz por Ryan estar bem, estou bem magoada pelo que o gregory fez, estou bem preocupada também sobre como meu pai se referiu a minha mãe, mas nenhum desses sentimentos supera o carinho que estou sentindo pelo Will 

Ele foi simplesmente maravilhoso comigo. Ele me ajudou, separou minha roupa, me deu apoio, se preocupou comigo. Ele cuidou de mim e eu preciso muito agradecê-lo por isso 

Agora estou terminando de me trocar e de pentear o meu cabelo molhado. Estou preocupada com o Ryan ainda, mas não consigo deixar de sorrir.

Abro a porta e vou até a cozinha e me deparo com o Will arrumando a mesa, o que me deixa mais feliz ainda. Assim que ele se vira para mim eu abro o maior sorriso que eu consigo e ele retribui 

-você tá bem?– ele pergunta se aproximando ainda sorrindo

-eu to ótima– sorrio e chego mais perto ainda– obrigada Will de verdade, por tudo 

Ele me envolve em seus braços em um abraço apertado e eu passo os braços pelo seu pescoço. 

-Eu fiz janta, você precisa se alimentar– ele fala calmamente 

-brigada– desfaço o abraço– vamos comer?

 

[...]

 

Passou uns minutos e enquanto jantávamos Will me contou tudo com detalhes para eu conseguir entender bem o que aconteceu. 

Realmente não esperava algo assim do gregory mas, confesso que não estou totalmente surpresa 

Will também me contou sobre como meu pai havia agido a respeito de tudo isso. Meu pai é um homem bom, mas que quando algo dá errado ele vira outra pessoa 

-fico feliz que ele não foi grosso com você– coloco a última garfada na boca– meu deus sério, Will a comida tava ótima

-eu tento

E novamente está ele aí sendo perfeito em tudo novamente 

-sério– rio fraco– não acredito que me deu medicamento, eu tava ótima

-nossa ótima– ele fala com sarcasmo

-tá talvez eu não estivesse as mil maravilhas– falo rindo e levantando para ir lavar a louça da refeição– mas agora eu estou 

Depois de alguns segundos que falei isso acabei deixando cair o prato de minhas mãos e ele quebrar no chão 

-Camilla...– Will se levanta e vem até mim– você tem que entender que ainda não está 100% bem tá?– ele me afasta dos cacos– senta no sofá enquanto eu limpo isso

Faço o que Will pediu e fico analisando a roupa que vestia, rio fraco com isso. Estou com um conjunto que ganhei da minha mãe, ele é bem fresco e na regata Tem um decote que deixa amostra meu busto e valoriza meus peitos.

-do que está rindo?– ele pergunta se sentando ao meu lado 

-gostei da roupa que separou– digo o olhando 

-que bom, fiquei em dúvida entre essa e uma camisola curtinha 

-ah você escolheu bem acredite

-é que está calor então pensei em pegar a camisola amarela sabe, pra ficar mais confortável e como você estava suando me veio à mente. Mas eu achei tão...sla, legal esse conjunto aí.– ele passa os olhos pelo meu corpo rapidamente me deixando levemente corada e desconfortável 

-nunca usei aquela camisola, ganhei da Kath quando tinha 16 anos junto com outras peças de roupa mas sla, não é muito minha cara

-entendo-ele me encara por mais alguns segundos 

-mas e a lingerie? Também ficou em dúvida?- pergunto e ele ri fraco desviando o olhar 

-sim..–ele sorri– não sabia se você usava em casa, mas ainda bem que acertei 

-acertou mesmo–agora ele está desconfortável –bom, não sei você mas eu to precisando me divertir um pouco

-nem pense em sair Camilla– Will me olha rígido– você não tá em um estado bom pra isso 

-quem disse que precisamos sair?– sorrio e Will me olha confuso– espera um pouco 

Levanto do sofá e vou até meu quarto pegando minha caixinha de som e a conectando na minha playlist do celular 

Volto para a sala, apoiando a mesma na mesa.

-você é inacreditável– Will diz se levantando 

-escolhe a música 

-põe uma animada primeiro 

-tá mas tipo qual?

-qual seu cantor favorito?–ele pergunta e eu paro pra pensar  

-Justin Bieber, Ed Sheeran , Rihanna, Ariana Grande, Selena Gomez, esse tipo de coisa 

-tá então põe aquela de 2010 do Bieber com o Kingston, sabe? A Eenie Meenie 

-pode ser– falo sorrindo porque eu simplesmente amo essa musica

Eenie meenie miney mo

Catch a bad chick by her toe

If she holla, if, if, if she holla let her go

She's indecisive, she can't decide

She keeps on looking from left to right

Girl, come a bit closer, look in my eyes

Searching is so wrong, I'm Mr. Right

(Uni-duni-duni-tê

Pegue a gata pelo dedo do pé

Se ela enrolar, se, se, se ela enrolar, deixe-a ir

Ela é indecisa, não consegue decidir

Ela não para de olhar de um lado para o outro

Menina, vamos, chegue mais perto, olhe nos meus olhos

Procurar é tão errado, eu sou o Sr. Ideal)

A música começa a tocar e eu e o Will começamos a dançar juntos, como se estivéssemos em uma balada 

A música vai aumentando o ritmo e nos vamos no seu embalo

You can't make up your mind, mind, mind, mind, mind

Please don't waste my time, time, time, time, time

I'm not trying to rewind-wind-wind-wind-wind

I wish our hearts could come together as one

But shorty is a eenie meenie miney mo lover

Shorty is a eenie meenie miney mo lover

Shorty is a eenie meenie miney mo lover

Shorty is a eenie meenie miney mo lover, oh

Let me show you what you're missing, paradise

With me you're winning girl, you don't have to roll the dice

Tell me what you're really here for

Them other guys? I can see right through ya

(Você não consegue se decidir

Por favor, não desperdice meu tempo, tempo, tempo

Eu não estou tentando rebobinar, nar, nar, nar

Eu queria que nossos corações fossem como um só

Porque a gata faz uni-duni-duni-tê no amor

A gata faz uni-duni-duni-tê no amor

A gata faz uni-duni-duni-tê no amor

A gata faz uni-duni-duni-tê no amor

Deixe eu te mostrar o que você está perdendo, paraíso

Comigo você é vencedora, garota, não precisa rolar os dados

Diga-me porque você realmente está aqui

Pelos outros caras? Eu posso ver claramente)

Assim que chega no refrão, eu me toco que a letra dessa música é bem “sugestiva” se é que me entendem. 

Dançamos feito loucos até o final da música 

-agora põe uma lenta– ele fala pra mim ofegante– mas não MUITO lenta– eu rio fraco também ofegante 

Assim, coloco Thinking Out Loud do Ed Sheeran 

When your legs don't work like they used to before

And I can't sweep you off of your feet

Will your mouth still remember the taste of my love?

Will your eyes still smile from your cheeks?

And darling I will be loving you till we're seventy

And baby, my heart could still fall as hard at twenty-three

And I'm thinking about how

(Quando suas pernas não funcionarem como antes

E eu não puder te carregar no colo

Sua boca ainda se lembrará do gosto do meu amor?

Seus olhos ainda sorrirão junto de suas bochechas?

Querida, eu te amarei até que tenhamos 70 anos

Amor, meu coração ainda se apaixonaria tão intensamente como foi aos 23 anos

E estou pensando em como)

A música começa e nós nos juntamos para começar a dançar. Uma dança tipo valsa, lenta e calma.

Will está com as mãos em minha cintura e as minhas estão envolta de seu pescoço, nossos rostos estão a centímetros de distância e ele me olha intensamente

So honey, now, take me into your loving arms

(Eu só quero te dizer que estou apaixonado)

Quando essa parte chega, sinto Will me apertar mais contra ele e seu rosto se aproximar mais do meu 

Kiss me under the light of a thousand stars

Place your head on my beating heart

(Então querida, agora, me abrace amorosamente

Beije-me sob a luz de mil estrelas

Coloque sua cabeça sobre meu coração acelerado)

Nisso, Will me beija.

Um beijo calmo e amoroso, nossas línguas se sincronizam e aproximo-me mais dele segurando sua nuca enquanto uma de suas mãos vai para eu rosto e a outra permanece na minha cintura

I'm thinking out loud

And maybe we found love right where we are

(Estou pensando alto

Talvez nós tenhamos encontrado o amor bem onde nós estamos).


Notas Finais


FINALMENTE NÉ?
esse capitulo está simplesmente INCRÍVEL
Eu amei mto e espero que tenham gostado também <3

Digam o que acharam
Até o próximo capítulo
BJSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...