História O irmão do meu namorado. - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 49
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Literatura Feminina, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 47 - Cap 47


Cristian 

Eu e Felicia saímos antes da festa terminar,e decidimos ir para casa, vamos em silêncio,possívelmente ela deve está exatamente como estou me sentido; pensativo, confuso ,surpreso ,e também com muita saudades ,ao mesmo tempo que desejo beijar-la, também quero entender por que tomou tal atitude inesperada, confesso que adorei sua maneira madura de se comportar...

Ela me encara ,e passa sua mão por cima da minha suavemente,chegamos e coloco o carro na garagem, eu a puxo por a cintura para um beijo ,sinto sua lingua se enroscar na minha,que saudade ,que tesão que estou sentindo por ela ,aperto seu bumbum forte ,depois a abraço ainda no beijo ardente ,nossas bocas não queriam largar uma a outra, ela puxa meus lábios entre seus dentes mordiscando. 

- Vem Vamos entrar.

Entramos e caminhamos até a cozinha,ela senta-se enquanto vou pegar um bom vinho na adega, volto o mais rápido possível, ela sorrir, estava sem as sandálias e comia alguns morangos. 

- Então, me explica o que te fez tomar tal atitude? 

- Você... Eu percebi que o orgulho não faz bem ,e pensei o máximo que pode acontecer é ser ignorada então vou arriscar mais uma vez...

Dou um sorriso pegando duas taças e a servindo.

- Obrigado por fazer isso meu amor.

Ela sorrir.

- Desculpe mais uma vez por ser um cabeça dura,eu... Eu te amo Felicia. 

- Eu também te amo muito seu estúpido, meu estúpido- ela me puxa por o suspensório e põe o morango na minha boca,me beijando ,me aproximo ficando em pé a sua frente entre suas pernas que entrançam meus quadris ,beijo seu pescoço a fazendo colar seu corpo ao meu,subindo seu vestidos aos poucos,chegando a sua calsinha de renda.

- E se chegar alguém? Pergunta ela baixinho,sabendo exatamente minha intenção.

- Não Vai chegar - respondo puxando sua calsinha para o lado e descendo com minha boca até sua virilha,beijo suavemente percebo que está molhada ,então começo a lamber-la,ela ofega passando as mãos no meu cabelo, mas não me contento ,não é o suficiente, então continuo e a chupo com maestria, a fazendo gemer ,ela se escora no balcão, e suas mãos dessa vez puxam meus cabelos.

- Cristian... - geme meu nome ofegante - ...nossa ,Ahh

Então paro,ela me encara. 

- Não para por favor - fala ela ofegante...

Eu a obedeço até ela chegar ao orgasmo intenso a fazendo gemer alto, dessa vez eu desejo sentir-la então a possuo, ela me beija,aperta meus braços, continuo,mas não desejo parar rápido, puxo seu vestido o retirando a deixando de lengerie, ao vê ela sendo possuída era inexplicável, eu a beijo no pescoço, aperto ouvindo seus gemidos,então prossigo mais rápido, mais intenso, nossos olhares se encaravam ,ela sorrir ofegante antes de beijar minha boca a devorando...

Depois de horas fazendo amor ,ela deita sua cabeça em meu peito.

- Sabe cheguei a pensar que queria apenas sexo comigo, e que procurou uma desculpa para me deixar.

- Claro que não, Felicia eu tive uma decepção muito grande com uma pessoa do passado...então...

- Amor não precisa falar se isso ainda te machuca,mas eu não sou essa pessoa ,eu a Felicia, não vou te decepcionar .

Eu passo as mãos nos seus cabelos beijando sua cabeça. 

- Eu sei...é que odeio mentiras ,eu fui casado por 2 anos..

Ela se senta me encarando.

- E ainda é casado? 

- Não, ela nunca me amou, sempre foi o dinheiro, eu estava cego e não percebi até encontrar-la com outro..

- Nossa,eu sinto muito Cristian deve ter sido horrível...Eu sei mais ou menos como se sentiu,claro que não foi igual,pois era recente meu relacionamento com o Caio, quando o flagrei... 

Ela sorrir.

- ...Sabe ,ainda bem que nos ferraram, assim conhecermos um ao outro.

- É verdade ,fodidamente magoados ,loucos,e possessivos - apertando seu nariz. 

- Mas não venha pensar que vou fazer o mesmo Cristian, precisa confiar em mim, você sempre explode me deixando muito triste,se fizer isso novamente...eu te mato! 

Eu a beijo.

- Sério Felicia, você me ajudou a amar novamente,apesar de ser uma tampinha irritante as vezes.

- O que? Seu ...- ela me bate.


Felicia 

A noite não poderia ter sido melhor,dormir de conchinha com o Cristian depois de muita sacanagens , eu o observo dormir em silêncio,saber que meu lindinho sofreu ao ter seu coração despedaçado por uma louca,afinal somente uma maluca para deixar um homem desse escapar assim, me deu ciumes e raiva ao mesmo tempo,ciúmes por saber que ele amou outra tão intensamente ao ponto de guase desacreditar no amor, ao ponto de se tornar um mulherengo estúpido e possessivo ciumento por achar que todas mulheres são cretinas como sua ex , ela deve ter sido muito importante na sua vida, será que ainda sente algo por ela? Não quero pensar nisso pois me dá raiva ,raiva por saber que alguém é capaz de ser mesquinha, interresseira ao ponto de trocar um amor de verdade por dinheiro ,por papéis, e como pode ter traido um cara gostoso pra caralho como o Cristian...ele boceja e abre um dos olhos.

- Já acordou? Pergunta sonolento - que horas são? 

- São 10 horas da manhã dorminhoco. 

- Hoje é domingo  então podemos ficar aqui na cama.

- Não dá Cristian, estou com fome ,acorda,levanta. 

- Aff...vem aqui..

- Não, sério, vamos se levantar e sair para comer,e preciso ir para casa.

- Ok.

Ele me puxa me beijando,dou risadas tentando resistir-lo,e consigo minutos depois o tirar da cama,tomamos banho ,por sorte tinha uma roupa minha no closed dele ,descemos e se depararmos com Pitter de roupão, e Caio fazendo um lanche para eles. 

- Bom dia casal de safadinhos! exclama Pitter rindo.

- Oi Bom dia amigo, então galera estamos de saída, vamos levar a mamãe para comer fora ,querem ir? Pergunto pegando um pedaço do sanduíche.

- Não obrigado,se divirtam - fala Caio- Pois tenho outros planos para esse domingo.

- Humm...ok. 

Cristian buzina lá fora. Eu saio e entro no carro,ele tava lindo, bermuta ,uma blusa preta e oculos escuros ,e tênis, bem despojado mais um gatinho,vamos para minha residência, entramos juntos,minha mãe nos encara,mais não parece surpresa,no fundo ela sabia que íamos ficar juntos .

- Olá rapaz ,quanto tempo...e da proxima vez que ambos brigarem,tratem de fazerem as pazes logo,não quero mais vê minha filha chorar ,entendeu?

- Sim Sra. 

Subo os deixando conversar na sala ,vou me trocar para sairmos ,vamos a shomping e passear um pouco,estou voando nas nuvens por saber que dessa vez estou do lado do Cristian.....








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...